Transcrição

nós estamos do ar com mais um à Deriva o Arthur Petry na mesa está o grande caiu de lá coisa para falar já o sobrenome passou tá tudo certo tá tudo certo ficar dialago e vai me perseguir agora tudo bem tudo certo tudo dos maravilhoso que temos de aviso para hoje avisos é para galera a se refugiar no nosso Bunker se chama saco cheio TV laços podem ouvir podcast os bons demais para estarem no YouTube que logo mais não vão estar mais que logo mais não vão tá exatamente ela não tá então quê que a pessoa faz para ter grupos da Globo te alegrar é hoje a galera interage Deus está bem bebeu não não tô tentando só mudar aqui porque eu não aguento mais ficar falando mesma coisa tá saco cheio de ver se você quiser mandar perguntas aqui para o convidado do à Deriva você acessa saco cheio TV e entra no grupo do à Deriva lá no telegram aí você pode mandar sua pergunta em áudio que a gente passa aqui nos fones de ouvido até ao dia é mais legal é muito mais legal pode ficar o corte um corte pode bombar até pode ser um áudio que você mandou Então manda lá galera assim nossa cooche.tv que vocês têm o telegram para interagir com a galera da audiência e com a gente aqui no programa boa então vamos trabalhar que o convidado de hoje é o Jadson ler médico ginecologista-obstetra é obstetra e ele também faz plantão no SUS trabalha Hospital privado e público trabalha pra [ __ ] né e é nada fugindo da rotina de um médico né aquela rotina exaustiva mas gratificante né eu hoje em dia eu trabalho tanto implantam atendimento no SUS posto de saúde atenção básica e consultório cirurgia também no Então qual é o que que acontece lado então a maioria dos plantões de Jeová né ginecologista obstetra é a demanda é mais Obstetrícia é parto a gestante com dor é claro que também tem as pacientes na ecológicas chegam com sangramento aumentado a visão a gravidez aborto na demanda aí é vasta não tem ela tem muita emergência diferente assim estranha Olha já peguei plantão de Obstetrícia TendTudo já peguei paciente por exemplo no plantão noturno sábado noturno de madrugada um domingo paciente que perdeu a camisinha dentro da vagina não sabe Cadê ela é sim Doutora Tava tendo relação a gente não encontrou a camisinha aí vai lá para ver se a camiseta no fundo da vagina ou se perdeu no quarto e não achou é urgências obstétricas né que às vezes chega com bebê em sofrimento fetal ou bebê fez cocô na barriga uma pressão alta pré-eclâmpsia e diabetes descontrolada Tem de tudo que como é que é o nome desse negócio quando o bebê faz cocô dentro da barriga é o mecônio que a gente chama quando o bebê é ele é vácuo dentro da barriga e o mecônio o cocozinho resíduo que ele libera fica no líquido vai ficar no líquido amniótico e ele vai deglutir pode ASP Oi e a isso faz mal a ele ele pode entrar em sofrimento e até a óbito até o problema compra beber não é nem com a mãe né às vezes decorrência por exemplo de uma má perfusão da placenta ele não tá recebendo a circulação adequada às vezes algum distúrbio da diabetes a paciente entrou em hipoglicemia Não tá passando o a glicose suficiente para o bebê ele não tem aquela energia basal para sobreviver E aí o corpo como forma de libera os esfíncteres faz cocô é uma medida já no finalzinho já e quando isso acontece como é que resolve tem que fazer cesariana de urgência é a gente tem alguns médicos têm alguns meios de identificar que o bebê está em sofrimento um deles é fazer o exame que a gente chama de cardiotocografia que a paciente depois de 37 semanas já é rotina vai fazer e alguns casos antes dessa idade gestacional a gente pode fazer também que a gente vai acompanhar o batimento do coração do bebê é as contrações Oi meninas e pela frequência do batimento pelo ritmo a gente consegue ver se o bebê está em sofrimento é como se fosse o eletrocardiograma né que o cardiologista vai olhar nós olhamos esse exame que é para ver a resposta do bebê entendeu Então se a gente identificou que o bebê está em sofrimento fetal a gente tem que fazer uma cesariana de urgência ou sofrimento fetal não necessariamente é só pelo mecônio cocozinho que ele pode fazer dentro Às vezes pode ser uma rotura uterina uma hemorragia intra uterino descolamento de placenta tem várias outras causas que também a gente pode ver pelo exame ou com o exame físico e tu que tá na linha de frente da Saúde os das mulheres né a saúde no no Brasil o conhecimento de saúde da população de forma geral é muito ruim Olha é muito ruim é por exemplo eu faço a atenção básica que é atendimento em posto de saúde então eu recebo o paciente que vão por exemplo adolescente ou paciente de 6 e o que vão procurar anticoncepcional e às vezes não sabem nada mas é nada de como não sabe nem que distribui preservativos no SUS ou não sabe o que é um Diu não sabe o criar uma implanon não sabe a forma correta de usar o anticoncepcional uso de forma errada usa um dia esquece três Aí toma quando lembra e aquele jeito então por isso que a gente tem uma taxa de gravidez indesejada muito alta que a gravidez não planejada que a gente ama é fora isso atenção de assistência mesmo elas não têm muita noção por exemplo paciente tem como rotina coletar o papanicolau muitas não vão passa um 10 15 anos em coletar então por isso que a gente faz o que a coleta oportuna às vezes muitas vezes quando elas vão na consulta no posto saúde mesmo que seja por qualquer outra queixa Às vezes a gente já orienta coletar o Papa para aproveitar aquele momento porque elas não vão em consulta de rotina o que que é isso eu não sei é de rodinha usando o ovo do Papa papanicolaou é o exame preventivo do exame do Câncer do colo do útero a mulher tem que fazer pelo protocolo é a cada três anos entendeu as duas vezes ano ao meio uma vez a cada ano depois de dois anos negativo faz a cada três anos não suas acaba fazendo às vezes anualmente para ver se pelo menos a gente consegue diminuir a taxa de falha aí das que não vão mas o protocolo seria a cada três anos daqui desde que o exame estivesse normal e muita gente não não vem sair então tem outra nosso saber o que é ué mas você é homem é a mulher tem que saber mas o homem também tem que saber para orientar a mãe a irmã tia Lima né se a esposa é o exame é o exame mais básico que tem o exame que toda mulher precisa fazer é a partir do momento que iniciou a vida sexual na verdade depois dos 25 anos se já tiver iniciado a vida sexual ela tem que fazer rotineiramente porque vai Prev e o câncer do colo ele vai identificar lesões que podem causar o colo antes dessas lesões virarem o câncer propriamente dito né então é prevenção a gente tem que prevenir fazer um exame que é básico é barato é disponível no SUS para evitar um câncer que a coisa que mais mata e e eu nem era o SUS uma cirurgia um tratamento paliativo medicações para controlar o câncer é o pior os remédios para aliviar a dor já no final no estado de aumento mais avançado são onerosos são custos gostosas aos cofres públicos e o exame do papanicolau é muito barato então a gente tem que prevenir não só pela questão do custo mas principalmente pela questão da saúde que a gente prefere obviamente fazer o exame tá tudo ok do que lá na frente comer que tem um câncer gravíssimo que já tá invadindo tá com metástases e você não tem mais o que fazer então é passar pelo exame físico não é e o exame do papanicolau mulheres exame nada ver se o médico ver se tem alguma lesão alguma alteração que precisa de biópsia isso é o básico é o que eu faço lá na atenção básica no SUS todos Teresina não é só de Teresina Piauí nasceu lá se formou em medicina e isso me formei por lá na faculdade integral diferencial a facid é uma das faculdades particulares de lá e vim fazer a residência aqui em São Paulo foi aprovado aqui pela pela Secretaria Municipal de Saúde pela prefeitura é qual é a tua história com medicina Quando que tu se interessou por esse por esse mundo Olha de história engraçada eu não sou aquele profissional aquele médico que falou assim aí desde criança desde pequena eu queria ser médico não eu sempre quis é tudo eu era aquela criança mesmo que tudo que viesse apaixonava então que eu estudava na escola eu queria aprender mais por isso eu estudava muito história falar você Historiador se eu estudava matemática eu quero fazer conta para sempre então é com ciências biologia eu ficava apaixonada nessa área cada professor eu tive a sorte de estudar na escola muito boa e que tinha um professores maravilhosos que conseguiam transmitir a essência de cada matéria fazer o aluno se apaixonar então eu sei que essa na realidade do ensino público ou das particulares também mas eu tivesse esse privilégio e tudo que eu aprendi eu me apaixonava é então tanto que no meu vestibular eu prestei para várias provas eu prestei para física eu prestei para Química prestei para biomedicina eu prestei vestibular para medicina e tentei outros mas acabei desistindo e no final passei para medicina para passei para biomedicina para ser para a química nas diversas e passei para Química na Federal do Piauí e passei para biomedicina aqui em São Paulo na Uninove passei para medicina eu fui diversificando cada prova marcar com x diferente minha mãe tava para ficar doida meu Deus quem sabe o que quer da vida e eu acho que é uma um momento muito decisivo a esse momento escolher o vestibular e é um momento que a gente ainda é muito imaturo muito sentar ali com 16 18 anos 19 e você tem que decidir o rumo do resto da sua vida que a sua formação a sua profissão ele falava meu tem que eu vou fazer eu lembro que eu falei para minha mãe que eu queria fazer dois cursos já para ganhar tempo vou fazer uma de dia uma noite porque eu não sei o que eu quero já faço dois depois eu tirar dúvida não era uma loucura eu lembro que quando eu passei para medicina e também passei para Química na federal eu tentei fazer os dois me matriculei para fazer Química à noite já pensando aí vai melhorar na minha matéria de bioquímica a coisa de adolescente eu não sabia o que eu queria mas no final eu agradeço ter escolhido a maizena porque eu me encontrei e a minha mãe sabia disso eu agradeço muito a minha mãe porque ela me fez enxergar medicina porque ela e se você quer tudo se você quer estudar biologia química você gosta dessa área faz a medicina a medicina vai englobar tudo isso e lá na frente você decide se você quer ser pesquisada eu falava muito que eu queria abrir uma medicina pensando nas pesquisas porque na época eu lembro a rede social Orkut eu conversava com biomédicos dos Estados Unidos para saber como era biomedicina de lá saber o que eles pesquisável queria só descobrirá a cura do câncer idade Aí falava meu E aí dá para descobrir descobrir acordar Diz aí nos Estados Unidos a cura do câncer como que é porque eu tive professores de biologia de genético muito bom cesto mastigou aí a mamãe não esse menino dele meu filho faça medicina depois você vai estudar se você quiser ser pesquisador Historiador tudo mas tem um curso para você sobreviver para você pagar suas contas se informe e depois você decide o que quer se não quiser quiser vagabundar fazer nada você nem sei mas você vai estar fôrma Oi e aí eu fui para medicina eu lembro aqui no meu primeiro dia de aula no auditório da minha faculdade eles fizeram uma palestra de boas vindas para todos os cursos né medicina fisioterapia Odonto farmácia assar a todos e aí a diretora chamou pediu para um aluno de cada curso levantar e falar lá na frente porque colheu aquela faculdade por quê que escolheu aquele curso e aí quando ela falou isso eu achei com um colega do lado que estava sentado ao lado eu falei meu Tomara que ela não me chama porque eu não sei nem o que eu tô fazendo aqui eu não sabia porque eu tinha escolhido medicina Aí eu puxei ela falou você que tava conversando pode subir aqui eu fui Meu não acredito aí eu não não vou novela no insistir eu acabei subindo aí acabou que eu fui até um pouco arrogante Ela perguntou porque você quer fazer porque que você escolheu mas se não fui olhar ainda hoje eu não sei é primeiro dia de aula já no auditório na frente da faculdade inteira eu falei olha para ser bem sincera Oi tá estaria é muito incerto transparente aí eu falei para ser bem sincero eu não sei é porque que eu escolhi medicina ainda tô eu tô vou ver aqui como é que vai ser o que é o qual é a medicina qual é o desse curso aqui eu vou ver ela falou não mas vai disse não curso de ao curso mais concorrido EA da minha faculdade na época o vestibular foi mais com coisa toda Federal previa muita gente de fora fazer eu sei que o número de inscritos foi enorme é foi mais um vestibular muito difícil eu falei mesmo mês eu estudei para passar não importa a sério a biomedicina química história física ou medicina aí sou muito arrogante depois eu até pedi desculpa para minha turma pessoalmente falar vale o cara que não sabe o que quer não sabe ele não hoje é desculpa é porque eu tava revoltado aquela coisa de adolescência e incertezas né porque a gente como eu falei a gente tem que decidir o que vai fazer para o resto da vida e eu tenho esse jornalzinho guardado saiu essa foto lá dos que ela convidou para subir ao palco e essa foto aí e como é que conseguiu passar um curso tão concorrido é isso não era o teu principal sonho começa Teixeira determinação para estudar não porque eu fiz o pré-vestibular Eu não passei de primeira no terceiro ano eu não passei no terceiro ano aí fiz um ano de pré-vestibular nesse ano de pré-vestibular Pensi era dia e noite estudando e era específico era eu te dava para a biologia e química direto porque o vestibular que vai fazer específico não caíram todo não quer dizer não lembro as que tinha era separado do que na época tinha o Enem que ia cair tudo e tinha um vestibular das faculdades específicas que era só biologia e química e aí a gente tinha aula do geral mas e tinha as aulas das específicas quero que eu focava mais e aí eu vou esse ano abdiquei de tudo no meu Terceiro ano não no meu terceiro ano eu eu quero me despedir dos meus amigos último ano de escola eu não estudava era festa não sei o que não passei aí no ano seguinte ver o arrependimento meus amigos todos na a faculdade na universidade e eu lá no pré-vestibular em do pré-vestibular abaixei minha cabeça botei a bunda na cadeira estudo desde aí deu certo aí eu falei nesse sentido eu estudei para passar por que era especies eu botar medicina o biologia Odonto ou qualquer uma das áreas da saúde a matéria ser a mesma então ia dar no mesmo entendeu E quando você Mestres até se apaixonar pela área e decidir trabalhar com essa especialidade se intensifica com a especialidade eu acho que foi no meu terceiro ano mas não são seis anos são doze períodos quando foi no sexto período e o paguei a matéria de ginecologia Obstetrícia na prática mesmo que a gente já tinha estudado antes na propedêutica que a gente aprende como atender a paciente exame físico e tudo a diagnosticar algumas doenças e no sexto período que foi no quarto isso no sexto A gente foi de fato a maternidade ao pronto-socorro e hoje eu comecei aprender assim como a gente rodou em outras outras áreas também mas quando eu Rodei na Obstetrícia o que me encantou que a gente se forma a ginecologista obstetra a obstetra são os dois é mas a Obstetrícia me encantou mais do que a ginecologia fazer o parto eu lembro do meu primeiro parto eu falei com a médica que me auxiliou aqui que ela me ensinou a fazer o parto falei com ela semana passada fazer Doutora Nossa eu lembro daquele parto eu fiz igual um parto vaginal e depois de uma cesariana eu lembro quanto fosse hoje eu tava desesperada não sabe o que fazer porque você tá ali mesmo o médico ou o preceptor e orientando Você fica muito nervoso uma vida que tá ali nas suas mãos Duas Vidas né a mãe ou beber e aí mas eu lembro que deu tudo certo é quando acabou eu falei meu é isso eu lembro que eu tive aquele start Eu já falei meu esse aqui é não tem explicação a gente pode estudar a gente pode