Transcrição

[Música] [Música] [Risadas] [Música] [Risadas] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Música] [Risadas] [Música] a atenção creuzebek ataque de quatro já vai já já vai estamos um arco mais um aderivo sua por petrina mesmo está caiu dela água ou mesmo servidor o produtor e os avisos avisos são seguinte se você quiser mandar mensagem para o problema você pode mandar pela pelo grupo do telegram da saco cheio de TV se você é assinante você vai você tem acesso ao grupo do telegram entender você pode mandar as mensagens são os primeiros mensagens que a gente lê aqui na live que você manda para o programa também tem a vó tá falando do Flu podcast.com.br a gente tá ao vivo lá você pode mandar sua mensagem através das funções você paga lá o valor que ocorrem cê manda mensagem e tem as propagandas também que são duas mil folclores equivalente a r$ 250 você tem a sua marca e você quer anunciar no YouTube Super Chato o valor mínimo 20 reais e propaganda r$ 250 e dá mais mais piadas e o valor da propaganda 204 mais mais possíveis piadas só vamos deixar claro mas possíveis piadas com a sua marca tão séria e também estamos ao vivo na tudo TV inclusive temos um novo patrocinador aqui no podcast que era anunciar agora que é o grande nitrato de Miconazol pomada para fimose pede atleta micose tudo que tiver de problema na pele como é que fala Miconazol que rima com não vou dizer para não ver a p*** sacanagem aqui mas está aqui ó compra essa pomadinha que termina com o sol tudo que não é com ol é pomada para com problema que você não se cuidou Essa passa nas partes íntimas porque você fazer algum problema você faz alguma sacanagem na vida e fica com isso aí tá tudo que termina com ou é porque eu trouxe cuidou como eu amo pomadinha que mais que eles têm é que subiu Mentiu né acesso aí a tudo patrick.com/x-treme 21 e veja lá os treinos de atingir um para entrar em forma e e fala exercitar saúde mental EA física mais tempo que você vai fazer o atividade atividade física e vai ao mesmo tempo fica bem na cabeça essas duas forças Unidas transforma o homem não super-homem não era para ter falado né Há tanto assim né mas é quase isso é quase isso boa é um dos maiores consensos hoje na comunidade científica e os efeitos benéficos da atividade física na saúde mental Então acesse a tupia de ponto com barra x-treme 21 e câncer psicólogo cara destrói e foi não era não fica nos dois é isso né E como é que foi o julgamento neste fim de semana só para ti saber que o Caio foi julgado nessa processado e julgado explicou na frente do Juiz lá que te dá foi difícil difícil ter nunca nunca imaginei que eu teria que passar por uma situação dessa por conta de fazer um post né nunca imaginei que eu estaria lado de um do advogado pelo Ministério Público nossa senhora tá dor de cabeça que foi isso aí explicar que foi um mal entendido mas e não teve preso ao lado de um de um p******* não tive que dividir cela com um p******* porque fiz um post errado tu levou tanta tudo bem queremos paz nesse mundo o convidado de hoje eu vou errar vou sentindo que eu vou errar vai vai é Wesley lá no lugar boa isso aí eu falei que eu ia só para enganar no treino tá ele treinou e treinou várias vezes várias vezes e deu certo pedrica e obrigado pelo convite ficou muito feliz isso aqui espero que a gente consiga trocar uma ideia aí levar uma informação pra galera que está assistindo e obrigado o Felipe também Felipe Obrigado Felipe por indicar aqui e vamos que vamos Vamos divulgar um pouco de neurociência e comportamento psicologia e saúde mental performance vamos conversar tu é psicólogo Clínico atende pessoas e leva cola o Clínico atendo pessoas é uma coisa clássica obra coisa trazia e neurocientista neurocientista atualmente eu sou formado em psicologia fiz mestrado em neurociências na universidade Oi Marina e atualmente faço doutorado em neurociências na Universidade Federal de Santa Catarina no mestrado eu estudei a relação entre estresse e desenvolvimento de depressão e como que o ambiente pode mitigar o os efeitos deletérios do estresse para depressão eu já explica um pouco sobre isso deletérios eu quero tem que entender que eu amei Olha só eu nível é muito barulho tomado hoje a gente sabe do ponto de vista neurocientífico ou seja como que o nosso cérebro funciona quando a pessoa está em um episódio de depressão da e a gente sabe também como que o cérebro de uma pessoa estressada funciona e hoje a gente descobriu isso já é muito bem caracterizado na literatura científica nos artigos científicos em revistas científicas que uma pessoa com depressão ela tem o organismo dela e o cérebro dela reage de forma quimicamente muito é você que tá em estresse crônico ou seja uma pessoa não é aquele estresse você surta mas é sempre uma preocupação é sempre uma reatividade emocional às situações do dia a dia então você fica muito Explosiva às vezes ou você fica muito incomodado com coisas que antes você não ficava esse padrão de comportamento hoje é o principal isso aqui muita gente não sabe mas o estresse hoje o principal fator de risco para o desenvolvimento de depressão ele fica vendo tipo em doses exatamente não tão pequenas porque em doses pequenas ele é protetor porque eu vi no meu mestrado o que que eu fiz eu induzir estresse em laboratório e esses esses organismos o trabalho como modelo animal esses organismos desenvolvem depressão ou alguma coisa muito parecida com depressão porque eles não falam então não tem como a gente saber se realmente depressão as relações ratos São ratos modelos animais só para deixar claro a gente passa por todo um condutor de um animal é tudo bem regulamentado lá pela Federal a gente vê que esses animais envolve um fenótipo de depressão sejam comportamento e tipo depressivo e quando você vê o cérebro desses animais é muito parecido com o que acontece em cérebro de pessoas com depressão Então existe uma translação muito bacana é muito parecido realmente então a gente vê primeiro que o estresse leva os animais estresse crônico leva os animais desenvolver depressão e eu mostrei outros pesquisadores demonstraram também repliquei esses dados do meu mestrado que se você submeter Esses animais estressados ao enriquecimento ambiental quê que isso você oferecer exercício físico para esse