Transcrição

E aí [Música] o Olá terráqueos como é que você tá eu só Rogério Vilela está começando mais um inteligência limitada o programa onde a limitação da Inteligência acontece somente por parte do apresentador que vos fala porque sempre trago pessoas mais inteligente mais interessante com a vida muito mais legal do que a minha e do que a sua não é pequeno Max com toda certeza que você está substituindo o seu irmão mais velho o mandíbula que que aconteceu com mandíbula ele tá de folga né acha que ele tava em operação não não ele tá tá bem tá sabendo que a saudável tá tratando a mandíbula é exatamente e antes de falar com o grande Saulo aqui que a gente vai falar com o pessoal que tá na sua Live como que eles participam pelas sete para participar é muito fácil caso você queria mandar o seu comentário é só pergunta ou se eu já vazão é só mandar um super chat nós vamos fixar os valores no chat agora fixado lá então só você ir lá e dar uma olhada Lembrando que vamos ver as melhores perguntas que os melhores comentários da palavra todas as perguntas não dá para ler os comentários nós já Buzz gente faz abrir uma exceção né abrir uma exceção né o João Plenário iria concordar com a gente pagando que mal tem né Obrigado Saulo pela presença eu sou um cara muito interesseiro Então antes de começar qualquer papo sempre peço meu presente nude que vai aqui para o cenário a gente coloca todo esse presente aqui é o pessoal traz coisa que não tá usando tá na sua casa e aí traz aqui aí vira as pedaço do cenário bom precisão tá com você Eu tô a seu serviço roupa eu acabei de gravar o gente lhe granjeou eu Boa noite peido do último episódio dessa dessa série que ele tem que esterminadores do além E aí cara e me chamou eu e o Igor Igor Guimarães muito divertido porque eu fiz uma parte do João treinado que o personagem tem muito a ver com João Plenário é um juíza e tal das trevas e tal e aí cara brincando lá Mendes não tem alguém falou de Matar Um Oi e aí eu moro em Belo Horizonte eu moro em BH e toda semana eu vim para cá então e aí a história do presente noite eu não tinha nada cara porque eu vim eu vim com né É nada de roupa e fala mas aí eu fiz o lançamento oficial lá no Gentili já até falei com ele Carlos Alberto ia ficar chateado que é o álbum de figurinhas João Plenário e os grandes políticos brasileiros e maracujá aqui em cima só dá pra ver objeto extraordinário que vai impactar na educação na América Latina só projeto só grandes políticos brasileiros é só os heróis brasileiros meus colegas desde o mensalão a lava-jato é a metade do álbum com a presa a outra metade daqui a pouco agora o que leva vilelinha eu vou levar hoje Vilela isso aqui é um projeto de lei ordinária e tem que tem coisas aqui interessantíssimas por Além disso os profundos seguem-se os homens da polícia brasileira é e nós temos aqui com o jornal aqui são páginas de recreação educativas da palavras cruzadas para jogos jornal é que é é muito pra com jovens lembra de quem era o dono das Marés cheias de propina 6 letras então cê vai diz que vai descobrindo pela opinar da propina no Brasil quem falou m**** no celular e se fodeu aqui há cinco letras já que ele não é qual foi o político faminto que roubou a merenda escolar o seu Paulo eu conheço e tem também perguntas sobre conhecimentos gerais geografia Onde fica as Ilhas caymans grande religião O que é Paraíso Fiscal E tem também diga que vai trabalhos manuais Como armazenar o dinheiro e mala como dobrar a se quiser eu vou terminar um jeito né para fazer mercado então série Isso é coisa e aqui tá na rua vem para hoje e aqui tá na tela o pessoal quando a gente anunciou o senhor aqui o pessoal começou a falar que parecia com o Gilmar Mendes olha aqui Marinho fica ficar dúvida corta por uma câmera tomada também olha aí te falo muito isso fala o meu Deus você é impressionante um prédio dele alguma coisa de falar você tá me imitando tá fazendo absolutamente veio antes né Não primeiro João Bernardo tem tem 25 anos de personagem eu o Gilmar e vai tá estudando direito aí já tá mente não tem não tem fazer o que é que parece mesmo valeu Maxi mas fez a pesquisa aí mas base então fica aqui meu presente que liga a água o seu maravilhoso álbum de figurinhas em banca de revista a gente o pessoal fala que o Brasil não tem mais orgulho futebol que não eram ganha mais políticos a gente tem que ter orgulho cada apenas maiores os políticos aqui a maior seleção a maior cena Box selecção isso eu não é você acha que o rei mar ganhar muito dinheiro rapaz quem anda imagem é Neymar mas mas engraçado porque as pessoas que estão estão te vendo muitas muitas pessoas vão te conhecer somente pela praça mas eu tava falando aqui antes de antes da gente começar aqui a Primeira Lembrança que eu tenho de você eu e meu pai assistindo o do Rolando Boldrin Som Brasil com você fazendo os personagens maravilhosos um velho uma velha eu não sei se fez mais pessoas já era muito muito criança mas eu lembro isso meu pai assistia tudo lá e fala Esse cara é um grande ator e depois ele te viu na praça e focar é aquele mesmo que a gente viu lá então pensa a ligação lá e a memória afetiva que eu tenho então ver ela não é que um boa tem auxílio-acidente da minha vida Lógico que não eu desde garoto já era humorista ele tava personagens e tal já fazia personagens EA música sempre presente o cantor comecei a cantar antes de atuar como ator e como humorista e tudo mais Mas da forma que foi o João Plenário os personagens da Praça é Nossa foi e-mail de acidente porque eu tava envolvido muito e sempre estive e vou estar até morrer com a essência da cultura popular brasileira que é o que me interessa eu sou um uma região muito rica de cultura que o Vale do Jequitinhonha eu sou de Pedra Azul a cidade linda e tal rodeada de pedras EA cultura folclórica sempre me pegou sempre me emocionou é a minha Essência o meu prazer de viver como artista lidar com essa com essa cultura popular e tal isso me interessa demais isso me emociona muito e viver para mim emocionar mas aí aconteceu o acidente eu fui no acidente de percurso digamos assim eu fui no Jô Soares eu fui umas duas três vezes no show mas é a primeira vez que eu fui o Carlos Roberto vinho e tal e aí me convidou falar que personagens engraçados e fazer um rio e o que ele tava Pô vem para cá e tal e eu na época quero estava desenvolvendo um trabalho com Lima Duarte a é chamado o sertão Sertão baseado na obra Grande Sertão Veredas Guimarães Rosa é um Lima é um grande conhecedor de Guimarães e eu também gosto muito de mergulho muito na ó galera Guimarães era um recital que sobrar obra Grande Sertão beleza fazendo uma temporada de São Paulo durante um ano depois viajam para o exterior um pai Washington acompanhamento musical era eu Lima e o papete saudoso para Pet grande músico percussionista do Maranhão mas é um grande compositor também e tal e nós três fizemos a temporada aí vamos para o Washington a embaixada brasileira visando o show na Filadélfia Nova York tal apresentando a obra Grande Sertão Veredas como um recital Tolima no palco um grande livro assim a lendo e contracenando comigo a gente falando os textos do de a Dori no e o balde e tal com a percussão e com a música do do papete músicas regionais Evidente a gente e aí cara eu nem vou é isso ia já apresentou no programa em mim na chamada arrumação depois nós vamos falar sobre ele é o Projeto existe há 30 anos a TV Cultura de menos eu tava envolvido com isso de corpo e alma e Claudinha Pedro Carlos Alberto não vem para a praça e lógico a praça um para uma super popular e tal fenômeno é bem minha praia e tal e deu uma enrolada nenhum tempo passou e depois o maior produtor me ligar eu tinha medo de mim é eu desviar porque eu tava criando ali aquela coisa né um público específico ali aquela coisa da Benção da cultura popular que sempre uma coisa que me emociona que me encanta e tal e aí ele foi insistindo aí um belo dia Dona Mazé um antigo produtor dele foram não cara quer ele quer te conhecer porque ela vai ter um papo e tal Eu falei Lógico que não quer conhecer o Carlos Alberto não aí eu fui ah não deu outra porque ele é muito generoso muito carismático e tal e falou guerra escada maravilhosa e sacada maravilhosa e tal e na época eu era novinho cheguei na praça com 30 30 anos de idade eu era mais novo era mais o c****** mais ou menos 90 antes de 90 um pouco é o final dos anos 80 e aí tava todo mundo ali o Golias canarinho Velha Surda Vera Verão tudo se puder imaginar tudo estavam ser bonitinho Consuelo Leandro e saiu mais novinho ali tal e aí cara ele falou Pô faz um teste aí seu personagem é muito bom então aí eu fiz terminei ele falou olha Tá contratado hoje agora não não vi a João Plenário José Roberto era um hip que eu fazia um riponga sem só uma barra o seguinte bicho que doideira é essa aqui com você Vilela você é luta e era usava a cabe nele cara e depois rolou Thomé das Letras Não São Thomé das Letras exatamente luzindo nas visual do solo dele era grande ela que era era Dread e tal o e aquelas batatas e depois surgiu que ela é metaleiro que também essa já é a cara m973 cara eu morava no Rio e eu e um colega de infância chamado e tudo Pedra Azul é o grande querido amigo e tal conterrâneo a gente uma dupla cantava e tal e já envolvido com muito bom cultura popular morava no rio mas aí deu uma louca da gente de organizar o 3º Festival Ao Ar Livre do Brasil com certeza foi o terceiro convencer o festival Uma cidadezinha aqui a nossa cidade de Pedra Azul pequenininha 10 mil habitantes cara mora a gente morava no rio Ipanema Leblon e tal aí de repente demos o nome transa som rock rock pop no sertão transasom pop rock pop do Sertão rápido levamos dois ônibus dos grandes grupos de rock daquela época o grão que acompanhava o Tim Maia a ser gay é Ademir Paulo está se o primeiro DJ do Brasil ele ele ele trabalhava na boate le Battle e Rapaziada Paulo Cláudio Maurício vímana dois ônibus de roqueiros mesmo autêntico Raízes que eu quero raiz mesmo então e sabe como nós recebemos essa turma lá com a folia de reis ou Reisado na entrada nas cidades que eles bater serão pessoal tocando As fotinhos ele de cara de coisa e aí chegando os ônibus e tal e a cidade fui para trazer uma cidade e-mail de montanha como que é é rodeada de montanhas mais uma cidade meio número de um ambiente rural certa forma e e aí rapaz daquela época essa coisa de carona era muito totalmente diferente é verdade hoje era amor tem normal pegava carona então eu sei que uma se dá e deve receber mais de 5 mil pessoas jovens do país inteiro na campanha campanha de tomando banho naqueles rios e tal aquela loucura e muito maconha e Muita confusão e muito rolo Melo e cogumelo E aí os pois esses personagens que eu tenho regionais que a minha velhinha tá ela Engraçado que eu via muita coisa que às vezes falando assim e é o Dia D G E assim hip tá todo bebendo na com e fumando banho e aí surgiu o que lê se o José Roberto essa coisa toda cara E aí foi conhecer os personagens que eu comecei na praça aí depois de uns 4 5 anos você começou já de cara se sentir uma diferença assim você tava fazendo uma coisa Regional uma coisa e já já viu uma diferença nas ruas a boi uma explosão muito grande comprovar