entender como é que funciona mas Ah é Deus aqui é Deus é encarnado um parto a coisa mais linda seja ele normal vaginal cesariana é a coisa mais Divina que eu acho é o contato que a gente tem direto com Deus é ali eu tô tem parte do que eu choro eu trabalho graças a Deus na profissão que eu consigo me emocionar e me encantar e me apaixonar cada vez mais tem que parto que eu vejo assim faço o parto a entrega o bebê para mãe aí a mãe olha para o pai aí ele se olha aí o bebê chora e dar de mamar eu falo meu aí eu começo a chorar eu tenho eu tento disfarçar e vou continuando aqui a cesárea foi meu Deus é lindo é a coisa mais linda quantos parques é como um assistente do faz até poder assumir o teu próprio ladrão é no internato que são os dois últimos anos de medicina a gente vai rodando cada em cada setor na Pediatria Clínica Médica cirurgia Obstetrícia Oi e aí quando é parte cirúrgica tipo a parte dessa a na Obstetrícia a cesariana a gente não tem um limite Mas você tem que estar muito seguro os preceptores eles têm essa essa função de perceber quando que o aluno já tá preparado Então você vai primeiro instrumentando que a cirurgia como funciona tem o primeiro cirurgião que a quem vai operar tem o auxiliar que vai ajudá-lo na cirurgia apresentar a cortar fazer outras coisas e tem um instrumentador que é quem é quem vai dar o material a tesoura o bisturi o fio reparo qualquer coisa então a gente começa primeiro com instrumentando que digamos assim seriado a função menos perigosa para alguém começar aqui é só passar o material Mas você tem que saber qual o material passar o tempo correto tem que ser rápido tem que saber montar a mesa não audiência você tem que saber onde está cada coisa E aí depois que a gente aprende a instrumentar a gente ia auxiliar que era seu curso segundo Oi gente dá aquela cirurgia sabe aprender os tempos da cirurgia você olhar a mesa a barriga aberta saber cada plana que a gente vai cortar e cada plano que a gente vai estruturar de volta para juntar cada um no seu lugar deixar anatomicamente né normal e depois que você está segura nessa etapa aí você passa seu primeiro cirurgião com o seu orientador seu preceptor do lado sendo seu auxiliar Aí sim a gente vai pegando mão quando a gente realmente vai operando e a isso vai demorar demorar um tempo até você se sentir seguro e dizer não hoje eu posso operar com um colega como auxiliar ou não preciso mais de um chefe para estar aqui porque agora eu tô de igual para igual óbvio que a gente nunca vai estar igual os nossos chefes eles são sempre melhores porque eles têm a experiência a gente pode ter o conhecimento mas a experiência vem com o tempo mas tem um momento que você diz não agora eu consigo fazer com outro igual a mim ou até um pouco abaixo para eu ensiná-lo a entender a parte pessoa que se alto conhece e fala que vem pronto não nos dirigir um feedback externo tem um feedback externo porque também a pessoa não pode ser Tem pessoa que é muito afoita Já chega assim a já quero operar e não pode ser assim o chefe tem que falar não agora não você não vai ver a você não sabe entendeu então chave vai observando e dando limites mas é como é que foi a tua primeira que tu assumiu que tu era o principal então a minha primeira é assim eu fiquei muito nervoso porque a cesariana é uma coisa que sangra bastante quando você tira a placenta vem muito sangue mas não é muito sangue é você você tem que limpar com compressa tem que fechar o útero rapidinho para ele não ficar hipotônico para ele parar de sangrar então aquilo no começo me dava uma angústia falava meu Deus eu não consegui Fechar isso rápido porque é secando o útero você ver onde você vai passar passa o ponto lavei uma cachoeira de sangue aí seca de novo passo o ponto de uma cachoeira e e eles não aflição Meu deus essa mulher tá sangrando muito essa grande mas isso até você ter o controle a noção de que aquele sangramento ali ele faz você tem que entender o volume que é normal ela perder que é esperada a partir de determinado o volume aí sim você levanta acende ao sinal vermelho a lupa tá fazendo aqui pode ser grave eu vou precisar fazer algumas medicações algumas medidas para tentar controlar e sangramento mas aquelas que estão naquele sangramento do esperado a gente aprende a controlar o nosso nervosismo eu pelo me comigo pelo menos foi assim tive que aí que entender que aquele sangramento no começo era esperado e realmente tem um volume a paciente de sangrar até 200 300 ml a gente vai acompanhando né para não ter uma hemorragia né Depois existe um tempo limite com essa cirurgia deve ser feita não têm tempo limite cada cesárea delicada porque assim pode bater cirurgião que opera em 20 minutos 30 minutos uma hora Depende o que é que o que é que leva e vai levar em conta por exemplo se é uma paciente barriga limpa que a gente chama com a paciente que nunca foi aberta nunca te vi nunca fez uma cirurgia Então ela tem os planos todos bem dividido você vai na pele subcutâneo vai camada por camada ou se ela já teve a cirurgia anterior várias áreas e por isso é mês passado atendeu a paciente já tinha feito cinco cesáreos ela tava na sexta gestação então era uma barriga totalmente mexida não tinha plano era era músculo junto com o útero junto com outras estruturas Então você tem que ter muito cuidado porque senão você pode lesar lesional intestino alça intestinal e perfurar o intestino pode pegar a bexiga e aí você isso pode acontecer o risco de qualquer cirurgia tanto que a gente explica para paciente ao toda cirurgia tem um risco para você o risco é menor para você o risco é maior por conta disso daquilo Mas todos têm um risco Então o que a gente tem que aprender é a identificar o seu na cirurgia por exemplo se o rapaz fração de intestino o médico cirurgião tem que identificar e corrigir eu não posso fechar a barriga da mulher e deixar o intestino lá perfurado vai morrer ela vai ter uma sepse então eu tenho que identificar e se não for da minha alçada eu chamo um profissional que saiba por exemplo a fechar o intestino dependendo da lesão o obstetra não consegue ou não é preparado pelo menos atual de uns tempos para cá a nossa formação não é é mais segregado então Antigamente os médicos é de gerações passadas faziam tudo o um médico só anestesiava paciente fazer a cesariana fechava recebi o bebê dava os primeiros cuidados do bebê ou seja ele era tudo ele era o anestesista o obstetra o neonatologista era tudo hoje em dia é cada um no seu quadrado então por exemplo tive uma lesão de intestino ou de bexiga a gente chama um cirurgião-geral que ele tem uma mão melhor para operar então para pensando a tal da paciência para ter um melhor resultado é melhor que ele faça essa parte depois a gente vai me na cirurgia que aconteceu contigo muito já a revista desse como é que ele levanta na residência como depois na vida real seus chefes né E aí a manter a calma e mantenha a calma a gente tem que parar olhar a cena ver o que que aconteceu ver como que eu vou corrigir Se não for da minha competência não tiver como fechar aqui ele tem que chamar um auxiliar um alguém daqui para as vezes vem de outro hospital ou às vezes tá na sala ao lado um cirurgião aí eu peço para alguém comunicar aula ele se der ele já termina a cirurgia dele vem para minha e assim aí tem que ter essa esse Jogo de Cintura aí dessas que já aconteceram Qual foi a mais marcante que tem que tomar decisão rápida e acertada com urgência Olha eu lembro de uma na residência que foi uma cirurgia a residência é muito cansativo para qualquer médico porque é são jornada e divas se passa noites e noites de plantão virado e depois ainda tem que continuar durante o dia atendendo eu lembro de um plantão que era um plantão noturno isso era sei lá quatro horas da manhã 5 horas da manhã a gente foi fazer uma cesária nem lembro mais qual que era a indicação da cesárea e era para ser uma cesária e depois pronto meu plantão e acaba ali sete da manhã quando a gente abriu a barriga da mulher atoa senta que é para ficar ali dentro do útero na parede é no endométrio grudadinho ali a praça essa paciência de uma cesárea anterior já tinha feito uma Cesarão os dois três anos atrás EA placenta ela entrou pela cicatriz uterina da cesárea anterior onde tinha dado os pontos da outra cesárea EA placenta meio que exteriorizar a placenta crescer o por fora do útero em vez de crescer lá dentro junto ali do bebê do líquido amniótico e tudo mais ela cresceu para fora então tinha o útero e tinha um brocotoma e fora do útero é saindo pela cicatriz da cesárea anterior e a gente não não tinha o que fazer ali a gente abriu pela placenta que a gente inicialmente até pensou que era a cicatriz dava uma coisa confusa é sangrou muito e a placenta ela ultrapassava a parede uterina é uma é uma placenta percreta Creta e aí a gente tem que tirar o útero só que for uma cirurgia que durou tipo eu entrei quatro da manhã eu vou terminar Oi 10 horas da manhã eu vou Tipo 6 horas de cirurgia e eu exausto eu não sabia mais nem o que eu tava fazendo tava no primeiro ano R1 tinha aí o chefe a isso que eu falei Ah pois eu tenho que ter os tarde de saber a hora de chamar outro é o chefe estava operando contra o chefe chamou mais outro chefe acho que tinha uns quatro chefes meu aparelho nesse caso eu lá só instrumentando que o que não sabe de nada era o R1 tô tentando eu chamar o depois outro colega para auxiliar também Nossa mas eu saí destruído mas eu tenho as fotos ainda dessa cirurgia do útero mas me marcou muito para cirurgia que durou assim mais de 5 horas tenho que chamar cirurgião geral tinha risco de pegar o li até comprometer o sistema escrito da paciente na urinário e mais me marcou essa cirurgia que foi logo no primeiro ano de residência nos primeiros meses eu fiquei traumatizado meu pai terminou tudo certo ficou deu tudo certo a paciente saiu muito bem e mas foi um preparo para falar ó tá vendo isso pode acontecer quando você terminar a residência qualquer barriga que você abre é uma caixa de surpresa não dava para gente prever que a quando a gente fosse fazer aquela cesária né E então daquele jeito então por isso que a gente está toda cirurgia tem seu riso que a gente não sabe o que vem pela frente e qual é a taxa assim só 90 porcento ocorre com normalidade é a não bicicleta eu não sei te falar o valor exato mas na Obstetrícia e a maioria avassaladora aí dos partos tem um bom resultado um bom desfecho aquela coisa maravilhosa que toda mãe todo pai espera fazer o parto levar o bebê para casa e tudo bem mas quando dá errado na Obstetrícia não é errado S uma cadastro e aí pode levar a obra tua mãe e o bebê é uma confusão então assim o pouco que dá errado é muito errado então assim tem que ter tomar muito cuidado eu lembro do meu primeiro ano de residência também um caso que saiu até na naquela retrospectiva da Globo acho que retrospectiva 2017 é eu fiz Residência no Hospital Campo Limpo na zona sul de São Paulo e lá chegava de tudo casos gravíssimos e chegou uma mulher com seu nome dela ela tava com pré-eclâmpsia pressão alta na gestação né ela chegou já Praticamente em parada cardíaca morta foi teve o atendimento logo ela desmaiou passou mal e é complicações da Hipertensão foi a óbito de grãos foi dada como morta mais foi decidido fazer a cirurgia dela de emergência no pronto-socorro nem levou a paciente para sala do centro cirúrgico nada anestesiar nada para ela já tava dela com o moto então montou-se um centro cirúrgico ali na sala do pronto-socorro para ela para os meus chefes poderiam operar pegar o material que tinha ali o bisturi os fios que tinham ali no pronto-socorro abriram a barriga tiraram bebê foram fechando com os fios que geralmente são fios não apropriados para cesariana era mais Cathy guo que foi fechado o útero com castigo simples fiz que a gente usa mais subcutâneo músculos e outras estruturas e enquanto fazia a Cezar Cezar era feita outra equipe anestesista e outros meios faziam massagem cardíaca na mãe a fazer droga adrenalina e outros protocolos é entubar paciente foram tentando reanimar final das contas viveu mãe e bebê cara e no final do ano ela foi dar entrevista para tentar reencontrar o médico agradecer que era um dos meu chefe isso me marcou muito eu falei meu caso o dia sim Dr House Eu lembro que foi um caos no hospital porque tipo assim eu tava no centro obstétrico eu tava lá onde era feita a cesáreas E aí desceu todo mundo nossa tendo uma cirurgia de urgência no pronto-socorro a mulher tá morta não sei o quê e o bebê tá morrendo não sei o quê e eu errei um sem entender nada continue lá fazendo o que eu tava que eu também tinha que prestar assistência aquelas pacientes que estavam no centro obstétrico e depois foram me contar a história toda imprimiu surreal isso ainda acreditava e não acreditava é coisa de filme Essa é como é que se decide pela cesárea por quê que hoje contra essa decisão a cesariana ela tem algum As Canções que são indicações de livro é por exemplo paciente que tem mais de duas cesarianas então risco dela quando ela tem o se ela tiver o parto normal ela tem um risco muito grande tem uma rotura uterina útero rasgar de tanta contração que é preciso para ter o parto então por exemplo a partir de duas cesarianas a gente é indica na terceira gestação que seja cesariana da terceira em diante é a apresentação pélvica quando o bebê tá sentadinha é uma indicação é como se chama relativa Não não é absoluta Alguns podem fazer parto pélvico vaginal mais outro já indicam é paciente com bebê grande demais algumas literaturas colocam 4 kg os outros 4 kg e meio aí se você faz o tra paciente faz ultrassom que deu beber fazer uns 5 kg geralmente tão pacientes diabéticas que o bebê cresce muito além da conta então ele não vai passar pelo canal vaginal pela pelve daqui bom então a gente indica a cesariana paciente que o bebezinho fez cocô mecônio tá em sofrimento fetal foi diagnosticado diagnosticado pelo exame da causa de eu toco e outras indicações mais às vezes a diabetes descompensada que tá correndo o risco do bebê tá hipoglicemia uma paciência que chegou com pré-eclâmpsia grave a iminência de eclampsia um síndrome hellp e assim vai os casos são diversas do qual é a a taxa da manhã metade metade mas hoje é o vacina nos SUS a cesariana ela tem que ser feito com indicação no particular e deixa a cesariana por desejo materno só paciente chega lá falar eu quero fazer cesária eu não quero ter parto normal Então ela ela pode no SUS é a um tempo atrás O Dória liberou a lei da cesariana para as pacientes do SUS mas depois Parece que foi revogada e não vale mais então a taxa de parto normal no SUS é eu acredito eu que em alguns hospitais chega-se a 70 sessenta por cento contra trinta quarenta por cento de cesariana no particular eu acredito que essa a cesariana é bem maior chegasse ao contrário é sessenta por cento de cesárea e 40 de pois não tem muita mulher que prefere que pede para que seja seus colegas prefere tem mulher que não quer ter a dor as contrações não quer ai não quero dar ponto na vagina não sei o que então prefere fazer a cesariana aí é uma opção Às vezes a mulher não deixa de ser menos mãe tem mulher que fala assim ai eu só vou ser mãe por completo O sentir as dores do parto não não existe mãe é mãe seja cesariana ou parto normal o amor é para ser o mesmo é e o bardo acho que adrenalina que ela sente a mesma aquela emoção daquele momento por ser um momento tão significativo o médico tem também um preparo é psicológico e talvez até filosófico de como lidar com a mulher naquele tempo e tem que ter um preparo até porque algumas gestações Às vezes o bebê tem alguma malformação que a mãe já sabe pelos exames de pré-natal ou que às vezes a mãe descobre na hora do parto que a gente tem que saber lidar para avisar para comunicar com as vezes o bebê foi a óbito durante o trabalho de parto teve algum mal súbito tinha a circular no cordão tinha nó no cordão e às vezes durante as contrações o fluxo sanguíneo