animal você colocar Lego caixinhas para eles fazerem casinhas um ambiente um pouco mais enriquecido em estímulos esse enriquecimento ambiental previne o desenvolvimento de depressão nesses animais e aí você me pergunta mas como que previne o que que acontece é por várias vias mas o principal ponto que os pesquisadores argumentam e quando você oferece um ambiente um pouco mais complexo de um organismo viver e agora vamos pensar em humanos tá quando você oferece uma um ambiente um pouco mais complexo para os organismos viverem eles têm que se adaptar aquele ambiente o nosso sistema nervoso central levar exatamente um órgão o nosso cérebro junto com a nossa medula é basicamente um conjunto de regiões que permitem com que a gente receba estímulos codifique esses estímulos e emitir um comportamento frente existimos então por exemplo quando você tá fazendo uma piada seu humorista que você tá fazendo uma piada no stand up você tá praticando aquilo e você tá recebendo de volta um feedback se tá funcionando não se tá funcionando você pode começar a investir mais naquele naquele trajeto da sua piada porque a galera tá te dando um feedback positivo quando você tá tocando violão Você erra uma nota o seu ouvido escuta isso interpreta codifique você ajusta o controle motor do seu da sua mão para tentar fazer uma data certa tá então você subir a organismo a um ambiente um pouco mais enriquecido é um pouco estressante porque você tem que lidar com essas situações e esse pequeno estresse em pequenas doses protege o animal por um estresse futuro é mais ou menos aquela pessoa que se virou muito na vida desde cedo e na idade adulta é muito resiliente dificilmente alguma coisa bala ela então os pesquisadores chamam isso de inoculação ao estresse inoculação processo que ocorre por exemplo quando você faz uma vacina você inoculo vírus e injeta em você para que seu corpo não seja afetado pelo vírus o estresse acontece a mesma coisa se você se submete a situações pequenas de estresse E desde ali depois você lá 12 14 anos você consegue começar a ficar protegido para os estressores do futuro e o seu organismo meio que consegue ficar mais forte frente a eles e foi algo mostramos Foi então que se você protege os animais com pequenas doses de estresse antes um estressor futuro é incapaz de gerar depressão nesses animais mesmo que seja um stress muito potente mesmo que seja o estresse muito potente duas ele quando foi publicado o artigo foi uma das uma das críticas dos revisores Quando você vai publicar artigos científicos e manda para uma revista científica e outros outras profissionais da área da ciência avalia o seu artigo e desce o pau nele Olha isso aqui porque isso porque isso porque eles porque isso os cara falaram para mim falar porque que se usa um estresse tão grande e aí eu tive que responder o cara expliquei para ele porque esses todo uma carta-resposta artigo foi aceito da publicado hoje depois eu posso deixar aí nos comentários do vídeo o que a gente mostrou então se você subnet ou você enriquece o seu ambiente a chance de você desenvolver uma depressão por meio do estresse é menor e isso a gente pode ir transacional hoje para academia academia o estressor muito grande então aquelas pessoas que por exemplo já já lidaram muito antes não viver sozinhas que nunca foram tão dependente de contato social hoje podem estar protegida então isso estudei no mestrado e no doutorado foi isso tô mal tô estudando Tô fazendo doutorado Tô terminando o doutorado em neurociências e hoje eu estudo o efeito de dietas hipercalóricas ricas em gordura e açúcar no desenvolvimento de depressão e perda de memória é uma parada muito louca assim mas algum tempo já se sabe que se você tem sobrepeso ou obesidade e principalmente se você tem diabetes tipo 2 que aquela diabetes não não não não não é não é a diabetes tipo 1 e diabetes que quando você é pequeno seu sistema imune e imunológico enlouquece e ataca as células do seu pâncreas que é o lugar que secreta insulina e você fica diabetes você não secreta insulina que a o hormônio que vai lá na sua célula abre a célula para entrar glicose glicose o açúcar no sangue fica na no sangue e você é diabético a diabetes tipo 2 é uma diabetes que você adquire então se você é uma pessoa muito sedentária e come muito açúcar ou gordura gordura também aumenta a chance de desenvolvimento de diabetes mas todas as gorduras Ou aquelas gorduras boas de abacate não do William saturadas as ruins aqui relatos eu quero e tudo mais e principalmente frutose não de fruta tá não de fruta a frutose que eles iam xarope de milho rico em frutose q tem em bebidas de refrigerante coca-cola e tudo mais agora com a cola vai xingar vocês aqui que a gente tá falando agora é Essa é a gente já se sabe há muito tempo que o consumo desse tipo de alimento leva você aumenta a probabilidade drasticamente se associada ao sedentarismo e você desenvolver diabetes tipo 2 então seu corpo meio que não vai ele não aguenta o tranco você vai ali o seu pâncreas consegue secretar insulina é um bom é eficiente em secretar insulina no início você como uma bomba de Açúcar doce todo dia bancas vai lá não vamos lidar com essa bomba de açúcar aqui vamos botar na célula e vou usar só com o tempo ele fala assim cara tá de sacanagem comigo você tá comendo isso daí todo dia eu vou parar de trabalhar e aí eu sou o seu organismo não consegue responder mais as insulina ou plantas diminui a secreção dela ou seu corpo não reconhece ela mais o pâncreas diminuísse pressão dela e se viu que pessoas com diabetes tipo 2 isso já na década de 90 já se sabe em estudos epidemiológicos que você faz isso tudo com um grande grupo de pessoas você olha sei lá a população de 200 mil pessoas vamos É sim e o que que essa mesma pessoa que tem essa doença tem também para ver se a gente acha alguma coisa que coexistir na mesma pessoa e depois a gente vai ter relação na década de 90 se descobriu que pessoas com diabetes tipo 2 têm uma maior chance de desenvolver Doença de Alzheimer é uma doença neurodegenerativa caracterizada por perda de memória por que que a neuro-degenerativa o nosso cérebro ele tem células como qualquer outra região do corpo só que as células nos cérebros são salas multifuncionais e muito especializadas a gente chama ela de