uma muito era por mais ainda era mais né tinha muito mais uma cor ou é mais televisão de graça essas coisas de audiência uma coisa impressionante O que é que hoje vendo 13 e 15 pontos é uma pessoa que era 50 então eu não com areia ali na 40 pontos Carambola alguma coisa absurda eram quase metade por exemplo das pessoas estão assistindo por aí 50 é exatamente então é incrível e aí eu fiquei muito conhecido e tal e sem dúvida alguma é uma coisa muito prazerosa né meu trabalho viajei muito por conta disso então mesmo mesmo com música trabalhando com música mas os personagens começaram ficar muito reconhecidos e tal e aí um belo dia já no meu programa que o programa arrumação é um programa que existe na Rede Minas e é uma revista cultural não só a gente leva grandes nomes da MPB como artistas emergentes também e sempre com a tônica da cultura popular da música Regional da moda de viola a cultura regional não a cultura de massa um toque a música sertaneja tal alguns esporão evidentemente alguns momentos e tal mas interessava a gente mais essa música de raiz mesmo toca Renato Teixeira aqui ficar sem perder a hora que eu sair do hospital moda de viola essa coisa mais raiz ainda tem Olhe as Mirella relacionar olha se tem uma coisa complexa para falar é sobre isso porque existe sim existe guetos digamos assim guetos tribos infelizmente por um lado a tribos guetos são importantíssimos que tá mantendo cada um tendo a liberdade de manifestar sua arte não é mostrar essa diversidade cultural que existe o Brasil com leveza e tendo um público que consome por outro lado é triste porque você fala de guetos coisas pequenas coisas alternativas coisa alternativa é bom Por um lado por outro lado e um absurdo porque ele podia tá aí sendo consumido como qualquer outra arte como rock que tá aí como a música sertaneja e tudo mais não mas isso é alternativo é por um lado legal o mundo do universo Cult não sei o que é legal e não é o mesmo a pessoa tem que pagar as contas é enfim existe sim existe movimentos as importantíssimos pessoas talentosíssimas trabalhando essa linha da cultura regional ela é você é costurando o programa apresenta apresentando chama chama esse pessoal beleza com coisas mais conhecidas e essa festa Mais Região Mas também como é como disse uma revista cultural fazer uma reportagem sobre a cultura popular viajamos pelo interior mostramos a culinária mineira e tendo isso aqui é fantástico Então essa mistura toda mas sempre primando por isso o nosso programa já passou em medo Pascoal guinga Toninho Horta Beto Guedes Lô Borges Flávio Venturini E aí ele toma e Chico César e Zeca Baleiro e vai nesse universo Alceu Valença e vai esse mundo E aí Beto Paschoal e sabe é um ambiente para receber a turma toda e ela o mar que a gente precisa falar de elomar também não tem como não falar desse Grande Mestre da música brasileira Xangai e tudo mais então aí apresentando esse programa eu que quem tá falando eu tava falando disso lá eu fui lá para eles programa falei o citei arrumação não sei porque ele tava falando que ao mesmo tempo ao mesmo tempo você falar com essa fama do exato sentava também claro apresentando arrumação essa coisa toda de tal então isso ficou trabalhando se tô contrabalanceando e tá eu fiquei em paz e jamais a cultura de massa e a me consumir tirar a verdade do meu trabalho de a ciência Popular que eu tenho não nunca quando eu tive certeza disso porque eu viajei o mundo para me certificar Porque eu tive que é preciso dizer isso também porque isso é uma forma de mostrar onde eu me posicionar a mão de me sentir seguro e tal eu tive um Centro de Cultura em São Paulo na década de e tchau Fulô da Laranjeira daí o Laranjeira no meu nome Saulo e também frequentado por essa turma toda ela o mar poder fazer show em São Paulo os repentistas nordestinos otharan com esse grupo bem conhecido eu em São Paulo e tal essa turma do Lira Paulistana e tá massa usar essa turma toda com vivia muito ali nesse ambiente do Fulô da Laranjeira Então tava muito guarnecido eu falei sem problema nenhum e foi ótimo porque aí eu tive uma oportunidade depois de um tempo até ideia de fazer um político que enrolava que não dizia nada com nada que era um populista daí tá um cara de pau cínico essa coisa toda que eu João Plenário careteiro e tal e aí deu certo o personagem que vingou muito Carlos Roberto gostou muito da ideia e não atrapalhou em nada eu continuei com a minha carreira com a minha verdade e com o João Plenário porém acontece isso muitas vezes as pessoas não sabem do Saulo Cantador até prefiro para ela cantar e qual a diferença em a Cantador para cantora ao Cantador é aquele que canta a de maneira muito muito espontânea a verdade da cultura popular que tá apoiado na poesia na Essência da Musicalidade da sonoridade da cultura popular já o cantor pode também evidentemente cantar também a cultura popular como cantor mas ele não vivencia O Cantador aquele que viven Cia ele vivenciar de forma mais mais densa mas volumosas ele tá dentro do processo não só da cantoria mas ele absorve a a cultura em volta a própria culinária a vestimenta indumentária ao que envolve o artesanato ele é uma figura que gosta disso ele dialoga com esses elementos da cultura popular o cantor pode ou não evidentemente E aí brilhantemente tal mas ele Atende de uma outra forma é o cantador tamanho dentro do Cancioneiro a até uma coisa mais é difícil de denominar isso não é fácil não mas eu muito Particularmente eu entendo e eu fico satisfeito com a minha forma de entendimento será que as pessoas aí não possa como é claro ou é porque é tem uma uma coisa assim muito mais como é que eles fala muito mais muito Sutil muito Sutil essa diferença mas enfim então eu continuei O Cantador só Laranjeira continuei sendo um divulgador uma coisa que me agrada muito da oportunidade a jovens emergentes e tal isso Me interessou muito e durante a minha vida inteira eu passei a seu divulgador antes de ser também um ator um a gente dessa desse conceito da cultura popular conforme o Oi Total então foi isso aí surgiu o som renário isso centro de cultura que você tinha aqui em São Paulo ficava longe na Alameda Santos esquina com a Consolação tá E e um belo dia além do elomar que frequentava essa turma toda era muito interessante carreira tinha programação que mais final de semana todo mal mais final de semana mas ela achou também o que também palestras eu tinha para levar a gente a história aí rapaz eu me perguntei para o Lucas vai Lucas como é que é a história que quanto tempo é de bate-papo é postar já teve aqui de 8:00 relaxa e se eu ajeitar uma bêbado a gente bebeu então não vou quiserem entrar é tarde tá desorientado o pessoal a gente bota a cerveja na geladeira aí parece um lanche a tempo ir lá comprar e botar e tal Porque é muito história é muito história muito história você perguntou e por último que foi se era só a música Outra mente varal aqui o meio louco esse exemplo centro tô fazendo palestras aulas de violão aulas de cultura popular artesanato é uma loja também de artesanato e tal a gente fazer a palestra sobre cultura popular artesanato e não tinha nada ela saraus musicais que aconteciam pessoas sentadas almofadas e tal coisa naquela época efervescência cultural em São Paulo eu não conheço ela vigorosa maravilhosa Eu como quando eu comecei a cantar acontece o Marco saudoso desce o Max alguns períodos aí deve conhecer e tal é uma lenda que se foi nos abandonou fora do combinado conforme diz o Boldrin E aí cara eu já participei do grupo chamado Grupo Link aí que eu não gosto de música latino-americana eu tocava bumbo leguero e cantava a música Latina e folclore brasileiro com o DF e tal a gente ia para PUC para G ver para a USP fazia três quatro shows assim no dia de tanto que o pessoal envolvi e consumir e tudo mais é ela é uma festa da cultura popular brasileira a cultura cultura popular não Cultura em cima é pra você não muita coisa com muita força e tudo mais e aí eu sei que a gente começou aqui Esse projeto aí um belo dia o pessoal na minha cabeça pô faz um boteco aqui cara Somos é um um sobrado tinha três quatro salas mas aqui um um barzinho cara vai acontecer um café e para o que é isso cara pô eu boto mais pilha porque eu tava com a bebida para danar e tal Sou mineiro Valente uma imagina conheço pinga era uma madeira 18 anos de idade aí cara não não vamos orar as coisas não que a cultura para com isso dá aí um belo dia eu tava com meu irmão meu querido tá vivo nisso até hoje está comigo meu empresário e tudo mais produtor aí a gente falou cara porque a gente não faz o seguinte coloca umas mesinhas coloca o as paredes ficam tudo aí as rendas do Nordeste o artesanato do Vale do Jequitinhonha que é conhecido hoje no mundo inteiro que a gente deixa tudo bonitinho aqui tal bota as mesinhas e tal de manhã cedo a gente levanta coloca os vasos as peças tudo em cima da mesa à noite a gente retira bota um pouquinho tabladinho e tocando uma viola e convidamos Filó grande filósofo Locke Paulista maravilhoso mandou Celso Machado Green de violonistas extraordinários começaram a frequentar lá o grupo tá com grupo macumba essa turma toda e aí a gente começa a fazer um sonzinho à noite aí aconteceu Vilela a noite aconteceu depois de uma semana a gente falava um vamos deixar botar as peças um pouquinho mais tarde tá um pouco abdome tudo bêbado uma hora da manhã a gente coloca meio-dia tá bom demais aí foi na terceira semana a nota um pouquinho mais paga assim nas três horas depois de um mês dois cara quê que resultou a gente pegou uma das salas Coloca um vídeo ficou muito bonito e fizemos a vitrine maravilhosa com artesanato E aí começou a funcionar o bar exatamente a partir das dezoito horas tá E aí era filas filas vai entrar no labirinto dos Santos filas e mais filas e tal aquela efervescência incluiu pode no terceiro café de São Paulo era Café Paris Café bexiga sendo qs80 eu fui foi 7875 a 85 tempo nesses 10 anos 75 e 85 páginas São Paulo nesse período então aí teve um belo dia aparece quem o Geraldo André Aparece um dia lá e aí ficou encantado com o lugar não sei o que não é para assistir alguma coisa ou foi lá passou aquele movimento então de repente não é que eu fiquei amigo do André isso você não vai acreditar se eu te falar eu convivi um ano rodar quase que diariamente caramba era uma fonte de inspiração das mais impressionantes não alunos e com vedra um contexto para pessoa mais jovem quem foi o Geraldo Vandré aí tá hoje ela não deu para todos da minha da do hino da em uma época de Betim que se mostrar a resistência não é política na época para não dizer que não falei das flores II e várias canções que são extraordinárias gente vocês querem o André para mim é o foi com ele tu aprende a lidar com a emoção Vilela é o cantor da emoção aquela coisa dos gritos que lhe dava a bandeira que ele colocava a voz aquele jeito a expressão dele como sair a voz dele aquele Azul canções que são mantras são canções simples mas com duas tão duas três notas não só a canção do caminho do cartão de duas notas três quase mas outras canções eles são que sempre mantras assim Então aprendi muito cantar com esse jeitão com essa emoção à Flor da Pele que o André tinha e tal ele começou com