Transcrição

Já estamos no ar com mais um à Deriva o seu Arthur Petry na mesa está ao grande carga lá com tudo bem Caio fala para ele tudo certo certo mesmo desanimado essa voz nossa cansa o cansaço do que nada isso que a semana aquele cansaço de nada sabe o que é o pior de todos é tem um à Deriva de semana só teve um à Deriva eu tô cansado por exatamente cansado de mim mesmo ficou muito gosta de trabalhar aqui nenhum já se esgotou como se fosse cinco uma semana não mas eu acordei assim na hora que acordada descansada acordei cansado parecer como você Jesus se exemplo vou usar aqui uma velha Parece que foi atropelado por um caminhão Eu também tô com isso não consigo acordar bem é é São Paulo vai jogar vibe de São Paulo fui buscar uma marmita hoje no restaurante aí eu tava eu comer um franguinho grelhado voltando para casa Aquele monte de poluição passando do lado em alguma coisa deixem de alguém vai ficar uma Fábio pode verdade fumaça verdade mas é isso ficou três coisas a poluição Eu não eu não sei o que que é tem gente entende que a tristeza Zinha básica de São Paulo toda ligasse eu também ligava que aquela que quando tu chega aqui vai piorando assim né Bora lá eu fiquei ela melhor assim fica mais feliz aí tu volta para cá e isto mora aqui é aqui ó é para baixo se você já tem a cabeça ruim morando em São Paulo aí aí ela até avalanche por isso tem grade na Janela dos prédios meu vizinho mora no térreo e botou grade para tu ver como eu elas aviso para hoje galera quem quiser mandar mensagem interagindo programa você pode mandar pelo telegram da saco de TV que é um telegram exclusivo para os assinantes lá da plataforma então eles mandar umas mensagens por lá e a gente toca aqui no final do programa então mano se quer mandar sua pergunta que isso aqui é até em áudio de preferência manda pelo telegram da saco cheio de TV obviamente exclusivo para os assinantes da plataforma boa a gente não vende arma lá só pessoal saber a pergunta mesmo esse telegram que vigiar né o outro grupo é o programa Vamos trabalhar então que contato de hoje é o Tiago Braga especialista em história da guerra e ciências humanas tudo bem Thiago obrigado pela presença aqui tudo bem Pedro Eu que agradeço cara valeu demais aí a primeira coisa que eu vim para te perguntar é a seguinte quando que o ser humano se organizou para brigar cara Acho que desde o ano um né basicamente desde o num Já rolou treta né então é algo bem mais antigo do que a gente pensa e gostaria de pensar né Mas ela já era organizada a organizada não acho que como toda a guerra ela meio que é desorganizada e depois só vai piorando né E aí a gente vê o que a gente vê hoje no século 21 esse caos todo rolando né mas existe algum é bem ruim bem ruim sempre foi ruim sempre vai ser ruim até algum registro que a gente sabe quando que a humanidade Começou a organizar o Exército e da Estratégia foi uma junto até o momento era só sucos organizado é é muito complicado Principalmente quando a gente lida com história a guerra a gente sabe exatamente qual era Chrono em relação à por exemplo tratados né os primeiros tratados militares quando que os exércitos foram bem organizados e deixaram isso registrado para gente que a gente tem por exemplo é que no Egito antigo já havia táticas organizadas de batalha né se você for pode usar para Babilônia também você vê tem registros além dos povos da Mesopotâmia já engajados em conflitos mais organizados né com rankings e tudo mais você vai para a Pérsia também da mesma maneira E aí quando a gente vai para a Grécia então é que a gente basicamente um lápis saída da organização militar registrada né que aí a gente tem os registros históricos de pa ida ao disser então gente a ver tudo já colocado na conta do lápis né não do lápis mas no papel de fato E aí a gente vê que havia uma organização sistemática mesmo com os mínimos detalhes são pensados e organizados com seus Generais então basicamente da Grécia Índia e o estado da Arte da Guerra consolidado mesmo né E aí vou a evolução da Guerra ela tem alguma coisa a ver com a evolução da Inteligência humana foi precisa a gente evoluir na guerra para a gente ser o que a gente é tem muita vez sem dúvida porque a guerra nada mais é como a gente falou né ainda pouco faz parte da Essência humana ciência social não então quando você pensa em conflito é a partir do momento que ele se organizou como a gente falou agora você tem uma uma estratégia pensada para lidar com a guerra né então você tem desenvolvimento de novas tecnologias armaduras equipamentos então é todo mundo que estava engajado em guerras de alguma maneira tinha uma evolução de um pensamento já sistematizado e isso foi evoluindo de Fato né assim o que é hoje no século 21 mas existe assim ouvir as evolução do ser humano e dos armamentos em consonância com certeza junto com a tecnologia né mas meio que foi graças a guerra que o ser humano evoluiu essa é uma afirmação assim delicada né porque se a gente pensar no que a guerra causa de maneira social e humana e aí a gente pensar em evolução dessa forma é meio que é complexo demais né porque muita tragédia foi gerada através das Guerras né Se você pegar por exemplo Império Mongol né Na Idade Média você vai ver que o Império Mongol foi responsável por o primeiro aquecimento global registrado por quê Porque os caras literalmente desmataram boa parte das estepes até Europa e colocaram ordens né então você imagina aquelas ordens avançando de centenas de milhares e dominando aqueles vilarejos e tacando fogo e destruindo mesmo então tem estudos que mostram isso que o Império Mongol make contribuiu para um prefeito estufa meio que imediato ali antes da era moderna na Idade Média então sempre você vai ter efeitos colaterais agora a tecnologia surge e se desenvolve e com certeza com certeza porque porque a na guerra onde todas as mentes estão focadas em avançar o equipamento de guerra e automaticamente dizer equipamento de Guerra depois são usados em outras maneiras né Sem seja no próprio dia a dia das pessoas e desenvolvimento de coisas que facilitem a vida a vida deles né então é possível a gente fazer se Paralelos sem esquecer do retrocesso né que a guerra causa também né muitas mentes perdidas né O que que tava aí o que que estava em jogo por que que a humanidade ela caminhou em torno de guerra quase que a sua história inteira e é relativamente recente essa noção de guerra errado né a gente começou a entender essa pouco tempo é porque tava em jogo tinha alguma coisa a ver com era só aspecto psicológico ou tinha alguma coisa a ver com coisas espírito coisa de espiritualidade religião e se confunde algum momento também eu acho que todos esses fatores aí foram fundamentais né é o o ser humano é humano né ele se entende como humano de fato ele quer poder né ele quer muita das vezes o que o outro tem então a gente entra no aspecto humano e social ao mesmo tempo né a gente tem a nossa essência como ser humano meio que de querer conquistar a força algo que não nos pertence e ao mesmo tempo nós temos o aspecto social né estamos o aspecto visual então é uma ciência complexa que envolve o que nós somos o que nós queremos Então tá dentro e fora da gente então tem Esse aspecto propriamente humano é por exemplo do ponto de vista bíblico né a gente já tem aí o primeiro conflito entre caírem a dela né então isso por si só já pode-se dizer que é surgiu a partir dali essa essa ideia de que para conquistar uma coisa de maneira rápida você tem que recorrer à guerra e talvez seja o primeiro. O segundo ponto é que você quer quando você pensa em guerra você tem outra justificativa as opções você cria justificativas para isso mesmo que não seja uma justificativa válida mas se você tem uma narrativa se você tem uma ideia e aquela ideia vale a pena você coloca a sobre seus planos então a religião é uma delas que a gente pensar basicamente desde a Grécia antiga onde o conflito entre o ocidente e o Oriente foi consolidado pela primeira vez né quando a gente pensa em Grécia e Pérsia a gente tem um embate de duas civilizações pela primeira vez na história né até então antes era somente o que quer o acidente que aquela Gracie o que que era Roma muito menos né então a gente tem as superpotências centralizadas na Ásia com a sua cultura meio que interpolada né Se você pegar por exemplo os assírios os babilônicos e depois de espécies a gente vai ver se nuances ali sabe de interpolações entre os povos a forma acabam se conectando né E aí quando for quando a gente vai para a Grécia a gente já tem um choque literalmente de civilizações você tem democracia com apenas e tenha a oligarquia E você tem Império já que o Império Persa Então essa narrativa pesa política e religião também Deuses contra Deuses o caderno porque eles entravam em embates que que não ficava cada um no seu canto o que que era conquista de território Com certeza o primeiro fator esse né conquista de territórios você querer expandir O que você já tem né E poder você você quando você conquista territórios você literalmente Conquista poder Então por que que o ser humano ele ele era é nome de de certa forma ele vai sempre avançando né Ele nunca tá estacionado no lugar raramente ele fica estacionado em um lugar é porque ele quer conquistar coisas novas ele quer avançar de certa forma progredir né no sentido geral da coisa mais territórios e por isso mais povos que tem que se o r afirmação do Poder Então se o império Por exemplo quando a gente volta lá na Grécia antiga e a gente vai esse primeiro embate entre Grécia e peça Isso interessantíssimo que dá esse ideia para gente essa dimensão mais mais que social e política o primeiro o primeiro povo que usou e contra a Pérsia foi apenas né o primeiro a primeira cidade que usou ir lá na região da Turquia hoje Turquia mas na época fazia parte da Grécia né região da frígia da Lídia E aí quando eles vão Então um cara um Império Persa o Imperador heidari pera aí como assim esses caras estão vindo aqui no nosso território encarar gente e tinha queima um monte de tem eu preciso fazem essa arruaça a gente tem que provar para o mundo que nós somos Império Persa que eles não são nada então nós temos que reafirmar o nosso poder sobre eles então entra ego entra desejo de conquista entre a humanidade né nem bom então tem muitos fatores o fator político social religioso Com certeza sempre foram forças motrizes aí para para se desenvolver guerra né é que iniciou a guerra entre a Grécia e peça foram os gregos seres que deram a primeira primeiro soco Tecnicamente não é Tecnicamente foi a Pérsia né porque a peça eu tava na Ásia mas ela foi conquistando Os territórios mais Oeste e aí quando eles chegaram então na área da Turquia que na época era Lídia eles começaram a conquistar muitas cidades Gregas ali de halicarnasso e tudo mais e ela literalmente o oposto era um outro povo conquistando um outro povo de uma outra natalidade então vem que começou com os persas invadindo essa região Costeira da Grécia Antiga fazia parte da Grécia uma coisa que eu suportei como é que a notícia chegava no nos jefs nos Generais e como é que se denominam nessa época como é que chegava lá em cima saber que tinham que ir lá defender aquele aquela parte dele os mensageiros o bom e velho mensageiro igual a gente vê por exemplo nos filmes né 300 e tudo mais a galera indo até o os responsáveis por organizar o campo de batalha né E para dar a ajuda necessária então no caso por exemplo na primeira no primeiro conflito entre peça e Grécia os mensageiros do rei crésio que era um rei assim muito conhecido da Lídia se deslocaram então para a Grécia Continental que onde ficava tendo as Esparta né E aí foram pedir ajuda olha a gente precisa da ajuda de vocês que os pés estão lá conquistando a gente eles estão literalmente dominando tudo então a gente precisa da ajuda de vocês então mensageiro e até lá e tentava organizar uma equipe de apoio né para ele depois já todo o caminho de volta até chegar lá então meio que já tava estabelecidos como eu quando este voltava para guerrear já tava tudo certinho lá sem dúvida já era tudo bem estabelecido e era o mesmo povo né falava mesmo a língua tinha os mesmos Deuses e as suas diferenças de legislação se você podemos comparar apenas com de parto com Corinto Tebas né Macedônia eram era a gente pode dizer que é um povo com várias nuances ali de diferenças né como se cada estrada e come como os Estados Unidos Por exemplo cada estado tem uma certa autonomia para resolver as coisas do seu jeito mas todo mundo fala a mesma língua tenha a mesma Cultura né E naquela época adoravam os mesmos Deuses Então já vi essa conexão assim quando um pedir ajuda o outro ia ajudar isso quando eu não tinha um tretas entre eles quero mais coluna quando a gente fala em Grécia antiga a gente fala um turbilhão de pancadaria para tudo que é lado entre eles mesmos entre eles mesmo assim na verdade o império romano surgiu como uma potência que Dominou a Grécia e depois dominou o mundo justamente porque os gregos já se destruíram quando o jogo estava chegando Ele estava em guerra quando os romanos estavam se organizando isso exatamente enquanto os romanos se une ao mês é como um povo mais coiso os gregos estavam em pancadaria um com o outro a Grécia momento foi a maior potência cinco Alexandre o Grande se tornou a maior potência da sua época e aí ela perde essa poder essa potência do império romano império romano Exatamente porque assim se a gente parar para pensar desde a época da Grécia contra a Pérsia uma coalizão assim fantástica entre os gregos os gregos se juntaram E literalmente expulsaram os persas e quando a gente fala dos peças a gente não pode esquecer que era o maior Império da época era gigantesco do ponto de vista territorial era gigantesco do ponto de vista é militar porque eles eram grandes guerreiros nessa loucura que a gente vê nos filmes Aí eu entro um pouco no meu trabalho que eu faço na lá né no canal especialmente o brasão de armas que eles saem correndo como uns loucos sem preparo nenhum sem nenhum tipo de estratégia e isso simplesmente só um são trucidados ali não eles são povos sofisticado Sale e eles conhecem A Arte da Guerra Claro que tem que tamanho enorme uma quantidade muito grande de Mercenários mas não se tornaram que se tornaram por sorte né eles sabiam o que estavam fazendo e temos estratégia mas nesse embate por exemplo entre os gregos e persas eles conseguiram se une de uma maneira maravilhosa todos eles toda a cidade grega mas depois quando Atenas porção começou a subir Esparta começou a ficar com inveja peraí como é que Atena está crescendo e a gente está começando a ficar para baixo Então a gente tem que fazer alguma coisa para impedir as poder de Atenas e o que que a gente faz a guerra e aí surgiu a Guerra do Peloponeso em 431 antes de Cristo os espartanos dividir a Grécia no meio atenienses com a outra metade E aí o conflito mais sangrento da história da Grécia aconteceu nem com os persas foi tão bizarro assim quais são os números tem a gente ter uma noção é praticamente impossível que foram 27 anos de guerra Agora é que eu não tem como saber não tem como saber quem sabe é dimensão da desgraça que aconteceu na Grécia né é primeiro que a Grécia foi em frangalhos porque não só nos sentido pessoal né de gente do fator humano mas não faltou territorial também porque a gente pensa muito os espartanos né são eram aqueles povos protetores da Grécia vamos juntar pela Grécia aqui aquele mito que o filme passa para gente né aí muita gente diz para o Thiago mas é Frank Miller carão é um quadrinho e tal mas o Frank Miller se baseou na história né então assim a gente não pode também separar completamente é um Fanfic pura e simplesmente o filme 300 acho que não é essa ideia quem assiste o filme tá querendo ver alguma coisa ali que seja interessante mente o minimamente real né mas quando a gente vê que os caras são colocados como salvadores da Grécia opa pera aí vamos ver as fontes originais né E aí para a gente entender esse esse Impacto que já é o político 27 anos de guerra Grécia div é mais dividido ainda do que antes Esparta entrega todas essas cidades que lá no início os atenienses Lutaram contra os peças para proteger lá da Turquia na região da Turquia fica com esperto então aí já tem uma altura do mundo grego metade do mundo grego tá com as peças EA outra metade está no continente Então olha olha o caos geopolítico que já acontece E aí Esparta de certa forma tenta manter o seu controle ali né o seu poder que agora como como a gente se ali os persas os persas são do nosso lado só que causou um rebuliço na Grécia antiga porque tem como que os espartanos entregam para os nossos inimigos o nosso povo isso não tá certo e aí depois da Guerra do Peloponeso que terminou no finalzinho certo um quinto mais conflitos começaram a acontecer só que conflitos dessa vez para erradicar Esparta os e da época lideradas Por Atenas e por Tebas que não acabar com os espartanos de por causa dessa traição por causa dessa tradição agora em 3 dias para entregar essa cidade fizeram a guerra porque eles não estavam conseguindo ganhar a guerra contra Atenas mas eu outras foram amigos dos pés é do do espartanos e gregos é uma atriz foram conviviam de boa sim por exemplo eles tiveram alguns interesses em comum por exemplo na guerra contra os persas houve um certo uma certa União ou a Liga para lutar contra os gregos né Beleza isso aconteceu mas a gente pode dizer que de maneira rápida e breve e levantou em consideração todo século de luta contra os persas foi basicamente 10 anos que houve uma união legal entre a Grécia e aí que surgiu aquele aquela ideia assim né puxa a gente pode se tornar um povo só né Olha como a gente é forte se a gente tiver junto só que quem pensava se não era Esparta Esparta olhava para umbigo dela quando então rolou Atenda esse um forte porque era apenas que tava lutando contra os pés e protegendo essas outras cidades mais frágeis né cobrando imports é claro também na primeira boazinha não a gente vai proteger e lutar por vocês se tornou um império né mas estava fazendo cumprindo o papel dela que era lutar contra os contra os persas invasores E aí Spark então viu que Atena estava crescendo demais então foi a guerra para frear esse crescimento da Tenda só que não tava conseguindo vencer há mais ou menos 17 anos depois do início da Guerra mortes e e pobreza né e muitos efeitos colaterais que a guerra causa em Esparta sofrendo isso que a gente faz agora não tem como vencer essa máquina que Atenas foi a primeira superpotência naval da era do mundo a gente pode dizer assim a primeira que colocou mesmo poder marítimo Como o centro é todo seu poderio militar como que a gente encara ele que a gente não tem Marinha versus espécies tem dinheiro esperto ele tem tem barcos né Então vamos usar ele todo espartanos eles viam eles vão pelo interesse puramente interesse E aí é aquele ditado que eu até mencionei há pouco o que é melhor para Esparta independência dos Grilos que se dane os gregos o que é melhor para Esparta se ali a Grécia a peça vamos a gente ia peça EA entregaram Então essas essas essas cidades-estados gregas todas para peças a ajuda de perto então e aí gerou todo esse esse rebuliço essa essa tragédia geopolítica grega E aí com o passar dos anos mais uma 370 antes de Cristo ateniense ctbanos se unem E literalmente líquido os espartanos e houve uma altura assim completa da conexão grega só que para chegar isso até nós já estava destruída Corinto já estava destruída Esparta já tava destruir a terra estava fraca Então você tem uma respeito do colateral muito nocivo que fez com que os romanos chegasse na Grécia Olha aí tá tudo pronto já tá pronto a gente vamos espada dias nos caras que tá tudo sobre controle ficar já estão destruídos né E eles ainda conseguiram de certa forma de Resistir um pouquinho na batalha de Corinto que foi a Batalha da Conquista de Roma na Grécia ainda tentaram lutar e tal mas eles não tinham o menor a menor condição de encarar aquela Máquina de Guerra coisa que eram Gilmar eu falei que a culpa foi deles próprios desse dizimar em abrindo caminho para os humanos e a partir daí o império romano se torna que a gente conhece que foi esse agora a gente os espartanos a gente tem aquela ideia de que fizeram os cara muito [ __ ] com a ética com a honra e eram saudados diferenciados o quanto disso é verdade o quanto disso é verdade é 100 é É mesmo é é isso que eu falo né aí eu acho que o objetivo do canal e se tentar abrir a mente da galera para essa ideia é não adianta a gente fechar os olhos assim filmes e séries elas formam opiniões e são fato muita gente assistir filme e qual o conhecimento que hoje a gente tem relação de 300 é baseado no filme né O que abrir os nossos olhos para os Trezentos outros espartanos basicamente ao filme e muita gente só fica no filme ou quando vai pesquisar pesquisa poucas coisas então a ideia desse trabalho por exemplo que eu faço e tipo assim não galera olha só vamos disse o filme e vamos para realidade né não tem nada de honroso no nos fartamos na sociedade espartana muito menos o que a gente vê no filme E aí muita gente cara que legal cara não sabia disso pois realmente os espartanos que estão que dia que a gente vê é mentira mas é claro que tem os fanboys que curiosos né mas assistam tenho tanquinho da história mas são pouquíssimas assim oh vamos ver o o resultado desse tipo de conteúdo que eu tenho feito pra galera entender tem sido assim esmagadoramente positivo assim para eles né eles eles entendem como ser uma coisa boa mas aí muito tempo para fazer isso mas é baseado no quadrinho Frank Miller beleza mas o Frank Miller se baseou no na história dos 300 Então você tá vendo um filme completamente fantasioso e tem consciência disso ou você tá vendo porque tem um fundo histórico aí mas ele tem alguma coisa história do 300 olha assim basicamente e o que ele tem aquele acerto é que se passa né adaptar é a data se passa em 480 antes de Cristo entendeu isso é bem correto né agora de resto assim peguei a batalha desse aquela batalha [ __ ] que eles resistem a tudo também fantasias então em relação ao a ideia da Batalha né correta Claro de fato 300 espartanos Lutaram Mas eles foram apoiados por quase 10 mil gregos então sim