neurônios não são só é neurônios que tem no cérebro tem essa aula também da glia Mas vamos focar nos neurônios que são as células funcionais as que fazem eu esticar a mão aqui para conversar eu fazer movimentos e tudo mais é essa essas células é do nosso cérebro elas consomem glicose também e a insulina atua nessas células então lá nada a venda se descobriu que pessoas com diabetes tipo 2 tenham que tem problema com secreção EA ação da insulina no corpo tem aumento das chances de desenvolver Alzheimer o Alzheimer é uma doença que mata esses neurônios e o o eles começam a perder drasticamente a sua função funcionalidade até que eles começam a morrer e mais mais recentemente nos anos 2005/2006 se descobriu que pessoas com diabetes é na verdade de pessoas com o aumento do açúcar no sangue independentemente se tem diabetes ou não tem uma chance aumentado de desenvolver Alzheimer e mais recentemente os pesquisadores o mundo todo estuda muito Alzheimer porque é uma doença que não tem cura Hoje os tratamentos são muito limitados e o principal fator de risco envelhecimento populacional então quanto mais velho você é mais chance você tem e a gente tá vivendo mais então a doença que tá carregando mais pessoas né mas os pesquisadores perceberam Aqui no Brasil tem um grupo do professor Sérgio Ferreira da federal de do Rio de Janeiro O Que Eles estudaram muito a relação de insulina no cérebro ou seja se descobriu que a gente tem esse hormônio que o pâncreas secreta no cérebro você tem no cérebro Só que os neurônios Arthur diferente dos nossos das nossas células musculares Eles não precisam de glicose para funcionar ele não precisa de insulina para entrar glicose e nas nossas células do corpo a glicose o açúcar ele só entra sem insulina estiver ligado no receptor um senso Lina não tá aí não entra que é um quadro de resistência à insulina nos diabéticos e não tem insulina o açúcar não entro no cérebro não precisa insulina é um transportador que é independente de insulina mas insulina tá lá mas o cara começar a se perguntar mas que diabos que subindo tá fazendo cérebro se observa não precisa dela por causa da glicose aí começou assim perceber que a insulina ela é extremamente importante para processos de neuroplasticidade que a gente pode falar depois que a mudança física do nosso cérebro frente as nossas experiências e para armazenamento de memória o e os pesquisadores começaram a observar também que cérebro de pessoas com Alzheimer apresenta um quadro de resistência à ação da insulina mesma coisa que um diabético apresentando músculo até ter alguns pesquisadores que cunharam o termo diabetes tipo 3 Alzheimer eles chamam Muito muitos pesquisadores chamam Alzheimer diabetes tipo 3 é uma diabetes do cérebro porque insulina e não funciona direito do cérebro e aí tem uma rede de pesquisadores que estudam Pô então vamos dar medicamentos que protegem a pessoa contra o Diabetes com por exemplo metformina para ver se protege a o cérebro da pessoa também eu sou um desses pesquisadores que eu trabalho nessa linha hoje mas ainda não é nem um tipo de tratamento oficial não utilizam metformina para tratar nenhum tipo de demência nem Alzheimer em perto de memória Não façam isso mas hoje se estuda a ideia do que da Silva auzier é muito parecido neuroquímica mente com a diabetes tipo 2 Vamos tentar tratar Alzheimer como a gente trata diabetes tipo 2 e ver o que acontece eu entendeu então tipo assim transformar numa fórmula a diabetes e percebendo que era ela é parecida ou igual a fórmula do Alzheimer é para entender o panorama de forma como a fotografia é a mesma é a mesma coisa acontecendo até só que meu cérebro só que então inicialmente percebeu uma coisa ela uma coisa insistência então altura diabético e desenvolveu usarmos na vida dele Opa uma olhada e depois começaram a perceber que a forma isso isso interessante a Tecnicamente a dor E aí vamos um pouco mais além para galera que estuda fisiologia e neurick me ela fisiologia química neuro química quando a insulina a célula Tá aqui no músculo no seu músculo você come você almoça o seu pâncreas quando o alimento passa ali perto do pâncreas ele detecta o aumento de caloria ali falou pa o cara comeu tem muito açúcar aqui vamos liberar insulina o seu plano eles conversando esse esse que eu imitei agora o plantas conversamos aí ele geralmente fusão percebe o teu aprimorando segmentação tá é aí o pan que você quer falou não vamos levar insulina a insulina é liberada cai na corrente sanguínea e vai até o seu músculo a insulina se liga na célula na membrana celular ela se liga no receptor quando ela se liga no receptor eu quero te com uma chave dentro de uma fechadura tá ela desencadeia ela libera uma cascata uma Cachoeirinha de sinalização intracelular dentro da célula uma molécula começa a comunicar outra é como se insulina como Nicole eu sou moleque que tem embaixo do receptor aqui a célula o estúdio aqui é uma célula agora aí é insulina ligou aqui em cima e eu vi que ela ligou eu falei Arthur aí subindo ligou vai lá e avisa o Caio você vai leves o Caio o Caio Avisa a Júlia e a Júlia vai lá e avisa o o a porta de entrada de açúcar na sala para ela abrir então insulina avisa aqui a gente avisa todos os outros a a glicose a porta de entrada da glicose para célula aberta a glicose entra no cérebro à insulina e faz a mesma Cascata nos neurônios só que no final ela não manda glicose entrar ela manda uma memória se formar por exemplo E aí sem insulina não ligou lá como é que a gente vai avisar fazer essa Cascata aqui aí só você quer aprender a E aí dentro e isso é uma das variáveis Alzheimer aí tem vários outros problemas que ocorrem dentro da célula que o neurônio acaba não conseguindo captar energia ele acaba não conseguindo sobreviver e morre com o tempo e isso tipo assim Um dos fatores de risco de se a envelhecer envelhecer tem como como é que tu previne todo merecer como é que previne ter isso aí a alimentação é a chave alimentação é uma das chaves e 2019 o Michel Lourenço um amigo meu da UFRJ publicou um artigo na revista nature é uma das mais vistas científica muito prestigiada sempre que vocês ouvirem natursense ou céu são revistas é a tríplice fodona das revistas científicas são artigos muito bem feitos muito difícil publicar todo pesquisador que