do exílio quando o peido mais ou menos esse períodos é 70 mais ou menos e tal até aí a gente ficou amigos e falou o Saulo eu e mais um outros companheirinhos Saldanha Rolim que hoje é meu grande parceiro grande amigo que eu fui conhecer lá em Foz do Iguaçu se eu falar vamos para Foz tu ficou um nem voz Aí a gente faz o show sua bom fazer o show no Paraguai e poetas Detroit é naquela hoje é não sei o que Cavaleiro Tá leque bem fronteira com a Ponte da Amizade Foz do Iguaçu E aí cara o show se chamava das terras do bem-virá ai Vandré Ficamos um mês em Foz do Iguaçu cara não é para gente ensaiar para que saia o que era para beber e para curtir ir buscar apaixonados com Andreia ficamos no hotel maravilhoso e saímos tiver uma casa para gente sair é porque eu não uso mês eu Ivo um dor de sendo um compositor maravilhoso o outro com período de Melo não sei se abriu falar nessa fera que não Paulista também encontramos todos nós ao salzinho E aí ficou quando a gente voltou para São Paulo aí eu convido e com o André então é uma figura interessantíssima né porque era é uma figura que tem uma nova visão do mundo de forma muito peculiar muito muito personalizada que é estranha mas ao mesmo tempo extraordinária é muito interessante como ele para leitura que faz do mundo e principalmente como artista e tal essa coisa do consumo da música Como como é isso vender arte tal ele é muito complicado complicado e complexo a visão dele em relação a isso e tal eu sei que tivemos dois imemoráveis imagina um papo do André com elomar Figueira de Mello 5 horas da manhã cada um numa vertente totalmente diferente apesar de bebê ele na mesma fonte que é da cultura popular mais Alô mar com um olhar diferente o André totalmente diferente eu fui muito privilegiado ter conseguido criar momentos assim o que me ajudou muito a haverá arte ver o mundo de forma muito diferenciada por quanto ele te desse gênios ué aí eu ainda novo com 30 anos e tal absorvendo tudo isso foi muito bom para mim eu Geraldo André eu lembro muito pouco era era criança mas meus pais falaram que ele foi torturado e ele ele ele voltou diferente não tinha esse papo você conheceu ele mais assim você conheceu depois né eu conheci depois Ora se tudo isso é muito lendas ar é essa coisa da sua mão shop essa não essas coisas não aconteceram Dessa forma não entendo ele saiu e evidentemente dentro do contexto desilado ele saiu como esse lado mesmo e tal por conta da pressão que estava em cima dele e tal mas esse as músicas de Sereia das canções que foram proibidos na época e tal mas esse disse destempero mas sei lá efeito lembro na esporte é isso tudo foi muito é um fou a história boatos que vão boatos que vão ficando e tal e como as pessoas não não detecta onde está a verdade tal termina a coisa se perdendo mas essa leitura diferenciada que o André começou a ter a arte dele ou da arte no mundo da arte no Brasil e tudo mais por conta do da Leitura dele mesmo entende ele saiu conhecer outras pessoas famosa despirocada Eliseu foi para o Chile mas chegou aí também para a Sibéria a é ele doido saiu por aí e tal saiu pelo mundo mais fazendo que foi para Paris gravar um livro um disco belíssimo E para isso que chama das terras do bem-virá quando as obras mais extraordinárias que se chama das terras do bem-virá esses dias tá disponível em 10 YouTube se você procurar e tal belíssimo ele gravou em Paris junto com o Marcelo do Quinteto violado então é um cara Mara é maravilhoso hoje ele tá na Paraíba inclusive ele fez um show memorável ao ano a 2 anos atrás antes da pandemia e tá online lá na Paraíba em João Pessoa mas essa coisa dele ver o mundo diferente foi coisa dele sabe se foi droga esse Foi bebida se foi um destempero dele mesma coisa dele não por conta ai tortura dessas coisas Não fiz nada do choque na não não isso já rodou o mundo e por isso também existe o exílio de ver como foi que aconteceu contigo eu fico o que aconteceu com Chico Caetano e tal cara Aconteceu sim só que eu os caras voltaram a cabeça que continua dando prosseguimento segmento Aquela aquele conceito de fazer aqui e de vender a arte dele conforme eles entendiam que era interessante mas o André não falou não não entro mais essa entendi não acredito não acredito mas isso vender música assim não me interessa é e entrou aí dentro dele foi compl e essa parte comercial essa parte comercial completou Com caetano completou com Gil completou 6 meses ae para ele ficar inteiro ele deu uma despirocada e falou isso mesmo sou louco tá mais vou viver eu sou eu não vou nem viver de show não não não vivia do show que não acreditam queria mais cantar resolveu no cantava mais nada nada disso não cantava mais então não falou eu sou louco e aí todo mundo se logo a ele é Sueli Amei o que assumiu passo meio tá eu sou louco você é louco coisíssima nenhuma Ele só tem um mundo muito só que o mundo muito particular o mundo que a gente comentava com Edilson André André esse mundo que você fala não existe é isso existe para mim não existe para ele funcionar funcionava é o tópico deixa o seu louco sim mas eu não funciona aqui agora vamos seu fique com sua fica com a sua realidade capinha Pois é mas não pop como você não pode Revelação que não pode é um direito seu você louco para para o direito o meu você é louco é que ele é um direito meu bom de chegar para ele uma vez que eu tava inclusive presente com um grande amigo lá convidando ele para fazer um p*** do show no Maracanãzinho entendeu que dá um rios de dinheiro para ir apresentar e tal e eles Snow bow passou por cima como eu sou falar coisas absurdas e tá os cara falou Você tá de brincadeira outono quero saber disso caramba acreditam tá errado não tá errado quer dizer que tá certo quem tá errado nesse mundo é quem tá certo é que em pouca gente quem tá em contato com Deus esse é o certo que absorve a vida com a beleza que tem que o Encantamento da vida é essa pessoa que tá certa como ele consegue isso cada um do seu jeito para mim a sintonizar com a natureza sintonizar com a essência da vida e com Deus quiser judeus que você acredite é para mim não Deus ele Deus não deu para mim ouvir ver bem é isso então que é certo ou errado essa parada aí você vai dizer que hoje é o mandato evoluindo conforme da somos vendo esses conflitos extensões na não tá mandando não tá dando certo cara senão alguma coisa deu errado deu errado o meio do caminho aí deu errado deu errado sabe que aqui maravilhosa depois mais fantástica do que a internet o que o a pandemia a gente ia se juntar todo mundo vai ficar melhor vai sair parece que aflorou o pior do ser humano não é ele ele entrou na internet é amigo né você entrar não é você absorver para você utilizada como ferramenta para você meu conhecimento de no passado de conhecer literatura de voltar a fazer o que você quiser sabe é bom se viagem garagem é você viajar Nessa onda chegar o lugar dele chegou e foi para dentro eu vou ficar aqui dentro não sai com as minhas coisas minhas coisas você não tem dentro isso não existe sabia isso é bem que tu ao você não é no mundo virtual vem para cá agora eu utilizo esse mundo virtual porque ele é fantástico Claro entendeu então essa coisa toda que tá aí mesmo né só é porque você tinha que ir até um livro para adquirir conhecimento hoje no seu computador só consegue Qualquer coisa que eu quero entrar no número você consegue ver como que é o número tudo é que as duas irmãos ali cara uma coisa extraordinária você tá um dia você fala para o chapéu do exista cara eu quero ouvir os pré música de Elvis Presley agora numa loja comprar um disco me ligar para uma Bíblia é Elvis p**** comprava carisma e limpei aquela confusão hoje ouvir Elvis não quero ver quando o modo de português para me trouxe eu quero ver não sei o que eu quero ver de me rendo que não eu quero ver agora coisa super atual também só tá aqui na sua mão e tal Então cara É isso aí eu acho que é uma e tem que correr atrás já chegou corre atrás da cerveja só naquela época muito mais evoluído do que a gente agora tem que correr atrás dessa evolução cara porque para gente ter a capacidade que a inteligência humana de criar uma coisa dessa extraordinária como a internet a gente não chegar junto eu tenho impressão que é que eu tenho a internet chegou cedo sabe a gente não estava preparado é meu pré-histórico as a internet chegar na pré-história aqui como é que é mesmo não falo aqui as máquinas São ficando inteligente aí tá ficando mais mas hoje em dia eu não sei mais fazer conta antigamente tinha que fazer conta lá no lápis não é né hoje a gente vai fazer conta no decore uma telefone de ninguém a gente tá emburrecendo a gente tá antigamente não tinha que pegar um guia e para chegar numa rua a gente no guia hoje em dia você coloca ela no way cê vai mas você nem sabe como chegou a imagem da uma pane e você perde de uma hora para outra toda a parte de tecnologia a gente vai voltar se matarem Oi boy aconteceu agora pouco né a quando caiu a internet aí o WhatsApp aí os cabelos sua história esperar eu não se achavam meio agora o que que eu fazer polpa Então porque ela parou dão viver mais vamos viver o que que eu faço eu peguei ficou melhor que o senhor deixou a pessoa tá aí nega vai lá do lado mas ele já tá aqui ela mandou falar pessoalmente como é mesmo como é que fala com ela nem te ligar para você tá bom cara o bicho aí com saudade de você nunca Ela tá aqui na fé Então essas coisas aí tem que se cuidar a gente tá brincando mas eu acho que é meio por aí sabe existe um exagero né vieram assistir Janeiro é muito legal Sem dúvida alguma tem pessoas que curtem que absorvi sua maneira legal utiliza isso a maneira bacana mas eu acho que tem muita coisa a tia Ju Oi gente acha que eu e você que passou por essa toda essa transformação assim que que você tá vendo assim de para arte Quais são as novas perspectivas Porque hoje a gente tem hoje está fazendo um programa que antigamente era só uma televisão um ao vivo e que você pode transmitir para o mundo inteiro e antigamente era impossível uma coisa dessas você pode falando a sua música sem depender de uma gravadora isso para qualquer um livro independente uma editora mas verdade com a transmissão sabe a gente tá passando por uma transição adaptação a como consumir as coisas que eu acho que leva sim tempo ainda sabe de Como avaliar isso por exemplo conta da pandemia eu acho que vai ter uma corrida de certa forma a a fonte da arte entende as pessoas ficaram meu carentes e tal até mesmo de ver seus Ídolos e perto dos seus que gostam disso né pessoas que precisam ver o ídolo de pé quando voltar para valer a galera é bem que você vai ter um período acho muito bom e não só pelos artistas de mídia mesmo que já tem um público imenso e tudo mais mas essa é uma dica que eu dou até para os artistas mais alternativos onde eu me coloco de certa forma e tal é um momento assim da gente usufruir um pouco dessa dessa corrida ao pote ali de aula a fonte da arte assim p**** tá carente as pessoas em busca da melodia em busca de curtir a melodia da música da poesia e aí vai para o humor também as o cinema o teatro a dança as manifestações as expressões artísticas o acho que durante um certo tempo vai ganhar um pouco com isso daí eu é isso uma coisa