isso no filme colocado de uma maneira bem superficial né mas nunca os 300 resistiriam sozinhos naquela passagem sem apoio dos outros 7010 né daquela força grega até moral que a gente pode dizer assim tão nunca dá para gente pensar Caraca 300 foram 300 espartanos Mas e o resto dos milhares dos gregos que estavam na batalha junto com ele e protegendo os flancos protegendo a parte superior então sim é tinha todo um destacado grego ali do lado dele agora a gente pode dizer o seguinte em relação à E aí né a batalha A ideia de 300 não tá na batalha assim mas não sozinhos Isso já é um ponto né É eles Lutaram daquele jeito como você falou com tanquinho lá claro que não cara tipo assim os caras já são uma armadura né para que eles precisavam usar armadura de certa forma mas todos esses graves potássio daquele jeito a gente não ia tá aqui nesse podcast hoje conversando entendeu Possivelmente a gente não estaria aqui por quê Porque o a cultura ocidental meio que foi protegida naquele momento né o surgimento da ideia da Democracia surgiu ali porque a terra não era não tinha nada de democracia né na verdade daria uma das passagens lá de Heródoto Ele disse que é autocracia era o tipo de reino mais eficiente para a sociedade humana então democracia que nada cara então hoje a gente tem todo esse ideal que foi defendido a naquela época por isso que a gente não pode subestimar e nem é entregar e a uma honra para quem fez pouco e os espartanos fizeram muito pouco muito pouco mesmo É principalmente por isso por terem feito tudo que eles podiam para ganhar para teve prestígio por eles próprios Mas nada de ideal se tu fizesse o 300 tu Faria focado no do filme 300 seria outro nome é mais trocaria nos gregos eles são os principais personagens da TV e sem dúvida sendo assim o o principal quando a gente pensa em Grécia Antiga Grécia versus peças a gente tem um povo primordial que isso a gente tem que concordar de fato que Atenas Atenas foi a Cidade Líder contra os persas eles que fundaram A Liga de Delos para conter o avanço peça Petry só você ter uma ideia cara eles encontraram Numa cidade chamada Lavras no sul de Atenas uma mina de depois da batalha de maratona que foi o primeiro conflito oficial mesmo entre gregos e persas em 490 antes de Cristo eles A Mina de Prata e Como gera democracia a ideia seguinte dividir para a população aquilo que foi encontrado lá e aí o general temístocles né que participou da Batalha de maratona inclusive sabia que os persas em voltar sabiam que a derrota em maratona não colocaria fim invasão persa então quê que ele fez na Assembleia que que havia lá no monte chamado pics que que é era um ponto de encontro ali da Democracia onde o pessoal voltava né fala que os nobres né Principalmente aqui participavam lá não era uma democracia nesse sentido que todo mundo podia participar também mas eram a democracia que ninguém nunca tinha visto na história da humanidade até aquele momento então ele é de certa forma é fez com que o povo entendesse isso que os peças eu voltar ele conseguiu colocar na mente do povo que tiver Ah tá e pegou Então fez com que a galera entendesse que precisava investir aquele valor todo aquele dinheiro da toda aquela prata que eles haviam encontrado em uma Frota então eles passarão a partida que não aqui eles Encontraram o essa reserva de prata nessa região da Grécia investiram todo o dinheiro que eles tinham na construção de uma Frota e aí defeito 480 antes de Cristo os persas invadem a Grécia com tudo mais de 400 navios né Não só pelo mar quanto pelo pela terra só que a força principal da testa tava no mar a ou transporte terrestre é muito lento então diziam tomar Grécia tudo toda violência que eles tinham à disposição deles e centenas de milhares de soldados nesses barcos né E aí então tá atendendo já estavam prontos para lidar com isso tanto que a batalha mais decisiva de toda a Grécia antiga não foi batalha das termópilas foi a batalha de salamina tu viu o primeiro conflito largamente marítimo de que essa conflito pós essa ainda nesse prata dessa praias há também posse foi que o cara sabia que aconteceu é isso exato mas ele foi visionário né mas o que foi visionário e envio que de fato os persas e ouvir então se preparou e conseguiu nem sei ao invés de distribuir riqueza deixar por feliz né mas só para entender Por que que é tão visionário entender que eles vão voltar porque de certa forma é foi humilhante para a Grécia para persa perder para os gregos Então muitos não só a tendência inclusive Muito muitos atenienses e outros gregos também achavam que espécies eu vou continuar na Ásia menor mas não vi um motivo para voltar mas temístocles não Só conhecia os persas porque ele já tinha anotado lá na época dessa refrega vamos dizer aí na região da Turquia como não tô em maratona também então já tinha muita experiência esses caras vão voltar é isso interessantíssimo O Pedro porque Heródoto no livro Sete dele fala que os atenienses ele mesmo fale não ateniense ele é de halicarnaso de uma região da atual Turquia ele diz que o pus os atenienses foram os verdadeiros salvadores da Grécia ele disse isso com todas as letras Porque se os atenienses não tivessem investido na Marinha deles nessa preparação dos 10 Anos entre a batalha de maratona e os dez anos entre a invasão final da Grécia pelo ficar assim 480 não teria como resistir não teria como resistir a Game whose então foi graças a esse avanço da Marinha tanto que de 370 navios gregos só os atenienses forneceram 170 todas as imagens eram eram mais ela quase 1.000 cidades estados gregas dessas de todas as cidades-estados gregas só se transforme seus 170 nos trezentos navios gregos então era uma força muito gigantesca aqui literalmente der é torcedor a Marinha persa E aí nunca mais espécies pensar em invadir a Grécia novamente e aí preparou terreno depois né com a desgraça do dessas guerras entre os gregos para os romanos né mas a gente tenta Alexandre aí também ainda vamos ver criando esse Império um pouco antes de assim né Eu só para entender dá para aquela parte da descoberta da Prata e nunca eles decidiram investir no exército e não distribui povo isso foi votado foi votado foi votar população decidiu que ia investir as esse dinheiro exato e isso é que é mais impressionantes Heródoto tiver falando a verdade que a gente não tem motivo para negar porque ele foi contemporâneo né ele colheu relatos e testemunhos da época então ele diz que o povo aprovou essa essa ideia né porque tem estou fizeram cara muito respeitado ele era um guerreiro que havia é encarada Pérsia então foi votado o povo concordou e de fato eles mexeram valor né investiram tudo isso nessa Marinha poderosíssima por isso que a Grécia foi salva sim se não fosse essa Marinha não teria como ter sido salva e ao mesmo tempo é fez até me se tornar superpotência que ela foi tem registro de alguém que era contra esse investimento da Prata ao usar o posto então é isso é uma briga né podia vota em mim vota vota no investimento volta para pagar direitos é é nós nessas passagens aí ele cita que que havia uma certa havia um pedaço da Assembleia vamos ver assim que achava que era exagero de demissão sempre isso de fato acontecer agora ele não cita nomes e nem se tá assim que houve uma certa influência por parte desses vamos ver assim esses líderes políticos porque assim a esmagadora maioria é um relato rápido onde ele diz ele faz discurso de mistura que faz discurso aí o Eraldo só cita basicamente e apesar de alguns né concordarem com a ideia de que seria exagero a esmagadora maioria do povo concordou em votou na no desenvolvimento da Marinha a partir daquele momento Essa Ideia de democracia de ouvir o povo ela surge na Grécia ou tem algum registro que eu já ouvi falar alguém falou para mim não sei se eu sonhei com isso você vai aqui que a índia também teve alguma coisa a ver com isso que muitas ideias que afloram na Grécia depois já estavam rolando na Índia com filósofos e pensadores e depois chegou para lá o apetite eu não sei cara se realmente eu nunca ouvi falar sobre a algo democrático surgiu na Índia nunca ouvi falar melhor o que a gente tem por exemplo de interpolação entre Grécia e esses outros povos são os deuses são de certa forma cultura dizem que os deuses gregos é de certa forma conversão dos Deuses mesopotâmicos né que que Ao eles vendem porque o que que ela Grécia comparado até e nada tocar um beijo Olha que povo fantástico vai demorar uns peças ao contrário do que a gente vê de certa forma nos filmes que os persas eram super Ultra mega Poderosas e os caras eram é assim eram respeitados mesmo porque é pelo que eles eram então acho que o que a gente tem é isso existem estudiosos que dizem que áreas a interpolação entre os deuses convertidos para o Panteão grego né E talvez alguma ideia também cultura agora do aspecto democrático e eu acho que não eu acho que é é muito muito perigo de fato essa ideia na consolidação né se houve algum resquício ou algum indício de que estava surgindo alguma coisa democrática em qualquer lugar deve ter sido algo muito efêmero sabe que de repente se diluiu porque na Grécia e se tornou uma pelo menos apenas assim não para o povo a tendência se tornou uma febre sabe uma febre assim todo mundo todo mundo em apenas em outras cidades estados olhavam atravessadas para atender mas a ideia foi vendida muito rápido outros povos passaram olhada uma crescer começar uma coisa boa - 40s dela surge em Atenas só pra gente como você deve surgir em São Paulo e começa a ir para o Rio começar professor e começou e para entender as contas agora começa em São Paulo porque quando é que começa daqui e aí foi espalhando dentro do da mesma nação ali perfeitamente isso aí hoje a gente não consegue entender o impacto dessa ideia porque a gente está vivendo nela mas é o com inovadora e inclusive radical no sentido de diferente ela era de dentro do contexto histórico do mundo naquele momento foi chocante né Foi porque assim apenas ela sempre foi uma cidade de experimentar né é tanto que quando a gente tava falando ainda pouco em relação aos espartanos é porque que os espartanos o que a gente vê nos filmes não é verdade não precisa espartanos eram Ultra super né Olá conservadores ou seja eles tinham aquilo ali era aquilo ali que eles querem no ponto final eles não teriam nada novo né Eles não queriam criar nada novo então que se dane se puxar essa toda foi conquistar de vencida que se dane o negócio é a gente tá bem aqui um outro aspecto a escravatura na em Esparta e aí entra a democracia atender com a democracia também a escravatura em Esparta era ela manda tória era se uma proporção bizarra de praticamente 18 e escravos para um Espartano e o detalhe mais abismal ainda é que até para os padrões gregos que naquela época escravidão era comum também né mas até para os padrões gregos era feio Platão inclusive se tá isso ele usa essa expressão o que os espartanos Fazia era feio aos olhos gregos porque eles escravizaram próprios gregos na primeira guerra micênica que eles Lutaram contra os messênios eles literalmente escravizaram uma civilização inteira que era o e continuarão sendo escravos deles durante séculos então assim é o espaço era completamente adversa a ideia de liberdade vamos dizer assim de outros que se dane os outros nós temos os nossos livros aqui que são cidadãos e que se dane os outros outro são nossos escravos e Atenas sim tinha escravos Claro mas os escravos eram de fora né então o seu povo povo grego nunca foi escravizado para tendas de maneira geral Então essa ideia de liberdade para ele proteger o povo de dar voz ao povo né De certa forma é claro que nunca comparado que a gente tem hoje era uma democracia da frágil né era um uma pétala que estava surgindo ali ainda mais que revolucionou demais a maneira como as pessoas pensam então que todos os filósofos todos os pensadores que vieram na época e vieram depois você pegar pensadores de 300 anos depois você pegar pensadores Romanos como Cícero você vai ver os cá quem sabe com aqui com aquela ideia cara disso é isso foi demais isso foi impressionante como que eles pensaram na possibilidade da poder ao povo que democratia vem disso né poder do povo então foi algo assim revolucionário mesmo e essa ideia amedrontou quem é perder poder com essa ideia e aí e aí que vem os embates exata que você fica mandando se aquela nação quer ser democrática porque eu vou lá é medo que aquela mensagem se Espalhe ele é isso também gente é isso aí na verdade os peço a chance medo então é cá e a gente volta nosso primeiro. Né da nossa conversa é porque que havia conflitos de certa forma porque ideias também ideias são geradoras de conflitos principalmente como são idéias novas né quando ninguém nunca tinha pensado nisso quando ninguém pensa em algo que pode colocar em risco o coisas estabelecidas já E aí tem uma boa uma boa razão né para o segundo ou o próprio atacante Né nenhuma boa razão para se invadir determinado território a democracia era um problema porque um império nunca ter democracia o império não quer teu povo decidindo coisas o império que é teu seu poder controlado então quando isso sua espera aí a gente tem que destruir sair mas é quando a Grécia ela se enfraquece ali o império romano surge essa ideia democracia ela acontece que com ela ela fica a basicamente em standy-by né o João manda eles admiram isso mas a ideia da Democracia Ela só fica no Imaginário né é assim depois na questão da República do Império Romano a gente tem né uma ascensão da do Povo escolhendo ali os senadores né que a lidera toda mais o império eles Interpol lá com a república vai e volta sabe mas não se torna uma coisa presente assim então presente e aí depois daquela o comando então aí que ela fez vai completamente a ideia de democracia sua volta a permear os Os Clássicos né os pensadores no renascimento do século 16 que aí essa ideia de resgatar os clássicos né e de tentar olhar para trás para ver o que que eles têm para ensinar para gente é que começa a surgir de novo essa ideia nela interessante aquela batalha que a gente falou antes que tu disse que foi ele que a batalha dos 300 ali que vocês vão tivessem vencido a ideia do que você teria morrido completamente se eu ia ler esse eles ah não tá eu pensava mina tava vindo a lâmina que foi entre as duas Marinhas isso que a Batalha das termópilas foi uma derrota né na verdade os espartanos foram derrotar isso Bíblia confundir aí tu disse que nessa batalha foi quando a democracia ela se Manteve com uma ideia Triunfo é mas depois a Grécia se para Késsia eu vim para o romano ela fica em frente bairro Como haruma como que essa batalha então foi a que Manteve se passou tanto tempo EA idade não conhecia o Estádio Baetão então tem tem eu não sei onde eu vi isso mas eu acho que eu vi isso no seriado Sherlock Holmes Cara eu acho que é tirado do próprio livro do Arthur no celular tocando agora e diz você não pode matar uma ideia bom então a democracia uma ideia que não não ela ela ela permaneceu ela perseverou mesmo com a queda da Grécia então a sempre esteve presente de alguma forma no Imaginário nos escritos né nos relatos ela era de certa forma exaltada embora não aplicada lá então assim durante a Gra durante toda a Grécia depois da mudança batalha de salamina a democracia continua firme ela continua favorecendo mais ainda porque isso foi em 480 a queda de da Grécia basicamente foi no século 21 Então se passaram e mais de 200 anos de consolidação da Democracia então não foi segurando muitos inscritos muitas crônicas né em relatos de historiadores gregos né até no primeiro século Historiador chamado pauzanes ele deixou registrada a importância do isso já no império romano no poder no Império Romano deixou registrado como os atendentes a democracia Então ela estava sempre sendo discutida de alguma forma também no Império Romano mas não com força porque o império mandar uma coisa unificada na figura do Imperador sim então como é que rolava à democracia ali aí time but da República né a república tentando de certa forma é ser mantida ainda um pouco nessa ideia mas frágil não é muito frágil porque foi coloca foi o cara que começou a produzir democracia no Império Romano a é complicado dizer né assim exatamente Quem foi pensei que tinha uma figura principal agora não tem não não eu acho que não Marco Aurélio por exemplo ele era um defensor da República Romana né é curioso ele como Imperador Mas é porque ele era Fantástico né eles Lógico é exatamente isso aí um filósofo ele é um de um dos imperadores E aí eu ficar eu faço até um paralelo com o nosso antigo Imperador perdão Pedro Segundo né que ele era um cara que tinha o poder na mão na mão mas ele não viu o sendo uma coisa dele né ele ele viu poder como tempo que ser compartilhado com o povo EA república numa maneira na visão dele indo próprio Dom Pedro Segundo era uma evolução natural do isso é curioso a gente dizer né existem biografias que dizem relatos que Dom Pedro Segundo ele achava que a república era evolução natural do império né que isso Marco Aurélio entendia também por isso que ele era o Imperador de certa forma é publicando porque ele entendia que a república poderia dar é poderia envolver mais poder através da República o povo poderia fazer mais né mas claro dentro das limitações que o império romano na época permitia Então acho que o Marco Aurélio foi um dos maiores defensores dessa ideia interessante Dom Pedro foi expulso pelos republicanos exata mandado embora pela ideia que ele já sentia que ia acontecer de uma maneira daí ele próprio já já assumi aí ele achava que era uma evolução natural né ele próprio já achava isso então é curiosa curioso as ideia mas voltando nessa questão a democracia Então ela foi sempre sendo discutida em paulatinamente né sempre permeou o Imaginário mas como uma ideia que começou a Florescer foi mais a partir do da Renascença mesmo a gente tem alguma alguma algum dado alguma coisa que nos mostra o quanto que ela foi implementado de fato como a gente conhece hoje né Complicado também para ele porque assim quando a gente pensa no ponto de vista histórico a gente nunca tem algo nela como a Revolução Industrial o negócio que vai acontecendo exatamente é a gente poderia dizer o seguinte que a a monarquia parlamentarista em especial que aconteceu na Revolução Francesa né que tá forma ali segundo que os estudiosos dizem tentou tirar o poder soberano do reino né e tentar entregar para o povo mas depois Napoleão veio logo em seguida aí e tomou de volta poder né então talvez na Inglaterra essa ideia de monarquia parlamentarista na era moderna tenha sido o e o que é uma monarquia tinha um soberano mas o poder estava diluído no Parlamento então é uma democracia hoje a Inglaterra na cama democracia mesmo tendo uma monarquia né e o quanto os escritos dos gregos foram sendo carregados até na Revolução Francesa até na essa ideia de mulher que para manter esse na Inglaterra o tempo todo é tempo todo aqui antes desde do renascimento até até hoje ele não vai diz assim o a a Grécia EA Roma Antiga através de pensadores como se você não Inclusive a gente tem uma valorização muito grande esses inscritos então eles influenciaram demais ele foram sendo preservado isso é impressionante porque muitos esses escritos foram encontrados em bibliotecas abandonados né de repente lá ecopistas ou então é estudiosos e Olá encontravam uma cópia da do Geraldo por exemplo e sabe refizeram aquela cópia claro que algumas coisas devem ter sido mudadas também né mas eles foram as o Vando automaticamente esses escritos e quando houve esse interesse todo mundo a partir do século 16 só queria saber do clássico da Grécia de Roma então a galera tava assim sabe é desejosa E aí nós chegamos então nessa consolidação longo dos séculos desse desse desejo de trazer as ideias clássicas que eram tão incríveis mesmo para os nossos momentos né agora eles falam muito sobre império romano e sobre os gregos e tudo mais mas também os portugueses foram muito importantes na ele se eles foram grande império também com muita força muita inteligência já fala muito sobre isso com importantes portugueses foram prestar humana também então eu acho que essa é uma das perguntas mais importantes cara que eu já respondi assim e é bom a gente tem um público Grande para para mostrar isso que os portugueses são dos povos mais subestimados que existe no mundo o tanto hoje claro mas o aspecto histórico também é a gente tá falando a pouco de desperta né gente passamos são muito glorificado atendeu usados por coisa que eles não fizeram né e de fato muito pelo contrário né fizeram mais mal do que bem né eu digo isso sem medo mesmo a galera que quiser chegar hoje clássico pode sercar Heródoto pode chegar pausania né é que a gente vai ver se relato de Platão inclusive no banquete dele então a gente tem muitas informações sobre isso e não são os portugueses Esse aspecto é muito importante porque assim Eles mudaram o mundo né literalmente Portugal uma nação tão pequena foi capaz de mudar o mundo por uma coisa que a gente aprende no colégio assim ó sabe navegações Entra lá na Caravela chegaram no Brasil não é isso basicamente é isso que a gente aprende no colégio você aprendeu o que era uma Caravela o que era um Galeão o que era uma caraca e não pelo menos os gelados que eu vejo por exemplo no meu canal e o pessoal conversando e até Dentro Cara não sabia disso nunca aprender sobre isso porque né existe toda uma ideia de que o que a gente tem que contar é só o lado podre do imperialismo né que teve o seu lado podre também ninguém discorda disso teve muita coisa ruim né mas em relação a essa ideia de conectar o nosso passado com o nosso presente mostrando as coisas importantes cara é muito relegado a o negativismo assim e se a gente parar para pensar como ele como eu falei esses três ícones aí a caravela o Galeão EA Caraca foram eles que mudaram o mundo mesmo os espanhóis navegaram e descobriu a América o conade deles não como a caravela-portuguesa então foi através de uma invenção Portuguesa que a América foi descoberto por Colombo né foi através de uma invenção portuguesa porque Olha quantas quantas nuances a gente tem aí o primeiro a estudar científicamente não é empiricamente uma a relação entre as marés com a lua