a publicá-la e todo pesquisador que publicar lá e não sair comemorar depois então uma conversa séria porque a pessoa provavelmente Tem algum tipo de outros vídeos caráter o problema mental ou tá comendo uma hora e aí aí ele Ele publicou Michel Lourenço e o grupo dele hoje o professor da UFRJ publicou artigo mostrando que quando você faz atividade física o seu músculo ele libera um hormônio um hormônio chamado irisina e essa irisina ela então você pode entender a musculatura Nossa musculatura como um órgão endócrino e libera o hormônio essa irisina quando ocorre a contração muscular é liberada Nossa corrente sanguínea ela sobe até o cérebro e ela impede uma proteína chamada beta-amiloide a pena que tá alta nem pessoas com Alzheimer Então hoje tem essas duas grandes vias que são estudadas por que causa Alzheimer havia da insulina no cérebro e a vida da beta-amiloide adapta melhor de se estudar um pouco mais de tempo é muito bem caracterizada também esse hormônio que a contração muscular libera sobe até o cérebro e impede que esse essa substância beta-amiloide tem efeito tóxico sobre neurônio e isso foi muito bem demonstrada por Michel Então você fazer atividade física é uma é uma um estímulo altamente protetor para o seu cérebro isso tanto do ponto de vista de evitar o desenvolvimento de doenças neurodegenerativas como dando de Alzheimer tanto para evitar doenças mentais transtornos psiquiátricos como ansiedade depressão tanto para aumentar a performance não se você é uma pessoa que faz atividade física a sua O que é melhor seu foco atencional é melhor você tem uma capacidade de resolver problemas mais apurada e você tem uma capacidade de lidar com problemas e não são resolvidos melhor de com a pessoa que não faça então quem quem quem teve problema com a pandemia aí imagino que tenha percebido os efeitos benéficos da atividade física e de uma dieta equilibrada e do sono tá essa é a tríplice se você tem uma dieta equilibrada e eu não tô falando aqui que comer frango sem sal e batata doce dia inteiro falando de comer comida a comida uma comida real é verdade exatamente ouvido mais exatamente perfeito foi só come muita bosta industrializada Não é esse que pode ferro tá horrível na cara é um é assim aquilo induzir um quadro inflamatório sistêmico no seu corpo é é assim é é complicado é meio que como uma doença ele sabe que não é para não comer em Patrocínio Burger King não não para não comer também não come todo dia até que tem gente que come come come final de semana entendeu Não precisa virar um uma pessoa extremamente virada que esses rolê como final de semana e para olhar nenhum posso pratica atividade física tenta manter um sono regular e tenta comer bem pelo menos durante a semana de uns 45 dias essa é uma pergunta interessante que eu tenho para te fazer é o que que vem primeiro a depressão ou o sentimento de tristeza de ansiedade ou é não sei qual é o plural de fazer com essa pergunta eu quero saber o quê é tipo assim eu tenho essa porcaria eu não sei se depressão rykiel tem muita tristeza de vez em quando só que o exercício eu faço academia treino como direitinho de vez em quando vem essa m**** eu não sei da onde vem e aí eu começa a parar de treinar eu não sei que vem primeiro se é eu parei de treinar e aí a depressão venho ou a depressão vem eu parei de treinar entendeu eu nunca sei onde é que tá a origem do negócio que tá rolando você assim oscilações emocionais isso é importante diferenciar tá eu abro as vezes que a gente pergunta no Instagram pra galera perguntar sobre saúde mental e tudo mais e se essa pandemia afetou de alguma maneira sua saúde mental Você não está sozinho você não está sozinho muita gente ficou mal é porque você tirou um efeito protetor muito grande que é o a socialização você falar com pessoas sociabilizar é nas oscilações emocionais são normais deixa o diferenciar para você e quando foi a sua emoção oscilações emocionais elas podem ocorrer por um estímulo externo ou interno por exemplo está chegando aqui estúdio e alguém bate no seu carro neste mundo esperto você fica pistola e esse fica bravo você fica irritado fica agressivo ocorre uma série de liberação de hormônios uma série de liberação de neurotransmissores no seu cérebro a gente pode falar depois que faz você ter uma sensação de estabilidade e acaba se tornando uma pessoa agressiva naquele momento com você ou com a pessoa que fez isso é isso Anunciação emocional ou seja oscilação emocional e pode ser por cima interno você tá sentado aqui agora me entrevistando e vem um pensamento uma coisa que aconteceu na sua vida lá atrás ou um problema que você tem futuro que você fica triste fica borocoshow fica para baixo então uma oscilação emocional é uma oscilação pontual que ocorre devido ao estímulo interno ou externo perceptível e esse pensamento só pra gente nós vamos ainda esse pensamento que vem do nada ele vem do nada que a gente põe ele ele a gente chama de pensamentos automáticos ou intrusivos e são pensamentos que surgem na sua cabeça devido a crenças que você tem a psicologia com o comportamental que a linha teórica do trabalho ela trabalha com ela trabalha com a ideia de que o nosso comportamento e as nossas emoções são regidos por crenças centrais não são limitantes crenças limitantes não termina correto são crenças centrais que a gente desenvolve durante nossa vida e a gente não sabe direito aonde a gente desenvolveu porque a gente se envolveu é devido a uma série de construções de comportamentos que a gente teve E essas crianças geralmente a gente não tem muito acesso a elas a terapia ela consegue acessar as vezes o paciente ele ele não ele não manifesta verbal mente a crença por exemplo pacientes com depressão Quando você vai tratar geralmente têm uma crença de incapacidade ou insuficiência ele acredita fortemente ele é incapaz e insuficiente e ele acredita em relação a ele em relação aos outros em relação ao futuro essa Tríplice essa crença que ele tem que a gente dificilmente ele verbaliza eu sou uma pessoa incapaz ou uma pessoa suficiente essa crença ela gera um padrão de pensamento bom então a criança geralmente ele não tem acesso a criança ela se manifeste em pensamentos automáticos por exemplo um pensamento automático de uma pessoa que tem depressão e tem a crença