muito minha muito particular eu acho que as pessoas vão ter essa agora depois eu não sei né aí não me pergunta para mim o que que é daqui dois três anos aonde voltar de certa forma normalidade o que que vai vingar e tal o que me estranha muito é a cultura de massas que sempre existiu evidentemente mas ela é muito presente é muito volumosa o rebanho com muita grandiosidade sua muito assustador sabe a cultura a cultura de massa a cultura de massa que não tem certa forma essencial Vilela sabe a música industrializada decepa forma que existe finalmente vem lá de fora de certa forma que a mente ela é muito frio era menor eu acho que ela tinha mais qualidade À tá eu acho que tinha mais qualidade e essa cultura de massa é o quarta forma com as pessoas absorvem eu acho que é muito muito grande muito intensa as pessoas se jogam muito sabe e esse cartão fácil também e descarta aquelas adicionar está tão vai para outra coisa tem por causa da falta de essência falta de verdade né falta na depressão né eu sinto isso e aí eu acho que as pessoas fazem isso sim consumir muito rápido essa coisa é feia militar alto verão muito bom durando muito pouco e eu acho que e as pessoas tem que ir aguçar Sua sensibilidade para o que cara para mim o que que é viveu Vilela a emoção cara se você não é meu celular com seu filho com a sua mulher como é que tá a sua volta se você não se emocionar o que eu sou seu amor tava ajeitando o que que resta assim não se emocionar e o que te provoca emoção EA relação amorosa amizade entendeu a religiosidade EA arte com que te provoca emoção ser um quadro de pintura que você olhe favor me dê um me dê um toque que ele um troço aqui tá valendo emocionar é uma mesmo transporta para outro ou transporta outro momento e tal e que eu acho muito perigoso essa cultura de massa que aquele medo de falar por todo mundo ficar muito igual sabe aí o que contenta que eu disse há pouco que essa coisa das Tribos dos retos isso se vê então é isso tem essa para mim eu acho isso maravilhoso ela as pessoas resistentes não eu gosto disso é black music é isso eu não sei o quê Oi Alison é os mapas moda de viola os cara que fecha ali outros festa no mundo do jazz e da música instrumental sofisticada do Rock no eu acho isso legal sabe do Samba entendeu do que a gente a gente era obrigado a escutar o milheiro o que a grande mídia dava para gente hoje em dia você consegue procurar o que você quer e muita gente se reúne com outros grupos aí eu gosto desse tipo de música eu gosto desse tipo de moda Vila e sair daquela coisa horrorosa que a quando você fala cara bullying você não pode ouvir isso é babaca cara como é que eu vou que isso tem que ouvir isso que eu vi aqui essa coisa de doutrinar isso jovem Eu não posso eu falo eu fui de certa forma eu cheguei um pouco esse período de falar por mas eu gosto disso pois me faz chorar e a nossa senhora tá aí ninguém fala para você é louco mas repute é mesmo e meio que Escondendo a sua emoção sabe parar com essa babaquice Cassi preconceito é isso não pode existir isso você tem que ser liberdade eu aprendi isso sabe o blindão com cultura popular e o magrinho cabeludo riponga fazendo um velho não aguenta anos boa como é que vocês tão Oi a vida é para ser consumida no dia a dia é olhando para a lua espreguiçando no Alto da Serra e é ruim tá falando isso sim parece que é esse o meu e daí eu novinho vivendo isso aí a fazer especial de novo a vazia na Fulô da Laranjeira a minha coragem eu fazer isso um som Brasil para ver a minha velhinha E aí Fábio Olha que menina de voar e Mogi vai não é bonito de balé com Moisés eu que gracinha Job OLX meu amor quem que botou que a planta olhada é uma mulher nos Poder de Deus meu amor não deixa o muito se acabar os e já acabou nos riachos e foram bojo é canal me ajudou E aí falar e ela contando essas coisas levando as pessoas a se emocionar qual é a diferença Isso me lembra aquelas cantorias com Maria aquelas coisas meu com meu pai com a minha mãe com minha avó Essência que isso aí o que quem sou de menor de qualquer outro ensinar e você mostrar uma uma uma Dom pera uma dondoca uma Qual é a diferença de você mostrar uma balzaquiana sofisticada de São Paulo Paulistana uma velhinha diz qual a diferença de ser humano mas para mim ter segurança de fazer isso cara não foi fácil não foi fácil por causa do do lado do preconceito o preconceito isso é piegas e se não sei o quê Pois sua arte menor cara fica imitando não sei o que eu não tô imitando estou vivenciando é claro quando qualquer outro ator ou atriz evidencia um personagem X o que traduz isso aí falei vou ficar abusado aí como foi conhecer o mundo cara fui para Barcelona foi para Paris estudar não sei aonde foi procurar a cultura Nativa foi para o Peru sabe viajei nessa Essa parada mesmo sabe para poder ver Essência disso fala não fica seguro cara segura no chifre do boi vai embora vai embora só personagem eu vi essa Essência essa beleza olha eles mantêm mantém isso com muita força eu fui na base do Barcelona para ver uma dança flamenca numa casa de família flamenca não há como turista entrava e sinal turista entrava é o turista entrava Mas quem S10 4 10 20 cadeiras vem com a casa na sala da casa os cara dançando ali ganhar o pão de cada dia dançando de maneira verdadeira eu falei vou atrás disso eu fui fui para o Peru ficou o dia aquela cultura Nativa aqueles índios cantando aquela coisa sabe aquela aquela Musicalidade maravilhosa pura e tal e aí eu fui ficando Valente foi ficando Valente falei não eu vou ficar com essa parada vou fazer meus personagens aí hoje que que eu faço eu tenho uma o programa arrumação que eu faço muito eles deixo fluir os personagens eu tenho uma coluna A gente CBN a rádio que toca notícia que eles falam política o tempo inteiro Então acho que ela falou Saulo você não topa fazer uma colônia de Cultura onde você fale deu algumas dicas culturais alguma coisa então e faz o que você quiser cara da cama poema para você achar que deve o que não deve não sei o que então quê que eu faço todas as terças-feiras eu vou lá e declamo Cecília Meireles Guimarães Rosa e Cora Coralina Clarice Lispector e Pablo Neruda e declamo e poesias filosóficas que me interessa muito e falo e quem passo minha velhinha falando coisas lindas que eu cuido da própria poesia e Coloca ela para falar Coloca usar a chuva para falar Guimarães Rosa ele falar eu queria ver tu feliz foi lá eu queria ver Guimarães Rosa isso na só que eu viajo nessas paradas mesmo muito prazer Com muito gosto toda semana eu tenho que escolher a poesia e ela tem Puxa vida mas não é essa não é não é o momento para mim aí eu E aí é peça Essa é hoje aí aí eu vou e falo tem presente fala que esse fui eu faço e graças a Deus um público que consome Acho interessante estão pode ser um dois três 10 não levar louco não importa a quantidade de água tá verdade porque eu que falo um para mim aqueles poucos que gostam que falam eu sei que tem muitos mas aqueles que falam que gosta Me dá um completamente tão grande que essa coisa de quantidade a gente que tá vendo o quê que é volume de quantidades no mundo o ponto isso tem de verdade ou não então para mim tá valendo qualquer qualquer pessoa que curte a minha arte talento e ensina a partir dessa arte ele vai procurar os livros do Guimarães Rosa Valeu Imagino que pode mudar a vida da pessoa pode mudar até a curiosidade EA curiosidade de escutar Maré aqui daqui daquele tipo de música eu não sei se você é como eu mas eu quando leio um livro cara eu fico muito impressionada comigo mesmo porque eu viajo E aí começa a pregar eu fico uma semana o seu pega aquilo que me interessou aquela filosofia e começa a dizer todo mundo é obrigado eu vi aquela foto eu não viajando eu falo ali certo que dica que a vida é o líder eu eu eu pratico então a literatura coisa muito louca se você se deixar ela te envolver ela não é que muda a vida ela acrescenta coisas na sua vida que vai te falo formando te forjando o ser humano diferenciado então eu posso dizer com toda a certeza que alguns livros mudaram minha vida mesmo então tipo aí brandeburgo que é um autor americano mudou minha vida porque eu escrevo por causa dele né é alguns desenhos Alguns alguns filmes elas eles mudam a vida nesse sentido de que você está olhando para um lado e te faz olhar para outro lado e ver outra coisa né esse é o trabalho que a gente tem na coisa bonita da tia de fazer ampliar sua visão de mundo né não ficar só que é o que o problema de hoje das pessoas vivendo em uma bolha tão fechada que ela não é capaz de ver o outro né ver a outra coisa de Oi e aí ficam brigando essas bolhas né deixa Tá errado essa identificação com x bolha no sentido no Artes específica Tudo bem se você é fechada nela seja você já observou as outras e se não se identifica não é para o preconceito é por emoção tá tudo certo agora se você por é um cara que só curte música erudita que você gosta de música erudita se fônica não sei o que tal você não pode curtir um p*** de um samba raiz maravilhoso ou uma moda de viola maravilhosa um rock Legal ou samba canção ou um bolero porque por preconceito bicho isso é muito louco agora se você não identifica tudo bem senão obrigado agora também não é obrigado a aplicar naquilo porque você tem que obedecer uma regra que você mesmo criou aquele grupo criou E que esse grupo criou eu gosto muito eu vou aí é essa que acontece comigo foi pode acontecer com qualquer um pô tem coisas da música erudita que ela adora sou capaz de ir eu vou vir uma ópera houve uma uma música uma um grande piano a cândida tudo certo aí depois eu tiro um pagode daqueles bravos mas autêntico que dói que você não consegue ficar parado em São Luís eu não gosto de maluco cara São Luís do Maranhão eu vou lá de vez em quando está um tempo atrás eu fui lá fiquei muito impressionado porque ali eu vi o quando o corpo se adaptar uma a Musicalidade ao ritmo e tal uma um ensaio de boi do Maranhão lá tem Bala o boi-de-mamão boi de matraca boi do CD que tem vários de dominações e bois assim tal e aí eu fui no era uma área assim o tipo galpão assim tal e tava logo pessoal tocando boi tá chegava o pessoal meio que estudante com a bolsinha assim do lado e tal sabe né que acontecia cara os cara tava lá tocando aquelas coisas que pirava mantra om Oi e aí é de repente a pessoa chegava saia da escola do trabalho pendurava bolsa entrava cara como se fosse um Ferreiro como dançava da Sérvia olhava assim ficava ali 20 minutos para arrumar vão pega a bolsa botar vir embora caramba eu falei não não estou vendo esse cara então impressionante as pessoas entravam trava no no barato curtia como se fosse uma comida que eles falaram agora vou comer uma coisa que eu gosto da minha terra que eu me identifico com sabor e tal vou comer vou embora era uma comida era um alimento aqueles som aquela melodia aquele me impressionou muito sabe dessa verdade eu fiquei com que não mais a pessoa vive muito bem e mais uma pessoa que absorve isso né dessa forma cara e pendurar a bolsa dançar dançar soltar o corpo nós dançar legal mesmo só o tapir ação mesmo quando tivesse maluco tivesse tomado todas não tá são usam lá pa pa bota a bolsa e vai embora isso tudo bem é muito pode se trata de cultura popular e assim