deixou de passar e aí o bebê foi a obra e é acontece de tudo então assim o médico tem que estar preparado tanto para dar uma boa notícia como para dar uma péssima notícia né então esse preparo vem desde da formação na faculdade até experiência na vida real aí nos plantões e pessoalmente para ti como é que é lidar quando acontece algum problema de dar essa notícia como é que faz é complicado eu tenho uma certa dificuldade nessa área porque eu me envolvo muito principalmente quando é e eu tenho a gente acaba exercendo muito a empatia nesses casos e absorve a dor da paciente às vezes algumas complicações por exemplo pra gente tem que dar uma notícia ruim para paciente eu tento convocar a família falar fazer de forma que fique mais menos pesado para paciente entendeu daquela se sinta confortável ali perto dos familiares para ter um acolhimento então chama o acompanhante chamar mantida uma sogra quem tiver ali para gente conversar é um pouco difícil mas isso afeta o teu restante de dia às vezes sim às vezes sim com a prática com a vivência a gente vai aprendendo a controlar a deixar aquilo só para aquele momento não absorver entendeu porque senão a gente não não vive muito do plantão noventa porcento vai ser energia a Iva mas tem uns dez porcento ali que as vezes Teve alguma complicação alguma uma chateação alguma paciente que está insatisfeita O que teve um desfecho ruim que você absorve então a gente não é ficar frio não é que eu vou ser assim frio sem empatia não mas a gente tenta diminuir tem que ter a empatia necessária mas naquele momento eu não posso levar para minha vida porque cada profissional também tem sua vida imagina se um psicólogo fosse absorver tudo que ele que ele escuta ele era escutar Então se a gente tem que ter um filtro e saber que da porta para fora do hospital ali são os meus problemas Agora não é mais os problemas dos outros eu vou enfrentar a minha dificuldade a minha realidade e deixar um pouco sofrimento alheio entendeu que foi a tua primeira aqui deu problema E aí tu viu de frente isso e teve que aprender a lidar e olha e eu acho que foi o meu o primeiro parto que eu vi de óbito fetal que é o bebezinho que a gente já diagnóstica que ele foi a óbito dentro da barriga a gente não ouvir o coraçãozinho dele pede um exame de ultrassom ver que ele está morto então conduzir aquele parto é é muito laborioso é muito triste porque a mãe vai passar por todo o processo de parto as dores complicações que podem acontecer no parto hemorragia e tudo mais sabendo tendo a certeza de que o bebê não está vivo eu tô assim acho que é o pior da medicina é isso vai fazer um parto de um bebê que já tá morto pior da Obstetrícia é assim uma tristeza sem fim para paciente que parto passo a parte do inteiro chorando ouvindo os outros bebês chorando das outras pacientes né venha das outras mães dando de mamar e ela naquele sofrimento individual é O triste é muito angustiante quando eu vi o brilho acompanhei o primeiro parto de um óbito fetal efe que a gente chama óbito fetal intra-uterino e quando nasceu que aí você vê o bebêzinho já todo formado ali pesa 3 kg de tanto grandinho sabe é triste é muito escura na residência na residência Quantos tu tinha nessa época eu acho que eu te amo 27 por aí porque eu me formei eu fiz mais um dos 20 aos 26 aí entrei na facul na residência de dos 27 aos 30 acho que deve estar nos 27 anos de muita coisa vai querer numa casca é mensagem aparece [ __ ] na pela pelos relatos que eu vejo de médico é não tem nossa que é o que eu tô lembrando aqui alguns casos mas quando a gente senta aí mesa de restaurante com os outros colegas não se lembra daquela história que a gente vai esquecendo quando a gente vai lembrando falei meu a gente já passou por cada coisa é muito história é coisa demais a Obstetrícia tem muito disso e é como eu falei ela tem tudo para ser um conto de fadas né o casal chega lá vai sair com bebezinho e o mar de rosas mas quando da zebra o negócio pega mesmo e o parto normal quais são os riscos e os preparos os cuidados para o parto normal o e dela que a paciente faça um acompanhamento no Mundo Ideal fazer fisioterapia pélvica fazer todo um acompanhamento para ver para já ir fazendo os movimentos e treinos para ela fortalecer aquela musculatura da pélvis se sentir mais confortável e ter mais força durante o trabalho de parto riscos de no trabalho de parto é mais são as distorções que acontecem que são complicações na hora do bebezinho passar pelo canal da pelve o bebê enganchar digamos assim ele não consegue o girar ou fazer o movimento que a rotação que ele tem que fazer e aí ele não passa então o médico às vezes tem que usar um pouco da força ou usar o fórceps cão a blusa para puxar o bebê que tem certas situações que às vezes o bebê já tá tão baixo é para sair só que ele tá preso ela que a gente não consegue fazer uma cesariana é muito arriscado fazer uma cesariana porque aí teria que empurrar o bebê para cima puxar tem risco do útero da incisão no útero correio vai para vagina laceração enorme então assim são complicações desse tipo é hemorragia pós-parto né que é a HP que a gente chama a paciente tem um a hemorragia Não Para Não controla a gente tem que usar algumas medicações algumas manobras para controlar aquele sangramento pegar acesso calibrou os dois acessos às vezes trânsito um de sangue durante ali o período pós-parto complicações desse tipo e aquela eu não sei se é mito ou verdade de que a vagina fica larga depois do parto normal no imediatamente no pós-parto fica não tem milagre assim como a barriga dela vai voltando aos poucos nenhuma mulher que não pode espaço volta até a barriga de nove meses atrás então e ela demorou nove meses para ficar daquele tamanho para o corpo distender não vai ser assim um mês que ela vai voltar se eu quero antes então assim eu explico para as pacientes que que é com o tempo você passou nove meses para ficar de estender sua barriga para sua musculatura sustentar todo esse peso é as costas ficam doloridas tudo muda na mulher então demora para ela se recuperar mais volta me mostrou eu sou é o medo frequente das com medo frequente é o medo frequente é mas hoje em dia com o laser por exemplo a gente consegue melhorar a flacidez o tônus da mucosa vaginal e isso vai melhorando também não tem outras técnicas que a gente pode oferecer para essa paciente que se sente mais desconfortável com isso né na faculdade do começou a se envolver nesse mundo né na faculdade o compromisso hoje antes de vir para cá eu falei meu o que que eu vou falar na faculdade eu fiz de toda a mesma incerteza que eu tinha para escolher a medicina eu levei para o para o curso Então assim eu lembro que eu tinha que ter 120 pontos de carga horária extra para apresentar quando fosse me informar né além das matérias todas cortadas você tem que ter a carga horária extra curricular que era participação em congresso com os apresentar trabalho ser monitor é fazer projeto científico a parte para desligar acadêmica centro academia essas coisas todas eu tinha que ter 120 pontos cada coisa tipo um congresso era cinco pontos uma liga acadêmica dez pontos uma teoria das pontas eu tinha que juntar 120 eu juntei acho que 600 pontos juntei não é o que eu entreguei porque tinha um monte resultado que não foi nem atrás vai desde ela tá bom seis ele porque eu queria fazer tudo eu que eu vou deitar aquele seis anos ao máximo pessoal da minha sala a palavra já diz outro ainda hoje faz curso faz monitoria eu faço eu só tenho 6 anos para aprender eu tenho que aprender o máximo que der e eu não sei o que que eu vou fazer quando eu me informar se eu vou ser cirurgião se você obstetra se você neurocirurgião se você pediatra clínico geral Não sei então eu tenho que atirar para todo lado nesse seis anos eu vou fazer tudo o que eu tiver para aprender que eu tiver tempo dentro da minha formação e eu fiz liga acadêmica participa de ligar acadêmico Participei de centro acadêmico foi presidente é cursos eu nem conto organização de cursos na minha geração pessoal que me conhece da minha geração sabe meu quer fazer um curso falou lá com o organizava curso assim de mês em mês eu assim eu não tava chamava o professor professor quero fazer um curso de Cardiologia vou chamar quatro professor de Cardiologia e a gente monta tem um e fala vamos juntar os alunos vamos fazer essa aula eu consigo o certificado lá pela faculdade ou por outro lugar vamos fazer um curso vamos às vezes eram cursos gratuitos cursos com inscrições assim de 50 ai só para pagar o aluguel da sala mas eu e atrás de organizar entendeu pessoal Nossa mas para que que tu faz isso eu falei para a gente aprender [ __ ] a gente tem que saber e isso me deu uma noção de logística de saber como que funciona porque é muito cômodo para o aluno aí eu vou sair da minha casa eu vou assistir à aula lá no curso e vou para casa como que funcionou para aquilo acontecer eu tinha esse start já falava meu eu vou atrás da sala eu vou atrás do professor eu vou atrás de certificado eu vou atrás de saber como é o pagamento eu vou atrás de saber tudo como que eu vou divulgar eu vou na época não tinha rede social Facebook como é que eu vou mandar eu vou mandar no e-mail da situacao da turma de um e-mail andava no e-mail isso me deu uma noção muito boa e cada curso Então eu organizando e aprenda o cigarro organizar foi presidente do congresso é do Comap que é o congresso médico acadêmico do Piauí que depois virou o médico acadêmico do Nordeste inteiro e é um congresso que é só feito por estudantes você pega um congresso usam pauleira aqui de São Paulo por exemplo que é feito por grandes instituições por exemplo só Jéssica a sociedade ginecologia Obstetrícia faz um [ __ ] congresso Claro tem uma verba enorme tem toda uma organização por trás empresas e tudo e lá no Piauí a gente faz um congresso organizado por alunos eu entrava em contato com os médicos do Rio de Janeiro de São Paulo e eu pagava a passagem eu pagava a hospedagem do melhor hotel lá quero bluetree a gente fazia o congresso no auditório do hotel os médicos são hospedavam no hotel tinha toda a questão de comida Nós Alunos éramos os ombros dele o os organizadores do congresso a gente vai pegar no aeroporto deixar levar para o restaurante quer fazer um passeio vamos a vaga do professor a gente organizava um congresso de 45 dias um dezenas de professores alunos das duas faculdades do Piauí é particulares as duas universidades alunos de fora eu tenho foto eu olhava aquele auditório lotado falava por a gente que fez isso aqui eu achava surreal surreal é incrível e tudo foi vasculhando todos os assuntos possíveis na rua da creche ao que ia te prender até aí quando eu quando eu entrei na no sexto período que eu paguei a Obstetrícia na prática no hospital e maternidade algo me apaixonei Play meu eu acho que é isso vou fazer um estágio nessa área então aí além do que a gente aprende na faculdade que ele me eu vou fazer um estágio vou ficar vindo aqui de noite final de semana para ver se é o que eu quero passei no estágio no concurso lá para ir para acadêmico de medicina para fazer a a obstetra o maior maternidade do Piauí que é uma das maiores do Brasil porque lá na minha época de estudante acho que a média era mil parte por mês não me falha a memória mil partos em uma maternidade É surreal aqui em São Paulo eu faço plantão em hospital que faz 400 partes 500 e a gente acha muito quando eu falar no Piauí eram 500 era um mil por mês então você tinha uma experiência assim astronômica então eu passei nesse concurso é para estagiar que eram seis meses aí eu passei seis meses gostei aí o que que acontecia depois os outros alunos passavam e falar mais não quer eu pedia para ir no lugar dele Sai não não quero mais ir para o estágio às vezes fazia só para ganhar o certificado ele mesmo então bota meu nome lá eu vou e aí eu passei do estágio que era para ser seis meses eu passei três anos então eu fiz de que foi do 6º ao 12º eu fiz uma residência de ginecologia obstétrica dentro da minha faculdade que era na maternidade lá então assim para mim foi o máximo foi lá que aconteceu aquela cena que tu falou que tu viu o parto e não aí residência não isso foi na residência lá eu acho que não sei eu não eu não lembro de tantas coisas ruins porque era tanto parto que ficava era diluído para muita gente eram muitos residentes eram muitos acadêmicos médicos eu não a prática foi imensa mas a minha lembrança mais intensa dessa parte negativa foi na residência que eu acho que é quando você vive mesmo aquela vida mais pesada aí então a partir dos seus também se tu decidiu que tu ia trabalhar com isso que se ele seu rumo né isso aí dos sextos dos sextos semestres eu comecei a focar mais uma vista disso eu fazia mais cursos dessa área de ginecologia Obstetrícia mas há outras também mas o meu foco maior virou esse e quando e quando termina a faculdade como é que o cara sincero no mercado de trabalho é que funciona então quando terminar a faculdade o vídeo que tem algumas opções ou ele vai para o mercado de trabalho da plantão Como clínico-geral generalista é o ele vai trabalhar na atenção básica em um posto de saúde a UPA uma coisa do tipo ou ele vai prestar a residência ele estuda para fazer uma prova de residência e se especializar foi o meu caso eu fiz ginecologia Obstetrícia ou ele abre o próprio consultório particular eu não vou atender aqui só mais pacientes ou do convênio ou no particular ou vai estudar para passar no concurso uma coisa assim estável Acho que são as o cabelo então vai fazer Sei lá uma estrada quer fazer uma estrada não informei medicina quero fazer seguir a vida acadêmica vou fazer um mestrado uma qualificação do tipo mas a gente também que partiu praia da estética né foi parte na verdade assim eu me formei em ginecologia Obstetrícia E aí depois eu fiz três especializações a minha primeira eu fiz em patologia do trato genital inferior que a gente uma ptgi vai fazer colposcopia além do papanicolau alterado exame lá que eu expliquei a gente faz outro exame de imagem que olhar com uma lente de aumento colo do útero diretamente para ver se tem alguma lesão que tem que biopsiar que tem que mandar para estudo anatomopatológico e aí eu fiz essa especialização na Unifesp depois eu fui para a parte de gineco endócrino que eu tô terminando agora na verdade de Maio no sírio-libanês e também a parte de estética que eu fiz pela faculdade bws que é medicina estética eu aprendi na verdade ela tamento de estética facial corporal e da parte íntima só que eu foco mais na parte íntima que a África tem mais domínio né porque homens para o trabalho hoje é esse é hoje é esse na verdade de um ano para cá eu tô mudando Meu foco ano Pablo começo do ano passado eu trabalhava muito de plantão fazer bater correria de plantão aí era um atrás do outro que aí a gente já tem capaz de obstetra e logia e de lá para cá eu venho atendendo mais consultório atendimento particular Estou ainda em plantão que eu sou preceptor sou orientador dos alunos de uma faculdade particular aqui então eu estou no plantão mas eu estou com alunos que eu tenho que ensinar então a gente faz o ensina como prescrever uma medicação ali no pronto-socorro como ele vai identificar como ele faz o diagnóstico determinada doença o que que ele vai fazer Qual a conduta diagnóstica e isso a bolsa da mulher rompeu E aí que que eu vou fazer estigar eles a pensar em entendeu rompeu a bolsa vai já vai para o parto eu vou ter que fazer alguma medicação vou me aturar o pulmão do bebê tenho que fazer um corticoide eu tenho que fazer um antibiótico que que eu já vai para cesárea o líquido é verde que saiu é cocô então tem tem mais essa parte do plantão que eu sou preceptor tenho a trabalho na atenção básica na bom então a parte de consultório mas a parte de consultório atualmente a que tá dominando mais de onde eu faço a cirurgia íntima cirurgia de ninfoplastia perineoplastia faço laser vaginal para incontinência