de insuficiência eu não vou conseguir fazer isso eu não vou conseguir fazer a faculdade era preciso fazer academia eu sou sou péssimo as pessoas não gostam de mim eu não vou me dar bem para o futuro perceba que todos esses pensamentos de tem a ver com a crença é como se a criança fosse uma semente e esses pensamentos saem dessa Sementinha E aí você tem que fazer um processo de psicoterapia para entender Quais são os pensamentos automáticos que você tem porque são esses pensamentos automáticos que levam você tem uma uma modificação emocional você me pergunta que que vem primeiro e o comportamento ouvir os pensamentos os pensamentos você tem um pensamento seu pensamento determina o seu estado emocional então se você pensa cara o podcast tá ruim não tô mandando mal você sente mal abre a mente que os pensamentos e esse pensamento leva você tem um comportamento é o que você teve de ter se sentido mal devido esse fluxo de pensamento leva você tem um comportamento comportamento letárgico ficar mais a sua e não fazer as coisas tentar dormir para sempre exatamente então assim é isso Arthur se você tem outros fatores de risco se você é uma pessoa é por exemplo ela usa droga tem que ter tem relações interpessoais péssimas e tóxicas uma pessoa que fica ainda mais alimentando esse tipo de crença que você tem que você incapazes que você não vai conseguir é realmente caro podcast tá horrível mesmo acho que é melhor para você se afunda se afunda só que que mora aí que mora segredo e essa crença na maioria das vezes ela é disfuncional ou seja ela não tem base na realidade eu já atende pacientes com depressão que tem crenças de incapacidade que estavam fazendo residência em medicina que tavam administrando empresas de mais de 100 funcionários mas que a pessoa dessas incapaz ela pode não se dar bem um aspecto da vida dela mas não a pessoa em cabaça ou construir uma empresa e sim funcionários velho mas elas relatam também que elas elas enxergam tipo assim esse cara especificamente ele enxerga a empresa ele ver que ele consegue mandar bem nas em pessoas ali e gerencia tudo mas ele acha que ele tá por um fio de ser descoberto que ele tá mandando mal na verdade aqui é isso não também também e a crença ela ela é um ela é uma situação que ela se liga e desliga então na terapia a gente monitora a atividade da criança então você vê que o paciente às vezes tá com ele relata você faz uma educação do paciente explica para ele isso que a gente tá falando aqui você explica tudo em terapia paciente até aqui e sim eu tenho os slides que eu mostro paciente tal para entender essa dinâmica e você pergunta hoje você considera que a sua crença tá quando ativa oitenta por cento e aí você vê que o comportamento da pessoa cai aí o dia pessoal tá oforico a melhor quanto que tá a sua crença Vinte por cento ativo quase não tá me incomodando e você Vou sim ensina a pessoa a lidar com aquilo a terapia ela é um processo antes de mais nada Educacional tá Quê que deve ser aplicada especialmente em oscilações de humor e aí terminando de responder Pergunta lá atrás oscilações emocionais que ocorrem devido a estímulos internos e externos bateu o carro ou pensar no podcast e pode te deixar ficar mal pontualmente depois você melhora sua me pergunta essa acordei bravo e fui dormir feliz sou bipolar não você não é bipolar você teve uma alteração emocional que perfeitamente normal anormal seria se você não tivesse essas oscilações emocionais se acorda mal às vezes acorda mal vai dormir mal vou ficar bem meio-dia enfim qualquer coisa assim agora se essas alterações emocionais ocorrerem e perdurarem no tempo e intensidade aí é uma alteração de humor tanto é que nos manuais de Diagnóstico em psicologia a depressão transtorno de humor é um transtorno emocional um transtorno de humor ou seja o seu humor altera você fica triste por muito tempo você fica em triste numa intensidade maior por tanto tempo aí você precisa ter um ajuste nesse no quê que tá levando você a ter seus comportamentos de tristezas emoções essa esse humor triste e como que você tá se comportando principalmente frente a E por quê Porque as pessoas em depressão elas tendem a ficar é hipoativos justamente não saem numa academia e um dos principais tratamentos hoje padrão-ouro é do ponto de vista científico em publicações científicas para tratar depressão é chamado de ativação comportamental que é o que o terapeuta analisa a as capacidades de enfrentamento do paciente e a luz dessas capacidades de enfrentamento do paciente o terapeuta bola um protocolo de ativação comportamental para aquele paciente começar a fazer as coisas então são cara que fica na cama o dia inteiro no quarto escuro Então beleza durante a próxima semana a gente vai começar abrir a janela depois você vai começar arrumar sua cama e levantar lavar louça sair com o cachorro devagar porque isso é muito maneiro e quando você entende isso porque nós somos sensíveis as consequências dos nossos comportamentos e suas não percebem isso então se você faz alguma coisa você é sensível que você fez se você faz uma cagada fica mal você fala uma parada da hora se fica bem quando a gente consegue alcançar um objetivo e realizar uma tarefa não somos recompensados por isso Oi e o paciente que tem depressão ele ele se coloca em situações que não recompensam e para o outro lado se coloca em situações que deixa ali para baixo se você pegar uma pessoa do país de saúde mental saudável hoje e deixar ela dois dias no quarto escuro a pessoa vai ficar triste e a pessoa com depressão às vezes faz isso então assim ela tá no lugar que naturalmente vai deixar ela triste né eu vou por isso que eu queria saber se a depressão especificamente ela é causada primeiro que o cara tá se alimentando mal se está no quarto escuro ou se ele come mal porque ele tá com depressão cara isso é uma discussão que pode ser um pouco longa tá é a depressão uma doença multifatorial primeiro antes de mais nada se você tem um irmão gêmeo que tem depressão ungm dentico o bonde Vista genético Você tem algo aí na ordem de vinte por cento de ter depressão e desenvolver talvez 25 e outros transtornos são mais você tem um irmão gêmeo que têm autismo você tem noventa porcento de chance ter Então você praticamente vai ter se você tem um irmão gêmeo idêntico