que a cultura popular Me Pega até assim que era emociona e assim que eu dou valor a um rabequeiros indo dos mais simples lá do Sertão dos lábios Boqueirão de Serra dos longes de Minas e do Brasil se vê lá um aquela rabequinha mas não vai aquela história também de Sabe absorver tudo só porque é folclore ele não tem coisa que não tem não tem não tem validade e tal não tem qualidade para mim mas pode ter para o outro e tal você tem que ter essa liberdade porque senão fica aquela coisa de que eu fazia muito logo bebe a arte sempre foi um pouco crítica assim como eu fazia a minha velhinha que alguém chegar para ela mas a senhora mora na casinha de pap Que coisinha mais linda cheia de palha para o mas que lindo olha de pau-a-pique de Barro olha os escorpiões passando que coisa lá quilos é iluminada pobreza aí da palavra não meu e vem chuva aqui de tudo isso todos a coisa que eu mais quero na vida é até uma caixinha de teia para não molhar aqui dentro sabe que a romantizamos rezando a miséria cara não é por aí também tendo dentro e lá por aí e a gente sabe que tem muito isso a daí que lindo que barato e tal eu tenho uma olhadinha do Zé Roberto foi de graça que ele falava assim chegava um cara que tava lá curtindo e tal não sei o quê aí ele chegou para velhinha e falou olha aí Oi Si Oi Si selvagem só não sabe as horas aí Avelina montou o rabo da vaca meio-dia e trinta meu bicho que doideira disse a louca [ __ ] se arrumou a senhora tomou um chá de cogumelo que viagem senhora ou sem selvagem como é que a senhora se batizou o Vigo levantando o rabo da vaca e a levantando o rabo da vaca Eu vejo o relógio da igreja hahaha batizar achando que ela é natural a ver com eco eco é a gente falando isso de valorizar a arte né de não ter preconceito eu vejo muita gente tem preconceito com por exemplo Praça é Nossa como se fosse um um tipo de comédia menor por isso por ela durar tanto tempo na televisão Quanto é o contrário se ela dura tanto tempo é porque ela tem um valor nela mesmo e tem um de tem muita gente com meu pai por exemplo que consome né não você não acha que às vezes tem um preconceito com uma coisa por ser mais antigo você é mais nova como se a coisa mais nova tivesse um valor ou uma coisa intelectual né primeiro o que mais o stand up não vai mais não é entendeu o que é mais novo é o produto é a linguagem que esse cara usa a embalagem porque eu não estão vivendo bom então você vai falar de internet ou falar de celular vai brincar com esse primeiro não tem nada novo e eu acho isso casa um pouco nessa coisa da música que eu tô falando não existe existe humor que você não identifica me diz o que não tem graça é pobre o signo é engraçado para você ou pode até para não sermos assim tão coisa que é quase unanimidade que é sem graça seja no stand up Seja algum bolo de personagem tenha o artista não der no no elaborou o talento dele eu não bato Roll e tal não chegou no estágio de agradar e tal e ter um bolo de verdade tal mas isso não tem nada a ver com muito personagem deixar de ser não tem nada a ver de tanta ver cara isso também do a outra coisa que eu acho um absurdo sabe é o que eu Chico de certa forma matou-se a queima-roupa por quê que é o momon qual o molho engraçada quero um humor inteligente é um bolo que tem drive quem graça ou faz frio não faz rir é simples é sabe quiser logo faz rir ou não e o Woody Allen fazia fala de uma razão fala de Nova York então cria coisa simbologias ali mas as raízes da ele tal então provoca risos aquelas pessoas que conhece aquelas aquela onda O Geraldinho que os personagens que eu te falei tem um caipira maravilhoso contador de causos que o litro ele brinca então aquele conta muita piada então ele fala desse universo aqui agora você vai falar o quê que é mais inteligente ou não aí cara é mais embaixo o que que é mais porque foi mais inteligente provocou a mesma coisa se fez a mesma observação se odiarem falou do metrô falou não sei que e tal e o Geraldinho vai colocar cancela falou de um burro falou de um sentido marcar burro mas ai engrenagem do humor e inteligência tá quando você provocou o riso conversar Costa e eu não raciocino eu estudo para mim a balela sabe não é porque se tem para tudo é lindo maravilhoso tudo é maravilhoso tudo é engraçado não como Nada também deixa de Graça entendeu se você aquele tem que falou a identificar o morro da praça Eça do Passado O que é presente ISO que me trollar o borracheiro lá o crise esbarrei aqui tá matando a pau tá tá sendo ótima e tua mãe não é porque uma coisa nova não esse dele já existe há muito tempo esse borracheiro dele é uma brincadeira que tá ali sabe que pode existir há dez anos atrás o 15 tá dando certo agora não tinha velha da Praça É sabia A Velha Surda sabe a essas coisas para mim é é a vontade de ter preconceito sabe a vontade de você para não se eu tenho preconceito eu sou inteligente eu sou diferente eu tô acima é a vaidade humana que é o grande problema que nós enfrentamos você lidar com a sua validade não que eu não seja que você seja cuidado com a nossa vaidade o que o que que é vaidade é reconhecimento eu quero reconhecimento mas cuidado com esse reconhecimento que eu tenho porque é que nós queremos reconhecer o que é viver até reconhecimento você quer ser elogiado de alguma o sectar pela poviléu seu personagem é legal essa piada é boa isso é legal você é um pai bacana povo seu amigo legal pô você é bonito você você quer vou fazer um monte de novo e isso ele se pede ele se mas isso é lidar com isso é muito complicado sabe muito complicado você lidar com a beleza com a coisa boa que você tem sabe quatro na cabeleza com a verdade você me dá conta aí daí vai da idade é necessária que te faz andar que faz andar diante de paz porque digo que você possa ter que eu quero acertar mais esse andar em busca não de ser uma pessoa vaidoso sabe a senhora sou eu essa conquista que eu tive me faz ser melhor me faz não essa Conquista me faz andar me faz progredir me faz ir para frente então essa vaidade era saudável agora vai dar de que te bota não fala mais com segurar não e eu agora cresci e agora estou na Globo agora eu sou Global não fala olha o diferente para essa Não olho mais não não não não posso e agora sou uma figura postou Serra é eu sou a personalidade eu sou eu não posso que isso O que é isso é o que quiser eu não sabia lidar com a verdade e se perder no vazio no abismo da vaidade e já gol.de eu não te olhar ter vergonha tem artistas que virão celebridade que ele tem vergonha não posso olhar no olho você não pode me ver como que eu sou um Deus eu não pode você não pode me ver não pode me ver eu não posso me dar o luxo de você me olhar e essas coisas muito sérias muito sérias e ele tem que ficar Poli delas e Quero manter minha vaidade quero uma tempo que era saudável quero muito que vai ser me elogia vai quero muito só que é só uma coisa ruim quero muito que você me elogia mas eu não entra nessa dessa marca hoje eu vi no Instagram o negócio até você para minha namorada que que é aquilo o cara falou que se você morre o maior humorista do todos os tempos é o som ideal não de todos os vemos do mundo inteiro o que o melhor é usual né Todo mundo se você é o melhor você o melhor para eu achei tão bonitinho eu gostei logo eu fui falar assim evolução você é o momento de todos os tempos não tem Chaplin que prende as muse não tem mais dar ok né que é o gênio sabe bacana legal e tal mas isso não pode você tem que analisar dessa coração você tem que ver como a brincadeira que uma forma que ele usou para dizer que eu gosto muito eu curto muito tal chegou a dizer isso não é verdade isso não vai vir a verdade para mim porque eu não sou e não tem quem é é um chá para ele o Chapolin para mim o grande fabuloso mas é o chapéu juntando com o outro com outro código fonte de baixo é o ele com outros que forma é quando fosse Deus a todos nós seres humanos somos diferente juntar num só que aí é Deus todas as diferenças então não existe o humorista maior existe aquele complemento eu complemento muito bem aqui eu complemento mais ou menos porque ainda não tenha dado muito então minha contribuição para Esse bolo é esse todo é pouco porque eu tô caminhando mas aquele que dá o todo isso é que eu lindo é todos os olhos complementar por João Plenário ao meu três jeito é totalmente diferente do seu é diferente os perigos do Chico eu tive um presente da minha vida o dia que eu encontrei com o Chico ele me convidou para fazer uma apresentação no projeto que tava organizando no Rio e ela até me chamou do palco eu fiquei muito emocionado e tal falou umas coisas legais de mim mas ele elogiou falou para o sal você foi muito muito esperto ter feito um personagem que lembro Gilson felizes O que é corrupto e tal mesmo diz ok totalmente diferente do seu jeito então tão um complementa o outro mas os vezes é necessário também mostro o lado do Cafajeste de uma forma diferenciada e assim vai então é o todo cara vamos festejar todos nós dando Nossa contribuição que os seres eu quero que pode que ele errou é e quem ganha com isso é um público claro né o cara fala para hoje eu vou ver Saulo que vai me fazer rir de tal forma eu vou ver o Vilela mas não pode fazer aqui diferente amanhã eu vou ver não sei quem vai fazer de outra forma vou ver o Diogo Diogo Vilela o Diogo Portugal Diogo Portugal Depois eu vou ver Olha que bom está ganhou o público mas chegou música e vai para a história da música hoje eu posso ouvir samba Amanhã eu vou vou sambar não sei porque amanhã eu vou dançar forró amanhã eu só do mundo mas você falou dessa história de cada um se uma peça para parecer grande quadro que é a comédia o da música com as pessoas que você contracenou que que você tem de história pelo Golias eu queria muito saber como que é acontecendo com Golias convivendo com os pessoal da praça na parte da comédia Carlos Alberto e eu não cheguei agora pode estar Senna com Golias porque na praça eu não existe essa coisa de personagem né cada um é bom tá acontecendo tem que ser com o Carlos é muito difícil que a Marinha vocês a câmara eu ia todos os dias o caminho da roça porquê o Golias eu no meu carro estava no hotel e o Luiz chegar o uma coisa dele só isso aí no apartamento dele isso aí a gente conviver o dia da poesia todas as gravações e tá convive muito bonito e é uma figura muito interessante tal mas muito assim na dele ficava sempre com Carlos Alberto não brincava muito com a gente é ele não conseguirá relaxar para ficar muito normalzão assim ele sempre tinha que tá fazendo uma graça sabe o que tá fazendo uma coisa oi oi já brincava já falava Então ele era muito ativo era muito ativo eu acho que ele baixava a bola quando estava com a família dele em casa assim tal ele chegava lá e tava sempre muito Atento e sempre muito brincando sempre respondendo uma coisa é e sempre participativo e tal como eu por incrível que pareça um pouco assim na praça eu tô se divertem muito comigo com exagero brinco fale o que eu carregado a praça nas costas formando pegar aqui os caras se diverte Brasil quando o Cris chegar lá e chegou lá falando que eles pega aqui o quê que foi carregando a praça nas costas Que bom que saber para me ajudar eles choram de rir brincar e são muito muito ativa eu