urinária para atrofia ressecamento e outras tantas Como é que é o nome da das duas primeiras que falou atrofia ressecamento é ninfoplastia e perineoplastia riso aqui aí eu vou pegar meu meu manequim Zinho ó a isso aqui é uma vulva prazer mundo vulva vou ver a parte externa do sistema reprodutor feminino essa parte aqui tá aqui na parte do homem é mais famosa é o pênis porque é para fora na mulher a maior parte fica para dentro que a vagina então tem as mulheres nem se olham nem se conhece porque é um sistema que tá mais interno da mas essa parte de fora que são os pequenos lábios tá aqui em cima o clitóris tá a vitória é É tem que saber onde ele tá para poder estimular e dá prazer não é assim aí vou às cegas vou no Bird box com a venda nos olhos não tem que tem que sabendo tem que saber entrar aqui é o clitóris é onde a mulher vai sentir prazer aqui dentro tem um furinho que a uretra é o canal que vai sair o xixi tá E lá dentro é a vagina é aqui por fora são os grandes lábios tá que revestem recobra que os pequenos lábios e aqui embaixo é o períneo então quê que a ninfoplastia aí um plástico e a gente vai fazer a secção vai fazer um corte dos pequenos lábios para que eles fiquem menores Então aquela paciente que tem a vulva assim fala nossa eu não gosto eu não me sinto confortável com meu companheiro Eu acho minha vovó feia ou então me incomoda na hora de ter relação esse pequeno lábio entra quando o pênis a entrar e acaba doendo porque fica puxando toda hora a mulher não relaxa na hora da relação às vezes vai montar a cavalo andar de moto ou dói vai colocar um biquíni fica um volume enorme porque tem muita muito tecido aqui então ela tem tem um desconforto tem uma perna ali né de auto estima às vezes de qualidade de vida então a gente consegue cortar essa parte da da Ninfa para diminuir deixar mais ou menos assim entendeu Só que não é que vai ficar todo mundo assim cada um vai ter só anatomia para individual tá a gente tem uns manequins para mostrar para mulher entender o que a gente vai fazer a ninfa Os pequenos lábios ele tem uma função ele tá lá para proteger a vagina a parte de a parte interna do sistema reprodutor produzir proteger a uretra de prevenir infecção urinária então tem essa função eu não posso tirar tudo também tem que ficar um pouquinho a função e eu pequeno lábio também ele ele serve como se fosse um cabresto do clitóris ele vai puxando o clitóris para estimular o prazer Então na hora da relação o pequeno Lago ele é tracionado vai puxando o clitóris vai puxando e a mulher sente o orgasmo tomar um conjunto E tem uma função ali entendeu mas às vezes quando tem um desconforto muito grande a gente tira essa parte é que tá incomodando para ficar melhor na parte funcional e na parte estética Tem muita gente que procura esse tipo de cirurgia muito muito no meu consultório hoje é o que eu mais faço tá é esse tipo de cirurgia a procura é muito grande e a perineoplastia é quando tem rotura por exemplo no parto ou com a idade essa musculatura da pelve do períneo que é que sustenta toda a o assoalho pélvico ali são os músculos que estão aqui embaixo que sustentam todos os órgãos da pelve com a idade eles ficam mais fim é mais frouxos e no parto pode ter laceração dessa musculatura então depois a mulher pode falar nossa Doutor tô me sentindo mais frouxa mais larga às vezes porque teve uma uma laceração perineal e a gente precisa costurar refazer aproximar e fortalecer aquela musculatura é certo refazer a outra tupia exatamente que material que se usa para tirar eu faço a laser a laser é atualmente é o uso laser fracionado de CO2 que é uma tecnologia que chegou ao Brasil que deve ter uns 8 a 10 anos mas também essa cirurgia pode ser feita de modo convencional com bisturi elétrico o bisturi frio eu prefiro fazer a laser porque tem um dano do dano tecidual menor agressão ao tecido mínima a recuperação é mais rápida a mulher sente menos dor o sangramento é um pouco menor tem sangramento sim mas é um pouco menor a gente consegue controlar e no final da uns pontinhos inté e térmicos que ficam esteticamente mais bonito mais agradáveis e quanto tempo dura essa cirurgia uma hora e meia duas horas Depende das restantes às vezes eu tenho que reduzir por exemplo o capuz do clitóris é uma a pele que reveste o clitóris às vezes eu preciso tirar incomoda porque fica muito volume ali em cima das vezes eu preciso tirar então a cirurgia que demora mais é como se fosse por exemplo a cirurgia de fimose no homem eu urologista o cirurgião vai lá e tira aquela pele lisinha que é o prepúcio que reveste a glande a mesma coisa a gente faz na mulher a gente tirar aquela pele que reveste o clitóris deixando ele mais aparente mas sensibilidade melhora estética o visual fica melhor Quais são os outros tipos de cirurgias que fique tu faz lá cirurgia a gente faz tem uma que é bem polêmica né eu faço praticamente muito pouco porque a procura é pequena mesmo que a himenoplastia que a Recon e do hímen que veio ficou famosa lá atrás com Ângela Bismarchi que fez essa cirurgia para o marido dela né ela queria voltar a ser virgem e aí levanta esse todo uma questão um tabu de falar sobre a virgindade e o imea a relação da virgindade me Será mesmo que se eu voltar e reconstruir o hímen ela vai ser virgem entendeu a virgindade não está atrelado a isso muitas vezes a mulher na sua primeira relação sexual com penetração ela não sangra ela não rompe o hímen Será que essa mulher não é mais virgem e continua virgem por isso ou então é a primeira relação não foi com penetração foi com sexo oral Será que essa mulher não assistiu esse casal não é virgem ainda mesmo tendo tido sexo oral então a virgindade não é atrelada ao Iêmen mas muitas mulheres ou por fetiche ou por Querer agradar o parceiro acabam procurando essa cirurgia para e às vezes dá apimentar a relação às completamos celular 10 anos de casado fazer uma cirurgia para ter uma noite de novo precisar uma coisa do tipo E aí a gente reconstrói a mulher vai voltar a sentir dor naquela relação a tendência é sangrado e Muito conforto mas era o que ela procurava então assim vai de cada um é uma cirurgia pouco procurada eu até entendo isso é até bom porque acho que é uma cobrança machista da sociedade que a mulher tem que ser vídeo meu essa semana passada eu tava assistindo uma aula no Sírio não não se acha foi no outro curso que eu fiz falando do cinto de castidade que quer usado na Idade Média que a mulher quando o homem sai para viajar e amarrar um ferro aqui sair levava a chave a mulher não consigo achei que a mulher não conseguia fazer xixi se limpar direito fazer cocô infeccionada tudo vezes ela morria de uma infecção Porque ela tava com a a linha de ferro que ela meu era surreal para ver como a sociedade é exatamente para ver com uma sociedade é coloca na mulher é esse papel de reprodução e somente isso tipo quando o homem não tava lá ela não podia fazer nada da vida dela Ela Só servia para bloquear para criar e isso a gente traz muito muitos traços ainda dessa sociedade medieval a sociedade hoje ainda é machista a gente precisa trabalhar muito isso para tentar diminuir então falar as vezes que a virgindade é atrelada ao hímen eu acho muito que o homem querer mostrar que a mulher tem que ter aquilo tem que ter o hímen para servir antigamente o quinto eu lembro eu atendi uma paciente no posto de saúde a uns dois meses e ela me falou na consulta mesmo ela começou a chorar e falar nossa Doutor Antigamente eu eu eu fui casada eu me caso aliás eu tive relação o rapaz com que eu me juntei a gente passou um tempo depois ele ele não me quis mais e eu fiquei jogada pela sociedade eu não podia me casar nem um homem me queria porque eu já tinha tido relação então para sociedade ela era inútil e e ela conversava isso com outras amigas na mesma situação que tinham tido relação sexual mas não se casaram e todas assim arrasados que para elas a vida tinha acabado e essa Minha paciente não ela falou do Desde aquela época que eu sempre eu nunca aceitei esse estigma da sociedade e o que só porque eu tive relação Não sou casada eu vou ser um encosto eu não posso trabalhar eu não posso ter uma família eu não posso fazer nada perante a sociedade não eu vou lutar e ela e ela na conversa na consulta contando que foi atrás de tudo na vida dela batalha Oito nunca foi fácil depois encontra outro companheiro e falando triste pelas amigas que não eram revolucionários iguais a ela que era uma frente tempo e tudo eu tirei o chapéu para ela bate palma abracei e chorei e é isso na consulta às vezes acontece isso foi meu é é triste ver certos pontos da da história da humanidade é o Principalmente quando se refere a preconceito machismo sexismo é homofobia racismo isso é muito triste eu fico imaginando o cara voltando para casa então show a mulher com isso aí ela não morreu ela fala pelo menos me traiu né não é melhor que era isso é eu quero falar pelo menos não ficou com outro meu é assim dia falar meu como que a sociedade breve desse jeito é só originais aparecendo ficar cidade originais do nata século 19 era minha deve ser aceite como é que é a o procedimento para reconstituir o Imigrantes fazer isso então a gente cria uma uma camada a gente abre Como que eu posso dizer o hímen depois derroto ele vai ficar algumas carúncula Sally carúncula seminais é nas paredes vaginais né então a gente tenta aproximar aquelas carunculos e junto ao de a mente não vai ficar igual como era antes eles vão ficar mais aproximado mais fechadinha vagina e é isso é mais para ela ter a sensação e aquela dor ali mas nada não vai olhar não você tá igualzinho já adolescente não é isso mas ele ele é costurado e isso é costurar não entendi uma sutura ali entendi o cara a rir e acho que tirou a virgindade tem gosto para tudo né Tem muito muita coisa que chega para ti no consultório que percebe que é meio que um machismo que tá acontecendo ali uma opressão à mulher e não só no consultório como na no parto tipo quando quando por exemplo chega o a paciente com o parceiro aí eu vou examinar a paciente geralmente ela tem um biombo uma cortina que a gente coloca paciente lá na mesa de na cola lógica para a gente terminar e tudo e o exame ginecológico realmente a gente vai olhar dentro da vagina vai ter alguma alteração alguma coisa olha por fora olhavo e às vezes o parceiro que acompanhar quer ver lá dentro quer ver o que que eu tô olhando o meu que que se eu quero ver se ele for no proctologista ele vai deixar a mulher tá olhando lá o seu avó dele e vendo o mestre meu é assim é falta de noção entendeu E às vezes algumas posturas Às vezes a mulher quer tomar uma decisão ali ou parceiro não não sei e assim eu quero assim aí acho que eu tenho que saber identificar e bota um limite eu vou eu peço ele se retirar ou eu pergunto ela tá confortado eu perguntava concorda que eu não pode eu não eu não aceito esse tipo de coisa eu trabalho para as mulheres não qualquer pessoa que tô contra as mulheres eu vou se encontra e na da questão estética tem uma polêmica né sobre até que ponto as mulheres estão fazendo isso para agradar os homens e os homens também tomam anabolizante para cada mulher existe também e essa questão ética ou moral então a tem muito Tabu em cima da palavra estética harmonização como se fosse eu li uma matéria essa semana a gente foi na Veja não lembro que postaram no Instagram é falando os procedimentos íntimas ninfoplastia preenchimento íntimo botox falando sobre essa questão que tá na moda né E os comentários no Instagram eram a maioria eram mulheres falando Nossa não acredito que tem o meu me sinto refeng é prisioneira dessa dessa coisa de estética que a gente tem que fazer para agradar os homens têm que ser tudo do jeito que eles querem é o corpo perfeito e não é isso não é para ser isso assim como teve quando surgiu a harmonização facial teve toda aquela polêmica não você tá todo mundo ficando igual para que mexer no rosto a gente tem que envelhecer envelhecer é natural e não sei o que houve toda aquela polêmica que hoje já é muito mais aceito todo mundo quer fazer seu botox preventivo todo mundo já quer melhorar preencher as olheiras tirar o bigode chinês que é levantar o rosto quer ficar bonito hoje depois de muito sofrimento com relação a esse estigma da estética bem melhorando Às vezes tem uma baixa outra porque tem muito preenchimento mal feito que cai na mídia o povo ataca ou gente que fica parecendo Nossa tu tá saindo todo mundo igual parece uma pro é de fábrica assim e agora é o bom da estética íntima é também tá sofrendo esse preconceito e é natural e nós como profissionais que exercemos essa parte da estética a gente vai temos que explicar o que que serve cada coisa EA é o termo estética é muito criticado porque ele é visto só como uma coisa estética e muitas vezes não é É o bem-estar da paciência se você não se sente bem por exemplo Nossa eu tenho um nariz enorme eu passei a vida inteira frustrado porque eu sempre quis ter um nariz menor ou mais agradável para mim será que seu operar o meu nariz é realmente uma coisa que vai é que o povo vai me criticar né Eu tava querendo nariz para que mas quem sabe é a pessoa é muito individual vezes a pessoa não gosta de tirar foto não gosta de aparecer em filmagem não interage com pouco conta do nariz ou da orelha da testa de qualquer coisa entendeu Não entendi e ele faz mal se lhe causando desconforto um constrangimento que mal tem em fazer um procedimento que vai deixar um resultado melhor para você você vai se sentir melhor com a sua imagem com seu espelho a mesma questão da parte íntima tem mulher que só tem relação com a luz apagada não consegue que deixar o parceiro ver ou porque a região tá escurecida e ela precisa fazer um clareamento um peeling íntimo ou porque tem uns pequenos lábios avantajados ela tem vergonha não consegue eu não vou para praia vou perder o encontro com os meus amigos ou com a família na praia esse final de semana que eu tenho vergonha de botar um biquíni porque fica um negócio marcando meu com a Cadê a qualidade de vida dessa pessoa ela está se limitando-se podando está sendo tô lida dos seus é da sua do seu lazer e por uma questão dela que ela não se sente bem qual mal tem fazer uma cirurgia dessa entendeu Eu penso assim se for para levar o bem Oi e o bem está para aquela paciente porque não por exemplo a questão do botox na área íntima povo da nossa vai fazer botox agora na pepeca para que nada papá paralisar os músculos as pessoas nem sabem o que que é para quê que é o botox na área íntima e ficam criticando sabe Para quê que o Botox botox na área íntima é para fazer paciente que tem hiperidrose aquelas pacientes que ficam só na assim como tem gente que sua muito na axila nas mãos e a gente aplicar o Botox para diminuir a sudorese a gente consegue aplicar na parte íntima e dá uma qualidade de vida melhor para que ela Paciência tem paciente que usam a calça justa uma calça mais clara fica toda molhada entendeu isso é desagradável a mulher deixa de sair por conta disso outra situação mulher que tem vaginismo vaginismo mas quando ela tem muita dor na penetração dor na hora da relação sexual muitas vezes é mais psicológico paciente que sofreu o uso sexual na infância e na adolescência e tem um trauma na hora que ela for ter relação com o namorado ela não consegue que ela remete ao trauma Então essas pacientes eu consigo aplicar o Botox para relaxar aquela musculatura que ela trava Ela paralisa na hora da relação é a gente aplicar o Botox ela vai relaxar se sentir mais confortável e com auxílio também da de psicólogo fisioterapia pélvica e outras medidas a gente vai tirando aquele trauma e dando a qualidade de vida para que ela paciente então é algo absolutamente funcional não é estético não é aplicar o Botox para deixar o capô de fusca ali a vulva paralisado e ficar bonitinho parecendo a um negocinho de ser a vulva da Barbie não é isso as pessoas criticam sem saber entendeu preenchimento íntima a paciente