foi Duarte Pacheco Pereira o navegador português foi o primeiro a fazer essa relação empírica EA deixar registrado isso mas são as crônicas Porque quando eles adentravam e chegava na costa e adentravam que os eles precisavam calcular quanto que a maré subia quanto que ela baixava para conseguir entrar então com seus barcos lá então sabem empiricamente deixar isso registrado a própria evolução da do militarismo E aí a gente entra na história da Guerra também o desenvolvimento armamentista com essa invenção da caravela do Galeão e da causou no mundo foi impressionante foram os primeiros a colocar por exemplo é canhões na lateral do navio então navio agora um navio era literalmente uma máquina de guerra isso nunca havia sido pensado antes tem um relato interessantíssimo que que eu gosto muito de citar que mudou o mundo os muçulmanos eram os principais detentores da economia Global né no século 15 antes inclusive século 14 e 15 tava tudo na mão deles o e os europeus presente conseguirem as especiarias todo comércio Mundial eles tinham que para lá eles vão que pela rota da seda né usando a rota da seda ele chegava então lá no Oriente né ou na Ásia na China enfim e a gente vai fazer aquele trajeto todo de volta e tudo era muito caro porque era extremamente difícil chegar até lá e aí com essa descoberta o mundo se abriu literalmente povos desconhecidos tipo o próprio Brasil mesmo a África aquela passagem da África ninguém achava que era possível fazer isso não tinha ninguém que achava que era possível contornar tem um Historiador inglês chamado Charles boxer que ele diz que a descoberta da América EA passagem para as índias né orientais são dois dos maiores feitos da história humana é porque a partir daquilo ali o mundo literalmente abriu a gente soube o que era mundo a gente sabe que mudaram Globo cara de Fato né de fato embora já havia gregos que diziam isso né mas até então o Imaginário Popular era do mar Tenebroso de repente tinha lá que ela queda e os barcos caíram Sabe aqueles monstros marinhos e imagino que a entrar numa Caravela Petri e encarar literalmente desconhecido ficar à Deriva às vezes 30 40 dias cara e assim completamente perdidos né esperando vento sem comida escorbuto aparecendo dentro apodrecendo a você completamente estragado fisicamente não podemos tomar um copinho de água por dia tenho que cozinhar com água do mar né então se eu for e foi uma epopeia cara a verdade é essa o que o que os portugueses fizeram foi fazer uma coisa que ninguém no mundo tinha feito ainda Eles mudaram é a forma de enxergar o planeta completamente porque depois deles a história humana foi diferentes eu comprei esse é o ponto foi totalmente diferente porque os holandeses se tornaram mais poderosos que os portugueses não foi mais poderosos mas Seguindo os mesmos Passos portugueses foram para a Índia também tomaram o império Português os ingleses mesma coisa foram para ainda contornando o cabo né das tormentas lá embaixo na África seguindo o mesmo padrão fizeram entrepostos comercial é claro que do ponto de vista econômico Eles foram muito mais bem-sucedido que os portugueses né mas o ponto de vista de trajeto e de embarcações e de tecnologias usadas eles usaram basicamente tudo o que os portugueses são criados e a gente não vê isso a gente não aprende isso eu não teve um breve período da história que que Portugal teve um dos maiores impérios no momento específico né que eles começaram vários territórios dominaram boa parte da seus lugares né até 1570 basicamente até 1570 Portugal império de 1500 em 1570 ele ele se tornou o maior Império porque ele não só né já tinha descoberto o Brasil e basicamente todo o litoral brasileiro já pertencia a Portugal todo e todas as outras colônias né todos os outros povos África né e vários entrepostos comerciais na Índia Então se era de fato foi o maior Império da sua época durante 70 anos eu sei disso que eu joguei aquele Total War A Total E aí tem lá um dado uma das Nações consegue escolher Portugal para jogar esse é o Fernão Dias Fernão é Fernão de Magalhães ano devagar e já que ele é o líder lá da namorada e a gente vai conquistando nos outros territórios e tal é exato exato não então ensina muito né inclusive sobre essa batalha é uma como que Portugal se tornou de fato a superpotência é assim inquestionável da sua época ninguém questionava a Marinha portuguesa para encarar portão arrumar não deixa quieto Nem Espanha e nem Holanda nada uma batalha em 1509 e aí essa batalha que trouxe o poder Mundial para monte de Portugal e uma batalha épica batalha épica que se mostra pra gente como que o militarismo né De certa forma traz o controle político também econômico né e tudo mais e e a história da Guerra pura um filho do vice-rei de Portugal Francisco de Almeida ele tinha um filho que o Francisco Almeida tem um filho que ele foi designado para controlar uma cidade chamada Shaun que é uma cidade na Índia e aí numa refrega lá ele foi morto bombardeado lá explodiram garoto e aí o Francisco de Almeida soube disso vice-rei o cara foi com sangue nos olhos para saber quem foi que tinha matado o filho dele ele soube quem era e ele mandou um recado lá para o governador de uma cidade chamada Dio ele falou assim ó é muito prezado uma like ai as estou escrevendo para você para que você e os seus homens se o que nós estamos indo aí a sua cidade e Vamos destruir vocês e toda a sua cidade então estejam preparados para quando a gente chegar e agora minha cereja do bolo se você matou o galo agora você comeu frango agora vai ter que comer o galo e ele tentou o governador dedinho tentou de todas as formas de mandar uma carta não teria vamos conversar então para que isso que sabia que o bicho vai pegar e de fato Francisco de Almeida chegou lá bombardeou a cidade inteira de Dill ele ele venceu a maior Frota que já havia sido juntada em toda a História Moderna desde a queda do império romano até 1.500 que foi uma coalizão entre mamelucos é o estou com os otomanos e venezianos foi uma Tríplice Aliança a gente pode dizer que aconteceu lá para tentar vencer os portugueses nessa batalha não conseguiram português literalmente afundaram os 217 navios muçulmanos e o império o controle muçulmano entrou em colapso a magia daquele momento aí não tinha mais literalmente nada que pudesse fazer para vamos recuperar aquilo aí o mundo deixou decease ocentrico que até costuma brincar dessa forma porque tu tava na Ásia e quiçá Mundial tanase né e os asiáticos eram de certa forma nariz em pele sabe onde o poder que eles tinham tanto que eles não gostavam de negociar com os europeus aqueles porcalhões lá que não sabem fazer negócios né E aí ou então deixou de deixou de ficar na Ásia e foi para a mão dos europeus aí de Portugal passou para Holanda depois pra Inglaterra Então Portugal mudou a forma como não só o mundo era visto mas mudou a forma de se lidar né de se fazer negócios economia né através Claro de batalhas mas através também de redes conectadas espalhados por todo mundo mas agora por quê que sobrou só aquele pedacinho do planeta para os portugueses que aconteceu ficar então no cantinho ali pois é o problema de Portugal sempre foi é sempre foi geográfico né o portal sempre esteve literalmente no fim da Europa enquanto a gente tinha ali Espanha de certa forma do cercado por Portugal e França Então tinha uma certa conexão entre ambos ali França x Inglaterra tinha Alemanha né então a Europa sempre teve muito conectado Portugal sempre foi muito do submundo mas as Território que hoje é Espanha ele por hora já foi de Portugal alguns momentos né não não ele ficou divido não na verdade o que é Portugal o que era Portugal se tornou Espanha é o oposto houve uma união Ibérica tanta com a morte o rei português é morreu em batalha porque na idade média na idade moderna os caras iam para matar Em Nome de Deus então assim tinha toda aquela aquela honra sabe de você lutar e morrer em nome do cristianismo lá então é era o que ele pensava o mesmo né E aí quando esse rei morreu jovem não tinha filho o rei espanhol Filipe segundo ele era descendente de português então ele podia descendente uma em português então tinha sangue português metade dele era português a mãe dele era Portuguesa e eu metade era espanhol Então tinha direito ao trono então ele conseguiu na diplomacia sensualmente se tornar Rei de Portugal que se tornou Felipe primeiro de Portugal no gente espanhol Então o que a gente chama de união Ibérica né Então na verdade foi né é o Portugal foi absorvido por Espanha Embora tenha ficado independente do ponto de vista geopolítico Teoricamente Portugal continua Portugal só teve um rei espanhol acho que me confunde porque quando eu joguei Total War eu ficava tentando conquistar Espanha aí eu achei que era estória de levar entendeu tarefa difícil né cá eu pegava para mim ali depois eu perdi um por isso que aconteceu não sabe essa treta excelência do atrito entre Portugal e Espanha Espanha Portugal antiga né cara tem uma batalha aqui assim ó é a batalha mais humilhante da história da Espanha a mais humilhante da história da Espanha que foi contra Portugal chamada batalha de aljubarrota Você já ouviu falar que não cara essa batalha fantástica porque assim foram seis mil portugueses contra 32 mil Castelhanos em 1375 que tá vendo jogo Então tava jogando a Portugal literalmente porque também né um rei português tinha morrido Fernando primeiro não tinha um descendente ali de fato para isso tinha sua filha dele que era casada com um Castelhano então times portugueses com medo de que a com essa essa conexão entre Portugal e Espanha de matrimônio né de filhos casados com com espanhóis que a Espanha acabar absorvendo e ao Rei Dom João primeiro da Espanha falo tá bom mas a minha esposa tem direito então Portugal vai ser nossa vamos lá de Portugal contudo Petry foi uma das poucas batalhas planejadas da idade média tipo assim batalha usar um coisas assim que de repente acontecia se E aí vocês a dia né uma nação vocês a dia essa foi assim vamos invadir vamos preparar Então foi uma força é impressionante que foi juntado ali e ambos os lados sabiam o que tinha que fazer para tentar vencer né E aí o que estava em jogo Então essa Conquista definitiva de Portugal e se Portugal talvez tivesse sido totalmente conquistado nessa batalha de aljubarrota o mundo seria outro Porque Portugal não ser independente não ser independente porque ela seria Espanha seria Castela e será que Castela teria o mesmo interesse em dominar os mares Como Portugal tinha por consequência inventarem um Caravelas inventariam galões né Navegar iam ao sul será que esse processo demoraria mais tempo se demorasse mais tempo quais seriam os impactos que a gente teria hoje ver como a história muda então nessa batalha Portugal resistiu os 6.000 Dom João Primeiro dentro eram dois João joãos né o João de Castela e João de Portugal Ah então João Primeiro resistiu com 6 mil homem só contra 32 mil foi uma carnificina castelhana só que que ele fez para conseguir resistir tendo essencialmente o que ele o que ele priorizou nessa batalha foi organização do terreno e táticas de combate né então Ele preparou o terreno com Galhos de árvore escovas de lobo abertas no chão e forradas né camufladas com Galhos de árvores que me pediu a visão né os pais não conseguiram ver que eram armadilhas né então foram centenas de armadilhas espalhadas pelo terreno Eles escolheram justamente uma um caminho mais apertado onde toda essa força castelhana tinha que entrar em forma de funil o que se eles entrassem em campo aberto não tinha como lidar cara como como que você com 6 mil consegue lidar contra 30 mil o cara de Portugal sabia que o exército da Espanha vinha com mais ou menos 32 do mesmo pessoas assim E agora Como que ele sabia disso então aí que tá o ponto é essa foi uma batalha planejada primeiro talvez ele não sabia que vinha com 30 e poucos mil né não tão específico assim mas sabia que vinha esmagadora porque a gente está falando de Castela Castela e Aragão já eram os dois maiores reinos da Espanha grandiosíssimo poderosíssimos e detalhe tinham apoio da França Então cara você coloca nas botas lá de Dom João Primeiro Castela e França atacando Portugal eles vão vir com tudo sem né então ele sabia que não ia ser brincadeira eu sabia que vinha o número muito grande só que pra Castela conquistar Portugal tinha que ver se é o o exército de Dom João Primeiro não era simplesmente ela vamos agitar luta que vamos lá para Lisboa vamos conquistar Lisboa não tem que acabar com os caras batalhas medievais eram assim você tem que acabar com o exército inimigo para você reclamar o território dele então tinha que encarar então quê que Dom João Primeiro fez junto com seu exército foi para uma Colina e ficou no alto dessa comida está a High Ground entendeu eles tinham highground lá então ficou lá em cima e da verdade foi um essa Colina tinha duas subidas net uma subida mais inclinada demais ou menos 10 graus de inclinação aí quando Dom João primeiro lá e os castanhos virou pantera isso aqui é alto demais não vai rolar que não vou fazer o seguinte beleza vamos dar a volta vou pegar ele por trás sempre que o exército porque já tinha preparado naquele terreno mais alto né vamos dar a volta quando eles deram a volta ele já tinha preparado outro lado também com as mesmas armadilhas com amigos mesmo as cobras Lobo os pics né escondidos no chão fosso eles e aí eu sempre comentei isso também lá no canal força Galera Era a estratégia mãe de qualquer batalha medieval se você enfrenta alguém for su era fundamental então eles tinham fosses lá É tinha até Rios inclusive Cruz Ah tá então tinha vários obstáculos ali para ficar escrevendo então quando ele tem um sobrinho do meu internação menor aí na parte de trás a inclinação chegava dois por cento só então ele já iam subindo com mais facilidade só que ao mesmo tempo terreno e afunilando E aí conforme o terreno e afunilando e as cobras de lobo lá hoje as armadilhas começavam a funcionar cavalos caíam Castelhanos começavam a cair a morrer dentro das cobras Este varão que desceu do cavalo e e avançando né é a pé em direção ao a Infantaria Portuguesa que tá ali na frente só quando eles chegaram de cara na Infantaria portuguesa na frente os flancos estavam cercados de arqueiros e besteiros portugueses e ingleses 200 Ingleses foram usados lá nessa batalha chuva de flechas em cima dos Castelhanos uma saraivada de flechas a gente pode dizer assim e acabou literalmente 30 minutos de batalha o cara acredita nisso 30 minutos de batalha só nesse primeiro embate nesse contato de choque foram seis mil Castelhanos que morreram e os que fugiram depois morreram mais 6 mil e detalhes foram sendo mortos pelos próprios aldeão Aldeões ali de volta em volta do da cidade né de aljubarrota na cidade da batalha que se chama hoje E aí na Freguesia da Batalha E aí eles foram Como o povo em volta começou a matar os Castelhanos que tinham fugiu da batalha então sobrando que tava sobrando então assim as batalhas eles mudam o mundo e a gente pode dizer que Portugal participou de duas das mais decisivas de batalhas da história que foi assim João de Barro tá E foi a batalha de Dill também onde o domínio do mundo passou a ficar com os portugueses e depois consequentemente com os europeus de maneira geral né Mas tu disse que era essa guerra foi programada assim programa mas foi uma novidade na história pouca de batalha em baixo por um realmente programadas assim como é que eles comem lá vão disputar o lugar tá o dia era assim que ele fazia Então na verdade eles não diziam exatamente assim com todas as letras né eles eles tinham Espiões né que naturalmente não se informando e eles e eles próprios avisavam os outros um delicioso pão delicioso está na hora uma coisa que acontecerá antes assim né antes da gente eu vou avisar vocês né não ele já estavam se encaminhando avisa que nós estamos aqui né e da mesma forma claro que muitas coisas eles ocultavam também porque lá para não entregar né mas em relação aos encontros se chama Pit Battles inglesas em batalhas planejadas poucas eram assim porque porque eram batalhas decisivas então de certa forma Portugal tinha que levar Castela para lá se Castela não tivesse lá não ia ter sucesso e ao mesmo tempo Castela tinha estado em Portugal tava e tinha que botar onde Portugal eu queria botar uma porque focar na onde tá o exército querendo nessa Colina e não invade a cidade que vai ser a dominar o cidadão os pegadas as casas sei lá os órgãos tudo lá para ele sim então porque Tecnicamente o reino não é dele mesmo que ele faça isso a ocupação nos preocupar poderão ocupar mas Portugal o exército de Portugal força e Portugal continuaria existindo e ele poderia continuar pegando Aliados porque você tem que destruir o seu exército o exército inimigo você tem que destruir se você não tiver com seu exército destruído Você não tem o apoio do Povo De certa mano povo não se rende não é para existe um exército Então o povo não vai ser subserviente a você entende tão sabe o povo se pode ser que aqui é um exemplo clássico disso é a pena justamente nessa ocasião e da Batalha de salamina os atenienses evacuaram cidade inteira inteira os persas queimaram Atenas de cima embaixo acabaram a cidade de Athenas por quê Porque o povo saiu e deixou a cidade mas o que que adiantou para os persas a gente estava inteirinho rebentaram com eles lá na batalha de salamina Então foi uma retirada estratégica sacrificou a cidade mas ao mesmo tempo te agarra tinha força tinha homens e tecnologia para lutar contra os pés então sempre assim Enade nessas batalhas não adianta você só conquistar o território se você não matar ou se você não conquistar o exército inimigo o que ele vai reclamar O que é dele depois seja com alianças Então vai ser sempre uma coisa é complicada né a gente esquece né aqui ó o poderio o Exército o conceito de Guerra uma coisa diária na cabeça do cidadão tava eram Era um negócio presente ele todo dia pode ter todo dia tá acontecendo Então exerce um poder até simbólico de se destruiu o exército a nossa nação acabou a partir daí é isso que você quer um exemplo interessante cara diz que o rei morreu numa batalha o neném você pode buscar pode Tá inteirinho da Silva lá de boa e morreu acabou interessante né é meio psicológico negócio é lógico psicológico lá o Rei Dom Sebastião cara que morreu lá em 1578 nessa invasão do Marrocos aí o Felipe acabou conquistando Portugal se tornou um só né se tornou uma nação união Ibérica é antes de ser saber de Fato né que ele tinha morrido começou a se espalhar rumores lá no exército ele tinha desaparecido e os nobres os o exército Os Cavaleiros todos ficar desbaratados perderam completamente o foco da Batalha loucura e foi todo mundo praticamente ou todos os mortos foram mais de 12 mil Nobre e a gente tá falando Portugal que é um país pequeno né então já não tinha muito Nobre assim para trás de banho já né E aí depois dessa dessa batalha com a ideia de que o nosso Rio morreu e agora quer que vai liderar a gente tinha que ter um líder e mais intenso e ninguém assume esse produto poderia assumir só que teria que estar bem preparado para isso e teria que saber e os soldados Eles teriam que saber onde estava esse Líder Isso pra alguma que vai ser segundo ele tivesse morrido também dificilmente um terceiro para substituir então ao longo da história muito a morte de renda fixa ocultada por exército não não caia moral né muita vão ter exatamente cara muito muito nas Cruzadas por exemplo era muito comum é líderes Generais né Não não só risos muitos risos notaram mas muitos não notaram também aí tem um Generations os líderes mesmo de das batalhas né eles não diziam que eles tinham morrido era a última coisa que se dizia então tentava se ocultar só que o problema é que se um cara soubesse espalhavam para os outros sim então um pouco tá a morte de um líder é uma das coisas mais difíceis mas se tentavam realmente sentava de certa forma ocultar o que que representava o rei para causar tamanha tamanho consequência psicológica na vida das pessoas é tô falando de ir Principalmente de uma ideia religiosa né o rei medieval ele é ungido de Deus né é essa ideia que eles passam todos os reis eles têm uma uma Unção Divina então se ele morre nós estamos sem a proteção de Deus então Tecnicamente a gente não tem mais como lutar tanto que a primeira batalha a gente volta a Portugal a primeira batalha que o Dom Afonso Henriques que foi o primeiro Rei de Portugal lutou contra os muçulmanos para expulsar os muçulmanos lá e começar a conquista que tudo era muçulmana né a península ibérica foi toda tomada pelos muçulmanos Ó ficou lá um pedacinho pequeno depois a gente vê acontecendo ao longo do tempo né em 1180 em 1139 Se não me engano na batalha de Ourique é então dou um Dom Afonso Henriques ele segundo as crônicas ele recebeu a aparição de Jesus Cristo lá então com essa aparição de Jesus Cristo Alive o visto de flúor o ânimo dele com os templários que estavam lutando do lado dele aí eles começaram a vencer essa batalha que era assim tipo 500 Contra 10.000 né coisa do tipo a gente também sabe que é exagerado esses contos né muitos desses contos mas o que a gente tem de crônica da época então a influência Divina era muito grande e aí quando você perdia Cielo porque quem era você para Deus nada para Deus é o rei de ar alguma coisa ou então esses nobres que eram fazer uma parte do clero né em Portugal tinha o Nuno Álvares Pereira que eu tô nessa batalha de aljubarrota então tinham vamos ver os santos ali alguns poucos Santos Escolhidos por Deus mas tinha essa ligação religiosa cara e as também ter uma noção de a gente está do lado certo dessa dessa guerra então nosso rei nunca vai morrer se ele morrer significa que a gente tá lado errado talvez breu uma crise de consciência na hora exata a guerra EA complicado pelo seguinte foi quando você tem dois reinos católicos um lutando contra o bom e cada um pede para o seu Deus que é o mesmo Deus e aí cara [Música] acho que é meio tenso né mas isso eu rolava muito uma coisa quando você tem que protestantes e aí né você tem protestantes Ingleses ou holandeses contra católicos tá tá indo não pode ver se a católicos protestantes são hereges ou do ponto de vista quer protestante