brinco muito com ele na praça e tal mas assim de contracenar não mas o goleiro era muito engraçado Muito bom muito generoso também muito generoso também e tem uma coisa assim uma coisa peculiar dele era as gorjetas famosos né fizer isso era ele eu não restaurante assim aí garçons IV terminar Vitória sem reais da aí no outro dia que havia lá o que fazer não é [Risadas] e ele era assim as gorjetas eram versão ficaram super conhecida a famosa e tal mas não mais ele trava muito reservado com Carlos e tal mas é um a figura muito legal convive muito com a Vera verão ou uma figura extraordinária que não tinha como a gente vai ouvir dinheiro na Olá foi muito legal mas ele oh eu vou morar eu morava eu de Senhor Morais é na figura eu moro está fazendo hemodiálise cara todo dia uma coisa difícil complicado a pessoa conviver dessa forma ele todo dia fazer molde aqui mais um senso de humor à Flor da Pele o tempo inteiro mo exemplo de que eu já vi de alto astral foi dormir Moraes ele chegou no outro dia para a gente fazendo hemodiálise chegou no camarim para todos nós falou pois é hoje eu tava lá coisa tá difícil complicada aí Jesus passou no corredor E aí Jesus abençoa ação garoto aí Jesus orou para mim agora tem que ser com papai o quê que eu podia ter feito e eu fiz um é levo-te comigo não fala com papai Poxa Viu como é que o cara faz uma coisa dessa vez era encantador em uma das vezes convive com todos eles canarinho era muito divertido moleque brincalhão contava muito história Era muito eu não sabia mais o que era mais interessante será humor que rolava no no estúdio ali na gravação do que as brincadeiras que a gente fazia o que a gente ouvia de todos eles e tal Moacir Franco se ele é bom no palco não basta dos bastidores no camarim engraçadíssimas história história que ele inventava que era mentira que ele exagerava que era a realidade mesmo enfim era muito bom muito bom e Maravilha tudo bom e o chat aí o que que a gente tem do chat tem alguma pergunta alguns já tem bastante perguntas vou até pegar o Marquinho tá anotado várias na verdade é a área negócio onde a gente falou diz aí se você já foi confundido realmente com Gilmar Mendes na rua assim não né já aconteceu tô lado é na absolutamente tomar mais um anda assim não porque a característica do personagem mas foi um chegar no aeroporto assim pode ir é mais amo muito mas eu salvo sou um galã certeza totalmente diferente é pelo amor de Deus me achar que eu pareço o Luan BR perguntou Maxwell eu tenho uma tem uma pergunta Tem como perguntar a porcentagem propina não aumente do João Plenário que ele recebe E aí o Israel já existem falar com o jogo exatamente não é lá nessa questão de propina Como é que os menino chama Como que é o nome dele Luanda é vinho você tem que entender você não é bem para o pino que eu recebi baixar do daí com entendeu mais ou menos gente tem nada a ver com o propósito do recente do dólar a maizena não quero nada é só uma vergonha vende ai ai o Henrique sumeyra perguntou pergunta como foi a saída do sal na Praça É Nossa para fazer a novela Velho Chico na Globo aí foi legal Foi bem legal porque eu tive que contar com Carlos para ele entender que eu tava indo para Globo por conta de uma novela que tem tudo a ver comigo que a história da cultura popular Que o Velho Chico que o Rio São Francisco que tem toda aquela história da cultura folclórica né em volta do Wilson Francisco E foi exatamente o tema da novela e o Carlos já teve no meu programa arrumação umas 10 vezes foi nessas vidas ele que ele conheceu a filó é a pelo menos fazia ela animava o nosso programa arrumação a história da fila né não foi aí a plateia tá porque ela trabalhava no restaurante X uma vez eu fui lá e o cara falou sol tem uma uma atriz maravilhosa que faz o personagem muito interessante tal muito bem elaborado chama Filomeno e tal e eu conheci e gostei muito falei possível você podia para lá animar a nossa nossa plateia Porque como a gente grava uma banda depois outro e tal hoje as coisas estão a certa facilidade de essa coisa de cambiar cabe a instrumento não aquele aquela coisa muito pai morava muito então tem que tirar então então muitas vezes um mágico e um cara legal assim o até que o cara de stand-up o Bruno Motta Bruno Motta fez muito isso ele começou a carreira dele e não a vitória de fazia isso fazer essa com essa coisa da do palco lá e aí eu convidei a pelo ela foi começou a fazer isso animava um dia o Carlos Alberto nessas vidros Carlos Roberto Ele arrumou Rodrigues que o anúncio se tornou um grande amigo Grande Irmão chegamos a fazer coisas juntos e maravilhosas eu fizemos peças juntos e tal eram irmãos um grande irmão que eu conheci na vida quero o ano e aí o Carlos viu a Filó viu a Filó falou Pô interessante tal é porque eu não tem como ela fazer um teste na praça tem Manda só ela foi a primeira vez que ela foi gravar na praça ela foi comigo que ela foi de avião comigo cheguei lá levei ela apresentei a dela ficou nunca Marinho fez o teste Carlos Alberto impressionou na hora é Por ora se é contratado agora se você quiser tem tudo a ver com a praça E aí deu certo e ela deslanchou e aí a história da Filó todo mundo aerado lá é o e coitado todo mundo conhece mas aí o Carlos indo é a fazer na no programa solução que você ainda elisinha tu né ele viu que eu tinha essa coisa do regionalismo muito muito muito a minha obra e tal e aí eu falei cara se eu tivesse oportunidade fui convidado tem que convidou foi o Luiz Antônio ou Rocha que ele intermédio do Luiz fenata E aí eu falei cara eu quero pintura ver comigo Carlos não vai sim eu te adoro você sabe disso os personagens importantes para mim aqui e tal mas pode ir então e as portas está aberta eu entendo perfeitamente essa oportunidade que você quer ter de trabalhar com um tema tão que você identifica tanto e tal e aí eu fui fazer um ótimo experiência extraordinária foi muito legal que eu trabalho um ano um ano porque o personagem ele era um corrupto Mas ele tem que ser muito Sutil pressionando falar tem que muitas sutilezas meio engraçado é longe de ser João Plenário né para fazer rir não é para fazer gargalhar é nada disso é para o surdo que chega um capiau usam do Nordeste louco entendeu alucinado com o poder né Engraçado de certa forma com tiques bem nordestinos e tal com Os bordões veio com ele trabalha isso aí mas longe de ser o deputado e tal eu acho que eu fico feliz um resultado gostei muito uma experiência muito boa para ele só que legal e depois você voltou para você ir para a França quando terminou voltei para a praça e caso foi até eu acho que foi quando a minha filha terminou indo para praça totalmente ele gosta muito da Gabriela que a minha filha que faz o papel dos Milionários conto que a meu filho também E aí eu lembro que no final do ano eu ainda da Globo O pessoal da praça fez aquela festa de aniversário de fim de ano e de aniversário e não de fim de ano Natal quando termina a última gravação pessoal sempre se reúne E aí eu muito amigo deles o Paulo ligou agora a turma toda e tal Eu falei a a peça com esse dia eu fui em São Paulo e aí encontrei com Carlos cara trabalhando Sol E aí você tá feliz assim sou feliz feliz não tocar Pois é a sua filha extraordinária Olha é ver o seu filho ontem bem que falando volta para chover cuidar das crianças e aí foi tão linda maneira dele eu falei não cara os cara eu tô voltando eu tô voltando lá para me dar meu contrato e eu volto e tal e voltei e fui super bem recebida tudo certo que legal manda Maps temos mais aqui ou na tá né que eu não sei se vamos sair certo me perdoo ele falou passando para deixar um abraço ao Saulo um dos momentos mais gostosos da minha vida foi foram jantar que tive com saldo Renata e Gabi na casa do Tuca Olha só não sobre cultura brasileira vinho e risadas que momento incrível comércio um abraço programa é Nathan né a da TAM Olha O Digo o mesmo de você você é muito simpática inteligente fio eu tava é figuraça inteligente fala coisa assim coisas que não são usuais assim sabe levanto as as questões assim diferenciadas tal da tá um beijo para você obrigado querida eu também sinto a mesma saudade e só para pontuar que a gente falou antes de começar a gravar eu não falei aqui o filho dele faz stand-up também já cruzei com ele nos palcos a lilou o seu filho alto o tuca graça e faz stand-up tá rodando aí então deixa lamber a cria é que eu preciso abrir a cria porque eu fui assistir o tuca anteontem no sábado né foi dado é terça foi sábado lá no stand da paulista não pega stand up São Paulo é isso oi oi da Domingo de Morais Sandra Sampa aceitei ela não bexiga não é isso aí não não não é na Domingos de Morais a Domingo de Morais eu não conheço é não é o cansei é eu homem de Sampa comete-se um câmera não é muito grande é muito legal tá sendo grande espaço depois grande acabou comidas é o ele só grande lugar comediante samba isso mesmo e aí o Tuca já vai necessitar ver nessa história muitos anos quero música também nunca canta muito bem Tem uma banda de samba-rock canta e qual me acompanhou muito na minha banda lá em Minas ele sempre ia para lá para minha para acompanhar e tal e comediante aqui é o virou o motorista do stand-up E aí o viu tocar crescer desde o início Vilela isso é muito complicado porque a gente que toda a estrada 45 anos trabalhando Connect all e a gente atende né mano é uma experiência de ver até uma de uma artista tá com desenvoltura e tá com talento e tal tá crescer na sua profissão e tudo mais e eu vinha fazendo essas interrogações como filho contou eu fiquei muito impressionado assim ele Confraria é ele o Pateta e o Vini Tom extraordinários assim sabe fui muito interessante vou um momento histórico eu tenho certeza para carreira deles o público reconheceu o talento deles Uma tranquilidade absurda em cima do palco eu acho que uma Batista chega na maturidade e quando ele respirou no palco ele respira ele pode ver a Persona que aquela figura que você coloca ali para tu se desinibir e você chegar no público mas essa pessoa não pode atrapalhar sua verdade você tem que respirar e mostrar o Vilela eu sou Vilela Tô meio invernizado com a Persona aqui porque para enfrentar vocês aí na minha frente aqui uma hora não é brincadeira então não posso ficar muito o viu e eu tenho uma pessoa mas o Vilela estar também presente que se você tirar o Vilela servir um personagem né exatamente Então essa coisa muito complexa e o meu filho tá um pouco a se todos eles assim tão espetar com muito recomendo essa recomendo assistir o Pateta meu filho Vini no Confraria pode assistir um deles tiverem vocês vão ver um grande agora tão grande jornada então nós da capacidade Total mas já tava já tá voltando eu acho que um tempo atrás O cresceu já aí porque eu fui lá primeira vez que tava 50 agora tá 70 quase 80 tá quase já normal esse comente Santa um lugar muito muito legal muito legal se liga o Pedro o marginais do YouTube perguntou a falou Max Pergunta se ele gostaria de ter emplacado mais personagens na Praça É Nossa e se ele tinha liberdade de lançar personagens Ué como que funciona isso eu nunca nunca perguntei para ninguém que vem aqui é a hora de mudar de pressionar de vocês que decidem o programa como que é uma conversa uma coisa muito