com todo mundo né Vai envelhecer com o passar da idade a camada de adiposa a gordura que tá embaixo da pele ela vai diminuir a médica Plaza tudo cai dá uma burra essa parte aqui de fora às vezes ela fica toda murcha atrofiada e como eu falei na mulher o órgão o órgão a parte visual essa de fora o homem tem o pênis a mulher tem isso aqui é a parte de fora então às vezes ficamos fica caído ela não se sente confortável a gente consegue fazer um preenchimento para dar uma volumização fica um volume esteticamente mais agradável que a paciente se sente mais confortável e tem uma relação ou Independente de relação ela quer se sentir bela que é se olhar que a se tocar se vê se sentir mais jovem se sente mais bonito a questão da estética não é você querer vencer o tempo vencer o envelhecimento a eu não quero envelhecer não é isso é você Envelhecer Com saúde você pode ser 7:30 anos e ter feito procedimento facial corporal se sente bem seu corpo vai ter 70 anos mas você se cuida e as taxas é todas normais não tem diabetes não tem pretensão se alimenta direito faz atividade física fez um um procedimento estético aqui ele e tá tudo bem é Envelhecer Com saúde a questão é essa é tirar esse tabu de Quer algo puramente estético e e não é a qualidade de vida também faz parte do ser humano e precisa disso eu tava lendo sobre as suas especialidades ali e tem um nome que me chamou atenção que eu Monalisa touch Monalisa touch ao nome do laser que eu faço que é o laser fracionado de CO2 em Bela é da empresa deka laser então então na verdade eu não sei porque têm se não Monalisa não sei se tem a ver com a Mona Lisa a pintura fica tão bonita aqui para pesquisar mais inclusive já falei com a minha sogra que a gente vai botar um quadro da Monalisa na nossa Clínica já remetendo ao laser também e passamos Luiza Mello e por ser uma mulher e cônica na a gente vai botar vários quadros de mulheres que marcaram a Monalisa é uma delas eu e as coisas aqui então tem um Monalisa tanto também é trata incontinência urinária a incontinência urinária a incontinência urinária é uma é uma patologia digamos assim que é muito frequente acho que tem uma variação aí de trinta a sessenta por cento das mulheres são acometidas com a incontinência urinária o que é incontinência urinária a incontinência urinária de esforço é a pessoa perder urina xixi quando ela bota a força como por exemplo vai espirrar vai tossir vai levantar um peso vai fazer academia vai pular vai no show alguma coisa e aí ela percebe que se urinou então ela não conseguiu controlar o xixi que é o que todos nós conseguimos naturalmente fisiologicamente então às vezes acontece uma falha ali na musculatura ela não consegue prender o xixi e acaba soltando se ele não existe a bexiga hiperativa bexiga neurogênica e já é uma questão mais do músculo Zinho ali da bexiga uma coisa né o que ela não consegue segurar o xixi por muito tempo não aí eu tô apertado tinha que ir no banheiro agora não não consigo segurar ela não consegue prender o xixi tem uma diferença dessas duas então a gente consegue com laser intravaginal fazer um fortalecimento dessa da musculatura da pelve do do do assoalho pélvico a parede anterior da vagina que a que sustenta a bexiga dando uma sustentação maior na bexiga e melhora a incontinência urinária antigamente eram feitas cirurgias enormes é tanto de duração de tempo como de gravidade da ameaça de outras cirurgias grandes e com grandes complicações Hoje em dia a gente consegue tratar incontinência com laser cálculo Isa consegue reforçar um alguma coisa que é o leis ele vai estimular o laser ele vai causar micro ablações são o laser fracionado ele pega um feixe de laser um feixe de luz dissipa em vários o que vão atingir toda a parede vaginal ou qualquer outra superfície por exemplo laser facial corporal é Iva essa micro ablação térmica né vai causar a produção de colágeno ele vai estimular o tecido ele causa é como se fosse é agressões ali no tecido e o tecido vai ser obrigado a se regenerar e nem musculação e isso e nessa Regeneração ele não ele vai produzir não só aquela parte que foi acometido ele faz todo o conjunto então aumenta a produção de colagens de fibroblástico elastina e tudo mais e melhor a consistência entendeu a pele fica mais firme mais rígida no caso do laser vaginal aumenta a lubrificação o e diminui o ressecamento atrofia aquela paciente mais idosa ou paciente que teve câncer de mama fez quimioterapia radioterapia e não pode usar hormônio vaginal e ele pode ter a chance de aumentar o câncer de desenvolver outro câncer de mão então essas pacientes não podem usar a terapia hormonal para melhorar essa atrofia vaginal tão leigo é uma alternativa porque no SUS O que é oferecida A mulher chegou na menopausa a gente até pode fazer a terapia hormonal ou algo tem algumas medicações que são fornecidas no SUS outras não a gente pergunta para paciente ela tem condições de comprar porque não tem no SUS ou não e tem a terapia que a gente faz vaginal que o estrogênio estreou vaginal a pomadinha vaginal que me levar a usar para diminuir o ressecamento EA atrofia na não pós-menopausa só que ela vai usar isso a vida inteira para melhorar essa tua fia ela vai usar 3 vezes por semana um creme vaginal [ __ ] Que que é isso entendeu é um a maioria das mulheres acabam desistindo eu não vou ficar usando essa pomada Esse creme não me suja toda eu tenho que parar toda noite para você pode colocar o negócio é chato então tem muita paciente que não gosta eu acho que gostar ninguém gosta mas é o que tem no SUS e então o laser veio para isso a paciente faz uma sessão segunda sessão terceira sessão uma com intervalo de 30 dias entre elas pronto ela tá garantida em um ano no ano seguinte ela faz um laser de manutenção uma sessão de manutenção e pronto não vai ter que ficar o ano inteiro aplicando o creme vaginal para melhorar atrofia e tá ótimo Então O resultado é muito bom já Existem muitos estudos comprovando a eficaz comparando o o laser é com a o estrogênio vaginal para ver a eficácia e então ele pau a pau na questão de do tratamento Tive outra coisa que tava pesquisando as de preparar na pauta né eu pesquisei sobre aquela história de mutilação vaginal que acontece algumas culturas né aqui no Brasil existe isso Pega esse tipo de casa ou não Que eu saiba não eu vi um professor meu O Edson é Fodástico cara inteligentíssimo ele postou algum tempo desse aí questão de mutilação eu li a matéria é mais eu não sei dizer se era no Brasil não lembro agora eu acho que no Brasil não tem uma cultura uma religião que passa isso é mais eu acho que de pais muçulmanos alguma coisa Não Me falha a memória que fazem realmente a mutilação tira o clitóris horas para ela não ter prazer como eu falei ainda é resquício de uma sociedade medieval porque a mulher não pode ter prazer para eles a mulher apenas para reprodução ela não pode ter orgasmo ela não pode ter uma relação para sentir prazer o homem pode o homem pode ejacular ele pode se masturbar ele pode sentir prazer jeito que ele quiser é sexo oral é sexo de todo jeito a com 10 mulheres no paraíso eu não sei o que a mulher não é para ter aquele homem e para ter relação para e a faça-me o favor né é assim surreal o negócio eu não sei nem como é que existe negócio desse outro nunca pegou nada de graças a Deus e seu pegar eu para denunciar é tem alguma pergunta aí Caio as mulheres podiam mandar perguntas no YouTube aí para tirar algumas fazer umas que certeza não tem alguma coisa aí tem bastante áudio aqui vamos rodar alguns áudios da Galera algumas dúvidas vamos o começando pelo Guilherme a Peppa tá sem loja aqui peraí rapidinho só resolver aí agora sim ao judô Guilherme Oi boa tarde pessoal boa tarde Petry Doutor Jadson que o Guilherme de Brasília e eu tenho uma dúvida Afinal o que é que faz quais as características necessárias para uma Chalala ser considerada Acima da média uma Chalala perfeita uma sala magnífica Chalala Espetacular o que é que faça é quais os atributos achar lá que você fala é a vulva a relação Sagrada pepeca a pé pega né eu não existe isso né Cada voo é a única não tem esse ano agora TV ano passado teve um concurso de competição da vulva da vagina mais bonita pênis vagina é linda disse quando entra nesse critério de estética íntima para fazer uma competição de vulva aí Eu discordo não existe a ele falou de achar lá mais perfeito é coisa assim oi para mim não existe isso existe o cá paciente quer ver se ela quiser tem paciente por exemplo que que tem um aumento do clitóris mas para ela tá tudo bem ela não quer diminuir o clitóris não quer diminuir o capuz do clitóris aí vai eu lá querer diminuir se nem ela quer então assim é individual cada um Às vezes o que é feio para um é bonito para o outro então cada um vai vai ter aquilo que quer entendeu assim o que que é tão a gente nasce com o nosso corpo mas tem a capacidade de mudar algumas coisas se tiver vontade de mudar muda mas não tem uma coisa padronizado o ideal não ele quis dizer que a harmonização facial ela tem um cálculo feito ele não sim então com relação a ninfoplastia relação a cirurgia eu tenho limite para tirar aquela aquela aquele excesso eu não vou tirar tudo e deixar a mulher sempre que no lábio porque como eu expliquei ele tem uma função eu vou tirar até uma linha o que tem a parte da mucosa eu não posso tirar a mucosa eu tiro o excesso de pele entendeu Às vezes a linha é mais para dentro mas para fora então cada uma vai ter só a variação anatômica então é tem um limite na cirurgia para eu poder tirar no preenchimento onde eu vou colocar volume aqui nos grandes lábios quando a paciente está com a pele mais flácida eu consigo dar um volume E aí eu vou de acordo com ela falei você acha que tá bom eu vou aos pouquinhos sempre fala na primeira sessão coloco uma seringa de cada lado um ml de cada lado fica um mês desse jeito se conhece Se olha no espelho se toca tá legal tá bom mês que vem você volta se você achou que tá pouco a gente bota mais e vai adequando ao jeito que ela quer tá Monte pubiano essa parte de cima o capô de fusca que o povo fala é às vezes tem mulher que acha que é muito grande é cheio é gordinho é volumoso a gente consegue diminuir aplicar enzima tem lipoaspiração é de Monte pubiano então tem algumas técnicas para reduzir e técnica para fazer tudo aqui clareamento se ela passa a gente acha que tá escurecido a gente faz um peeling faz algumas sessões aí para clareando de acordo com que ela quer aquilo ali que tu falou do capô tem a ver com um monte de Vênus o ano é a mesma coisa entende deu mais uma questão que tem mais um áudio aqui que é da Tammy mas boa boa tarde é meninos só convidado top heim já diz ou estou te amando Olha eu vou relatar uma situação não hipotética e gostaria de saber sua opinião de qual o procedimento correto a ser né praticado gravida gestante de 23 semanas com provável colo cortou visto em exame morfológico a e chegar perdendo o tampão na emergência de um hospital médico é tá chega lá com um e-mail de cérvico dilatação é internada às pressas começa a inibição de contrações na a progesterona lá para você que sabe Para que serve e a internação com indicação de repouso relativo Ok é qual que é o procedimento-padrão a partir daí E aí depois eu venho e falo o que que aconteceu bom continua então assim é o que que a gente tem que focar nesse caso ela falou um caso de paciente com colo curto paz hoje no culto ela tem grande chance de ter uma incompetência istmocervical que quando o colo não consegue sustentar a gravidez entre acaba dilatando antes do período esperado que ela ao final da gravidez com 40 semanas é então ele quando o bebezinho ainda é prematuro colo vai dilatando pode entrar em trabalho de parto prematuro às vezes até um aborto que o aborto é classificado de 20 a 22 semanas nesse caso eu estava com 23 ou a depender do tamanho do peso ou do cumprimento do 500 gramas acima abaixo 500 gramas do comprimento é no caso do colo curto é um médico no pré-natal tem que fazer uma boa anamnese uma boa investigação da paciente às vezes essa paciente já teve um histórico de abortos tardios às vezes com 17 18 20 semanas ela perdeu ela teve uma serva dilatação um aborto então pegar essa história retroativa da passe em a fazer o ultrassom com medida do colo como ela falou que tinha um colo curto deve ter sido feito interação com a medida é e em alguns casos é indicado fazer a cerclagem o que é certo lá eu pego o colo do útero e dou um ponto para fechar para dar para ver se aquele colo consegue suportar a pressão da gestação durante aqueles nove meses mas a certo lá já Ela tem um período a ser feito idealmente ali é de 12 a 18 semanas a data provável é mais com 14 a 18 de semana depois de já ter feito ultrassom morfológico ver que o bebê não tem nenhuma malformação então eu posso é uma gravidez viável posso dar aquele. Não tem a bolsa não rompeu a paciente não tem nenhuma infecção tem alguns critérios para gente fazer acerto asma não pode ter mais do que 4 cm de dilatação e outras coisas então passou desse período nesse caso com 23 semanas acerto agem talvez é um pouco mais complicado seria assim um ato heróico poderia até ser tentado fazer mas pela literatura fica um pouco assim em cima do muro pela idade gestacional avançada avançada assim é prematuro mas para fazer a teclado estava um pouco além e a conduta É essa mesmo é fazer a progesterona tentar controlar as contrações diminuir o útero está ali bombando tá tá tá para tentar fazer o parto então a gente entra com medicação é fazer a tocólise lá com a diminuir controlar aquela contração pode entrar com antibiótico também que aumenta o período de latência essas fases da contração é a depender da idade gestacional faz o corte koide para maturação pulmonar betametasona você vai usar ali algumas literaturas a partir de 22 outras a partir de 24 a banda talvez ela com 23 deve ter ficado ali no Limpo uma conduta pode ser feito não é antibiótico corticoide e acredito que é isso é repouso observar pode ser feito no trabalho de parto ativo uma neuroproteção com Sulfato de Magnésio que a gente faz para evitar que o bebê tem um dano neurológico durante esse parto e tem uma lesão mais para frente que seja percebido já na é uma paralisia alguma coisa do tipo que a gente faz a neuroproteção com Sulfato de Magnésio e repouso a conduta nesse caso é muito reservado é muito delicado ao opinar porque às vezes tá bem no limite entre considerar uma gestação viável e considerar um aborto da dança em quando é um aborto é muito triste por exemplo tá com 20 semanas alguma coisa tá com dilatação é muito triste mas não tenho que ser feito eu tenho que falar para paciente olhando não vai sobreviver o bolso não não tá com os sistemas formados é eu eu não quero dar essa informação para paciente mas é o que eu tenho para passar não tenho Como inventar e criar uma expectativa do que eu sei que não vai ser verdade então é tipo rompeu a bolsa sei lá com 21 semanas a gente pode até esperar a depender do caso para ver o que que vai como ela vai evoluir mas é muito reservado prognóstico do um paciente assim então no caso dela com 23 semanas colo curto teve uma cervicodilatação devia estar com as contrações ritmadas aí porque foi feito controle com progesterona é feito eu faria isso também e contra aí repouso e essa parceria de ficar em observação até ter um desfecho o controlar mesmo tudo então evoluir para o parto vamos ver como é que um de seus da história vamos lá para o áudio dela é só acha aqui rapidinho aí vão continuando é alta um dia depois sem nenhum exame nem de imagem nem de toque a indicação de medicamento só para dor é só se houvesse sangramento ou beber não mexesse outra bolsa estourasse uma semana depois essa pessoa tentando fazer repouso por si só porque né disseram que não tinha necessidade da pessoa estar no hospital não sei o porque não sei se aparecer a residente que deu alta permitida pela médica não viu prontuário não sei o que se passa