os católicos são enfim sabe-se lá o que então cada um tensão narrativa agora quando você tem dois reinos essencialmente da mesma religião lutando em nome do mesmo Deus o que que faz essa é uma resposta que eu não sei te dar o quê que rolava lá sabe mas não devia ser nada bom eu acho que é isso aí o que morresse primeiro o rei que morresse primeiro acho que Deus não tava muito lado dele quem está ganhando Deus estava do meu lado um otário era isso que eu acho que eles pensavam lá naquela época Essa guerra de Protestante e qual é o a outra vertente de Protestantes e católicas Glória que é a que é que base é toda a guerra da Escócia Inglaterra ali né isso na verdade nessa época Ainda era todo mundo católico né mesmo na época do Coração Valente tal esse essa disparidade entre católicos e protestantes começou a rolar mais na invasão da Espanha Pra Inglaterra e quando quando Portugal e Espanha se tornaram um esse Rei Felipe ele tinha o poder do mundo na mão né ele tinha um poder do mundo na mão não tinha ninguém mais poderoso do que esse Felipe talvez ele tenha sido o rei mais poderoso da história até aquele momento porque aquela na semana muito poderosa tinha um Estados Unidos hoje Ah tá que a gente tem uns uma superpotência terrestre que a Espanha Espanha com seus testes eles um exércitos poderosos estamos ali e a gente a superpotência marítima que a Portugal então ele tem o mar EA Terra junto com ele então quê que ele pensou Vamos acabar com esse hereges protestantes Ingleses E aí então juntou Essa Marinha Portuguesa e foi invadir a Inglaterra em 1580 que aí que até se chama Invencível armada né que todo mundo achava que era Invencível armada de fato ninguém poderia parar eu fui muito interessante exclusivo que mostra um pouco acho que é Elizabeth 2ª o nome do filme que mostra a invasão assim do dos galeões Portugueses e Espanhóis Chegamos na Inglaterra e assim ela desesperada orando a Deus também é que então foi uma guerra religiosa foi também uma guerra religiosa entre cristãos mas nesse momento já existia o Escócia já estava dividido Escócia Inglaterra Irlanda e já estava estabelecido já já tava tudo divididinho bonitinho assim é o lance da treta maior entre Escócia e Inglaterra que rolou no Coração Valente é século 13 né finalzinho do século 13 essa batalha já é se acuse Afinal século 16 Então já teve essa separação e daí eu tô ligado nessa treta de protestante contra católica por causa da do Celtic e assim assim Celtic os dois times da Escócia de um é protestante outra católicos brigam para [ __ ] dele não entra no bairro mesmo é é uma dela não outra história acho que é o Celtic o verdinho e o alguém me corrige no chat raça eu acho que fica tocando errado alguma coisa assim é o time azul em uma das férias você católico Eles brigam para [ __ ] Na verdade eu tô até meio por fora da questão religiosa a escola ainda católica hoje não sei como é que funciona você que ele os dois times têm essa divisão na tá os ingleses eles são protestantes né do da da igreja anglicana né do aspecto religioso agora ficou Sisu realmente não sei mas nessa época não era todo mundo católico então assim na verdade tá o preço da idade média tinha Deus no meio todos mas era o mesmo Deus na visão deles era o mesmo Deus abençoando cada uma das Guerras né quando você tem contra muçulmanos por exemplo cruzadas aí você tem uma separação mais claro agora Como que funcionava quando você tinha porque você tinha que inflar o orgulho da galera e nada hein Flávia mais orgulho que você quiser que Deus está do seu lado entendeu E a força de lutar né então isso eu falava muito na Idade Média a Igreja eu tinha um papel focal né quando era contra os muçulmanos lá nas quadrados isso funcionava que era uma beleza ó são eles os heróis eles são os adoradores do diabo eles são os muçulmanos Então vamos atacar os Em Nome de Deus até porque Jerusalém de Deus Jerusalém não pertencemos humanos esses hereges né Então essa narrativa era uma narrativa narrativa usada lá né os muçulmanos dominaram boa parte território antes da Europa começou a organizada e isso na verdade o e impérios muçulmanos foi Império úmida que foi Império que conquistou desde o Oriente Médio norte da África foi até Península Ibérica onde está a península ibérica inteira Tentou chegar na França mas é foi derrotada numa batalha assim também decisiva chamada batalha de poitiers e os caras seguraram assim lá depois da daquela cordilheira lá que separa o a França caiu com a Espanha me seguraram aí o avanço muçulmano talvez se eles não tivessem segurado avanço muçulmano Europa toda teria sido tomada a Fran a Fran segurança e segura a batalha de poitiers o General Carlos Martel essa batalha foi em 790 depois de Cristo porque a península ibérica não segurou não conseguiu segurar esse avanço porque pelo Estreito de Gibraltar a linha entre África e Península Ibérica no espacinho pequeninho né então invadindo com muita facilidade mas quando chegaram então para invadir a França e continuar pelo continente eles não conseguiram foram parados pela França então Se rolava muita essa e é por isso que quando a gente pensa assim caramba muita gente só atribui o mal para Europa né do ponto de vista imperialista e tudo mais mas era Matar ou Morrer cara e todo mundo tem essa visão né todo mundo assim você parar no ponto de vista mais microscópico né De certa forma Brasil América né você tem astecas né que eram imperialistas de certa forma os caras conquistavam dezenas de tribos sacrificavam é dezenas de tribos sabe de maneira grosseira é isso já é já é ciência de fato comprovada principalmente no México novos estudos estão surgindo mostrando cemitério grande de pessoas que batem com as crônicas espanholas né que eram abertas literalmente coração arrancado Então se é era brutal cara então assim cada tribo cada povo cada reino seus interesses todos eles estavam engajados na guerra e cada um tinha sua narrativa de domínio e você como que os astecas asseguravam o teu o seu domínio em outros povos era com terror e ao mesmo tempo com aprovação divina com aquele sacrifício então se eu conquisto você sacrifico você em prol dos deuses Deus me aprovam e a gente continua fazendo isso Esses povos eles não tinham noção de conquista Global eles tinham mais conquista no território que se conheciam até alinesa também também tem as mais tipo assim a à vontade de conquistar matar e surgiu garoto povo era de todo mundo europeus no anos os povos nativos da região todo mundo tava fazendo isso todo mundo pertence ao longo da história da guerra da história humana você Você sempre tem povos Claro uns têm mais poder do que o outro por isso uns matam mais do que outros né mas o desejo de conquista nunca teve um povo bonzinho do ponto de vista né é um povo Santo cara de certa forma né assim os povos de maneira geral ele sempre tiveram seus interesses os interesses eram forçados através da Guerra então uns davam mais Liberdade Por exemplo quando a gente fala de escravidão a gente pensa Império Romano ai Império Romano era uma maravilha em relação a escravidao né do maravilha mas era muito melhor né porque os outros povos que que escravizavam que os escravos tinham direito a a compra né do seu direito de liberdade tal mas os romanos por exemplo existe um tipo de escravidão das minas chamada de metala que os caras iam para debaixo da mina e não voltava mais Carazinho trabalhar para fazer mineração né e tirar pedras preciosas e prata e tal e não subia mais era uma escravidão de morte já então isso aconteceu sabe o nome de vários séculos durante o império romano então é legal cara eu não vejo nada de legal nisso então todos os a escravidão portuguesa não foi uma catástrofe claro que foi cara foi uma catástrofe não tem como você olhar para isso mas na Caraca né fazia parte da época embora fazia infelizmente e acho que elas vão fazer a parte da cultura mas é é atrás de trágica não tem como você negar isso quando tinha escravos também europeus não é na verdade era europeus exato a ideia do do escravo surgiu dos eslavos o termo escravos vende eslavos na slides então assim os primeiros escravos da era moderna né pois o Império Romano durante o império romano mas principalmente depois veio daquela área ele do Báltico cara então assim escravos essencialmente eram esses eram esses e depois quando os portugueses e europeus chegaram a África encontrar no mercado aberto e eu tô que eles queriam não precisava nem ficar entrando lá sabe dentro da África isso também já é já mais do que comprovado pelas crônicas e tudo mais então já tinham mercado aberto ali fácil para ele inicialmente disponível na Ásia pegar escravos China Japão só que não era negócio ficava longe demais então nas costas africanas ali tinha um dezenas de tribos querendo negociar com já tinha entrado interno de que já tinha traficante Olha que interessante esses mesmos e os escravos que se tornaram os escravizados que se tornaram escravos talvez eles próprios já tenham contribuído para conquistar outros povos e vender e para os portugueses também para os europeus então assim é uma vamos virar uma via de Mão Dupla aí literalmente vai-e-vem né não tem como a gente atribuir só ela a tragédia da escravidão só os portugueses ou os europeus de maneira geral também a participação interna foi fundamental se não houvesse essa participação interna e se não vence Talvez teria sido muito menor um o impacto porque quem aí sim eles tenham trás dentro do continente e eles eram muito poucos para conseguir isso então assim pra gente fazer uma análise mais Ampla não é minimizando como eu falei que eu já deixei isso claro né a escravização é uma coisa trágica foi trágico aqui no Brasil mas aí sem esse a Gênese dessa escravidão foi com a operadora cara de maneira geral generalizada e generalizado e qual operadora todo mundo de maneira geral rei do Congo tem crônicas entre os reis portugueses E congoleses durante várias décadas do relacionamento aberto entre eles né Se fosse bem pegar escravos aqui com a gente ou negocia com gola não para que você vai negociar com angola se a gente tá aqui nos portos cheios para vender para vocês sabe então existe essa cooperação e só fato não adianta a gente negar isso então é ruim em todas as épocas escravidão é uma coisa ruim quando a gente fala de di erra dessas guerras medievais a gente tá falando um monte de Europa né Fiz tem a época e como que era na África os povos guerreando um liga o o PT muito pouco eu acho que basicamente o que a gente tem povos e guerreiros que bastante permeável crônicas europeias né quando você vai podemos falar dos povos do mundo né que eram povos Guerreiros da África e tudo mais você tem europeus trazendo esses contos né Você tem o reino da Etiópia que era para ser um reino lendário né os portugueses tinham um sonho de encontrar esse re Cristão que ficava na África bem Como pode o brest João né um Padre João que eu não é porque nós usamos tem um creche Padre João como que pode ter um reino Cristão na África e esse é o reino que que tem a aprovação de Deus entre os africanos a gente tem conhecê-los e tal então assim a gente tem mais registros e crônicas europeias do que dos próprios africanos e quando a gente tem alguma coisa é arqueologia que ajuda a gente entender mas os escritos crônicas e coisas do tipo é bem vaga principalmente na África Subsaariana para baixo né Se a gente for mais para o norte da África a gente tem mais registro sim deles próprios pessoalmente Egito Marrocos né e tudo mais e quando é que a América os Estados Unidos começa a entrar nessa nessa jogada de guerras de evolução da história humana Estados Unidos assim é um é um caso muito muito bom interessante que a gente vê uma série de acertos de erros e acertos em relação a vários aspectos né em relação ao aspecto militar americano que a gente tem assim um povo que foi evoluindo abrindo a as portas para a Revolução Industrial é porque talvez pela proximidade entre Ingleses né ingleses e depois americanos com a independência né a gente tem uma uma conexão muito grande entre os dois povos se eu fosse a gente comparar o Brasil por exemplo prazo Demorou mais tempo para se industrializar ficou mais tempo com a escravatura isso por si só fez com que o povo ficasse mais fechado em relação à a evoluir né É militarmente também falando então os Estados Unidos abriram muito com essa questão é mais industrial e isso fez com que ele tivesse novos armamentos eles fossem se desenvolvendo deram muito valor a Marinha tanto é que depois na Inglaterra Estados Unidos se tornou superpotência marítima do mundo né E aí passou a dominar o mundo mas foi um processo também lento não foi processo um processo rápido mas é a mente dele estava mais aberta para o progresso do que vamos ver a América espanhola e Portuguesa mais atrasada mas isso sim levando em consideração todo o processo de decisão de ao longo dos anos eles absorver nessa como Atenas deles absorverem a a tecnologia e as ideias de progresso né é conectar como é que é os Estados Unidos se torna uma nação importante na história da humanidade Eu acho assim pedriacho não posso dizer com toda a certeza a partir da guerra civil americana né com a vitória de abra ruim Connect tudo mais que o que a escravatura eliminada Estados Unidos começa a ganhar um respeito Mundial né Não só pela Europa mas também pelo mundo então porque aí a partir da guerra civil quando ouvi o a eliminação da abolição da escravatura geral em todo continente basicamente eles se concentram muito na indústria a indústria se torna muito forte nos Estados Unidos e não só indústria civil mas a indústria bélica também então espaço uma dar muito mais atenção o tecto militar há a guerra civil EA galinha dependência são eventos distantes são eventos separados é isso a guerra civil a guerra civil basicamente uma guerra e já havia Independência ele já era independente né só que a guerra civil era para porque os Estados Unidos estavam divididos em Norte e Sul o norte queria essencialmente o fim da escravidão e osso queria manter eu acho que leve dão Então tava dividido no meio mas já era independente na Inglaterra tanto que na Inglaterra houve no por ocasião aí da guerra civil americana novo apoio inglês ou apoio francês em cada um dos lados né mas ele já era independente e por ocasião então da vitória da guerra civil eles passaram a se industrializar ainda mais e deram um foco mais concentrado na no aspecto bélico E agora como é que a ideia de democracia ficou tão forte nos Estados Unidos que essa história toda da Grécia a gente contou aqui no podcast como é que elas chega na América e até hoje é muito forte para eles lá eles falam muito sobre isso eu acho que se desenvolveu Petry mais aspecto cultural eu acho que os Estados Unidos a guerra civil deu uma iluminação intelectual para os americanos de uma forma a gente passaram a valorizar muito mais a democracia do que outros povos mas como até como uma forma de propaganda que acabou se espalhando para o povo né tanto que Eles olham para o muitos né hoje tá Hoje a situação está bem complicada nos Estados Unidos né a gente vê um país meio que dividido no meio né Talvez assim como o Brasil também mas eles passarão havia com os pais fundadores né Abraham Lincon né é Thomas Jefferson Ele eles começaram a ver tipo assim não peraí a gente tem homens para se inspirar e eles levavam esses ideais Democráticos a frente aí que surgiu a primeira minha da americana né que tudo mais então eles o americano de maneira geral o pós-segunda Guerra Mundial a gente pode dizer isso Ele tinha nos homens a inspiração para o povo e aí o povo passou a imitar muito Exemplo né tanto que os presidentes americanos eles eram as figuras e sabe supremas do povo americano Então esse Esperava muito neles e eles naturalmente entendidos estudiosos também prezavam muito por Esse aspecto democrático acabou influenciando muito povo como se fosse uma uma figura virtuosa né o pouco só que ao mesmo tempo a gente vê nos Estados Unidos aí pós-segunda Guerra Mundial segregado né separação entre raças e tudo mais sim né mas que traz o povo americano compra essa ideia de preservar a democracia hoje não tanto né hoje a gente já tem mais embates até antidemocráticos lá né aí entra mais uma questão política mesmo interno é que é um pouco difícil você entender porquê e os Estados Unidos de uma oração mais Coesa unida Está se tornando uma nação mais fragmentada do Conde a vista político também é que todos os lados acham que estão defendendo a democracia máxima isso aí e a só brigando para ver quem tem a democracia nas mãos isso ainda acontecendo a vida uma arma de guerra também né justificativa de guerra uma arma é porque quando você tem democracia na mão você tem um lápis de bagulho né você tem literalmente a singeleza é humana e aí você tem se acha no direito de fazer o que você quiser se a outra pessoa não tiver de acordo com a sua narrativa né mas eu acho que do ponto de vista médico os Estados Unidos cresceram muito levando em consideração ao pós-guerra civil EA abertura completa para industrialização foi um aspecto é assim forçado porque foi muito ruim mas na que um milhão de pessoas morreram na guerra civil né a gente tá falando de século 19 é metade do século 19 imagina um milhão de e mortas em uma guerra deve ter sido assim bem traumático país praticamente quebrou os Estados Unidos quebrou de fato de maneira geral para os pais fundadores vamos dizer assim reconstituir em novamente os Estados Unidos não foi nada fácil ele que tem muita determinação mesmo teve que ter muito foco a gente não pode tirar né o papel administrativo né desses homens também mas ao mesmo tempo teve um efeito civil muito assim cataclísmico tem historiadores que usam esse termo à guerra civil americana foi um evento cataclísmico e isso você pegar guerra do Haiti também foi um outro evento cataclísmico também em relação à questão da escravidão né é que acaba sendo um médico né acaba sendo é confrontos bélicos civis entre as duas partes na qual que é essa guerra do Haiti Lá também tem a guerra de independência do Haiti teve também para acabar com a escravidão lá pô Oi gente por volta aí desse período metade do século finalzinho do século 18 e início sim tá com 19 me lembro agora exatamente um ano tem três também dividiu o país também ele também exatamente para acabar com a escravidão e novamente uma outra guerra cataclismo que é porque porque assim América espanhola ela nunca foi muito é assegurada na escravidão né América escola os pais nunca exportaram Muito muitos escravos não fazia parte da cultura deles nesse sentido houve escravos Claro mas sempre foi mais é indivíduo mas republiquetas ali individuais por isso que a Américas com ela tão dividida né então cada cada responsável cada governador de determinadas áreas e que cuidava daquele seu território pequeno agora quando a gente fala de países de aspectos continentais aí a gente fala de Brasil e Estados Unidos também a gente tem uma mão de obra escrava muito maior né então os dois exemplos foi cataclísmico né E E no caso do Brasil daí entra Dom Pedro Segundo novamente né esse Dom Pedro Segundo já sabendo dessa experiência tivesse aplicado essa Abolição abrupta também aqui no Brasil qual teria sido o resultado será que teria sido mais fácil ou mais difícil né O que que Dom Pedro Segundo deve ter pensado a ouvir e saber dessa experiência que Aliás ele era um cara muito respeitado inclusive por Abra para mim como é no sentido disso de de ser uma pessoa à frente do seu tempo então ele como líder aqui do Brasil a que a gente tem problema também E aí inegável que Dom Pedro Segundo era um cara anti né escravidão e garante escravidão um ele ele não apoiava e só longo do tempo ele foi tentando acabar com isso a crítica a ele que ele demorou é isso que eles querem que ele tira devagar a crítica a ele é o império de maneira geral né só quando a gente fala de Império a gente a gente pensa assunto só logo no Imperador né só que a forma como os Estados Unidos ouvir esse esse colapso social poderia acontecer que também porque o governo o Imperador tinha menos poder porque senão eles escravocratas região menos influência então ele tava de certa forma cercado por um por uma elite mesmo escravocrata que se ele tomasse uma decisão errada ali e isso eu ia voltar contra ele e acabar e acabar com país literalmente então era um medo que que era constante ali poderia estar terminando a mente dele tem historiadores americanos o Frank tá Aníbal e outros o agora esqueci o nome de um outro Historiador que concorda com as ideia do do Frango Canibal que eles dizem que de fato o Embora tenha sido traumático do ponto de vista para os escravos sim tem demorado mais a escravidão acabar do ponto de vista social do ponto de vista do país em si fez com que o país continuasse estável de uma certa maneira e não para eu tô daquele trauma de 1 milhão de voz milhão de mortos um país quebrado né economia quebrada então era uma tragédia escravidão mas uma tragédia que precisava ser ligada de uma maneira mais consciente na visão de Dom Pedro Segundo e na visão desses historiadores agora também uma narrativa né já é a cada um tem uma interpretação diferente em relação a isso como é que o Brasil foi nas guerras que que participou no sentido de qualidade de pensar quem eram os grandes pensadores que traz a guerra no Brasil é assim o Brasil ele teve grandes líderes lá no Dom Pedro Segundo o primeiro né Dom Pedro Segundo ele ele participou ativamente por exemplo na guerra do Paraguai né é a gente teve Duque de Caxias Duque de Caxias foi um general Talvez o ponta-de-lança da Guerra dos Cem Anos teve seus problemas guerra do Paraguai teve seus problemas lá também né É algumas mudanças de táticas ele era muito ele ele se colocava demais assim até nas o Pedro Segundo em relação algumas táticas não era muito confiante de si mesmo então a gente teve Dom Pedro Segundo a gente teve o Duque de Caxias a gente teve O Conde D'Eu também que era o marido da Princesa Isabel então a gente teve General de brilhantes em e do ponto de vista técnico O Nosso principal momento foi a guerra do Paraguai mesmo né Mas se a gente parar para analisar guerra do Paraguai de maneira geral muita gente diz assim a guerra do Paraguai foi desumana contra