aleatório é é muito espontânea muito sabe assim acontece diz Wagner muito muito natural não tenha se agora desgastou não sei o que tal não Quando aconteceu o personagem João Plenário que roubou a cena do que ela é e tudo mais e fica os personagem o Carlos de unhas especiais da Praça é Nossa ele conhecedor dos Meus outros personagens que ele chamou o vaqueiro Zé da Silva que não tem nada a ver com preto velho e ele chega em paz daquele preto velho que é muito emocionante Qual que é o você fez no lugar da Silva militao de funk prevemos preto velho pô cara não tem nada a ver e vamos Vaqueiro configura Roseane Tá mas ele não era mistura coisa não tem assim é o foco de discernir essa universo da cultura regional assim mais certame Cadê vamos assim então se chama de preto velho aí foi o sal faz aí nos dá essas nesses momentos as especiais Eu tenho um bêbado que é muito engraçado que é o sabiá eu fazia mais que é muito bom então mas não especial você fez especial e fiz algumas vezes alguns deles vai fazer um pouquinho deixa eu ver se eu já vi o aelbra eu tô enferrujado com ele faz tempo E aí o amor oh oh avó a rir Ok Tinho e ele tem vai muita muito é muito louco é para garganta muito seu rosto a mulher para gargalhar eu fico fazendo cenas de falar a primeira palavra Sora eu ganhasse Ficou só na ameaça que fica assim uns três minutos até a plateia não aguenta Tá mas fala mano fala logo com ela lá pelo amor de Deus mas as pessoas vão rindo vão rindo ele chega do microfone e não fala e vai no fale vai e fala e vai é muito bom eu fiz uma vez no na praça eu quero já conhecia ele de lá e tal mas o João Plenário o grande acontecimento o seguinte o caso tem medo e fazer o outro personagem o João Plenário ficar meio de stand-by e eu perder essa coisa dele e tal e achei um pouco ele sempre fala O que é um dos personagem que ele mais gosta então é um 12 Lógico é um dos tem muita gente boa e tal então ele gosta muito do do João Plenário então não se cogita isso sabe a com Pedrinho que perguntou isso não se cogita Talvez um dia ou eu vou dizer mais não dá no não é eu tempo é não dá para dizer dois ao mesmo tempo e eu não tenho ainda chá eu não tive ainda essa vontade para o quero para sabe Eu juro por Deus se eu tivesse afim de falar no caso Vamos dar um tempo então não aguento fazer aí não aguento de mim não não eu sempre tem ainda aquela gana de fazer Puxa agora vai ser bom agora vai ser legal ajuda ao cenário político ajuda e eu crio meus bordões eu fico com muita sede para ainda fazer o João Plenário e agradar tanta gente que gosta do personagem pessoas inclusive com dificuldades emocionais depressão que gosta tanto de identifica tanto com personagem que eu sinto que Oi tá muita água para muito muito estrada ainda para andar e tal então eu não cogito isso Talvez um dia que eu cogitar falar com a aluna um tempinho aí nos três meses 6 meses vamos tentar o sabiá vamos brincar um pouquinho com outro aqui então mas por enquanto não me vem essa essa vontade e muito menos do carro tá e o Ricardo Rodrigues perguntou aqui a onde posso conseguir a série nos braços da viola que o sol apresentou adorava se programa Pois é cara olha esse programa foi feito pela TV pela TV lá do Rio que ar teve a TV Brasil na TV Brasil não é a rede Brasil TV Brasil ele se programa foi um projeto extraordinário que eu fiz há uns nos dez anos e eu apresentei mais de 120 Violeiros e todo o Brasil viajei para o Recôncavo baiano viajei para o interior de São Paulo fui para o Rio Grande do Sul foi para o Mato Grosso viaje e mostrando os violeiros e várias regiões do país e tal também de Minas também de São Paulo capital Rio de Janeiro e tudo mais e esse programa tá na TV Brasil e eu até tenho tocando estamos conversando muito com a direção da Rede Minas que aonde eu programa alguma ação acontece lá deve tentar pegar esses problemas da Brasil e passar na Rede Minas então fica aqui meu peril essa vontade que a gente também quer de resgatar esses programas foram 25 programas que realmente mostra muito o cenário da viola caipira no Brasil mas ainda não tem ainda um uma data uma coisa assim mais resolvida de quando isso pode acontecer o Danilo Ferreira Borges perguntou porque ele sempre brinca falando a v******** na sua irmã para o Carlos Alberto de Nóbrega é só você rapidinho para não demorar muito porque caso Alberto tem uma e bem simples assim para ele dormir simples assim que se tivesse eu não estaria da praça você perguntou se eu tô na praça porque não tem mais um e ainda imagina se tivesse ser humano também falou você lembra de quando você vazia a praça não é dura o episódio é o Mister Júlia perguntou de onde veio a inspiração para criar o mangá vai criar um pouquinho aconteceu e da veicular nossa senhora perdeu muito magro é pequeno a repreende todo a sua caixa toda a sua caixa toráxica fala é da onde vem a inspiração para criar um político tão engraçado a Então isso é bem rapidinho também fruto da observação dos bastidores é por isso que o brasileiro a o Brasil com essas características diversidade cultural de características insultar que de tudo mais é fez com que o fizesse um personagem o camaleônico que hora ele vai para quando eu faço o show da Bahia fala bem que baiano eu achei falo é um moleque é um populista e tudo mais e tal então Eh cara é fruto de políticos histriônicos carisma o que existe no Brasil existia mais ainda existe essa Mas aquela época existiu José Maria de alkmim Paulo maluco Paulo Maluf o próprio Simon do Sul tem de política se muito engraçados não que esteja fazendo uma crítica ele sou o lembrando ele sou mas é bebendo na fonte dessa diversidade de simbólicos que existem das características dos homens públicos brasileiros principalmente esses mais a populistas mesmo demagogos e engraçados e divertidos da em Minas ao celeiro de políticos políticos que leva sabe José Sarney José Sarney engraçado é mesmo bem que você sabe que o cara um vagabundo é um ladrão é não sei o quê mas ele é delicioso a maneira de ser de falar de tratar não sei o que tal igual piadas como tem político Mineiro que eu lembro que eu vou citar o nome mas o cara chega depois de um comício e tal O cara chega para ir ouço falar não puxa vida como é que tá o senhor prazer Oi como é que vai seu pai que maravilha eu sou João VI O pai já morreu morreu para você filho ingrato para mim continua no meu não dá bola fora né então é isso ou é fruto de observação mesmo né uma leitura que eu procurei fazer e essa coisa de enrolar também o desenrolar vem muito dor da decisão do político que fala de Economia que usa os termos escabrosos assim não é bem específicos da do economias né da falar da economia e que usa termos que você não consegue ver aqui mesmo como uma coisa Não não não tem não tem não tem pega sabe então e começou a enrolar exatamente com esse com esse intuito de enrolar as pessoas esses altos e baixos essa coisa que o Fernando Henrique tem não que brincou ali mas ele tem né a outra é isso tudo foi bebendo eu falei então próprio beija bem a questão da que coisa extraordinária viu galera eu vou igual a oportunidade você deixa espaço para gente dizer verdade você sabia Olha onde eu fui Você sabia que a questão da corrupção na Relaxa querido eu já convite à corrupção existe a partir do momento que está aqui sabia disso a vacina é ele vai pelo e você vai aonde você vai atrás eu que pedi foi eu que perdi a nossa o que que tá acontecendo comigo hoje eu tô entendeu porque a em fase de solucionar a a explicação é muito ele a mensagem porque eu tenho muita ênfase para alguns técnicos de futebol das antigas até também negócio pegar o Filipão as vezes ele também e as comidas tem nada maravilhoso ai ai ai aqui ó Ana Cristina perguntou é quais são os seus novos projetos para o Futuro primeiro uma coisa pandemia mudou mudou o que na sua vida é o parou de se você gravar o Praça é Nossa como que foi eu era gay eu fiquei um ano sem gravar atrás e ele é um reprisando o grave atualizando ele coloquei a previsão do tempo inteiro depois quando voltou como eu estava com a minha idade eu tenho que aguardar ainda para segunda vacina aí eu tive que aguardar uns 4 meses que a praça eu voltou e eu não estava presente a partir de quatro meses aí você contou quando eu voltei eu não vou precisar mas tem o que tem uns três meses só tem uns três meses é que projeto futuro e aí eu fiz muita Live baixo como músico do que como como como humorista fiz algumas palavras interessantes e tal e eu e meus projetos no futuro eu estou desenvolvendo um projeto muito interessante eu tava falando com você as vezes começar a nossa prosa tem um projeto no Rio de Janeiro para alerj para TV da alerj no Rio de Janeiro que é tipo um acervo audiovisual de alguns artistas renomados que fizeram história que tenho que contar e tudo mais artistas como Toninho Horta como Wagner tiso Francis raime Zeca Baleiro Chico César Geraldinho Azevedo muitos eles Já gravei Kleiton e Kledir e tal são 25 artistas a Sandra de Sá e vou gravar até o final de Novembro esse projeto com esses 25 artistas que ela no Teatro João Caetano eu entrevisto eles e eles cantam As Canções que traduzem as épocas das histórias que eles vão contando e tal é muito interessante eu já fiz os dez da Morte muito sinto muito feliz estabilizando esse projeto como um como entrevistador como proseador digamos assim que é uma pros é como se faz a única diferença que quando eu tiver falando determinada a época da minha vida e tal os ativos que eu comecei a conviver musicalmente minhas parcerias e tá eu vou ele ilustrando isso com as canções e tudo mais tensão projeto futuro que eu quero levo eu quero dar conta dele Até dezembro se Deus quiser a volta do meu programa arrumação que a gente não vê a hora de voltar com ele ainda que seja presencialmente no estúdio que a gente sempre a vou ele em um público por nós programa Cara você não acredita a gente gravado no teatro Sesc que tem mil lugares lotava preciso de um lugar mil lugares para assistir o nosso programa arrumação o Rolando Boldrin que nunca vai um programa de televisão nenhum ano um ano retrasado antes da pandemia quando a minha o adversário convidei ele me deu a grande alegria de ir e tava lotado o teatro mil pessoas então normalmente nós temos setenta por cento de casa nesses necessidade que a gente grava é uma arrumação como quero voltar com programação nem que seja um estúdio e em volta a fazer show presencial comprar meia seja de uma ou seja de música o quanto isso é o meu meu projeto acho que o seu de todos nós é voltar urgentemente subindo os blocos Desse nosso Brasil eu tô voltando aos poucos também manda next eu te mandei umas mensagens verdade não foi consegue conhecer Beleza quanto isso o Nathan respondeu de novo é salvo na nossa conversa você contou sobre um Festival de Música brasileira que você organizou nos anos 70 acho que vale a pena contar um pouco e vai render um bom papo abraço O Natal já contei no início aqui agora ele chegou tarde Jonathan já falando transa som rock rock pop musculação só o balanço foi muito doido demais a história que eu mandava Vila vou falar para você olha as bonecas uau tô doido é e manda aqui que ainda não carregou aqui ai ai Ana Cristina mandou Max fala para ela