na mente porém deu alta com dilatação uma semana depois então essa Mãe volta para o hospital já com 3 o meio com 24 semanas e 4 dias aí tenta ser pesquisar qualquer um motivo né e obviamente sem nada de tampão uma infecção altíssima no útero a infecção expulsando o bebê prematuridade extrema 22 dias ou a Deus era isso é o meu relato e É uma pena né que ainda aconteçam tantas negligência mpç3 pessoalmente em hospitais públicos então é delicado esse caso eu falei tava bem no lindo ali para tomar uma conduta eu eu dizer assim na os aqui é protocolo fazer isso mas assim é feito o repouso muitas vezes a medicação que a gente vai fazer para controlar as contrações e fazer um antibiótico é por um tempo limitado alguns dias aí eu não vou ficar fazendo antibiótico e tocar o leite com até mulher chegar a 40 semanas há alguns dias então às vezes passados aquele tempo eu poderia até liberar seu perceber que a paciente diminuiu a contração não evoluir com a dilatação do colo Mas é uma observação para ela está ali e eu sabia que ela evolui eu vou fazer aquele parto de uma boa mas não tem muito o que ser feita mas ela estando ali ou em casa depois dessa fase de ter recebido a medicação é uma coisa que vai evoluir entendeu Não sei um caso delicado às vezes essa tem que ver se essa paciente já tinha ou teve outros partos anteriores assim que tiveram muitos estão multíparas tiveram um espaço o colo dela cê já já tem uma dilatação unha natural entendeu é pela cesta pelos partos anteriores então às vezes se for o caso as vezes o médico vai falar não isso aqui é porque ela já teve tantos partos antes e aí ela tava com contração Zinha fraca Fiquei na dúvida se já era a dilatação Zinha das outras gestações ou não é tudo o prontuário caso a Caso não desse caso ficou um pouco em cima do muro TuTiTu mencionou o aborto antes no início do primeiro homem dela como é que é que funciona no Brasil a questão da bolsa Quanto que é legal quanto que pode o aborto é legalizado pela legislação né ironiza é o aborto é legalizado em alguns casos dois casos né três é pacientes com gestação de anencéfalos tá o bebêzinho não tem a formação do cérebro pacientes que têm um risco materno alguma complicação materna caso de risco de morte da mãe a gente pode fazer a paciente com sei lá uma diabetes totalmente descompensada um lúpus totalmente descompensado a pacientes com coagulopatia uma paciente congelar trombose com alguma coisa muito grave eu tô indo estou autorizada a fazer o aborto nesse caso e pacientes que já é um abuso estupro então eu posso fazer nesses três casos e como é que funciona burocraticamente quando tu vai iniciar esse processo tem que mandar o documento para alguém ou é só o médico que decide qual Funciona olha na prática era para ser uma coisa disseminada Qualquer obstetra em qualquer Hospital Maternidade poderia fazer aliás acho que pela legislação pode o que acontece na prática e que quando são abortos legais a gente acaba referenciando encaminhando para uma maternidade especializada em aborto legal como por exemplo aqui em São Paulo Hospital Pérola Bayton então a gente acaba mandando para lá porque já tem todos os protocolos de tudo entender mas pelo SUS que é um sistema único de saúde que tem que ser integral todo a pessoa tem que ter o mesmo atendimento aqui na capital lá no interior aqui em São Paulo em qualquer outro estado era para ser essa de ter esse atendimento em qualquer hospital mas a gente vê que nas capitais é sempre aonde a gente o maior respaldo e ir instituições mas credenciadas desrespeitados para fazer algo desse tipo mas poderia ser feito de maneira menos burocrática e tu realiza o aborto Ou é outro profissional que faz isso a gente dá entrada a gente faz o pedido da medicação é o misoprostol que a gente vai fazer introdução no colo do útero para dilatar o colo e é justificado lá pelo hospital e a gente entrega na farmácia solicitar a medicação é enviado uma autorização mas é assim Aí a gente faz é a gente coloca o comprimido na vagina à espera o a mulher eliminar parte do saquinho gestacional a depender da idade gestacional e do tanto de material que sai às vezes nem precisa fazer a curetagem depois que a raspagem do útero é feita em centro cirúrgico com a cureta que a confusão aí eu explico para as minhas pacientes que é como se fosse aquela uma colher de jarra de suco uma colher do pescoço longo que a gente vai com ela lá dentro do útero raspar para tirar toda a parte lá de dentro todo o saco gestacional então é às vezes precisa fazer a curetagem depois ela eliminar as vezes não precisa nada casa tem que avaliar Mas tu tu tu faz isso eu faço não entende como é que como é que se aprende a fazer na faculdade Na faculdade a curetagem é tido como um dos procedimentos mais tranquilo assim de menor risco então é um procedimento do R1 do primeiro ano de residência é menos arriscado do que abriu uma barriga e ter aquele sangramento todo Claro que tem que ter todo o cuidado Quais são os principais riscos numa corretagem o mais comum é perfuração do útero bom então eu vou lá raspar o útero por dentro com essa cureta que a colherzinha né É E quando eu fizer esse movimento às vezes eu posso perfurar a parede do útero e transpassar a parede com essa com esse aparelho e aí a conduta nesse caso é observar deixar paciente observação às vezes não precisa fazer nada não tem que dar ponto abrir a barriga para dar ponta lá só em casa mais complicada ela que pegou uma alça dentro do intestino alguma coisa tá sangrando aí é outro caso mas as complicações a perfuração e hemorragia paciente pode ter infecção difícil também mas mais isso mesmo são três a complicação neste na anestesia depender da Rádio tiver alguma usei lá na franquia alguma coisa são 13 ocasiões de onde se pode botar na e a terceira em caso de abuso né E isso como que se com provas não precisa Ah é É o relato da paciente não precisa de um boletim médico de E aí não precisa pela lei a paciente falando que foi abusada teve um abuso sexual ela não precisa trazer nenhum comprovante policial um laudo de uma perícia não precisa passar pelo médico perito nem pela fazer um BO a gente no hospital pode até orientar e tudo mais ela para ela baixa dizer os olhos pela ontem de ontem eu até lá 11 não ela não vai engravidar mas ela só eu tive uma blusa eu estou grávida dessa relação que eu tive eu não usava nenhum método contraceptivo e aconteceu então é a palavra dela e a gente vai colocar em prontuário entendi mas questão sair temos mais um áudio aqui do Pedro eu vou tocar aqui Oi boa tarde Patriotas Caio Boa tarde doutor eu tenho uma questão aqui que é seguinte é eu vou para a gente nesse ano fazer o curso de medicina eu encontrei nesse curso eu tenho certeza que eu quero fazer esse curso e eu me identifico agora pelo menos agora com a área de neurocirurgia ou age neuroclinico né Eu ainda não tenho certeza mas eu acredito que seja a cirurgia mesmo e é minha questão é a seguinte eu tenho um certo problema em mim ver feridas filhos abertas feridas de trauma né porque traumas rindo Digitam o acidente de moto eu não gosto de ver esse tipo de ferida hoje em dia mas tendo em vista a minha área de atuação que eu desejo hoje em dia que a princípio não esse clínico geral né é ser um cirurgião é o senhor acha que eu consigo o horário que estão durante o curso se eu tivesse algum colega o senhor mesmo teve esse problema em determinado grau quanto custava e conseguiu passar por cima conseguiu melhorar isso porque eu não sei se isso pode agravá-lo durante a faculdade ou me libid determinar o curso mas é o que eu tenho que eu sei hoje aqui vendo cirurgias assim isso é bem pouco mas quando eu vejo por exemplo um caso de um rapaz que estourou um rojão na mão né que teve aqui no Brasil foi um rapaz foi estar um rojão de torcida organizada eu vendo aquela ferida eu fico muito nervoso eu não Expresso em uma agitação mas por dentro Eu fico bem nervoso Você acha que eu consigo tirar isso de letra durante a faculdade obrigado olha eu digo que consegue Navegar assim né Não posso garantir mas cada caso é é mas é muito comum Eu por exemplo que eu tinha medo de sangue quando ela adolescente Eu lembro que uma vez eu fui doar sangue depois passei mal desmaiei e não conseguia ver enfermeiro pegando o sangue meu outro dia outra vez eu me cortei cortei a mão e aí quando eu fui lavar na pia a pia espalhou o sangue e parecia que era muito mais sangue do que era mas é que ficou diluído na água de ver aquele monte de sangue eu desmaiei também é fazer um filme é Aí eu falava para minha mãe mas eu não vou conseguir eu não consigo ver sangue e eu não consigo ver como ele falou um acidente uma sei lá paciente ferido uma coisa mas é muito diferente por exemplo eu eu tinha muito isso eu não consigo não conseguia ver um acidente por exemplo um atropelamento essa questão da bala na mão aí você falou é complicado com a cena feia mas a gente que faz uma cirurgia pela minha cirurgia Obstetrícia eu vou ter a barriga ali a barriga tá fechadinho eu sei onde é que tá a cada coisa é uma você sabe onde é que tá entrando e você vai aprendendo a controlar ela até falei no começo do meu R1 que ver aquele monte de sangue na hora que abre o útero eu tinha um pouco de desespero a gente vai aprendendo a controlar até hoje eu tenho alguns receios tem alguns assuntos da Medicina que eu não gosto mas em Portugal perdia mexeu com osso eu tivesse uma agonia eu não consigo ver nenhuma fratura exposta nenhuma cirurgia de osso ou alguém falar de decidir cirurgia me dasse uma aflição cirurgias abdominais como a cesariana ou de cirurgião geral eu sou mais tranquilo mas algumas coisas eu não gosto de um realmente ver um atropelamento uma pessoa mutilada uma coisa assim feia é é desagradável no sentido de que às vezes você pensa meu como que eu vou consertar isso como que vai dar certo eu acho e é uma sociedade que você vai ter que fazer um milagre ali mas com o tempo você vai aprender a controlar isso eu digo isso por experiência própria porque eu passei por esse processo de amadurecimento Hoje estou muito melhor Tem coisa que eu ainda continuo aflito por exemplo aí eu fui num programa semana passada que estava estávamos eu falando de cirurgia íntima feminina e tinha um urologista falando de cirurgia masculina mesmo ele falava os procedimentos masculino me dava um negócio ele falar vai botar uma prótese no Aurélio no escrotal paciente que não tem o testículo vai botar uma bombinha aqui para levantar porque ele tem continência meu e eu olhava para ver se a câmera tava pegando em mim porque eu fazer Caras e Bocas eu falei ai que aflição que eu acredito que quando eu falo de cirurgia a gente mas mulher também se contorce em todinha porque uma entendeu a gente sente né então eu acho que a gente vai controlando isso com o tempo esse a controlar em todos os sentidos você controlando na área que você vai trabalhar que a neurocirurgia tá tudo bem É o que você vai fazer claro que quando a gente é médico a gente é médico em tempo integral por isso alguém passar mal no avião você você vai ter que socorrer se alguém tiver um tempo a um tiroteio uma coisa alguém tá sangrando aqui você vai fazer os primeiros socorros Alguém teve uma parada cardíaca você vai fazer mas dentro da sua área é que você tem que estar confortável entendeu E a hora então assim persista faça se forme e você vai ver que vai melhorar eu tive que cuidar de alguém fora do serviço ainda não havia um já aconteceu comigo escondido na verdade eu fui levar uma paciente que teve uma queda de pressão ali botinha passou mal e eu fui lá mas assim e avião não tem muito o que fazer porque não tem medicação não tem como pegar acesso venoso não tem nada é mas no máximo tem um tensiômetro vou ver a pressão da paciente às vezes se supõe que a paciente ou teve uma hipoglicemia eu pergunto por família se ela tem diabetes ou se tem pressão alta hipertensão aí a gente faz alguma medida nesse sentido levantar as pernas bota um salzinho na na língua um açúcar uma glicose uma coisa do tipo teve uma paciente que foi a óbito não vou que eu estava mais na sim graças a Deus foi antes do avião decolar sim que pena que ela morreu mas se ela quando o avião ainda está em solo Quem é responsável médico a lido não sei se da Infraero do aeroporto não sei como é que chama tem um médico responsável quanto às vezes tem solo e ela faz ela ela estava na primeira cadeira a gente eu lembro quando eu entrei no avião era uma Senhorinha assim que acquetico foi o que que essa mulher tá fazendo esse avião Acho que até perguntei não aí depois eu perguntei para a enfermeira ela acha que ela tava indo não sei se era vindo de São Tô voltando para a cidade dela enfim era um voo de São Paulo entrou em São Paulo voltando ela vinha fazer tratamento alguma coisa eu entrei ela tava na primeira cadeira que ela quer mais espaçosa e tudo mil tio o que que essa mulher tá fazendo aqui porque é perigoso viagem assim de longa duração para idoso e tudo trombose outras coisas e aí eu falei meu só que aí eu passo uma hora do avião decolar e não decorou e ficou uma muvuca lá na frente eu tava sentado mais ou menos perto da asa no meio e uma muvuca lá na frente o entra-e-sai de uma chamar Almocei tudo mais e só que ninguém avisou nada no microfone o piloto Comandante não falou nada aí depois de um tempo passou assim meia hora que era para ter o avião teria decolado já aí o comandante falou olha infelizmente uma das nossas pacientes tripulantes é paciência passageiras veio a falecer antes do avião decolar foi levada pelo médico lá do o que se alguém passa mal e morre em cima do dono voo a gente tiver algum médico no avião é o responsável se para dar os primeiros socorros enfim se tivesse sido demorado um pouquinho mais eu lá em cima cuidando dela não tem o que fazer mas fala o motivo do não a deve ter tido um mal súbito mais fácil é uma mulher idosa pela idade mesmo tem mais alguma pergunta aí tem algumas no telegram o Léo perguntou aqui Jadson já ouviu alguma história de assistente que deixou cair um instrumento eu o instrumental no paciente é dentro não esquece tesouras as coisas esqueceram cair né porque cair você pega o olho nas cirurgias que aquecer esqueci de volta deixar lá dentro a conta é é se pode acontecer a gente segue alguns protocolos para que isso não acontece por exemplo com pressa toda vez que a gente vai abrir uma barriga fazer cirurgia a o que vai abrir auxiliar que vai abrir as compressas fala assim eu tô abrindo um pacote com pressa e você vai conta quantas compressas velhos geralmente é padronizado 25 com pressa então se eu abrir quatro pacotes é para ter 20 no final da cirurgia então eu conto antes de começar a cirurgia conto no final para ver se não ficou nada dentro cuidar também alguns hospitais já usa o protocolo de contato todas as pinças tem 30 pinos na mesma no final tem que ter as 30 para nossa Cadê o Gabriel uma pinta cada vestido e colar dentro aí acontece é um caso de negligência de pode Neve causa alguma complicação para o paciente mas que todos nós estamos suscetíveis a cometer porque falha humana todo mundo pode errar então a gente tem que ter tomar um cuidado redobrado aí para nada disso aconteça tem mais um telegrama que tem umas moças mandando perguntas aqui no YouTube já tenho no terminal telegram aqui então o Julinho trem-bala mandou aqui ó a suplementação com ômega 3 em grávidas reduz as chances da criança nascer com TDH ouviram Satanás Olha o ômega 3 ele é muito usado na suplementação na verdade a suplementação em cada gestação deve ser deveria ser individualizada a dosagem de ferro e de abra que para cada paciente de de ômega-3 mais eu não sei se eu vou eu vou mentir se eu falar você está relacionado não eu não teria as informação para dizer se está vinculado a a menor chance de ter transtorno dessa de atenção e hiperatividade é mas é feito sim o a suplementação com ômega 3 sulfato ferroso sim é usado é ela faz parte da suplementação entendeu E