o Paraguai né que a guerra né É claro que a guerra sempre traz sofrimento e eu eu particularmente quando eu estudo eu sempre levo isso em consideração né eu sempre tento ver o aspecto social e humano como como as guerras são trágicas e hoje mais do que nunca né Para a gente imaginar o que pode ser uma guerra mundial hoje é algo também cataclísmico né então nunca dá para gente imaginar assim se de fato a Rússia liberar o poder dela senão vai se esse filtro segundo alguns especialistas dizem que a né ou se não vê um fio a Unidos ou na China o que né No que o mundo se torna é Tenebroso né então no ponto de vista antes disso né no ponto de vista onde havia um certo controle a gente tem uma narrativa em que Ingleses foram culpados pela guerra do Paraguai de certa forma influenciaram para poder vender armas para poder vender a sua indústria bélica para o Brasil né então tem uma narrativa aí de que aumentaram o conflito que eles comentaram conflito ao mesmo tempo o Brasil é trucidou acabou com os paraguaios e o Paraguai é o que é hoje por culpa do Brasil sabe só que ao mesmo tempo foi o Paraguai que invadiu o Brasil Amando de Solano López né então a gente tem assim várias narrativas contando a mesma ideia mas assim ué do ponto de vista histórico o Brasil a sabe acompanhou mais do que outros povos latino-americanos o aspecto bélico euro eu estava mais aberto aí esse vamos tirar essas inovações no que Dom Pedro Segundo inovou a Marinha né ele ele conhecia como naturalmente descendente de português ele conhecia o poder da Marinha né então eu passou a renovar a Marinha embora não fosse uma superpotência o Brasil nunca fui uma superpotência nem nessa época mas sul-americana era. Né a gente tem alguma batalha específica que foi determinante para o Brasil sem sombra de dúvida assim a a guerra do Paraguai ela foi decisiva no aspecto o Paraguai nunca conseguiria conquistar o Brasil a verdade essa nunca antes não tinha força para isso até porque foi Brasil Argentina e Uruguai né da Tríplice Aliança e contra um país só então a gente não pode aqui assim a batalha A Guerra do Paraguai foi decisiva né a gente pode ser que foi importante para acabar com a ditadura que poderia se espalhar na América do Sul mas em relação ao Brasil em si a gente tem a guerra A Batalha dos Guararapes o que aconteceu lá no Jaboatão dos Guararapes no Recife né na em Pernambuco na cidade vizinha a Pernambuco né E interessantíssima essa batalha entre pelo seguinte a gente tava falando de Portugal como potência mundial né durante a com 16 ninguém questionava isso com união Ibérica a Espanha Embora tenha Portugal força independente mas a Espanha conseguiu absorver ele tão muito Sugar tudo que Portugal tinha Marinha recursos então foi tudo sendo enviado para Espanha sabe Portugal foi em frangalhos foi frangalhos depois da Independência em 1640 quando eles conseguiram então tipo assim o rei tem que ser Norte tem que ser português nada de espanhol mais aí voltou a ter um rei português é aí a partir daí então Portugal né Portugal Tem que dar nesse meio período até de 1580 1640 teve que lidar com Holanda Holanda já tinha se tornado a superpotência Mundial e esse Historiador inglês que eu conheço ainda pouco Charles boxer Ele disse que essencialmente Essa guerra luso-holandesa é a primeira guerra mundial a minha aspectos globais Por que os portugueses Lutaram contra os holandeses no Brasil Lutaram contra os holandeses na África e Lutaram contra os holandeses na Ásia Então os holandeses Eles foram conseguindo conquistar vários várias cidades da Índia que pertence os portugueses aí Lutaram por exemplo na África para tomar Moçambique e tomar Angola aí perderam para os portugueses vieram para o Brasil em 2 Vagas 2 vagas Poderosas que aí surgiu justamente essa esse contexto da Batalha de Guararapes islandeses conseguiram conquistar algum algum pedaço então aí que tá o ponto é onde a gente entra nessa batalha a gente novamente tem que lembrar que a gente tá falando da maior potência mundial da época que era Holanda então sim em Portugal pequeno poucos O Guerreiro os poucos recursos na mão tava conseguindo fazer frente né bater de frente em outras frentes mundiais junto com a controlada quando chegou no Brasil a conquista era definitiva dos Holandeses vieram para tomar o Brasil dos portugueses né literalmente em 1600 né É para tomar completamente o Brasil de portugueses Então os portugueses tiveram que bater de frente com os holandeses nessa batalha se tivessem perdido com certeza o Brasil hoje sem nenhum Brasil completamente diferente para o bem ou para o mal a gente não sabe né não tem como a gente prever mas o Brasil teria sido completamente diferente do que ele é hoje porque eles vieram com a missão de conquista total e detalhe foram dois dois embates né o primeiro foi um embate na a primeira batalha dos Guararapes aproximadamente 7 mil holandeses contra dois mil portugueses E aí a gente tem pela primeira vez né pela primeira vez aí na a história sim registrada Aliados portugueses indígenas e africanos tanto que a gente tem líderes portugueses a gente tem líderes indígenas e a gente tem líderes descendentes de escravos então de certa forma é claro que do ponto de vista um pouco romântico mas é um fato né aconteceu isso houve um uma uma cooperação ali exatamente em 33 povos né E aí então os portugueses e africanos no caso descendentes africanos de escravos e indígenas se uniram e conseguiram repelir esses dois ataques é holandeses dessas duas batalhas da primeira batalha foi sete mil na segunda batalha foi cerca de 10 mil e sempre contra o número pequeno 2000/3000 então se não houvesse essa resistência Com certeza o Brasil ter sido totalmente conquistado Por que Portugal estava fraco do ponto de vista Militar do ponto de vista econômico por conta de todos esses conflitos e tendo que lidar com várias frentes né teria perdido Angola teve um perdido Moçambique tem um pedido de né então é seria uma mudança geopolítica Global Global em várias partes do planeta mesmo para não teve um momento que os holandeses Conseguiram tomar controle de algumas coisas sim ele pode ser assim na invasão Inicial eles conseguiram conquistar pedaços de Recife né Principalmente ali no Nordeste é que foi mais afetado ali Pela chegada dos Holandeses né a gente tem pedaços ali do Ceará a gente tem pedaços de Recife Então você tem alguma influência assim ali mas é foi uma influência mais make natural sabe é através da chegada deles não foi mais não foi uma uma tomada né é definitivo ali que criou raízes foi rápido Foram poucos anos que eles ficaram ali e eles queriam mais E se eu tivesse ficado aí só a gente não sabe vocês teriam né tio dessa resistência toda mas eles estavam descendo acho que iam descer para conquistar o restante do Brasil principalmente litoral descolasse literal tomava o resto do Brasil todo né mas teve essa resistência portuguesa não tem influências holandesas fortes hoje culturais da culturais em várias cidades né a gente tem isso no Ceará tem Recife também então eles deixaram sua influência mas foi a batalha dos Guararapes foi uma batalha muito decisiva no Brasil sim com certeza o Sul do Brasil ele teve alguma invasão externa ou foi sempre organização de dependência e foi direto do Povo mas sempre foi direto do povo é o assim teve muitos imigrantes né a gente sabe o Sul tem muitos Emigrantes então de certa forma é a gente não sabe se isso fez com que ele tivesse um senso de separação maior do que o restante do país né Por ser Portugueses e alemães bom então talvez isso tenha criado um sentimento de destacamento a gente levando em consideração os séculos passados né mas assim uma invasão de outro país para ir fomentando Isso não não rolou é uma coisa interna mesmo deles né então a senhora lá de maneira geral é isso que a gente tá falando né a geopolítica Global ela tem influências externas mas ao mesmo tempo São seus próprios né os seus próprios habitantes o seu próprio povo é que toma suas decisões mesmo isso desde a Europa Ásia até hoje eu encontro maior fica o território mais chance de dar merda né é quando outros livros os impérios caíram depois que ele estava com maior território possível você pega por exemplo Império Romano né se você se você pegar por quê que Império Romano caiu se tornou o maior que ia conseguir aguentar cair no Ápice é ele chegou no lápis esperem a gente não tem mais para onde crescer a gente só cresce a gente caindo lá mas a gente não sabe navegar no alto mar né então a gente fica por aqui e é isso ele eles e outra má administração corrupção né a gente o império romano Acho que foi o ápice ou se dental da corrupção né Os imperadores gente pegar Nero né se a gente sempre pegar assim o a República Romana ela foi uma república permeado de corrupção também e ao mesmo tempo de invasões o próprio Império Romano ele era invadido por outros povos era invadido por peças né é arma Os Bárbaros persas perdão invadido por bárbaros germânicos né eles eram invadidos por celtas então assim eles tiveram que lidar com com várias invasões porque eles também invadiam então ele tinha os seus problemas e tinha uns problemas externos também acho que o cara que eu mais me lembro eu Calígula sim ele ele assumiu os meio dele era ele era descendente direto do cara que morreu né porque na verdade império romano é tinha uma um diferencial em relação aos outros povos aqui não necessariamente você tem que ser filho do Imperador e é isso aconteceu com Marco Aurélio relação cômodos né mas em relação a outros imperadores Eles podiam ser nomeados por ser um homem de confiança não tipo se a gente pegar lá o gladiador né o filme sim a ideia do máximo é uma ideia fantasiosa é porque ele não existiu de maneira real assim e nem se pensou que o máximo seria Imperador ou nada do tipo mas prova para gente que era possível é um Imperador nomear um general alguém de confiança Claro que não era qualquer Zé da esquina que poderia ser um Imperador só que o imperador gostava né Meire tinha que tem um prestígio no no principalmente General acho que General era um dos principais cargos que ficavam na boca ali para se tornar o Imperador mesmo né quem foi o que eu quero que assumiu criança ainda não tive um criança ou adolescente teve um que assumiu que era criança ainda que eu quero mais umas by também não sei se ele foi o Calígula que assumiu já jovem paga o Nero eu sei que Nero já tinha sumido já na adolescência né e assim a gente tem indícios também de que isso poderia acontecer de fato o que ele já eram preparados desde a adolescência mesmo já para se tornar eu já eram nomeados no Império Romano acontecer isso eles eram nomeados e imperadores mais o pai por exemplo ou o atual Imperador continuava no poder até aquele então caísse ou passasse o carro para o novo Imperador né mas eles eram nomeados às vezes antes de se tornarem imperadores acho Calígula foi o último antes de começar a desandar porque ele não tava nem aí só queria beber Exatamente olha aí a mulher disse que ia fazer isso né aqui a tem filme louco aí de Calígula né Chica vai XVídeos me avisar a cara uma loucura lembro que eu tava no ensino médio professor passou aquilo cara já você cai na loucura é loucura mas acho que o professor selecionou trechos cara para poder cuidar né não que aparece coisas Place do negócio é sua E aí sim foi a primeira vez que eu tive noção disso né mas assim a máquina de guerra romana Petri era uma coisa assim que os imperadores estavam à frente dela é pessoalmente os imperadores esse orgulho de fazer parte da máquina de guerra Romano por isso que entra Generais Em alguns momentos se tornando imperadores os tempos sendo nomeado como imperadores né então você tem ali o Imperador na frente acompanhando pessoalmente talvez isso tenha Civil de influência até na Idade Média porque muitos Reis eles estavam lá no campo de batalha multigenes molinho no campo de batalha por exemplo ou então é a presença deles fazia com que eles ganhassem batata você pegar a coração o Ricardo Coração de Leão da Inglaterra cara esteve pessoalmente na as cruzadas né então se a máquina de guerra romana ocidental de maneira geral Romana e medieval você tem a figura do Imperador na frente e você tem desenvolvimento assim o formidável dessa máquina porque eles querem avançar eles querem conquistar novos territórios então se você pegar o que que era império romano e o que que eram os povos bárbaros militarmente falando é um GAP assim abismal você tem literalmente sem e um sabe uma proporção assim de 100 em porque você tem soldados guerreiros com armadura já lá melada de placa que eram as corações Romanos né Você tinha que eles escudos escutam que a completamente que te protegia quase que sem por cento você tinha lances você tinha espadas né você tinha informações do das legiões a tinha centúrias liderados pelo centuriões então sentiu uma máquina de guerra imparável que ninguém podia resistir é incrível é curioso a gente saber como que esses impérios conseguiram cai tão grandes assim tão grande tão poderosa conseguindo cair por uma invasão Bárbara Paz e os barcos Não tinha organização então senhor eram mais mais na loucura então aí que tá o ponto também não se você pegar a historiadores tipo o Tito Lívio né que é um dos primeiros historiadores a deixar registrado A Arte da guerra romana né ele tem nuances de que eram e de que não eram desorganizados né mas ao mesmo tempo você vai se a gente parar para analisar o que era a ideia Bárbara europeia né a gente está falando de Germânia que é já fora do da Europa central Europa central e ocidental né Isso é pegar os celtas também essa ideia de que Bárbaro é uma coisa louca desorganizada que sai correndo para cima Até o gladiador faz isso no filme né você vê aquele primeiro embate entre os dois caras correndo igual uns loucos para cima dos Soldados Romanos se jogando por cima dos escudos Não rolava Não rolava assim é é mais uma ideia preconceituosa e a gente sabe que acontecia porque era uma disparidade um grande mas isso não significa eles não tinham as suas táticas foram os próprios bárbaros usavam uma tática muito conhecida chamada como o Edi formation formação Começou assim ver que eles avançavam com né alguma Infantaria forte nas alas e eles iam quebrando literalmente informações sólidas do Império Romano Então como que eles usariam uma uma tática dessa envie se eles eram como Loucos correndo para cima dos Soldados romanos e não teria como eles até o nome Bárbara é o nome dado pelos pelos Romanos é isso na verdade é Romanos e gregos né porque é o nome Bárbaro você até curioso porque o que vem esse lance de Bárbaros Heródoto já dizia isso que eles é uma nomenclatura para se referir à forma como eles entendiam que os bárbaros falavam para eles é como se eles falassem babá porque eles não entendiam a língua então o bárbaros Barbie Quem era esse babá que eles ouviam e não entendi não né que os caras eram bárbaros no ponto de vista pejorativo que eram porcos ao sujos ou não ser tão eu posso esse fato né veio pois esse pa é uma coisa nova mais moderna na era o bárbaros era só para serem criam uma linguagem que eles não entendiam então desde a Grécia antiga depois foi adotado também em relação à eu tinha alguma coisa a ver com costumes também porque tem a gente tem a ideia do cara comenda uma coxinha gigante o colchão gigante e pernil tem alguma coisa a ver também com os costumes culturais então a palavra passou a sofrer mutações né é o sentido a semântica da palavra bárbaros ao longo do tempo passou a sofrer mutações né então deixou de ter essa ideia de língua que a gente não entende passou a ter uma ideia de costume a maneira como cara se comporta sim se você parar para analisar o que era aí gênio romano e o que era higiene de certa forma Germânica nos bar quem será completamente diferente na verdade se você pegar em GN medieval e comparar com a higiene romana você vai ver que existe um abismo aí os romanos eram muito mais higiênicos do que Europa medieval ele chama Trina se ele já tinha um sistema de esgoto sabe ser uma loucura de ver as construções que eles fizeram né naquela época os aquedutos cara sabe a gente para analisar assim é uma coisa tão simples a gente vai lá ver a carona aqui do transportava a água de um lugar para outro beleza até ser ideia nessa época entendeu E você tem sistema de esgoto cara e a gente tá falando de antes de Cristo e depois de Cristo também e a gente tá falando de uma Europa medieval que não tinha isso os caras literalmente carregavam no chão e tampar vão né então preciso tampar né Você tem um passe em algum momento né então assim é claro que a idade de idade média nessa porcaria como a gente ouvi também falar né existe higiene existia cuidados Vikings por exemplo cara ficaram de pentear um cabelo ele é Oi gente era um dos itens que eles eram enterrados é muito importante para ele é muito importante para ele cabelo Viking barbudo assim com aquele babão cheio de hidromel escorrendo Sabe aquela sim um monte de pulga aquele cabelão vi que não se vestir assim cara mas isso tinha alguma representatividade para eles ou era só porque em relação à as de mexer em desse jeito a barba grande cabelo grande na verdade sua invenção Pedrinho é uma invenção moderna cara entendeu porque veja bem o que que a gente tem dos vikings para nós hoje quem foi que escreveu sobre Vikings para nós hoje cês tão na Netflix voltando um pouquinho para Idade Média se a gente tem cara Cristão de escrevendo sobre Vikings e o ponto seguinte uma coisa assim sem concordar 2001 pagãos não não termo pejorativo da coisa né mas o termo assim real eles eram pagãos não era um cristão bom então se você Cristão medieval você é um cara é fervoroso na tua fé né segue Cristo você é um cara que prezo os princípios cristãos aí você vai escrever sobre os Vikings Adoradores Jardim né de Thor que usar aqueles martelos no peito e que invadem aldeias e matam pessoas estupram porque os que quiseram violento sim talvez não dessa forma tão catastrófica como a gente vê mas eram sim são fato você vai escrever mim sobre ficaram você vai falar que ficar usando comportadinhos o que ficaram boas maneiras é isso é [ __ ] é o ponto de vista de quem contou a história tem que tomar cuidado com isso que esse ângulo é exatamente então rolava assim os Vikings ele muitos esteriótipos que a gente tem hoje são estereótipos cristãos né da da cristandade da época que via o Vick por esse Prisma só que muitas das coisas foram sendo transformadas sem baú Ah pois é passa a ideia de que os vi quiseram barbudos e Cabeludos e que não tinham comportamento Isso é coisa mais do do do renascimento para frente depois quando novos estudos começaram a ser feitos e vamos ver novas descobertas a respeito dos vikings lacunas precisavam ser preenchidas porque a gente não tinha todas as histórias a gente vai dos vídeos então quê que ele espera aí vi que os adoradores Joaquim Vamos botar as cáries cabelos desgrenhados com a barba suja Entendeu todos tatuados né embora tivesse tatuagem também então tem muito triste tinha colocado aí na no mesmo na no máximo Civic mas por exemplo o padrão de maneira geral os Vikings eles lá no cabelo curto cabelo curto tipo em forma de tigela o público ao mostrar exatamente sabe raspadinho dos lados então precisava aquela Franjinha tipo emo cara entendeu você tá fazendo errado naquela Cervejaria atrasar não quer dizer que ela levando ser vezes é o 16 a moda se cerrar e serrar não só mil anos né então acho que a ideia botar as caras com cabelinho erro entendeu raspadinho mais aqui atrás que fica feio eles fizeram mais vim aqui do que o Mateus é isso Acabou de concluir igual Asus né cara é quero buscar uma sentir ofendido né mas tudo bem eu já veio aqui tá fazendo errado depois a gente fica a dica aí cara botar aquele penteadinho é uma acho que vai ficar nem vi só botar o colarzinho de Thor no peito né pelo menos ele fica bem mas é a cara ele ele Isso é isso é consenso Hoje ele já te Pavão Sinhá aqui atrás ficava bem baixinho cabelo EA franja maior caída mesmo assim por cima do rosto é Então essa ideia louca Bárbara agora a gente vê no seriado vi que não rolava mesmo esses Moicanos era é podia existir podia cabelos grandes barbas grandes podia mas não era Norma tal Norma deles e mais asseado eles eram muito idiota coloridos eles usavam roupas coloridas a gente vê os vídeos sempre roupa preta o couro né que a roupa gente aquele motociclista medieval na cara mas é-o Dangerous eu já os índios do da época medieval mas não eles usavam roupas coloridas azuis vermelhas e tal só que esse um pega bem na tela né ficando fica tão legal você ganha fica coisa que a gente conhece como bárbaros eram Quais territórios que correspondem ao que é hoje ruim onde que tá ali é na época da Grécia Antiga basicamente toda a Ásia os links os gregos também consideravam os celtas no tipo da Península Ibérica né que eles chamavam os portões de Hércules também como bárbaros porque é parece é incrível realmente a estética grega a cultura grega beleza grega naquele momento se você comparar com o que era os Celtas e os povos germânicos e é a muito diferente o que os gregos conseguiram a conquistar por exemplo fazendo aqueles tempos a engenharia matemática eles estavam muito acima científicamente falando do que os celtas aqui né arquitetonicamente Falando eram Engenheiros muito mais avançados então tipo assim vai para os gregos era uma disparidade muito grande então Os caras que eles não entendiam como falavam eram os bárbaros mas talvez o aspecto também assim posição tão atrasados né sim um pouquinho de fato se você for na Grécia hoje você vai ver aqueles tempos mesmo em ruínas Santa Clara como só que pode ter acontecido há quinhentos Anos Antes de Cristo cara 700 antes de Cristo né uma coisa impressionante Mas eles encaravam esses bárbaros celtas celtas da Península Ibérica da França e aí na época dos Romanos e até uma idade média também mas hoje eu quero Irlanda hoje não hoje mas até hoje basicamente o conselho a sua idade média a idade média bárbaros é a área da Escandinávia Noruega Suécia Dinamarca e também metade de toda a Alemanha metade da Alemanha para leste acho que é o norte da Alemanha ele não é é isso mas da Alemanha também é chegando ali na Dinamarca que os povos