fazer igual desculpa aí não não sei lá abujamra André abujamra e pergunta para o Paulo O que é a vida a provocações entre agora que é a vida o que é nós profundo nisso né O que é a vida eu responderia Se pois com bujão que era muito fã dele a vida emocionar como estou agora a vida é esse momento é esse segundo emocionar é sentir a vida nos nesse estado nesse segundo nesse momento aqui com você o já viver isso que amanhã não sei o daqui 10 minutos eu não sei o antes eu não sei de nada eu sei que agora é o planeta trouxe muita essa urgência essa urgência aqui agora viver e linkado é aquele Diana a essa coisa da da emoção para mim viver é emocionar também acho o pó de Duda que é uma garota que está sempre aqui com a gente ela tem 11 anos ela tem um podcast também ela tá perguntando que você acha do Morro de hoje tá faltando cultura popular amo programa arrumação Mirella Max mandíbula Vocês são demais o retorno para tem 11 horas que acha do amor de hoje tá faltando cultura popular não sei exatamente que ela quis dizer não sei se ela tá dizendo que o humor ela não carregou ou de cultura popular né e olha se você for no Nordeste no Ceará precisa ler só vai ter que trocar o motor É voltado para a cultura nordestina mesmo provavelmente no sul você vai ver um pouco isso também a maioria dos humoristas que eu conheço o próprio Cristo que estão personagem bem nativo mesmo né vai acontecer estão a cultura popular existe tá bem presente tal agora um artista que que mora em São Paulo Paulistano né que faz um o stand-up falando de humor que acontece na capital dificilmente vai fazer alguma citação muito expressiva da cultura popular não que não possa citar porque você pode ter exemplos aqui da do centro de cultura nordestino existe muito nordestina em São Paulo porque não conta piadas que você possa mostrar um pouco desse conteúdo humorístico da cultura popular mas eu acho que ele e eu acho que aprendi de cada artista Lídia Marcos caracciolo perguntou vai voltar algum dia com o metaleiro e depois é porque eu tava falando né eu tenho muita vontade vez em quando as pessoas pedem tanto e eu faço ele no meu sogro ela eu gosto muito de fazer as pessoas se divertem muito que eu tô querendo mais para frente um pouquinho joga para Carlos e para Carlos vamos brincar um pouquinho fazer esse só para matar a saudade tava atender o pessoalzinho que rosa e curta especial isso eu quero fazer agora da permanência mesmo então é isso aí eu não posso dizer nada tá legal e eu que pensei que era uma hora porque eu tava conversando com o Lucas eu falei antes você chegar aqui eu falei Lucas que tempo é mais ou menos a prosa aí já falei isso aqui colocar ele falou ah só depende da pessoa que fica aqui 8:00 preciso que morre aqui é preciso ainda tem gente enterrada gente é a cruzinha ele tem gente tá errado é que fica aqui em velha a gente falou que até agora minha meia hora envelhece aqui tá é uma meia hora só fique tão né Aí eu falei é que já estamos aqui na meu Deus do céu mas o que coisa extraordinária e se essa coisa sua vida a prosa dessa forma que é devido uma coisa que a gente não sabe explicar não adianta de falar que você é um ótimo entrevistado que você é isso aquilo não é uma coisa meio V o helmo astral é uma coisa que você tem que você deixa a pessoa vontade e isso é uma habilidade muito incrível muito interessante que não tem nome para isso não é que você não é o entrevistador você é que ele é um extraordinário bronzeador por conta disso porque você me fez eu não sabe ele falar coisas de uma forma tão espontânea e tão natural mesmo sabendo que tem vários Coqueirinho sair nos ofende dorme das a gente quer se o que eu deveria ter cuidado sou pensar e tal Porque tem uma galera ouvindo a gente tal mas você consegue fazer com que a gente esqueça e como se eu tivesse falando para você mesmo ele ela como se eu tivesse a gente então cara Não é à toa que você tá tendo uma tá tendo uma repercussão incrível o seu podcast Parabéns que Deus te abençoe e te continua com essa energia maravilhosa aí e você vai para fazer mais coisas ainda incrível Amém eu e vem também e completando o que você falou do mal de uma de uma de eu gostar de escutar mesmo história assim sabe dia a gente usa esse negócio de escutar assim Olha isso tá muito hoje assim vem só que nem falar Eu gosto de escutar né Mas você disse tudo que se eu tiver falando aqui e a sua expressão e vou mais longe a expressão dos olhos do rosto então mas se fala mas a expressão do rosto dos olhos me pedindo para ir mais rápido desculpe mas acabou já tá entendeu o que é isso já me faz acelerar e tal você diz assim você inclusive tem que tomar cuidado é às vezes acelera eles e desacelera facial Relaxa Olha nós tema irmã e seu dia tá todo mundo de melancia todo mundo mandando mensagem para sala Dourada já tá dormindo lá no já está dormindo no sofá o pessoal falou que já tá comprou cerveja tá de tá achando ótimo nunca vi uma pode questão e maravilhoso que você não existe e que tá todo mundo aí o que ter cuidado que se não for Tá bom então vamos lá relaxa que não é assim mas mais salvo tô muito feliz até amanhã eu gravo a praça vai ter que acordar cedo e o programa que você gravou também para o de noite deve ir para ao ar atendeu de noite vai dar quarta-feira não tem nessa outra na outra a outra que foi muito gostoso que eu fiz o João Plenário corrente lá se vai na outra semana o episódio que você participa também vai depois do de noite então isso é que eu não sei ainda a gente ficou de saber se tu abriu acho que na terça-feira que vai essa gravação raiz chamando para quarta frente Aí sim vai o episódio que é o Capítulo e que está encerrando a série que é o décimo maravilhosa mas foi muito bom entrei de João Plenário foi retirar Sari foi um ótimo escada para João Plenário Eu entrei com louro foi muito muito muito no final no final de ser recrutado de ouro que eu falei agora vamos ouvir orkestra k e o role base boa de rir vamos Ouvir orquestra que qualquer sobre não sabe falar Banda né É porque quando tu não sabe o que é isso aí vamos ouvir a orquestra do Roger ai ai eu queria agradecer muito obrigado papo e dizer que meu pai com certeza tá assistindo tá vendo que ele trocou a jama é o Gilberto Seu Gilberto já veio aqui já conversou com a gente também surgiu eram um abraço para você eu vou deixar uma caixa de dólar viu Seu Gilberto Eu sei que você gosta da Verdade minha mãe tem Stent no coração tá vendo ou troco em frente sozinho então a gente pode hora já o o gasto veja as questões agora o dólar depois conversa com um menino lá eu vou deixar com ele e depois a grande mesmo dinheiro lugar então aqui você lembrando sua história de vida sua carreira e eu sempre faço as três mesmas perguntas para encerrar o programa em E continuo vai ser diferente solo é olhando para trás Qual foi o momento mais difícil da sua vida da sua carreira O mais difícil da minha carreira é o da vida né Às vezes a coleção interligados ou não beleza o cara tão difícil falar isso porque a cada momento que vinha dificuldade vi uma resposta tão imediata não o que era uma coisa Toma Lá Dá Cá Toma Lá Dá Cá é eu tenho que tomar água então via tão de forma imediata que não tem aquela coisa que perdurou que foi perene assim para que eu dissesse foi um período muito triste não E aí muito difícil então sim a Pedro do meu pai e para mim como exemplo de vida que eu tive do ser humano minha mãe faleceu também uma perda muito grande saudades trabalharam mais com um amor incrível que ela essa lava e que nos acolher Mas o meu pai a conduta do meu pai como um homem de como ele via a vida de como as reações dele diante ele era comerciante de um comerciante de armazém e aqueles Armazém bem sem ser em dia de tudo e tal e a postura dele lidar com o ser humano com as dificuldades com as pessoas e tal por um exemplo de vida que eu tenho então quando eu perdi meu pai por um período muito difícil para que a gente um dia hoje poder brincar lembrar do meu pai e meus irmãos a gente brincar e lembrar do jeitinho dele e já sorri tudo mais esse período que eu fiquei até conseguir essa coisa de ver meu pai como uma se lembrar do meu pai com alegria e a gente brincar e falar das piadas que ele tinha que ele gostava de falar do jeitinho dele tá esse período esse ato aí foi foi muito triste anos você tinha eu tinha uns 40 anos e morreu de certa forma muito novo entendi é todos vamos morrer também espero que demore muito mas muito tempo Paulo mas esse vídeo assim como todos os vídeos da Praça não tá aí na internet para sempre e pessoal pode voltar aqui daqui há 147 anos para saber quais seriam as últimas palavras de Saulo Laranjeira para onde caminha a humanidade é a grande pergunta que eu faço para mim mesmo e como é a evolução da humanidade está evoluindo a gente vai evoluir o que vai ser da humanidade diante dessa realidade nós vivemos Hoje é a grande Pergunta Com interrogação enorme nós estamos evoluindo o estamos aniquilando exterminando a beleza da vida por intermédio da e a postura do ser humano hoje Acabou então juntando a segunda acontecer a pergunta que era eu ia te perguntar se tinha uma pergunta que você se faz já acabou de fazer então as duas perguntas foram respondidas brigaram Saulo Obrigado todo mundo que tá aí nessa lá e brigada para você também Max quase teve uma pane ainda que quase morreu na hora de respirar toma cuidado viu algum recado eu complemento eu complemento dizendo isso que eu preciso dizer que todos nós seres humanos é estejam o a sensibilidade aguçada para absorver a arte valorizar a arte e deixar a arte nos acolher cuidar da nossa diversidade cultural brasileira cuidar das de o encantamento que existe na nossa cultura brasileira respeitem absorvam a nossa cultura brasileira é muito rica é uma maior e já tem tanta gente fazendo arte ruim né então se vai fazer a gente tenta fazer uma coisa o que vai acrescentar para Vida de alguém obrigado e eu quero te agradecer também se alegrias e poder me dar essa oportunidade de visitar a visitar e revisitar a beleza minha história com essa leveza com essa verdade com essa naturalidade que sua pessoas como você que tem esse dom permite que a gente possa vivenciar isso dessa forma muito obrigado obrigado palavras finais Max Pessoal esse pode o botão do gostei compartilhe esse vídeo se inscreva no nosso canal se inscreve no canal se inscreva no canal oficial de cortes segue a gente nas redes sociais no Instagram@interesses Ltda a e@Vilela e no Facebook Rogério Vilela É isso aí e torne-se membro e centrado gente como Jujuba até mais

Trivia

Curiosidades do episódio

O que o pessoal achou

Comentários


Compartilhe com seus amigos

Inteligência Ltda.

O comediante, quadrinhista e aeromoça Rogério Vilela bate um papo com convidados mais inteligentes do que ele (como se fosse difícil!) sobre os mais diversos temas, dos mais profundos aos mais banais. Quase sempre com bom humor.

SAULO LARANJEIRA

SAULO LARANJEIRA é ator, cantor, humorista e lenda. Saulo é famoso por seus personagens hilários, especialmente o político João Plenário, há anos parte do programa A Praça É Nossa. O Vilela já ficou mais tempo sentado em sua cadeira no podcast do que o Carlos Alberto de Nóbrega no banco da Praça.