isso vai melhorar não só a chance de ter a diminuir a CTT assim como outras doenças também mais uma O Léo mandou aqui é Jadson sujo muitos casos de tentativa de aborto do SUS é o que vocês profissionais da área acham da legalização do aborto é algo controverso no meio ao tem muito porque o que que acontece O aborto ele tem dois cenários ele tem o cenário da paciente pobre e o sinal da paciente rica no SUS que foi a pergunta dele que a paciente mais humilde ela só tem aquela alternativa então muitas vezes ela vai se submeter uma clínica clandestina que faça um aborto e vamos fazer um aborto sem nenhum cuidado a mulher infecciona tem serve se eu tenho hemorragia e tem o aborto da paciente dica que tem condição de ir para uma clínica particular que às vezes o médico se submete a fazer o procedimento e é tomando todos os protocolos e tudo mais e legalmente também só que a paciente tem condição de pagar o médico tá ali recebendo de forma ilegal mas de certa forma é mais bem assistida que ela paciente tem menos chance de morrer então assim a gente pega muito no SUS no pronto-socorro o paciente que tentou fazendo uma clínica chegou com infecção chegou com sangramento entendeu a gente vê que ela futucou com alguma coisa um galho uma coisa para tentar dilatar o colo é triste mas tem que resolve como quando chega em casa assim muito nascer já tá com eliminando embrião um saindo pelo Cola a gente espera coloca a medicação citocina para ajudar a contrair o útero e espalhe o restante de saco gestacional de embrião e depois fazer a coletagem mesmo com anestesia no centro cirúrgico e tudo mais entrar com antibiótico mas é colocou não faz eu vou procedimento nessa clínica clandestina também machucar ela né E aí resolveu alguma lesão que tem acontecesse isso aí a gente tem que Observar se teve alguma laceração do colo se teve alguma perfuração uterina observar entendeu nesse sentido às vezes elas era até vagina não sei que instrumento que eles usam então assim a gente tem que fazer uma revisão completa do canal de parto que mais temos aí de telegram Acabou lá início para o YouTube Aqui tem uma que eu separei da Nicole pergunta sobre HPV muito comum no Brasil e não temos muita informação então o HPV é uma é é assim ele digamos uma pandemia principalmente para mulher mas a gente consegue prevenir o HPV com a vacina tá tem a vacina contra HPV que é disponibilizada nossos Então as as meninas começam a receber o HPV ali com dor outra 12 anos tá E os meninos também não existe a o papanicolau como prevenção é distribuído preservativo para usar na relação para diminuir a chance de transmissão e realmente é como eu falei no começo da entrevista a gente tem pouca informação as mulheres não vão ao postinho coletar o papanicolau as mães não levam as filhas para fazer a vacinação do HPV contra HPV e isso vai repercutindo lá na frente ela tem um câncer do colo do útero sendo que é uma coisa totalmente evitável ou prevenível porque eu posso até ter vaga a mulher pode até ter o HPV mas ela vai acompanhando com o papanicolau para ver se em algum momento vai formar alguma lesão Zinho que pode ser precursora do Câncer porque o HPV tem mais de 100 200 tipos de HPV Existem os HPV de alto risco são aqueles que têm mais chance de virar um câncer e tem uns HPV em baixo risco tá que são aqueles responsáveis por formados de rugas que não vão virar câncer não tem uma preocupação maior nesse sentido então EA maioria graças a Deus são de baixo isso só que aqueles de alto risco eles podem sim ter um desfecho ruim então a gente faz essa prevenção com o papanicolau justamente para investigar esses de alto risco porque quando tiver algum achado no papanicolau depois uma colposcopia uma biópsia que acuse que esse HPV de alto risco ali a gente faz algum procedimento ou faz um Cafe tira um pedaço aquele pedaço do colo uma tampa Zinha do colo para tirar toda aquela lesão que tá alterada é que tá disseminando ali o vírus do HPV ou faz uma cauterização ou faz um leizer dependendo de cada grau de Gamas assim que que vem nos exames então assim é preciso mais informação a questão de saúde pública a os postos precisa a gente os agentes comunitários que vão de casa em casa não só em tá com relação à hipertensão diabetes mas orientar sobre a saúde da mulher fazer o papanicolau apresentar celular 34 anos aí no médico Eles vão lá perguntam ver se tá tudo bem agenda consulta tem que passar mais na televisão passar na rádio sobre a sobre o papanicolau sobre a vacina do HPV assim informação informação realmente a gente sabe o Brasil é um país Continental a informação que a gente transmitir não vai chegar todo mundo mas a intenção é que se transmite a cada vez mais essa mesma informação principalmente dos cuidados de prevenção para que chegue no maior número possível e a gente tem um menor número de casos de câncer de colo e tem mais uma Aí sim é só para avisar a turma aqui é Tá dando umas travadas no programa no YouTube e não aumente ele processa as travadas e depois que o vídeo tá no ar lhe preenche e fica bem bonitinho com uma live normal se isso não acontecer eu vou rodar o programa de novo hoje à noite e aí ficar normal no YouTube mas a gente tá com problema de rede eu não sei se é a internet daqui tá chovendo ficar ciente né Eu acho que é por causa da internet daqui por causa da chuva então só para avisar a galera aí que caso esteja meio cágado no YouTube mais tarde o rodo de novo aí tá tudo certo é só mais umas aqui que eu separei tem a Renata é por quanto tempo podemos ficar com a bolsa rompida minha bolsa rompeu e o médico encaminhou para a cesárea sem nenhum exame e Pareceu ser porque me pareceu ser porque ele não queria esperar o processo normal olha essa pergunta é um pouco vazia porque eu não tenho algumas informações de quantas semanas ela tá E se ela já tinha uma cesárea anterior se ela tinha dilatação no colo do útero ela tinha alguma complicação Como por exemplo o algum o bebê era tava sentado tava pélvico sem falta algumas informações para eu dar uma resposta mais completa mas por exemplo se a bolsa rompe antes de 36 semanas e 6 dias que a gente tá classifica até 36 semanas 6 dias em um bebê prematuro a partir de 37 é um bebê de termo bebê pode nascer a qualquer momento após as 37 até as 41 42 que ele tá no período ideal é então quando o bebezinho é prematuro Às vezes o que que é feito eu posso se for antes das 34 eu faço o corticoide para melhorar o pulmão do bebê o quê que isso vai fazer o corticoide ele vai aumentar o surfactante dentro do pulmão Zinho do bebê para quando o bebê nascer por ele ser prematuro ele vai ter uma dificuldade natural para respirar então corticoide vai e essa respiração dele vai diminuir a a chance de complicação então é feito esse corte código no bebezinho prematuro posso fazer antibiótico a defender a gente faz o teste também do estepe do cotonete vai depender do caso é tem que saber a cor do líquido que rompeu a bolsa aí mas é um líquido clarinho o bebê tava tudo bem é um líquido esverdeado bebê fez cocô na barriga já saiu mecônio Ali pela pela vagina o bebê tava sentado o bebê estava de cabeça para baixo cefálico que aí eu poderia fazer o parto normal se fosse pélvico já indicaria para cesárea a mulher tinha uma cesárea anterior porque o que que acontece e quando a tava com quantos centímetros de dilatação tava fechado porque às vezes o colo não tem dilatação a bolsa rompeu mas é o líquido passa por que o líquido passa em qualquer difícil Zinho mas não tem dilatação então às vezes a gente pode induzir o trabalho de parto colocando o comprimido o misoprostol Oi para o colo e dilatando E aí a gente vai conduzindo esse parto ou se a paciente teve uma cesárea anterior Aí eu já não posso colocar esse comprimido ou conta das contrações uterinas eo a cicatriz da cesárea anterior pode romper então eu já indicaria cesariana então assim tem uma série de fatores aí que nessa questão ela especificou aqui ela mandou aqui Estava com 39 semanas primeira gravidez e nunca fiz exame de dilatação líquido Claro estava com a cabeça para baixo entendi é Voltando à questão principal quanto tempo pode ficar com a bolsa rota não tenho tempo padronizado a gente vai acompanhando por exemplo se o bebê rompeu a bolsa e tava prematurinho ainda às vezes tipo rompeu com 28 semanas é muito prematuro 27 eu não vou acelerar Esse passo porque eu receber não tá formado rompeu eu faço as medicações as medidas e deixo evoluir até quando ele aguentar o trabalho de parto às vezes evoluir com 3426 Quanto mais tempo ele aguentar lá dentro melhor no caso dela que era uma gestação a termo já com 39 semanas às vezes eu poder o médico poderia ter induzido o parto com o comprimido EA sendo são é feita com 1 comprimido A cada 6 horas colocando um total de quatro comprimido Então pode durar até 24 horas para começar o trabalho de pata de lá tá e depois que entrar em trabalho de parto mais tantas horas até o nascimento tempo tem um hospital que tem que comprar o protocolo colocar até 8 comprimidos estão em vez de um dia dura dois de indução então esse tempo a gente vai avaliando como com o exame da cardiotocografia que a gente vai avaliando o coraçãozinho do bebê exames de infecção para ver muito mais quanto mais tempo de bolsa rota a partir de 18 horas de bolsa rota eu já tenho que entrar com antibiótico Então a gente vai avaliando os sinais de infecção se ela evoluiu com febre com taquicardia o odor fétido na secreção vaginal Então tudo isso tem que ser avaliada e tem mais uma aqui da Natália muitos médicos falam que tem mulheres com útero pequeno O que é considerado o útero pequeno ele dificulta a gravidez ou sexo Olha na verdade é colocado um tamanho médio do útero nos exames de ultrassom por exemplo que não lembro acho que vai de 15 a 120 por aí de 20 a 120 centímetros cúbicos e é a questão do útero pequeno é porque geralmente a maioria das mulheres quando nunca teve uma gestação o útero dela é pequenininho é menor do que uma pera acaba assim a palma da mão assim é pequenininho Então a partir de cada gestação a mulher que teve duas gestações três gestações quatro o útero depois da gestação ele evolui ele diminui mas ele nunca vai voltar a ser o que era antes pequenininha ele fica um pouquinho maior que o da gestação depois que passa esse tempo de recuperação um pouquinho maior paciente que tem mioma também tem o outro é um aumento do tamanho inteirinho mas não é que é útero pequeno prejudica a gestação não às vezes pode prejudicar colocar o DIU tem paciente que tem útero curto demais então para colocar o DIU ele não vai caber Às vezes tem até de um menorzinho tem alguns dias que são pequenos para tentar inserir nesses casos mas para dificultar a gestação não tem a pergunta do Adriano aí né que é interessante Adriano mandou no super chat aqui a essa é uma pergunta séria baseada em um estudo sobre traição que vi anteriormente as pessoas do sexo feminino falam sobre traição com o seu médico isso acontece não entendi traz a a paciente falar que traiu isso é eu acho que não tive um caso de alguma DST ou alguma coisa assim acontece o que é que acontece Às vezes eu pego no consultório paciente casada se lá 10 e quando vem ao pronto-socorro e tava com a lesão de era aí eu falo assim você já teve herpes você já teve alguma lesão de Efron não é para eu primeira vez que eu tô com herpes e a gente sabe que é isso é transmissão sexual então se ela não teve e ela eu falo você teve algum relato obviamente eu não pergunto assim né mas eu falo você tá com herpes E aí ué você sabe o que é o herpes vírus da herpes é não às vezes sabe eu explico é o vírus que é transmitido sexualmente tal e ela fala nossa mas então eu peguei do meu marido do meu namorado aí a gente fica naquela mesa na sinuca de bico né porque eu falo se eu falar ela vai terminar o namoro o casamento e se eu não falar também eu vou estar mentindo a informação de como que é o tempo de latência da infecção Às vezes a gente acaba falando assim não mas mas às vezes você pegou já tem um Oi e o herpes às vezes ele fica no organismo Ele realmente ele ele ele se fixe ali no nervo e só quando a imunidade cai quando a umidade da pessoa cai é que as lesões vão aparecer ou quando tem algum fator desencadeante que vai ativar a o vírus então às vezes a pessoa pegou e aí não não apresentou lesão teve algum problema queda de imunidade alguma coisa e aflorou afloraram as lesões então a gente fica naquela sinuca ali não saber como agir nesses casos o Também quem traiu quem né Ok entra aí o que às vezes ela pode ser traída entendeu mas ela normalmente a paciente fala com ela admite ou ela esconde também às vezes o que acontece é o seguinte a paciente que teve ou uma traição ou ela é solteira e teve uma relação de prevenido ela vem ao pronto-socorro para tirar dúvida Doutor tive uma relação desprotegida quais doença eu posso em quais exames eu devo fazer quase medicações eu devo tomar elas vêm para essa informação Então ela já fala aí o que que aconteceu não eu tive 1 relação assim eu sempre tenho relação com meu parceiro e tudo a gente não usa preservativo que a gente é casado há tantos anos mais esse final de semana aconteceu isso esse é o Oriente se você pode tomar as medicações que ela tem que tomar Tem mais alguma coisa aí é tá entrando mais algumas aqui até a Natália ela mandou a pílula anticoncepcional só camufla os sintomas da síndrome dos ovários policísticos é o que que acontece muita gente acha que a pílula anticoncepcional é tratamento da sop da síndrome dos ovários policísticos e não é o tratamento da sop é Mudança de Hábito de vida é fazer atividade física at é alimentação correta é evitar a alimentação mais inflamatória é muito açúcar então o que que acontece e o anticoncepcional ele é um aliado no tratamento da só que a paciente vai fazer o tratamento com a atividade física alimentação com acompanhamento regrado o anticoncepcional a gente vai diminuir alguns sintomas assim eu não diga aquela camufla se for usado apenas o anticoncepcional aí sim eu diria que ele está camuflando ficar paciente acha que está tratando e não está mas ele é usado como Aliados somado a atividade física alimentação e outras medidas aí ele também faz parte do tratamento naquele essa sobe faz não é quando são os sintomas assim dormindo sassof é a maior doença metabólica que tem na ginecologia é a mais comum digamos assim ela vai é uma é os ovários que são que a gente pode encontrar pelo ultrassom ou não não necessariamente quem tem os cistos nos ovários tem a sop e às vezes quem tem sobe não tem os ovários com micropolicísticos a gente tem que avaliar ou e o que é que ela vai fazer ela tem uma disfunção ali ovariana e vai repercutir tudo que aquilo aquelas hormônios produzidos nos ovários vamos fazer no corpo da mulher vai ficar alterado Então ela tem a alteração metabólica ela tem uma resistência insulínica maior Ela tem maior predisposição a ter obesidade a desenvolver diabetes ela tem alterações cutâneas ela pode ter acantose nigricans negras que ela vai ficar escurecida por exemplo no pescoço áreas de dobra virilha ficam a pele mais escurecida uma pele mais aqui Nei que fica com muita muita espinha muito oleosidade aumenta o número de pelos no corpo de aquela mulher que tem um sutista que a gente fala tem muito pelo por exemplo no em áreas que são mais masculina pelos no rosto pelos nas costas pelos em raiz de coxa então altera toda a função do e a gente tem que tratar isso de dentro para fora e alimentação e atividade física e o anticoncepcional entra nesse tratamento tentando bastante pergunta de mulheres aí toca ficha isso tem uma da Natália não ótima no interior outra Natália é Caio pergunta também sobre o implante hormonal tem médico que disse que é joia E tem uns que odeiam a gente fica perdida esse aquele chip Tá beleza então ele tem terá que especificar porque até um implante hormonal que o anticoncepcional que é o implanon que a gente coloca aqui no braço tá isso é distribuído