eslavos também ruins né isso antes do juiz se tornarem ortodoxos cristãos né eles também tinham as influências dos Deuses germânicos né na verdade os Vikings é essencialmente eles são descendentes dos Germanos que eram ali do Norte da Alemanha que eles migraram ao norte e aí vos mesmos Deuses tipo Odin por germânicos eram o Dan né Vitória era touro então é foi uma conversão mas são essencialmente os mesmos pobres e todos esses hoje aí dessa dessa linha mas Norte setentrional da Europa e e da Alemanha para Leste em tudo ali era considerado Bárbaro porque na hora que eles estão entendeu porque não tinha os mesmos preceitos cristãos o mesmo comportamento e tal né eu te falou que a que Portugal revolucionou o mundo por causa das navegações e os Vikings são conhecidos por isso também né e alguma relação aí é muita gente pergunta isso né o Thiago você fala que os portugueses que navegaram os assim foram os primeiros a Navegar os oceanos né mas e os Vikings e é o seguinte é simples Os Vikings navegaram um oceano Índico e Oceano Atlântico um oceano na verdade seus fiquem saírem da Escandinávia irem pra Inglaterra e já navegaram no Oceano Atlântico Norte né e ponto final do Claro a gente também tá falando de 6 700 anos antes dos portugueses né cobre uma tecnologia muito inferior mas o Vick Ficaram só nisso ficaram nos no norte Atlântico o e ficaram no Mediterrâneo também mas é Atlântico Norte foram fundamentais sim mas o ponto é a influência Viking não contra os Vikings essencialmente não contribuíram para o progresso marítimo Porque a partir do momento que eles acabaram com as vazões eles ficaram terra na Entendi então eles dão não passaram aquela daquela tecnologia para frente então vem que foi gerada entendi não foi esquecida não tem nada a ver quando os portugueses começaram não tinha já não tinha ligação nenhuma Tecnologia dos veículos que outros portugueses nenhuma nenhuma na verdade assim Ah os porquês tiveram influências Árabes e tiveram principalmente influências é de judeus então assim o Tecnicamente o que que portugueses fizeram é pegar um quebra-cabeça e juntaram então tipo árabes Abril Navegar navegavam bem mas Mediterrâneo judeus sabiam Navegar bem sabe o mediterrâneo que que Judeus tem a tem isso aqui o quê que árabe tem a tenso o que que os venezianos tem a tem a vela Latina Beleza então vamos aplicar vamos juntar isso aqui tudo e ver o que que a gente consegue fazer no oceano e foi isso que eles fazendo os seus próprios ajustes essa troca de informações acontecia Como não sabe como é como é que o cara ia até o alteração estudar é o Luiz pião veem também também ele é assim na verdade o mediterrâneo era um centro nervoso de informações né na verdade todo mundo Todos os povos que circulavam ali pelo Mediterrâneo e trocar informações entre si então além dos Portugueses e Espanhóis terem sido de certa forma dominados pelos árabes durante tantos séculos foram foram quantos anos foi de 700 basicamente 790 710 depois de Cristo até a queda de granada em 1492 então foi aí mais de mil anos né É quase mil anos é na verdade 800 anos então foi muito muito e foi muito forte né uma troca de informação e todo mundo a gente olhava olhava barco do cara que que tá fazendo aí valeu desse desse gay isso exatamente então e por isso eu risco foi acontecendo que também depois não era moderna por exemplo Cristóvão Colombo estudar em Portugal né então aprendeu em Portugal Como navegar né embora não fosse navegador tão bom aí né também que na verdade eu queria chegar na Índia né é isso é o mito ou verdade não sei escrever muito muito se fala também para fala o cara é burra portuguesa é burro não é coisa felizmente Colombo era português né Então nesse caso dá para a gente dar uma já que ele era de uma vez né alivia Mas tem uma galera que tá dizendo aqui que Colombo era português né Tem um mas acho que sente mais Teoria da Conspiração para dar uma caída lá não mas assim ele deu já vi até estudiosos dizendo isso fazendo é porque na verdade assim eles estão fazendo interpretando que um tal de Colon é por essa época era um vamos ver uma alcunha ou apelido de certa forma para ocultar Colombo um sabe porque eu pego é um alter-ego exato É mais ou menos isso mesmo um apelido ali que os portugueses criaram para Colombo porque ele já tava com o negociações com a coroa lá de da Espanha para tentar negociar com Portugal também então se mais tá ainda menino lindo isso aí tá sendo estudado e tal mas eu acho que eu não tenho muitas evidências firme de que ele era português mesmo não mas eu não sei se também eu sonhei eu vi que não tem medo de que se eu ponho essa ideia de que foi sem querer sim ele chegou no Brasil e cada vez mais pessoas cada vez mais pessoas estão se opondo a essa ideia porque assim pertence a gente analisar o Tratado de Tordesilhas né antes da descoberta do Brasil e você vem pegar de 1.490 até 1.500 quando efetivamente segundo a historiografia tradicional diz que o Brasil foi descoberto né porque é que os portugueses em 1494 insistiram tanto insistiram tanto para mover a linha demarcatória o que passava justamente no meio o meio assim quase dois terços ali no Brasil é que pegava toda a costa do Brasil o que é que existe encheram tanto tanto no Tratado de alcáçovas que foi antes quanto no Tratado de Tordesilhas que foi depois porque que eles insistiram tanto para mover levo as a frente mais ao Oeste que passaria justamente acima do Brasil para permitir com que essas áreas fossem explorados pelos portugueses que eles já sabem onde alguma coisa exatamente a gente tá falando cara de uma navegação que começou em 1415 e quando o Infante Dom Henrique fez a primeira viagem de descoberta no Atlântico 1415 cara então d1415 foram descendo primeiro chegaram norte da África depois cruzar um cabo bojador aqui era o terror dos navios todos os navios naufragaram ali porque as águas rasas cheio de rochas Então já vídeo naufragado então quê que eles fizeram começaram e mais Oeste sabe sair da da Costa da África vi mais a oeste para cá curvaram ali do cabo bojador atravessaram os então vieram descendo correntes marítimas impediram que os portugueses desse Na verdade uma navegação portuguesa essencialmente foi por Costa a partir do momento que aqui essa esse extremo ocidente da África foi vencido só tinha uma alternativa para ele descer em não era contornando porque os ventos a corrente marítima os ventos fazemos navios voltarem eles dependiam de Vento então quê que eles o West não saíram do cabo bojador e passaram Via Oeste para pegar a correntes favor favoráveis para descer aqui tá o sul da África para descer então e consegui atravessar eles não vinham para aqui contornando eles vinham para cá e depois vem para cá então isso durante toda a época dos descobrimentos quando descobriu na Ilha da Madeira né tudo mais então isso ao longo de vários anos não dá para gente é logicamente imaginar que foi por um acaso simplesmente você a Vamos mudar as léguas a a mais ocidente vamos insistir nisso porque não tem nada para navegar não tem nada para encontrar é só para gente Navegar até mais espaço numa para navegar né não faz o menor sentido levando em consideração os maiores navegadores né E astrônomos que já estavam disposição na coroa portuguesa então assim relegaram ao acidente cara nesse momento e levando em consideração essa lógica eu acho um argumento muito e hoje em dia com a quantidade de informações que a gente tem é bem vazio é óbvio que foi ocultado durante muito tempo essa ideia porque de certa forma foi uma falcatrua dos portugueses né porque ele já tinham tudo indica claramente uma interpretação lógica que ele já tinham conhecimento alguns relatos de 1.498 de si mesmo Duarte Pacheco Pereira que Eu mencionei da pouco é citam a territórios mais a sul esse gelado foram encontrados lá em Portugal na torre do Tombo em Lisboa então se a gente tem uma ideia tem vários quebras-cabeças aí que apontam a gente para uma uma uma uma uma linha do Tratado de Tordesilhas que cortava o Brasil é intencional cara que ele sabe o que tinha coisa lá só foi descoberta depois quando já tinham então é tomado conta do território e tem uma versão também que disse que era a terra prometida né E isso tem vazio era um lugar e não foi sem querer que queria ir Brasil chegou aquele painho já chegou sem querendo isso tem essa versão dos fatos tem tem tem porque ela eles eram muito religiosos né parece que tem um um monge escocês chamado são Brandão que ele ele tinha uma ilha que era na visão dele né era uma ilha era a terra prometida chamada de Hi Brasil enrolando mentefatura que eles usavam lá naquela época então assim já na Idade Média já existia essa ideia de uma tal de ilha desconhecida Mas você essa teoria mais fantasia Rosa do que empírica vamos dizer assim né Mas será que de alguma forma já não havia algum tipo de conhecimento né pelo menos de que havia terras ao sul que foi confirmado pelos portugueses depois é muito evidente que sim sabe não dá para gente relegar o acaso Colombo foi um acaso isso é um fato né porque ele queria chegar na Índia e ele achava que dava para chegar na Índia pelo Oeste não dava e de fato não dá descobriu uma mina de ouro né entrou para a história mas foi um acidente mas se você parar para analisar o que é muita gente e a linha uma outra injustiça também cara porque muita gente pensa assim Cristóvão Colombo quando a gente pensa em descoberta cara é América né América do Norte Mas você parar para pensar o que que a navegação de Colombo representou para o aspecto empírico para o mundo assim no prospecto de descoberta para o mundo praticamente nada em Colombo levo literalmente da de da da Espanha da Costa ali da Espanha para para os Estados Unidos uma semana há uma semana o Vasco da Gama e todas as viagens portuguesas até o sul da África levava aproximadamente cem dias e vamos servir a disparidade de esforço né e de descobertas e de técnicas e tecnologias que foram sendo desenvolvidas para você conseguir fazer uma viagem dessa enquanto você em uma linha reta você chega na Bahamas que foi onde lombo chegou né Tecnicamente vi que já tinham conseguido cara chegar lá entendeu todo do ponto de vista marítimo cara olha o achar o que Colombo merece de reconhecimento é o Fábio ele ter chegado em um lugar novo cagada beleza mas chegou no lugar novo né agora do ponto de vista de navegação ou representa praticamente nada né É nada porque hoje quem já tinham conseguido fazer isso 500 anos antes um praticamente né agora você fazer você chegar a um lugar realmente novo cruzar uma linha onde nunca ninguém na história tinha cruzado e nem imaginava que era possível cruzar e a história da Ilha dos perdidos em uma semana só vim aqui aí ele achava que era índia né tanto que índio né a ideia de índio veio dessa dessa vamos de desse dessa tradição de assimila a As Américas com a índia tá então aqui é tanta história de navegação de descoberta que eu me confundi toda então aí é esse que esse cara foi sem querer ele tava indo para a Índia encontrou barramos e e não não é isso o colégio dele sem ele se enganou isso porque ele queria ir para a Índia de forma só que duas portugueses tipo Pedro Álvares Cabral né quando diz que o Pedro Álvares Cabral chegou aqui e descobriu o Brasil sem querer que ele tava querendo ir para índia que a mesma ideia é isso na ideia índia né chegar na Índia só que levando em consideração todo esse contexto e esse quebra-cabeça que está sendo colocado em diante nós é era praticamente impossível dizer que foi por um acidente que não havia nenhum conhecimento de um território de sabe mais ao sul é não tem essa a ingênua Hoje em dia a gente acha isso você legal tem muitas evidências de que foi foi proposital de fato assim eles sabiam para onde eles estavam indo tinham todas as ideias todas as informações Claro que não o tamanho do Brasil Claro que não mas está dizendo que tinha alguma Terra ali sabia que tinha coisa podia ser explorado ali mas essa navegação é que mudou o mundo Cara essa navegação é que e depois Fernão de Magalhães Vai ter até uma série agora na na Amazon se eu não me engano que vai falar sobre o português Fernão de Magalhães foi o primeiro a organizar a primeira viagem de circum-navegação Hora da terra ele então assim parece que vai legal vai ser uma coisa bem interessante que vai ajudar a entender essa eletricidade né do que foi essa navegação que algum histórico mesmo né Vamos abrir para perguntas aí Nossa depois a gente tem que mostrar que aí fazer o teste da espada É verdade ele tá ansioso para tirar a espada nas costas cara aí também vai fazer você ficou vamos lá Começando aqui pelo áudio dobro não nosso querido Brunão com o Telê E aí e fala Petry fala caiam Fala Tiago beleza cara primeiramente eu queria dizer que eu tô muito feliz por ver o nosso nicho representado nos podcast cara eu espero que o Thiago seja convidado por uma [ __ ] de Podcast porque eu vou ouvir absolutamente todos a minha questão é a seguinte tá eu como um cara que fabrica facas e espadas eu vejo que o pessoal principalmente pessoal mais novo ele não tem muita noção de combate tá e os caras acabam pedindo coisas absurdas para gente tá tipo espadas de anime essas porcarias que acabaram pesando muito tá eu queria que o Thiago falasse um pouco sobre o peso principalmente das espadas no contexto histórico até que ponto aqui peso chegavam as espadas as mais pesadas tá só para pessoal ter uma noção e de como 5 kilos por exemplo uma espada já é muito já é muita coisa então queria que ele falasse um pouquinho sobre isso valeu pessoal por legal legal eu gostei muito da parte do que ele falando essas merdas de anime só porque assim realmente anime distorce é aquele dia tava falando ainda pouco é querendo ou não essas mídias acabam passando para gente uma ideia que não é real mas acaba fazendo a gente compra a ideia principalmente porque a gente está aprendendo alguma coisa ali né e a gente acaba pegando começando verdade e anime realmente a ideia de anime já deveria mostrar pra galera que não tem nada de real mas é a prova principal para o pessoal ver que existe uma influência negativa para o aspecto histórico e tem que saber separar mesmo nem todo mundo que vê essas coisas acha que é uma só brincadeira né mas em relação ao nosso dos pesos né Por exemplo eu vou pegar aqui já para contextualizar bom então essa aqui é uma espada de cavaleiro que a gente chama né é uma nicles Word em inglês o ar mysword também tem um outro de nomenclatura não é uma espada de uma mão só essa espada que é uma espada de uma mão e essa espada aqui ela tem 71 centímetros de lâmina ela tem 9 cm de empunhadura tem essa guarda aqui e tem um povo né então assim essencialmente a gente tem uma espada aqui de 1 kg essa espada aqui essa espada que ela tem um quilo e 100 e essa espada tá vendo é uma espada assim altamente usada na Idade Média ela foi usado durante toda a idade média esse tipo de espada de cavaleiro que a gente chama né agora se você parar para analisar os até deu uma cortadinha aqui ó tá vendo tá de brincadeira não ela tá afiada vendo ela tá chateada é porque a uma réplica é uma réplica mesmo certinho então essa que tem quilos em as espadas isso porque é um pouquinho mais pesado do que o ideal cuidar ela é era ela não passar de 1 kg esse ser ideal as espadas longas que foram as espadas vamos ver essencialmente mais usadas depois do século 13 e início do século 14 elas passaram a ter em média de lâmina entre 90 e 100 centímetros né ou seja mais ou menos um metro um metro um metro e dez podia chegar até 1 metro e 10 e essas espadas longas em média tinham 1,5 G1 bom Então veja é uma espada longa e lá na sua maioria tinha essencialmente um kilo e 300 tem muitos artigos que falam sobre isso claro poder antecipados um pouco mais pesados sim tinha os montantes né outras espadas que que aí já vieram mais tarde fora da idade média né século 16 as vai render é alemães que eram tão bem grandona tipo essas montanhas Assis padrones italianas que elas eram maiores mas na idade média até a queda de Constantinopla em 1453 essencialmente eles usavam espadas que não passavam de 1 kg 500g não passava disso era raro poderia ter sim mas devemos espadas mais de de ornamento do que espadas práticas então 3 kilos Cara eu vi eu vi alguém me mandou Petry agora não me lembro cara algum inscrito me mandou um vídeo de alguém algum podcast falando de 5 kg aí Eu até brinquei com a galera no vídeo e eu tava que eu fiz respondeu perguntas dos inscritos zoando Tenta tirar um saco de arroz nas costas e 5 kg se não dá para tirar você não dá porque nas prateleiras vai ficar difícil eu peguei saco de arroz pediu para mim esposa pegar um saco de arroz lá ficou sabe que galera tem como isso acontece mais isso não dá para você tirar uma espada de um quilo e pouco e não dá mais cinco quilos então assim não existe essa possibilidade de maneira prática a gente está falando de pessoas inteligente né Então imagina sem que o peso aqui dessa aqui ó tá vendo ó ela tem um peso razoável que você consegue se movimentar Não é para ter agilidade e o cara tem que treinar muito conseguir efeito mas a gente tá falando justamente disso de soldados treinados né Cavaleiros treinados Então por uma pessoa conseguir lidar bem com uma espada dessa ela tinha que ser treinada né claro mas um kilo e 300 você um time sem como é o caso dessa aí Se você treinar um pouco você ver que você consegue encarado com tranquilidade né e é um quilo distribuído fora do seu centro de gravidade também né relato rezar vai ter que esteja mais mais pesadinho mas é sim um mês equilíbrio dela né então assim a gente tem a gente tem espada de bem feitas né e espadas pensadas para o campo de batalha uma espada de acima de 2 quilos não era pensado por campo de batalha pelo menos não como uma das armas mais importantes né como era o caso das espadas e das lanças espadas acho que ser funcionais então respondendo à pergunta do nosso amigo espada E é assim que elas devem ser encarada está como espadas de que nada usada aqui então assim se é para fazer espada né de maneira geral ela tem que obedecer o padrão né e um padrão é geral também não podemos ser dogmáticos mas de uma maneira geral e funcional no campo de batalha um kilo e 300 1kg 500 eh acho que é muito e ficava onde que ficava se lá nas costas ela no bolsinho aqui do lado isso geralmente eles usavam aqui aí tem a bainha né geralmente eles usavam cara você acredita uma coisa cara esse lance de espada nas costas né uma coisa tão bizarra é até difícil imaginar que um dia eu poder ficar discutindo sobre sabe nem nos nos sites nos canais gringos existem vídeo gente postas que me responde para o outro que dá para usar espada longa nas costas e o outro Responde que não dá EA interseroh responde já tá virando um furdunço esse negócio ferradura a Terra plana também eu fui pensando que onde eu tô enviando cara eu pensei se que de notícia é essa que o documentário Netflix mas pessoas que fez o que pode dar das coisas mas até aí por exemplo alguns perguntar espada chinesa espada japonesa dá para tirar Cara eu não sei porque minha especialização é a espadas chinesas e nem japonesa no sentido de saber como que os carros usavam não fico estudando para saber se o Samurais sacavam espada das costas eu sei que os ninjas existem evidências que os ninjas tiravam assim já tô indo tudo mais agora se em algum momento da idade média um samurai usou algum ilustração alguma espada nas costas as espadas samurais eram curvas né então isso por si só já facilitavam o ponto de retirada dela as espadas europeia elas são mais elas são retas né então assim ela Tiago Se você usar a bainha mais abaixo ou mais acima ela na na horizontal meu Deus do céu eu tiver para o O que é a gente não precisa sabe pois até sua espada aqui ela é uma espada pequena né é considerada de pequena proporção comparado para espadas longas na por exemplo tá bem abaixo aqui a bainha né ó tá gente é o meu trapézio aqui basicamente se eu tivesse que tirar ela aqui ó ó hora bojo ó olha aqui eu tô explicando eu vou conseguir tirar porque a uma espada pequena mas olha como eu já tive que ficar bem meu braço aqui tá sabe dá para carregar esse aqui nas costas cara da transporte da na você amarra um troço aqui bota ela nas costas agora o que eu falo e destaco pra galera é no ponto de vista funcional E aí Leandro lances dos jogos e dos filmes né os caras tiram o sacam como se tivesse sabe tirando uma moeda do bolso cara eu tiro bota assim essa ponto você Pode amarrar uma corda aqui colocar esse aqui nas costas é isso prova que os caras andavam na idade média desse jeito Claro que não entendeu não usavam espadas longas na Europa medieval era barulho mas sempre eu fui estiloso cara me chamou para caramba né Você lembra do Conan do he-man né cara tirando aí eu tenho a força é pois isso é ético né cara qualidade média não usavam pode inventar gambiarra que quiser cara pode inventar pode usar hoje você pode usar uma espada na cabeça se você quiser ele jantar uma bainha que dá para usar na cabeça mas significa aqui na Europa medieval diz usavam Claro que não entendeu então um ponto é esse aí historicamente Não rolava principalmente se for uma espada longa né reta reta como essa é não eles eram funcionais eles queriam usar o negócio funcional no campo de batalha EA na cintura era em banhada na cintura se você fez iluminuras tudo da Europa medieval novamente não tô falando de dos dos hindus não tô falando do irmão Góes não tô falando de ninguém de outras áreas eu tô falando europeia que é onde a gente vê a as maiores representatividades né nesses filmes e animes essencialmente e Oi gente no Zap nas costas cintura que eram de Sacavém tirava com facilidade se fosse maiores espadas maiores montante século 16 eles usavam segurava apoiava no ombro mas novamente imaginar que hoje dá para amarrar uma corda colocar a espada nas costas dizer que eles faziam isso na idade média é estupidez Né simples assim que mais que tem aí aí aqui eu tenho uma Adaga né nessa d'água aqui é uma Gaga também foi feito por enquanto ele falando cuteleiros é eu fico feliz em ver que tem uma galera Petry tentando aprender a fazer peças históricas essa e é uma réplica perfeita foi frio que fez essa peça interior também Fantástico do