se você tem um irmão gêmeo idêntico que tem transtorno bipolar você tem setenta por cento de chance de se for um irmão Normal tipo não gêmeo idêntico o irmão normal essa chance cai bastante então primeiro existe um fator genético na depressão então se você tem familiares com depressão tudo mais você tem uma chance de desenvolver a população geral eu não sei se você tem noção desse dado mas é muito interessante e acho que eram as vezes acho que é que depressão é é é aquela pessoa que não toma banho não escova o dente sabe e cara eu postei no Instagram esses tempo uma foto do Justin é dois vocalista Linkin Park 40 horas antes dele se suicidar o cara tava rindo na praia ele conseguiu fazer as coisas dele do dia D há milhões aí tu conseguiu falar com a família você aí você tinha depressão e aí é depressão em algum momento as capacidades de enfrentamento dele diminuíram e ele cometer um suicídio então depressão muitas vezes cê passa no mercado para o pessoas que estão com depressão tá trazendo compra eu tô fazendo as coisas não é aquele estereótipo de filme A pessoa fica extremamente desarrumada mal é só uma depressão se Vera Ah então é verdade isso de você passar por pessoas com depressão que qualquer todo mundo que está assistindo aqui tem 10 por cento porcento de chance de desenvolver depressão alguma dúvida é uma é bem alta incidência de depressão no planeta Você tem dez porcento de chance a qualquer momento da vida ter depressão independentemente do que acontecer na tua vida E na verdade a situações que aconteceram na tua vida podem diminuir ou aumentar sua chance na partida esse dez porcento é isso não tem por base então o ser humano tem 10 por cento da Ford a média a média dez porcento Se você pegar a população geral mas se você é um cara que se exercita e se alimenta bem Tem uma boa rede de amigos uma relação boa com alguém me pessoa que você confia uma pessoa que você conversa uma pessoa que você compartilha é um animal de estimação em estudos que mostram que animal de estimação Pets São extremamente antidepressivos que protegem contra a depressão se você pratica atividade física se você dorme bem então você imagina assim imagina que a sua saúde mental um copo d'água o e existe uma torneira em cima do copo de água e um furinho embaixo o furinho embaixo são os fatores protetores E a torneira e cima são os fatores de risco E então quando o copo transbordar você desenvolve depressão Então você tem os fatores de risco e os outros protetores se algum momento a torneira abre demais e o furinho continuar pequeno vai transbordar ou seja seus fatores de risco aumentar em relação aos protetores você pode desenvolver depressão A pandemia meio que quebrou o cano da torneira ele despencou água dentro copo a pandemia um fator altamente estressor procedimental tu teve aumento em casos tipo muita gente procurando muito muito muito muito muito fora do comum Mundo Hora do que antes da hora do comum a intensidade dos sintomas a intensidade do medo o nosso cérebro ele não lida muito bem com certezas Se eu colocar você no laboratório e colocar você numa situação incerta e medir o seu cortisol que é o hormônio do estresse na sua saliva vai tá alto né não lida bem Com certeza se não serve o Ácido padrão Oi gente vai fazer o político É segunda quarta e sexta você me deixa calmo ah não mas a gente vai fazer essa semana tá o dia na semana que vem tá o dia não deve até eu não sabia que dia vai ser eu fico meio assim por aí como é que eu vou fazer eu Poderia gerar uma incerteza bizarra ajuste financeiro adolescentes maioria dos transtornos mentais eles aparecem no final da adolescência e início da idade adulta porque é um período de extrema incerteza é E então a depressão é uma é um uma um transtorno multifatorial que tem influência genética e ambiental isso é muito importante Ou seja você pode ter por exemplo é mas é por mais claro você tem pais alcoólatras e você cresce no ambiente Ou eles pararam de beber e você cresce no ambiente em que ninguém consumir álcool Você tem uma probabilidade genética de ter dependência química de álcool mas o ambiente não estimulou então às vezes aqueles genes ficam quietinho ali eles não se manifestam e o contrário também você não tem nenhuma probabilidade genética de ter dependência de álcool e você viu no ambiente que todo mundo bebe você pode adquirir isso E aí tu cria e o gênio isso passa para o teu a gente chama de refrigerante dica que é quando você consegue modificar é como se os genes fosse um livro Imagina os genes sendo um livro A epigenética você botar post-it anotações no livro então a luz das suas experiências você consegue passar para o seu filho isso por exemplo se você pega uma mãe grávida se estressa ela o estresse libera um hormônio chamado cortisol além de outras coisas mas principalmente cortisol Nesse contexto e a mãe vai passar epigeneticamente esse esse esse cortisol aumentado para o filho o filho ou a filha né vai vai vai nascer e quando for adolescente principalmente que já tem um comportamento um pouco mais complexo do ponto de vista social vai ser uma pessoa mais reativa Você é a pessoa mais estressada e existe uma região específica no seu cérebro que tem a ver com um reatividade estresse EA e principalmente medo que é uma região chamado de amígdala que que vem na sua cabeça que ela fala mesmo amidalite aqui né aqui chama-se tonsilas palatinas tonsilas palatinas precisou de pastor o tonsilas palatinas então assim aqui chama tonsilas palatinas e a única rochas amígdala que a gente tem é amiga do cérebro é uma é muito abalado né uma é tipo uma sei lá uva também igual a luva que você tem bem no meio da meio tá lá do seu cérebro essa região cara Ela É Sensacional de ser estudada porque quando você tá com medo de alguma coisa essa essa região ela aumenta a atividade então se eu colocar você numa situação estressante Se eu colocar você numa situação de caos e medo amiga ela vai aumentar atividade amígdala logo embaixo dela ela tem conexão com a região Talvez seja tem ouvido falar chamada hipotálamo e amígdala é a região que interpreta ou melhor é recebe as emoções interpreta as emoções no meio interpreta os estímulos do meio que gera uma sensação emocional de medo o hipotálamo executa no seu corpo não se você tá com medo de alguma