século 14 e se você tem exatamente o mesmo peso na sua mão né Você tem uma peça autêntica encaixada nos seus mínimos detalhes com uma bainha também bem histórica quer dizer a gente tem esse tipo de Adaga Adaga de Crillon que tinha assar tipo essa guarda privada ISO que era uma dagma Gaga bem típica lá do século 14 então a gente vê que tá tendo interesse Muito grande da galera usando e tentando fazer os conselheiros tentando fazer peças mais históricas sabe tentando voltar lá no século 14 século 15 Eu nem quero quero responsável na época de aprimorar as tecnologias e de adaptar ela já tá naquela poltrona cortei mesmo aqui tá se for a espada vou pegar na lâmina da espada por isso que não é brincadeira negócio a galera fica querendo comprar espada para ficar quebrando coisa em casa cortando garrafa os frutos é cortando frutas a gente só vai provar que é boa pra e na mais nada especialmente isso então cuidado porque é só um são réplicas vejo né que eles tentam fazer levando em consideração máximo possível contexto histórico Então você perguntou sobre mim que era o responsável no exército ou no povo lá de entender estudar o que tava melhorar e para evoluir a espada deles das Ferramentas então existiam na vamos assim as profissões que sim interpola vão ali nesses aspectos os ferreiros né que forjavam esse tipo de metal tinha usar negros que faziam essencialmente essas espadas e adagas né que eram exclusivos né exclusivos de armas mesmo deck as lâminas né e assim tinha usar maduros também as pessoas que se concentravam na proteção das armaduras então assim tinham vamos ver produtores né e construtores tá em cada tipo de equipamento específico né Depois a gente que tem um cara estudando a guerra estudando os movimentos para entender que ele tinha que fazer mas era Será que não próprio soldado que estava ali que registrava mentalmente depois passava os tinha um cara observando a guerra de longe para ver que tinha que melhorar Na verdade era um intercâmbio de informações né Por exemplo os armeiros acho que faziam espadas de maneira geral eles faziam os seus equipamentos baseados no contexto da Guerra da época então assim tinham pessoas que tinham por exemplo e instrutores de esgrima da época tinha um escolas de esgrima da época que levava em consideração por exemplo Como que você atacavam oponente que tivesse com armadura completa de placa que tipo de espada você poderia usar Que tipo de pomo sabe então campo de batalha e ele era literalmente um campo assim de estudos laboratório laboratório isso aí a gente tem por exemplo Mestres lágrimas tipo Fiori a gente tentar Rossi a gente tem o manual ou por disse que era da Alemanha também então a gente tem é o há muitos e muitos sistemas criados para que eles pudessem lidar com as novas tecnologias que surgiam então por exemplo fazer espadas elas passaram a ser mais finas as pontas mais finas tá vendo Então é para que isso justamente para atravessar Quase que eu consegui microfone aqui ó tá afiada espada quarta Rocha microfone cara do cabo barato nunca testaram cortar o microfone Cara eu acho que a gente vai vai estourar e as viu os cara você vai fazer no YouTube espada longa vs katana cortando microfone falta não Pedro o cara e esse vídeo do canal de Corpos toda a ver com o corte por cara pude mas o canal de cortes de verdade é esse vai ser o canal decote mesmo e aí cara é eles usavam para perfurar partes das armaduras expostas na tela brecha ali no em maduras de placa começar a ganhar um campo de batalha onde é que eles podiam acertar com facilidade para atingir o camarada embaixo só nas brechas Então se as pontas mais finas eram usadas mas para isso né para essas partes mais específico se ela fosse mais arredondada não ia atravessar e não ia ter mesma precisão de impacto então você vê era pensado para isso é louca imaginar quando foi o primeiro exército a primeira guerra que surgiu armadura e os caras que não tinham tão cara que [ __ ] é essa aí perdeu a guerra quem voltou falou para os cara tava com os negócios de metal vamos tentar fazer também aí fizeram também daqui a pouco surge um cara com uma dor melhor sim voltado para casa tem uma brecha eu lembro que uma brecha ela faz uma esse processo de pensamento que é muito louco quer dizer como é que enrolou isso e esse rolo mesmo esse rolo mesmo tanto que há como a gente está falando existe um posições de esgrima específicas para você lidar com aquele tipo de Armadura é onde você atacaria quais eram as partes frases porque assim embora o ideal Bom dia essas partes expostas mas também as armaduras tinha um partes mais finas Tipo se você pegar o peito né o peitoral mesmo de placa você tinha um centro a barriga que era chegava um centímetro milímetro e meio e mede um metro e meio de centro mas quando você chegava nas pontas aqui já era mais fino milímetros às vezes 0.5 algo bem fino sabe então era mais fácil você atravessar com golpe essas partes mais finas do que a parte mais grossa né é ou então partes do braço quero mais finas do que essa parte da barriga então armadura ela tinha várias nuances que os caras levavam em consideração na hora de ensinar esgrima por exemplo esse esses grandes instrutores medievais então cada por exemplo nesse caso aqui dessa daqui aqui específica né ela tem essa essa guarda aqui essa guarda era usada para dar um Perry para refletir o golpe de certa forma proteger a mão embora seja pequena né mas isso aqui tem é a função da Guarda aqui a proteger quando uma lâmina vem em direção ao seu braço a sua mão e vem Edvan dela para que sabe muito dedo foi cortado até o cara entender entendi entendeu Se você vê a polícia atrás de grades romanas né os lábios nós vamos colocar assim ele já tinha uma uma protuberância assim aqui sabe mais circular se você ver as katanas também japonesa também tem uns discos então ainda era proteger mesmo amor só que no caso 10 europeias isso aqui era usado para era uma arma também isso aqui era poderia ser usado para atacar né claro que não como pelada como a minha por isso não acontece isso aqui né Mas geralmente eles usavam uma uma luva então no caso da espero que essa aqui é a data muito pequena sim mas no caso aqui dessa espada e das espadas longas quero um maiores 1,10 sem mais um seguinte o cara te atacar com luva devidamente protegido com essa guarda aqui sente o peso aqui PT graça dessa guarda que nada não tô Imagina isso aqui batendo com toda a força no coco ou no seu capacete entendeu então isso aqui diferenciada muito para finalizar o inimigo é esse tipo de técnica é usada para matar mesmo não era só para torre do ar ou qualquer coisa do tipo era ensinado para matar o pomo também é aço puro era usado para também para atordoar o inimigo se eu tivesse um capacete então é tudo toda a espada europeia era uma arma toda ela era usada para matar mesmo entendeu por isso quando você senti a espada você sente os objetos aí entre os conselheiros que estão entrando nessa nova né ideia de querer aprender a fazer é para você entender como que era né uma coisa você vê uma imagem outras eu senti tentar entender a história por trás de cada esse objeto né Tu sabe se depois da Batalha alguém recolhi a armadura do inimigo para levar para estudar se acontecia boa recolher uma espada para levar então eles levavam não para estudar de maneira geral eles levavam para as aqui um pegar para eles né então ou para vender né porque para vender para segunda linha que nem todas as armaduras eram padrões né na verdade muito pelo contrário as armaduras era elas eram todas cheias de nuances particulares de cada Construtor Renault a fabricação em massa né Cada uma era uma individual né Então depende da tua habilidade depende da minha habilidade como Construtor isso significava uma armadura mais forte mais resistente eu amadora mais fraca menos resistente só você tava o preço também entendeu uma coisa que a galera fica surpresa é saber o valor de uma armadura de placa entendeu uma armadura completa de placa e em média convertendo do século 14 para inflação atual quase 300 mil reais [ __ ] uma armadura completa né E aí por isso que só os Cavaleiros tinham essas armaduras os nobres porque só eles que podiam pagar era caro demais mesmo eu tô falando de Armadura completa né de do Elmo Toda armadura de placa mesmo o Switch o Valmor quem a gente ama em inglês é como se fosse Terra no meio e ela era desenhada para você cara então toda sua armadura ela tinha o teu Biotipo ela tinha as tuas curvas ela ela era feita para você não servia para mais ninguém não poderia estar encaixar mas ia ficar meio trouxa então então por isso que era uma coisa tão bem bem feita Era uma arte mesmo no arte até mais tempo é mais uma o machado vi que isso esse aqui é pra galera do Cosmos aí ó Matanza [ __ ] vendo isso aqui é mais forte e isso é mais pesado é então esse esse tipo de Machado Viking aí ele também ele ele é uma réplica eu não diria 100% histórica mas ele ele tem Relembrando ele tem lembranças sim históricas que vale a pena a gente destacar aqui tipo essas faixas que embrulha a vão né que envolvem aí a o cabo era para dar mais sustentação mesmo entendeu justamente isso porque se pegasse direto na madeira é bem mais desconfortável né é mais áspero mas acho pelo então alguns estudiosos concordam que haveria algum tipo de couro algum tipo de pano né isso tá vendo e esse é um machado pesado existe em Machados menores do que esse que eram usados inclusive para arremessar embora não fosse muito comum mas eles podiam ser arremessadas é só que esse aí era um machado de peso mesmo né Se você pegar Olá abaixo da do cabo do ponto a ponta que isso você vê que você forçar vai ficar mexendo com meu caro golpear vale é extremamente forte ó isso aí amassava armaduras né esse tipo isso aí esse tipo de golpe e amassava armadura e eles podiam dar golpes mais curtos segurando mais perto da Guarda em que fazer um golpe eu sair mais ou menos aqui também é usado né para também era usado na lataria aqui isso é [ __ ] mais não quero lançar isso aqui pelo videogame é tão fácil o negócio é mais de 2 e bate dois o negócio vai quase certinho né gravar certo aproveitar uma Mira né redondinho assim um ponto jogar jogar Machado acontecer mas não fazia parte sabe vulgarmente do campo de batalha como a gente viu não entre não entre jogar voltar a pegar vou te matar velho felicidade é isso aí por que que você jogaria tudo para jogar eu tô Machado Então é assim nada eu não quero mais obrigar sangue tô aqui para né numa batalha mas deixa eu jogar Machado encerrar paciência né porque eu tenho perder a sua vida e nesse caso aqui esse Machado é médio existe Machado grande que a chamar de ber o ex que é um machado Viking de 1,80 de cabo que foi muito usado na conquista normanda na Inglaterra na batalha de 1066 na batalha de reims que se chama então era uma arma assim muito comum não só com os Vikings eu lá para toda usava e a fácil né se você parar para pensar aqui ó é um cabo na um com o açúcar travado no cabo essencialmente agora fazer uma espada né com todas as curvas o Diamante que que é como chama aquela Linha Central né que direciona o a força do golpe né É já era muito mais complexa o machado era uma além de ser uma ferramenta podia ser usado para destruir árvores no meio do caminho era muito fácil muito mais simples fazer tem uma espada né agora o que que você sabe sobre preparo físico e treinamento para poder manusear essas coisas pesadas assim os cara Eu quero um forte corrente bem séries filmes ou não então é aquele lance do tanquinho é exagerado né É claro que não havia fisiculturistas naquela época e qualquer representação que a gente vê hoje não era o que era de fato mas eles davam valor ao banco talvez se a gente for na Grécia antiga a Grécia antiga era muito mais nesse aspecto sabe os gregos davam muito valor as formas físicas agora já Idade Média não é os caras eram preparados eram de certa forma atletas tinham treinamentos individuais isso até o mar é pouco explorado da historiografia assim é a pessoal dava muita dá muito valor aos equipamentos e não alguerão esse mas nos últimos anos Muitos historiadores não começando aí para essa área sabe então alimentação de cavaleiros mesmo balanceada treinamento diário artes marciais né é que já eram evidentes e já eram é já estavam prática oficiais na Europa tipo oficialmente a o e assim vamos colocar do ponto de vista histórico a arte marcial surgiu primeiro na Europa do que no próprio Japão por exemplo né a no Japão oficialmente a primeira arte marcial chamada de extintor Rio né que surgiu mais tarde do que na própria Europa Então se a gente já tem tratado os militares tratados marciais já na Europa principalmente na Alemanha Alemanha e Itália são dois focos do das artes marciais europeia Então se tinha tinha todo uma uma estrutura militar organizada por isso que quando a gente do de Idade Média a gente tem que entender isso né que a gente não tá falando de caras que estão lá para matar e morrer em nome de Deus e está bom para ele sabe quanto pesava um soldado que carregar você e quando que ele tinha de altura para ter noção do corpo a ele então tenhamos o que a gente tem na verdade é uma média de altura europeia né E aí a gente dedos que o Cavaleiro tem aquilo ou talvez um pouco mais né então essencialmente um 75 Qual é a média de altura da Europa medieval o século 14 175 70 14 século 15 então essencialmente eles tinham esse esse Biotipo aí não eram tão baixos né se você levar em consideração edad média sim 1074 depois cortar esse Negra curioso houve um todo a revira-volta né é mortal na Europa com a peste negra a a altura foi caindo ao longo do tempo alimentação Pior né foi piorando que foi muito ruim de maneira geral né sim mas na Idade Média os 64 se você comparar poder no Japão mais ou menos a pão Ásia mais ou menos uns 59 1 60 de altura então assim como hoje né Você tem uma disparidade muito grande além do que principalmente os europeus desde sempre né serem mais os europeus continentais e ocidentais serem adeptos A Carne também né uma ótima proteína mais vermelha no cardápio né de má e enquanto os orientais eram mais né frutos do mar né então acho que isso também facilitavam o aumento na estatura e na força física também né que eu falou que os gregos preocupavam mais com aspecto do corpo lan e aquelas estátuas gregas elas elas são a realidade ou que eles queriam alcançar era realidade ou da Fronteira ou era o objetivo isso olha de maneira geral elas elas eram bem reais elas eram bem as porque aquelas status eram feitas em moldes carro uma pessoa não é um artesão que sentava lá e pegar um pedaço de mármore e começava desculpe não é muitas dessas estátuas que a gente viu nos museus válida apenas por exemplo elas eram gesso Flash classificavam o vamos ver o molde ali humano que servia de molde e aí então o próprio artesão via fazendo uma ordem a partir daquele e depois ele só arte finalizava que loucura não é meu Deus é então assim os gregos eram fanáticos pela e é isso é um fato é essa essa esse biótipo né é tanto que é Curioso mesmo porque a gente não é possível que ele já naquela época dava um valor a né a pouca gordura vamos dizer assim embora não fosse fisiculturistas né claro que não mas era um corpo bem Acima da Média da época assim para conseguir chegar naquele físico sem os equipamentos que a gente tem hoje e sem a nutrição que a gente tem acesso hoje é É verdade assim se é o que se a gente for na Roma antiga já a Roma Antiga não já arruma Antiga e na época renascentista quando houve Retorno lá na Grécia antiga já houve um exagero já ouvi não aqui não é realidade se você for em Roma você vai ver várias status ali que foram feitas no renascimento né pintura de Michelangelo por exemplo se você for lá na capela né lá e do Vaticano você vai ver que os desenhos deles não são desenhos que representavam a realidade aí é o ideal é ter diário estava almejando a é exatamente isso aí mas na época dos gregos era era era era o molde humano mas eles vão atletas também não precisa cara e davam assim todo o valor alimentação saudável né mediterrânea também né e atletas de 15 tinha as academias na época não eram o espaço para filosofia e exercício não era os dois juntos exato É uma coisa estava colada na outra a instrução física tava conectado a mente a a mental né consiste até a frase eu não sei achei do Sócrates que ele fala que é uma coisa do tipo assim coitado do homem que nunca é perceber a potência do seu corpo o negócio nesse sentido a frase super típico da Grécia Antiga faz todo sentido eles eram isso aí mesmo e eu tenho capacete aqui também o Elmo é isso aqui é um cruzado né que a galera também esse foi um ficar para sentir mais usados na idade média e o primeiro a ser totalmente fechado né esse álbum foi usado na durante o principal muito durante toda a cruzada todas as cruzadas e ele passou a fazer parte da do exército em seguida Jardim do mesmo para ficar na cabeça isso é exatamente mas assim se você olhar por dentro ele tem um suporte ó para segurar na cabeça tá vendo tem uma redinha aqui e isso só tá é a gente dá para ver É isso aí para segurar o coco aí não fica batendo a lata na entendeu então você não tinha um conforto legal a Claro que você era desconfortável mesmo assim né mas assim te dava proteção cara dá para enxergar direito deixa eu ver se quiser fazer um teste ó eu já fiz uns testes aí foi satisfeito só foi satisfatório é E aí exatamente cuidado só que eu repeti é na hora de tirar para não arrastar senão vai ser outro sangrando aqui a cabeça é muito grande a nossa meu nariz tá tá assim ó é isso é dada uma amassadinha né aí eu não sei se realmente a circunferência aí tá um pouco maior do que o capacitor é cara dá uma espada aquele Quebra Meu nele então que horas que você tá achando você achou aqui confortável desconfortável né Nossa então mas aí eu não sei se você talvez dar mais uma ajeitadinha nele tal que não enxergo mais nada tá então tem que ficar mais pra Maravilha chegar então porque esse capacete não foi feito para você entendeu assim como não foi feito para mim também essa é uma réplica só para gente ir uma média é uma média para a gente poder estudar e tal mas se você fosse fazer um capacete o cara tirar minha medida literalmente isso ele ia fazer para você ficar confortável então é tão uma espadada que devo o cara ficava louco com isso aqui na cabeça tomando na então aí que tá entre o objetivo é justamente de proteger contra os padres em contra a lâmina da espada né tanto que a única forma de você em casos normais conseguir lidar né conta um capacete desse aqui se você quisesse me atingiu por exemplo desse capacete no olho é exatamente entendeu Imagina deve ter um pouquinho né Ficar acertar no meio da confusão também que é bom né sim mas aí eles usavam técnicas específicas para dar precisão né Por exemplo uma espada longa vou exemplificar com a catana mas com uma espada mais longa eles apoiavam na lâmina e ó então conseguir direcionar com mais facilidade né do que se eu tentasse fazer simplesmente com a empunhadura em si então a gente a técnicas até preço para você tem mais prisão tá você quer uma expressão Então segura na lâmina e usa uma técnica chamada meio espada Onde você consegue mirar com mais precisão né mas então corte só passou a ser é meio que inútil no campo de batalha o tocadas para atingir essas partes mas expostas é que passou seu a técnica da vez né então quando a gente tem esses Equipamentos na mão a gente consegue compreender um pouquinho mas tipo você pode confortável né cara Então como que eles usavam lá naquela época porque era feito sob medida mas mesmo assim era desconforto e também tinha super azulador não vai vai um desconforto mesmo entendeu é de reais todos aqui não é sonha com seu nariz torto que vai me impedir de rezar pelas enviar exatamente então a gente entende isso O desconforto que era também os áudio para mim tem mais pergunta aí tem bastante coisa aqui então tem que ficar falar menos ou a próxima do Gusttavo sempre fala Thiago Boa tarde a todos aí do à Deriva cara eu gostei de saber fazer uma pergunta para Tiagão se é verdade que na época dos Romanos na Grécia antiga é que quando soldados religião para guerra se ele se satisfaziam os outros uns aos outros né para carência de sexo e Eles transaram entre eles Isso é verdade ou se é mentira ou é um mito que o pessoal fala por aí um forte abraço aí para vocês e um bom dia a todos aí boa opa olha rapaz Esses são temos um pouco complexo assim porque a gente sabe que a homossexualidade existia no Império Romano também né isso a homossexualidade não existia de maneira aceitável na Europa Cristã e são Fato né Na época das Cruzadas a uma sexualidade era um pecado então tipo assim se você pensa em cristão Os Cavaleiros geralmente eles eles não tinham isso como algo normal né natural assim eles um então não mas no caso do império romano e do caso dos gregos em especial sim né a fonte os espartanos né é diferente de todos os outros povos os espartanos eles eles davam eles davam mais valor ao parceiro do seu campo de batalha do que a própria mulher é por exemplo é a neta do casamento o que acontecia isso foi instituído inclusive pelo Licurgo foi o primeiro legislador de Esparta né você saía da sua casa com sete anos de idade Aí você ia para o treinamento de passando sua real isso até no filme tá certinho essa ideia né E aí no campo de batalha então no nesse treinamento você passava toda sua Juventude e idade adulta lá com seus camaradas e lá é claro que esse tipo de relacionamento já começava a acontecer quando você chegar vamos 20 anos de idade você era permitido se casar 20 Anos 30 anos de idade agora não tô lembrado exatamente a com 20 ou 30 anos de idade mas nessa faixa você era permitido se casar você se casava eu podia essencialmente ficar com sua esposa só para procriar E aí depois você voltava com seus camaradas e você podia ficar visitando a sua esposa que a interessante Mas voltava para seus camaradas lá então assim o a uma sexualidade espartana era muito mais acentuada do que nas outras cidades estados gregos rolava nas outras cidades rolava só que não era como era em Esparta Esparta era uma coisa assim meio que levado a sério sabe como se fosse uma instituição mesmo no caso de Atenas era era mais