coisa elástico entrar numa rua tá com medo de ser assaltado tá com medo de alguma coisa nesse sentido a sua amiga ela tá disparando ela já aviso e total o cara libera o negócio aí e faz esse cara ficar preparado para a lutar para ocorrer Exatamente é um curso o cara se mija reclamas mais leve venda em também reflexo de luta ou fuga que é uma coisa que acho que todo mundo já ouviu falar em alguma Instância o reflexo de luta ou fuga é uma situação que ocorre frente a um estímulo que você precisa resolver o problema então você tá na Savana você tá na Imagina os caçadores-coletores os nossos ancestrais lá você tá na Savana mexicana e na Savana Africana quero chapeuzinho uma zebrinha com um centraliza você tá na Savana leão comendo tacos desculpa você tá na Savana Africana lá caçador-coletor catando uma semente andando 80 km por dia com 25 anos seus dentes caíram e você morreu com 30 mais ou menos isso que aconteceu em mais ou menos ela 20 mil anos atrás ó e e e você viu um leão na hora que você viu leu a sua amiga ele Explodiu e ela informou seu corpo assim ou se maluco vai correr ou ele vai lutar e para os duas para os dois casos ele precisa de uma liberação de energia muito grande então vamos fazer o seguinte se ele precisar correr vamos vamos liberar vamos vamos liberar o que ele tinha na bexiga para ficar mais leve Então vamos fazer essa pessoa se mijar ou alguma coisa que esteve no intestino Formosa cágado é exatamente vamos fazer o coração dele para ter mais forte Então vamos liberar adrenalina porque ele vai precisar de mais sangue nos músculos para correr ou lutar contra esse leão vamos liberar uma série de analgésicos no corpo dessa pessoa porque ela não pode sentir dor agora imagine se fugindo leão da Condor numa unha pode então ele ele está jogando futebol por exemplo tá no quem faz luta aí muay thai e tudo mais cara na hora tá tudo certo depois do banho você não consegue mexer um lado do seu corpo que tá quebrado Porque pô Oi tá limpo Adrenalina Alta estressado do ponto de vista fisiológico seu corpo tá dando conta daqui fala vamos vamos eu vou transformar essa pessoa aqui numa máquina para ela destruir esse inferno desse Léo ou correr e subir numa árvore sei lá então seu coração bate mais forte os seus bronquilos de latão para você respirar mais o seu o seu fígado produz mais glicose via gliconeogênese para você ter mais energia suas pupilas dilatam para você ter aquela visão de túnel então a capacidade mais apurado de concentração e você acaba virando uma máquina de luta ou Fuga o problema atualmente é que a gente se sente assim muitas vezes não tem um leão na nossa vida né Ah então você tá no sofá de casa pirando ofegante taquicardia sabe sudorese mal e aí tá tudo bem os que eu tenho servo tá achando que tem aí que tá a é é é isso é isso é uma pessoa ansiosa acontece isso e o nosso cérebro ele tem uma região Então vamos lá vamos vamos vamos fazer um uma mal linha de neurociências aqui de neurofisiologia a região do nosso cérebro envolvida em mais baixo tá bom a região do nosso cérebro envolvida em detectar perigo e manifestar suas emoções que a gente falou agora aqui essa região principalmente a Mila é um e hipotálamo conjuntamente como chama aqui de sistema límbico sistema límbico Repete comigo isso é uma lei de sistema ali mais uma vez sistema límbico indico isso sistema me colocar Olímpico se lembra a língua sistema límbico bíblico bíblico bíblico ele carregar focar livro O sistema límbico ele envolvido Principalmente um desencadear as emoções do seu corpo identificar os problemas ambiente e fazem as emoções acontecer fisiologicamente para você lidar com aquilo E aí você tem uma outra região que é sensacional é muito maneira só nós primatas humanos e primatas não-humanos tem ela de forma evoluída os outros mamíferos outros animais têm mas muito primitiva e essa região que permite a gente tá aqui conversando um podcast por uma câmera pessoas estão assistindo em outro lado entender nossa linguagem e interagindo com nós que a região chamada de córtex pré-frontal que a região está atrás da sua testa o sistema límbico é uma região querer que ela tá mais internamente no seu cérebro ela fala no miolo na minhoca o córtex pré-frontal alta como o o nome córtex é de casca não tem imagine que seu cérebro uma laranja o sistema límbico a parte bem do meio o córtex é a parte de fora da laranja o seu cérebro inteira tem um córtex só que o córtex frontal que tá na frente é o mais maneiro de estudar aí a galera vai ficar pistola comigo agora quem sabe outros córtex em treta na neuron a É mas ele é muito boa é muito inteligente atento da Neuza com esse cara não corta que frontal mais legal não mas isso tem a ver com aquele negócio que o cérebro foi se desenvolvendo a partir do núcleo do cérebro reptiliano refeito e L1 carona de uma cliente fez isso que a gente cobriu se serve o refrigerante mostrou assim ele ele divide o cérebro em três camadas é que significa isso existe ele chama de camada reptiliana que na época que todos os animais eram répteis antes de existirem os mamíferos e tudo mais eu já estou no governo é o cara mora lá Teoria da Conspiração nela e depois se desenvolver a camada dois que essa camada do sistema límbico que é ele disse que a mãe invenção dos mamíferos tá e depois existiu a camada 3 que essa esse neocórtex que é uma invenção nossa dos Macacos incluindo nós em formatos humanos tem que lembrar que a gente é um animal Esse sistema de amígdala hipotálamo que o que a gente fica fica com medo quando gera um estresse alguém bate o carro e nós é o mesmo de um papagaio e é mesma coisa que essa parte do meu servo igual a todos os animais muito semelhante tá eles respondem da mesma forma em nossas like agora eu consigo entender porque que o ser humano é tão louco porque imagina se tu coloca aí sistema todo mundo para pagar ele é cara cara não conhece bater na jaula é uma vida de dois gumes é uma faca de dois legumes uma faca de dois meses o que pode acontecer ele pode te levar o nosso a nossa camada de o nosso neocórtex que essa região frontal mas mais trabalhada mas estruturada principalmente mais complexa em primatas humanos primata não humano também chimpanzés eles são quase um ser humano com Eles não conseguem fazer isso e as cordas vocais são pouquinho pra cima que não permita eles falar mas eles são muito parecido cara bota a foto de primata de chipanzé que tem uma doença que perde pelo você vê parece uma pessoa é muito parecido e Só que essa região do pré-frontal e ela é é extraordinariamente sensacional Se você souber usar ela é porque se você deixar ela por conta própria ferrou porque porque ela é um grande simulador e representa vou falar eu falo assim atura Amanhã você vai algo imagina o mercado que você normalmente faz no mercado aí amanhã você vai lá você vai no corredor do iogurte vai comprar um iogurte vai passar no caixa aqui na rua você passa vai pegar o Uber e vai para casa você consegue simular essa situação na sua cabeça você pode falar não vou fazer isso que eu tô pensando aqui visualiza visualiza você consegue outros animais até onde a gente sabe não consegue por quê porque eles não tem essa camada os macacos conseguem Mas ou se é um cachorro Até onde eu sei não consegue fazer ou pelo menos não com tanta complexidade quanto a gente só que isso pode ser muito sensacional se você direcionar esse tipo de pensamento e de visualização por uma coisa benéfica você pode fazer o posto pensar que você vai o mercado e você tem que ir ver se assaltado Alguém vai te assaltar e vai acontecer um problema suas não rir da sua cara você vai encontrar uma pessoa que vai falar mal de você e aí você começa a tá no sofá de casa o pirando a cabeça ativando o corte que expressa o amigo sistema límbico amígdala eo hipotálamo e fazendo você ter toda aquela descarga de adrenalina e parece que um leão mas não tem você cria um leão na sua cabeça o seu córtex pré-frontal criou ele por meio dessa capacidade de racionalizar as tem a ver com o cérebro reptiliano porque eu sempre tive uma noção pelas pessoas que eu já conversou sobre isso que o grande conflito é nessa parte mais externa do cérebro que é mais evoluída mais moderna que não consegue dialogar direito consegue o reptiliano ou consegue mas entendi errado o que que tá acontecendo interpreta da de uma maneira que não é útil na vida daqui no mundo exterior é mais ou menos é isso não é mais ou menos isso imagina assim Esse é o córtex frontal a partir mais da casca do seu cérebro envia neurônios envia e recebe é uma via de Mão Dupla imagina uma estradinha de Mão Dupla entre o sistema límbico a parte mais miolo do cérebro e o córtex pré-frontal é uma via de Mão Dupla aí o córtex pré-frontal ele tem capacidade de inibir essa região de controlar amígdala controlar a atividade dela e isso é mostrado em estudos de laboratório publicados em revistas sérias saem senator céu curto maior de revistas de grupos científicos sérios que eles mostram Se você pegar é uma pessoa por exemplo com com fobia de alguma de cobra de aranha ou uma pessoa que fobia social e colocar ela no laboratório em uma situação onde ela precisa se expor socialmente primeiro você vê que atividade da Mila outra pessoa vai as alturas e eu só fica muito ansiosa se você me deu o cortisol adrenalina vai estar muito alto se você pedir para essa pessoa começar a pensar que primeiro tá tudo bem que essa situação não é real ou que se essa situação for real ela não tem capacidade nenhuma de mudar ou te atingir de uma forma letal você no máximo vai sair dali um pouco ansioso e vai ficar tudo bem quando a pessoa faz isso o córtex pré-frontal dela tem uma atividade maior e amido ela desce atividade você faz um cálculo computacional e você consegue ver que é o córtex pré-frontal que está diminuindo a atividade do sistema límbico e consequentemente se dá um uma tabela de pessoa preencher pra ver comentando cidade dela ansiedade tá baixo então quando eu conscientemente pensa em algo bom eu tô usando o meu norte local e o ruim também quando você pensa em atende você pensa em algo então de alguma forma que ele aquele papo que é muito divulgado de PSP eu vou sempre quis passar uma coisa negativa pensa em duas positivas faz sentido faz sentido do ponto de vista biológico faz sentido só que muitas vezes as pessoas não têm as ferramentas para fazer porque esses pensamentos muitas vezes sobressaem os negócios os pensamentos negativos tem uma saliência maior uma saliência emocional maior eles conseguem te afetar né E aí o porquê que eles conseguem te afetar e perguntar pode ser discutido por uma série de formas Pode ser que sua mãe ou na infância você era uma pessoa mais sensível é isso ou você sofreu maus-tratos ou você foi negligenciado ou você sofreu bullying ou você sofreu muito estresse ou você sofre muito estresse amídala a sua amígdala tem uma atividade muito mais aumentada é como se fosse um cabo de guerra e ela tá ganhando do córtex pré-frontal E aí quando você submete uma pessoa a pensar de uma forma mais racional a pessoa consegue aumentar atividade do córtex pré-frontal jogar para baixo a atividade da Minnie e isso consequentemente resulta numa melhor emocional e uma melhor de comportamento e essa melhor de comportamento é percebida pela pessoa que motiva ainda mais ela continuar fazendo aquele processo aí giram vira uma bola de neve uma bola de neve positivo a e o contrário também sem começa a pensar que é um m**** você começa a pensar que tá tudo eu ri você deixa de treinar e você fica mal por ter feito isso aí vira uma bola de neve pro lado negativo eu tinha como uma barra de chocolate já fica está deitado no sofá e quando a hora de dormir com todo escuro e isso que é extremamente depressogenico tá escuridão uma coisa que que tem vários tem um pesquisador chamado stachin Panda que achou indiano ele não a banda ele é um pesquisador mais de um contrabando que os copos ele estuda muito ritmo circadiano que é que inclusive as pessoas com depressão tem uma quebra do Ritmo circadiano aquela pessoa que acorda duas da manhã e e não dorme mais e depois dorme de tarde impedir uma circadiano é o que é como o seu corpo Oscila o centro do dia fazendo você dormir não é só sobre Domingo principalmente sobre dormir mas também sobre sente fome sobre a sentir energia sobre sentidos posição e sobre Cent motivation

Trivia

Curiosidades do episódio

O que o pessoal achou

Comentários


Compartilhe com seus amigos

À Deriva

Entrevista com um toque de humor, por Arthur Petry

Eslen Delanogare

Eslen é psicólogo clínico e neurocientista.