ou se uma diversão em outras cidades também mas no caso do soldado em si e os tanto que as mulheres na primeira noite de núpcias dos espartanos Platão quanto a isso elas tinham a cabeça raspada e elas se vestiam como homens a não é e aguardavam e ficavam no escuro e aguardando o seu marido chegar entendeu então assim essa ideia do da homossexualidade em Esparta era bem bem presente e isso se levava e agora na questão dos Romanos é existia e são fatos mas não era também sabe de generalizado não vai dar aceito era aceito era não era um tido como uma coisa feia vamos e assim né como passou a ser um algo negativo na época do das cruzadas e da Europa Cristã Ana e eu quero mandou uma aqui se Tiago especialista em guerra mesmo quero saber quem ganha e cara torcida do Corinthians ou torcida do Palmeiras é fácil para mim cara eu sei que o timão até né é o maior torcida de São Paulo né então vou eu vou para o Timão cara eu aprendi tem melhora o celular da história aí de exército pequenos É nesse caso aqui eu prefiro e com a maioria entendeu eu não faço a menor ideia precisa os caras que tem mais armas entender ele só usou para as colinas não é assim você me perguntasse entre Vasco e Flamengo cara eu diria que um pouquinho mais propriedade agora entre Palmeiras e Corinthians eu vou ter que usar um pouquinho mais a minha habilidade bélica para tentar analisar isso mas com calma depois eu realmente vou ficar devendo vai mas o áudio do Cainã Zito Boa tarde Thiago Kaio PT tudo bem Thiago queria saber de você se você acha que o maior que a Valeu europeu decisório que realmente não sei quem que foi se foi um gole eu teria chance ou então até teria condições de vencer o maior Samuel da história numa batalha um qualquer um no caso mustache os dois assim sem por cento alimentados e abraço você importante alimentados cara então é eu um dos vídeos que mais chamou atenção do brasão de armas quando eu fiz foi justamente os dois katana diversos espadas longas e Cavaleiro versus Samurais né é aquela que quando a gente faz suco de análise ela é uma análise subjetiva de maneira geral né a gente não trata-se de uma maneira tão empírica Por que você não tem esse confronto dentro da idade média sabe entre Cavaleiros e Samurais você tem um confronto entre Cavaleiros e Samurais já na idade moderna só que você tem armas de fogo né você tem outros equipamentos então pegar cavaleiros de São Brás você vai mais pelas análises dos fatos né de maneira geral aí o que ele falou você a altura você pega equipamento e você pega espada Então você tenta formar uma teoria interessante vamos supor como ele falou do mustache aí vamos pegar um cavaleiro que era super Ultra mega né bravo da idade média que eu conheço assim Nuno Álvares Pereira que foi o da Batalha de aljubarrota que o cara é realmente bem escrito não só nas crônicas portuguesas e espanholas e francesas também se você conseguisse colocar os dois né nessa faixa aí você tem altura em uma altura média né da Europa um e setenta e quatro Você tem uma altura média da do Japão em 59 né então só por aí você já tem uma disparidade de altura e consequentemente força é óbvio que uma pessoa que é um pouco mais alta ela tem um peso maior e isso por si só faz com que ela tenha mais força é óbvio que depende do treinamento também de cada um mas eu não consideração que os dois três não igual né que tá o treinamento e tem a mesma ideia então você já tem aí um soldado europeu de maneira geral mais preparado até se você for fazer um contraponto hoje no MMA né no box nesse esportes de luta tão que os japoneses entram né assim poucos japoneses se destacam é como sendo campeões de Fato né Tá vendo porque o meu tipo japonês não consigo acompanhar tanto ocidental de alguma maneira né isso talvez seja uma residência interessante de se pensar então se você levar em consideração o Biotipo é claro que os europeus já ganha né pela altura pela explosão tem mais músculo naturalmente tem mais explosão também né você pegar um sem Bolt por exemplo né E você pegar um cara menor do que o Usain Bolt com toda sua explosão ou sem Bolt virou essa fera né então ele alto tem mais massa muscular né e outros exemplos também europeus se a gente pegar específico então se você pegar a espada longa europeia nesse vídeo eu faço essa comparação na minha opinião a espada longa há mais coisas para o seu gosto de para o seu dinheiro ela fornece mais ver essa versatilidade no campo de batalha você ataca com a lâmina você tem a lâmina dupla né você tem a lâmina de dois gumes Você tem a ponta que afinada você tem a guarda que você pode atacar para finalizar o inimigo no caso do do cavaleiro medieval você tiver com armadura de placa então aí é gay meu completo porque eu japonês nunca tiveram armadura de placas desenvolvidas como os europeus tiveram Então você tem mais campo de batalha nós pegar os dois sem armaduras com armadura é impossível europeu ganha fácil realmente agora sem armaduras com as suas espadas ainda assim os europeus na minha visão levando em consideração essas mudanças eles têm mais vantagem porque eles são mais altos são mais fortes e na relação a explosão muscular em relação às armas né a relação espada longa que a maior nos Japão eles tendo da arte é da maior também mas ela era uma espada muito menos usada do que a katana a katana era uma arma muito mais Comandante poucos guerreiros usavam já espada longa de 1,10 mais ou menos era uma espada muito mais comum no campo de batalha um metro então era mais usada pelos Cavaleiros Do que se você pegar umas vai render que era uma espada muito maior Então dentro dessa Média a gente tem esse uma uma superioridade europeia na minha opinião estão entre no no e vamos acho eu acho que o número leva a vantagem sim entendeu mas sujeito a discord' né Cada um para ter uma opinião diferente relação isso é normal foi só tô comentando aqui da última resposta sobre homossexualidade lá só tô falando que então ficou provado que dá para levar esse padrão as costas assim [Risadas] desculpa não não tive como não pois eu podia ter evitado essa tempo não tinha como sair comigo caramba vai mais uma pergunta a loja do Bruno Ok mais uma pergunta pelo Thiagão aí Tiagão Tendo tendo como base tá as civilizações que dominaram muita coisa que foram muito superiores e e conquistaram muito território Tá o que que tu acha que é atribuído a isso tu acha que é tecnologia que levou eles tão longe e tu acha que é formação militar qual tu acha que o principal fator que levou essas civilizações aí que conquistaram muita coisa até esse domínio Olá boa boa pergunta assim é difícil a gente dizer um fator só na verdade todos os os conquistadores do mundo ele sempre tiveram vários fatores envolvidos Talvez o mais importante de toda a vontade né a vontade e o desejo de querer fazer aí que a gente comprar voltando lá na Grécia antiga Atenas comparado com Esparta era uma cidade que queria avançar esparteiro ficar naquilo ali apenas queria avançar isso fez com que ela adotar as novas tecnologias que ela pensasse para encarar aquele cara ali o que que eu preciso então você tem a vontade já puxando a tecnologia né e com a tecnologia junto com a vontade e junto com uma ideia que os atenienses tinham de propagar o a democracia e os cristãos e propagar o cristianismo Você tem uma uma receita sabe A Arte da Guerra montado na sua mão então diria que é isso a vontade e a tecnologia e uma ideia tendo esses três fatores aí você consegue ser um um super super uma superpotência essa trinca de qualquer superpotência precisa vai lá mais uma e fala pitrica e Tiago que a primeira parabenizar o Tiago pelo trabalho dele no empresa de e agora não presentear mas desejamos ó vou e muitas provas de história no terceiro ano e a minha pergunta ela atende muito mais do campo da Filosofia mas acredito que Tiago consegui responder que é porque existe um poucos filósofos humanos que ficaram famosos no caso a maioria dos que ficaram famosos Marco Aurélio cnk Cícero são filósofos são voltados ao estoicismo que é uma filosofia muito mais focada no dia diferente da Grécia que basicamente os homens roubaram a cultura que tinham muito mais filósofos que pensavam muito mais brisas um por exemplo Platão Sócrates Aristóteles pensavam em um mundo das ideias e trazer Então queria saber porque existe um poucos romanas e ovos filósofos a máquina de guerra deles não abre espaço para isso muito obrigado ir para amenizar de novo Tiago e o Petri e o Caio Eu trabalho na deriva e não ímpares a deliberação já tamo junto obrigado legal obrigado hein eu acho que no caso dos Romanos é assim você tem um precendente muito forte que é o grego né É difícil assim eu tava Império Romano seja um dos poucos impérios conquistadores que absorveram e replicaram cultura conquistada né Eu acho que foi esse o ponto o estoicismo estava muito em alta né pelo Império Romano lá na Grécia antiga então quando eles chegaram lá e encararam e viram isso essa ideia né do questionamento e tudo mais e do do interesse isso mulheres passaram a a tentar reproduzir mais essa ideia deixando de lado um pouco a brisa como ele falou né Essa Ideia do da metafísica e tudo mais então eu acho que eles tinham na mão muita influência forte gre e vamos seguir essa linha né Porque só arquitetura na e não as ideias também mas ele citou nomes fortíssimos aí Sêneca Cícero próprio Tito mesmo Embora tenha sido uma ideia uma ideia mais militar mas a filosofia dele é militar é uma filosofia militar então eu também questiona vários aspectos da postura do Império Romano como ele deve agir levando em consideração a ética no campo de batalha A Supremacia Romana acima dos outros sabe então ele ele articula Isso aí então acho que é por isso porque como a Grécia já tinha essa força muito grande assim como ele lida por exemplo cara a a Grécia tinha elida tinha um mero o que que Roma teve Virgílio na Eneida se você parar para analisar são Paralelos impressionante na Ilíada você tem Vamos colocar aqui a odisseia é mais para aí não é mais para ida a odisseia você tem Ulisses ou o Dirceu e na Eneida você tem ideias mesmo ideal de sabe de Sofrimento Dede avanço de conquista e de lidar com seus problemas de lidar com desafios Então você tem muitos Paralelos então Império Romano acabou replicando mesmo e foi para o bem na minha opinião preservar e até aumentar porque os romanos arquitetonicamente Eles chegaram nível que os gregos nunca tinham chegado Então acho que se completarão em nesse sentido é uma cultura dupla eu acho que nem muito uma cópia mas é mais uma cultura dupla Mack merece o seu reconhecimento com certeza é louco também dessa esses estratégia a filosofia de guerra que elas podem ser aplicadas para vida interna né da nossa guerra interna então aquele livro ao famoso Arte da Guerra sun tzu Neto pode ler ele pensando na guerra entre povos mas também pode ler para si mesmo né e lidar com os teus demônios entendendo a arte ah é verdade eu acho que eu em conflitos né Eu acho que todo esse negócio fez a dispensarem sobre si mesmo também porque o Marco Aurélio tem o teu livro dele que é o diário dele lá e eu sou reflexões sobre a vida dele mesmo e muito venda do negócio da guerra de pensar sobre estratégia então ele tem que lidar com as para fazer emoções acaba entendendo mais sobre o comportamento dele e nos Passa esse conhecimento excelente e por isso que a a guerra uma ciência humana e social né porque ela ela mexe com humano mesmo a quando a gente aplica ideias na guerra a gente pensa no aspecto humano e aí o como que a gente pensa em estratégias pensando no humano como que ele vai reagir aquela estratégia Então tá tudo conectado mesmo vão ver mais uma aí para encerrar mais uma para encerrar chover aqui eu vou pegar aqui uma Guilherme áudio lá a 86 eu tenho uma dúvida bem específica relativa ao modo de administração com Mano das terras que eles conquistar durante o império e como isso influenciou na idade média na formação dos senos eu sei que os humanos eles escravizavam boa parte da população dos territórios conquistados Mas além da escrevi zação como que funcionava eles mandavam no comando as pessoas da Península Itálica para lá para mim fazer uma espécie de colonização também ou eles deixavam mais para para os brasilites agrárias locais administrar E como que isso influenciou depois na formação dos colonato e dos feudos posteriormente na Idade Média É isso aí valeu é o império romano é o seguinte ele até seguir um pouco padrão lá do da divisão do território de Alexandre em governadores né quando Alexandre morreu e o seu território foi dividido em quatro governadores né Essa Ideia meio que passou a fazer parte do Império Romano o império romano tinha governadores em cada província tô na Espanha tinha governadores né na Germânia tinha governadores na grã-bretanha tinha então todo Império tinha oficiais responsáveis por manter a organização e mantém o império romano funcionando né porque afinal de conta e você não podia deixar o império tão grande quanto o império romano só na mão de povos conquistados Então você tem que ter um poder de autoridade ali e tinha poder de autoridade de maneira geral dentro de cada província né Espanha Portugal e Espanha Portugal e Espanha a Britânia que a área da França e tinha grã-bretanha também assim então sempre tinha isso É então nunca relega vão completamente o controle a população conquistada e eu só verificando como estava o andamento ele estavam sempre presentes ali em relação aos escravos nem relação à a missa foi uma influência massiva né mas Silva não dá para você negar o que foi Império Romano dentro da Europa Se você pegar né a influência que os romanos tiveram os celtas na península ibérica antes do romano dos Romanos tiveram muito menos influência do que os humanos com menos tempo de presença os godos e visigodos que vieram depois né do Império Romano também mesmo tendo ficado talvez mais tempo tiveram menos influência porque o poder Cívico do Império Romano era muito forte a população era do Império Romano ganhavam cidadania Romana então a facilidade de se absorver essa cultura de você se sentir parte do Império Romano era uma existentes você não era um Forasteiro dominado pelo Império Romano você era o império romano então por isso que os povos conquistados em si uma vez que eles eram conquistados eles meio que viviam naturalmente lá dentro do Império Romano fazer um PA o campeão na nossa língua né o português é uma língua românica né e vários outros francês inclusive e todas as outras influências Então foi uma má dessorção que aconteceu graças a essa estrutura forte de organização inicialmente principalmente depois ficou bem acima do que os romanos conseguiram suportar mas chegou uma versão que para o povo era legal ser dominado pelos Romanos que a gente torcendo Tomara que eles dominem então isso é legal eu não digo nada eu não diria que isso que era legal né porque é difícil a gente dizer isso não é legal assim mas eu acho que era natural entendeu Eu acho que assim o que a gente tem são poucas revoltas contra o império romano dentro da Europa a gente volta aconteceu muito no leste mas se você pegar a península ibérica por exemplo você tinha os povos antes da Conquista os lusitanos lusitanos dentro da Península Ibérica e especificamente antes da Conquista de batalhavam tipo assim vamos lá vamos tentar não ser absorvido para entrar numa mais uma vez foi absorvido e depois que foram absorvidos passaram a viver de maneira natural aí com Joana Então eu acho que sim a ideia fazia sentido a ideia de que você fazer a parte do maior e mais poderoso Império agora se era legal talvez tivesse suas nuances é ruim mas de maneira geral a gente não vê muitas revoltas já nos nos reinos dominados pela pela pela Romano era mais tranquilo mesmo eu vou pedir desculpa para galera que mandou muita pergunta aqui no à Deriva que tem muita coisa aqui no grupo do telegram não vai dar para passar todos os eu vou agradecer a participação de todo mundo aqui é a gente podia também para tu divulgar teus canais são as redes sociais por sorte seguir Opa Valeu então galera é brasão de armas lá no YouTube né no brasão de armas o foco mais nesses aspectos bélicos não é tanto medieval quanto antigo e o macho os meus equipamentos como que funcionam as principais batalhas né então brasão de armas e eu tenho o meu outro canal que é um canal um pouquinho mais antigo que é o império os a de que esse Já é mais de animação que eu conto história geral né e no Instagram não tem um Twitter ela tem Twitter mas nem uso acho que eu coloquei uma postagem Ela já foi xingada já gravando Boi Bom dia foi cancelado é vale a pena nem vale a pena até tirei já dono Toninho divulgando lá no juízo seu Twitter não só Instagram mesmo é Thiagão underline Braga E aí a gente tá junto lá acho que vocês vão curtir bastante que não conhece conteúdo vai vai curtir bastante faltou o escudo e faltam estudos que seu de mostrar de mostrei um machado Viking duas três cuida esse escudo aqui Petry é é assim O Escudo Vikings quando normandos acção eles interpolam também uns nos outros né E quando vi que às vezes um pouquinho maior 70cm de diâmetro já Esse aqui é mais um escudo saxão assim propriamente dito tinha essa abraçadeira só braçadeira para apoiar e a Vikings não tinham essa abraçadeira depois é que foi acrescentada mais à frente para de segurar aí eu trabalho aqui como é que nos Vikings eles seguravam assim né Andre não tá vendo Então por exemplo quando eu algum inimigo ia fazer algum tipo de golpe eles conseguiam girar sabe E aí a espada do inimigo cravava em uma vez que a espada cravada ela ficava presa Então hoje quem conseguia ou o saxão conseguir arrancar o arma do inimigo então dessas bordas de cor ajudavam para isso também para dar mais aderência quando o golpe entrava E além disso por exemplo esse escudo aqui quando ele era totalmente Despedaçado que era normal nesse escuta que é um pouco mais grosso do que o normal e já não utilizaram mais finos E aí é com frequência eles eram despedaçados mas eu não Machadão desse descendo né a pancada no escudo só só graves vezes essa bola ou pedaços aqui isolados com a bola então a bola também era usada para dar um Dash no inimigo assim sabe e para poder seus e como arma também o escudo circular ele foi muito usado durante toda a idade média né como eu falei isso aqui é mais um escudo saxão assim de na sua essência mas o padrão Viking né a gente pode ver com bastante clareza aqui também e era um escudo muito muito bom muito protetor E aí a galera pensa que geralmente parede de escudos né ah o pessoal se esconder lá na parede de escudos e ficava só aguardando as flechadas vir em uma boa né Mas que nada parei de disputar um negócio rápido para defender um ataque rápido e depois avançar você sabia que ele é no campo de batalha literalmente ficar assim escondido atrás da sua parede de escudos esperando o cara vir na sua direção né Então parei de escutar um negócio usado com mais velocidade para você poder contratar Cada coisa tem de então equipamento legal também como é que é o fica o braço nessa A então aí você usa gravado aqui para te dar sustentação tá vendo Geralmente essas fitas são mais grossas um pouquinho para não dar você quer ficar mais uma reta de cá mesmo né é para dar uma uma a história aí você não sabe você consegue usar o na Grécia antiga esse tipo de braçadeira era muito comum porque você conseguia ter o seu antebraço o seu braço aqui na verdade né mas firme no escudo e nos Vikings no caso dos vikings não eram útil isso não era interessante que eles queriam usar o escudo de maneira mais livre Sabe sim para atacar assim para gerar assim de acordo com as técnicas que eles usavam eu notei que esse lugar onde vai a mão machucar Lisa meu anjinho que na hora da Batalha é aqui que você vai era na ficar com uma madeira aqui na nessa parte da mão aqui no clima aqui é porque isso aí é porque aqui que você diz nessa parte aqui ou aqui mesmo então eu peguei deixa eu ver é 90 ver encaixar desse jeito aí e eu peguei assim Ah tá E aí essa parte aqui e vendendo ela tem menos espaço aí desse lado tá vendo aí do outro jeito seu a soma a queda livre pronto tá bom viu aí na verdade aí fica bem mais confortável e ergonômico não sabia que até os escuta eles são econômicos né A ideia é tentada ao máximo de compôr de conforto possível para o defensor né E por atacante será que é uma boa né então e esse escudo ele foi muito usado na baixa idade média e já depois na Alta Idade Média ver aqueles escudos que chamam de escudo kite shield escudo de pipa que aquele grandão fino embaixo até ele é arredondada aqui mas embaixo ele faz tipo um peão faz tipo uma peão embaixo assim uma ponta Aquele que parece um latão Eu é que os trabalhos usavam esses exatamente aquele aquele mesmo tipo que eu escuto é a placa só que depois conforme as canelas co e protegidas nos escute foram subindo que a ideia do Chico do longa era proteger também as canelas mas aí então conforme a armadura foi sendo feita para Canela a canela protegida escuta foi diminuindo até que chegou no escudo menor que era semelhante a esse grande só aqui só proteger o peito né essencialmente e depois acabou o escudo com armadura de placa os cara já era um escudo né então não precisava usar Mais Escuros e aí começaram a surgir as espadas de duas mãos que os cavaleiros usavam porque era só ataque a defesa já era ele né automaticamente é uma arte muito muito interessante complexa né do [ __ ] muito obrigado pela participação Aqui valeu as roupas ter brigado demais cara foi muito legal muito obrigada é pessoal sigam em o Tiago essas redes sociais dele estão aí na descrição né Sim eu quero está marcado no título aqui do vídeo então se você já podem acessar valeu e seguir também no Instagram né isso não da descrição tô aqui na descrição boa então tá valeu obrigado quando a gente uma semana que vem né Isso é Olá boa segunda-feira isso então tá então segunda-feira nós estamos de volta aí uma boa noite para todo mundo um beijo tchau tchau valeu

Trivia

Curiosidades do episódio

O que o pessoal achou

Comentários


Compartilhe com seus amigos

À Deriva

Entrevista com um toque de humor, por Arthur Petry

Thiago Braga (​@Brasão de Armas) (213)

Thiago Braga é especialista em História da Guerra.