no SUS também que é um contraceptivo ele tem uma duração ali de três anos a mulher vai estar com aquele hormônio ali que vai ser liberado é em doses diárias até a duração de três anos e ele serve como contraceptivo única e exclusivamente existe o famoso chip da beleza que diz chip não tem nada também o implante é que ele pode ser tanto o implante absorvível como o não há e o absorvível o médico vai colocar ali ele tem um tempo de duração e vai fazer aquele efeito não precisa retirar depois o não absorvível é colocado como se fosse um pallet é um tamanho de um palitinho de fósforo de silicone e dentro tem o hormônio que vai ser liberado para duraliss 6 meses a 1 ano dependendo do hormônio e após passar esse período a gente precisa retirar esse tubinho de silicone o que que acontece o existem vários hormônios que podem ser usados nesses implantes desse caso do implanon não é só uma Harmonia só contraceptiva nesse implante que é o famoso chip da Beleza a gente consegue colocar alguns hormônios como por exemplo a gente treinou na que é o do chip da beleza por quê que pegou esse nome porque a gente tem nona vai dar um maior desempenho físico para paciente mas é para aquela paciente que vai até a atividade física então assim se a paciente ela e fala assim eu tô eu tô procurando usar hormônio para melhorar meu desempenho físico meu ganho de massa magra facilitar a perda de gordura Quero aumentar minha massa muscular é e outro de outros desempenho os corporais Gerais a resistência dela a brigar cidade Tudo melhora aí a gente consegue usar gestrinona não existe uma mágica tem mulher que chega assim vai vou tomar vou aplicar o chip da Beleza o implante de gestrinona e vou acordar linda Ah não é isso gente não é isso e também não tem não é assim a paciente tem que estar comprometida em fazer atividade física tem uma alimentação regrada e a beleza que vai aparecer na verdade a de venda da melhor da cultura é do hábito de vida dela é um ganho secundário ela vai melhorar o e o dela na verdade o organismo dela melhor como todo e a estética vem por último é uma consequência entendeu potencializa Então ele potencializa para quem faz todas as medidas não se a paciente colocar a gente tá lindona e deitar dormir comer tudo errado e achar que vai ficar bonita pelo contrário ele potencializa para o reverso vai ser o chip da baranga ela vai ficar mais feia ainda ela vai ficar horrível porque ela vai ter maior para exposição a acumular gordura não vai ganhar massa magra ela já não faz nada para isso não tá malhando tá comendo tudo errado e acha que colocar um implante vai ter um milagre não existe existem outros tipos também não ache palavra implante é que a gente pode colocar a testosterona progesterona outros hormônios por exemplo na menopausa a gente consegue fazer uma reposição hormonal com esse implante também tem para homem isso também nenhuma terceiro ainda é feito implante masculino O negão é demais uma aí a Tatiana mandou aqui por favor falem sobre endometriose endometriose é um tema sempre frequente as pacientes tenho muitos pacientes no pronto-socorro que são pacientes fiéis elas vão lá muito tadinhos por quê Porque ainda material Causa muita dor muito sintoma O que que a endometriose endométrio a parte de dentro do útero o útero é uma parede Zinho que tem três camadas endométrio a parte de dentro aquela parte que vai descamar na menstruação todo mês ele se desfaz se diz cama e tem a menstruação a parte do meio também que a parede muscular tá o miométrio e a parte e à serosa uterina que a parte de fora que vai revestir o útero tá bom o endométrio que a parte de dentro que ele tem que ficar lá dentro do outro é mas por alguns fatores a algumas células de tecido de endométrio aparecem dentro da parede do útero no miométrio na serosa uterina ou até mesmo fora do útero lá na trompa lá no ovário grudado no intestino grudado na bexiga então ainda metriose é quando nós temos o tecido de endométrio fora do lugar que era para estar que ela dentro do útero então ele vai ficar ele aparece em outra em outra área o quê que isso vai acarretar o endométrio como eu falei todo mês ele sofre ação de hormônios e vai descamar tem a menstruação então se eu tenho esse tecido fora do útero é como se ele tivesse um sangramento uma alteração tecidual fora do útero dos por exemplo se tá ali na bexiga ou grudado no intestino no ovário ele vai causar uma reação inflamatória Ali vai causar a dor então a paciente tem dor porque ela tem esse tom e fora do endométrio Ford da parte de dentro da cavidade uterina e Existem várias teorias para como esse tecido foi chegar lá algumas delas são da menstruação retrógrada porque parte da menstruação oitenta por cento da menstruação é sai é exteriorizado é o sangue que a mulher veio na menstruação e parte da menstruação reflui e retorna pelas tubas uterinas e cai na cavidade abdominal da mulher então aquele sangue que tá ali para ser absorvido pela cavidade abdominal às vezes pode deixar as células de endométrio ali fora grudadas na no ovário Natuba ou na bexiga no intestino em fim então aquele tecido fica ali e vai se reproduzir indo vai aumentando e vai causando dor todo mês naquele período menstrual ou às vezes após cirurgia por exemplo a cesariana quando a gente vai dar o ponto então a agulha pode levar fragmentos ou células do endométrio para fora do útero e é espalhar esse tecido por fora da cavidade abdominal não tem não tem uma explicação do porquê que isso acontece ainda então existem mais de 9 a 10 teorias dedicando não existe uma teoria é protocolado Existem várias teorias às vezes disseminação hematogênica vou por lindos iluminação linfática contigo idade tem várias formas ela continua pergunta que ela também quer que tu fale sobre o perigo do anticoncepcional porque ela teve nódulos no fígado provocado por eles os nódulos não não não é bem assim o que acontece é que algumas pacientes com algumas lesões hepáticas a gente é vida alguns anticoncepcionais como os de hidrogênio Mas isso é acompanhado com o médico tudo para ver porque nem tudo que é nem toda lesão a gente vai contraindicar o método mas que o anticoncepcional causou não sei não outro tive nódulos no fígado provocado por eles tem mais alguma boa aí a Tamara Tamara aqui é verdade que quem tem o útero retrovertido tem dificuldade para engravidar Então essa pergunta sempre acontece não tem nada a ver o útero retrovertido é só é a variação anatômica do útero como que acontece aqui tá a vulva aqui tá a vulva né a vagina vai estar aqui e aqui o útero né a vagina que conectando a partir A paz de Deus que o útero o que acontece é que o útero pode estar assim é médio vestido pode estar anti vertido ou retrovertido quero ver com um pouco mais virado para trás isso só é a variação da posição do útero pode dar um pouquinho mais para frente para o meio ou para trás Não dificulta engravidar não vai alterar nada ao longo da gestação só uma variação anatômica é como você dizer que tem um nariz um pouco maior menor em médio não vai mudar nada mas aí você parou alguma pelo mais uma da Natália última pergunta ela mandou a última pergunta eu prometo depois que a gente para de tomar anticoncepcional usado por 13 anos existe o efeito rebote precisamos cuidar de algo não assim se ela é o anticoncepcional por exemplo o anticoncepcional oral depois que você termina de usar mesmo que por longa duração o você a mulher volta até a fertilidade e a mente às vezes nos primeiro segundo mês já já voltou normal às vezes quando são anticoncepcionais injetáveis principalmente os trimestrais O Retorno dessa fertilidade demora mais um pouco às vezes demora seis meses um ano tá então tem que ver com a anticoncepção celular o que ela usa e os cuidados que ela perguntou não sei se é para ela que se ela quer tentar engravidar ou se ela quer evitar ela tá perto da menopausa não sei entrou mais aí também né da Alessandra Não tem perigo emendar cartela de anticoncepcional não não tem perigo Anticoncepcional pode ser emendado a cartela existe alguns anticoncepcionais que são próprios para você emendar cartela e outros que são próprios para você dar a pausa e ter o sangramento mas todos você poderia emendar e tem o Lucas ele tá perguntando aqui a gravidez pode desencadear cetoacidose eu acho que essa já foi feita né falou da diabetes Então nós não é acho que foi indo indo a letra olha a dose mas a dele aqui é a gravidez pode desencadear a cetoacidose e o tratamento diferenciado para evitar o edema cerebral principalmente a gravidez quando a paciente tem diabetes ela ela se não for bem acompanhada pode causar assim então por isso que tem que ser feito principalmente um pré-natal de alto risco tá paciente que tem diabetes descontrolada tudo é uma avaliação minuciosa ela tem que estar medindo a Glicemia às vezes ela controu essa diabetes só fazendo as anotações o controle rotineiro às vezes ela tem que usar medicação tem que usar insulina nph insulina regular para normalizar os níveis glicêmicos dela e quando isso não é feito de forma adequada pode-se desencadear as complicações E aí é bom aqui do do Eliéser viu eliézio achar que poderia perguntar para ele por favor se tem relação entre o comportamento humano e o tipo de parto exemplo a pessoa nasce prematura e é mais acelerada a barra ansiosa ou não passou por fórceps moda eu no caráter da pessoa que nasceu eu não teria um estudo para falar disso não para ser bem sincero Mas eu acredito que não tanto que não que ele falou da prematuridade quando a gente tem muito a minha mãe fala muito isso meu irmão caçula lá em casa somos quatro filhos eu sou o terceiro meu irmão mais novo ele nasceu prematuro e a minha mãe Viva todos que ele faz errado na vida é porque ele é pra Má todo até hoje homem tem 28 anos aí só que não é assim o bebé prematuro até Aquele momento que do pós-parto até ele desenvolver tudo ali não sei a parte da Pediatria da neonatologia mas o bebê é prematuro só naquele início até ele desenvolver todo seu organismo depois que ele normalizou e tá compatível com um bebê e uma criança da idade dele tanto do que o desenvolvimento dele vai ser igual entendeu então isso não vai acarretar é obviamente eu tô falando de um parto foi tranquilo não teve nenhuma questão uma complicação epoxia alguma coisa do tipo que pode gerar alguma sequela futura com relação ao comportamento eu não saberia informar acredito que não mas vamos e fala assim muito em epigenética O que é epigenética Genética é quando a o que a gente faz na gestação e na nossa vida também vai acarretar na vida dos nossos filhos então alimentação que a gente tem o hábito de vida que a gente tem esse a gente fuma se a gente pratica atividade física se a gente tem uma vida saudável é isso pode e na vida dos nossos filhos mas não necessariamente muda a genética deles não é que vai acontecer isso mas acaba que eles têm menos para Exposições mesmos que mesmo que eles têm um gene para determinada coisa Às vezes a pode diminuir a chance daquele gente se ativado ele ver a ter alguma patologia entendeu tem uma aqui ó na sua opinião a indústria pornô está danificando a mente das mulheres em relação ao próprio corpo existe uma influência olha existe sim na verdade é sim existe um padrão da atriz pornô atriz pornô é aquela moça aquela mulher dos seios avantajados a cintura é fina o bumbum grande a boba é tinha sem excesso de pequenos lábios isso mesmo que causam um esteriótipo de que a mulher para satisfazer bem um homem ela tem que ter aquele padrão o que não é verdade até porque quem assiste o vídeo pornô é o homem né a mulher a mulher nem sabe como é que tá a mulher do vídeo pornô Mas enfim criança esse esteriótipo de que a mulher tem que ser daquele jeito então é o vídeo pornô para quem assiste a pessoa tem que ter uma um discernimento de que aquilo não é a realidade Aquilo é uma encenação que o sexo não é daquele jeito é a lição atores a cena não acontece naquela sequência eles pausam eles pausam até intervalo de gravação eles colocam coisas para enganar as vezes o estímulo tem um estímulo maior Às vezes a ejaculação do homem é falso Às vezes tem outras coisas então ele é todo uma encenação para você acreditar que aquilo é daquele jeito e na vida real não é então quem assiste tem que ter essa esse discernimento que ela é uma fantasia você pode até ter fantasia sexual de erotizar essa questão toda o salgado tudo se masturbar Mas sabendo que aquilo é uma ficção entendeu não é daquele jeito mas isso chega no consultório que percebe alguma alguma mudança na mente das mulheres depois da popularização da fotografia não o que aconteceu não é nem da pornografia eu acredito que através das novelas e da mídia aberta porque o que que acontece com a questão do Instagram com a questão das novelas que hoje em dia morre hoje em dia mostram mulheres de biquíni aquela lingerie bonita aquele corpo bonito as pessoas se mostram mais na rede social a mulher mostra mais seu corpo o homem também mostra é e isso como as pessoas passaram a se mostrar mais a gente passou a conhecer mais os corpos a gente passou a se olhar mais então veio com uma cobrança meio que inerente por conta dessa exposição da tanto nas redes sociais como na televisão a que é a do casal na novela das oito novelas das nove horas aquela cena picante a mulher vem com um babydoll uma coisa uma lingerie bonita mostrando as curvas às vezes até um pouco mais quente como verdades secretas mostrava algumas cenas e essa questão da estética bem um pouco dessa exposição Eu não eu não entendo que seja uma cobrança Mas é uma exposição a gente está vendo mais esses corpos do que antigamente Então as mulheres acabam se comparando ao querendo ficar bonita daquele jeito ou sabendo que dá para fazer aquilo entendeu Então procure um cirurgião plástico procuro nutrólogo procurar um fisioterapeuta alguém para melhorar um profissional é um personal para fazer um treino então assim não só com relação a cirurgia Mas mudança corporal como todos ficar com Shape lá eu quero ficar desse jeito eu quero tirar uma foto na praia assim então eu tava com aquele corpo em casa nesse sentido a exposição e os filtros do Instagram também interfere bastante veio veio uma polêmica aí né dos últimos tempos de tratar uma campanha aqui com a preta Gil Angélica e outras é famosas para não usarem o filtro do Instagram ou até pode usar mas que você não se cobre porque tem gente que que usa o filtro solar oficial o filtro do Instagram e acha que na vida real tem que ser daquele jeito não você pode até postar uma foto com filtro Mas sabendo que ele é uma ilusão que você não é daquele jeito nem vai chegar daqui do jeito que tá tudo bem as pessoas levam no consultório eu quero ficar assim uma foto do do filtro acontece frame não porque nessa parte facial corporal mas acredito que para cirurgião plástico dermato deve chegar muito mas porque a parte da vovó ninguém fica postando é velho tá botando fazendo no rosto é Eu me formei é com essa especialização o tanto tanto tanto mas eu tô da Volvo é maravilhoso então mas acontece Sim essa questão do filtro Então teve campanha dizendo para as mulheres deixarem de usar o filtro se aceitarem do jeito que são com o corpo com espinhas com do jeito que fossem aquela máquina que eu filtro maquiagem permanente você bota o vídeo você tá pronto entendeu tira espinha tira ruga tira o envelhecimento passei a pessoa que é velha fica nova tem um filtros engraçados então assim é a campanha foi mais no intuito de as pessoas hoje Estão levando tudo ao Extremo e isso vai se torna a doença psiquiátrica pessoa se cobra pessoa tem que fazer um acompanhamento psiquiátrico e psicológico para se aceitar e está errado a pessoa não é para ter essa cobrado na verdade e quando acontece Sim essa essa esse distúrbio a pessoa tem sim que faz o pagamento mas a gente tem que ter cuidado com essa relação do filtro do de mascarar a realidade entendeu não precisa disso a pode usar assim para se sentir bem mas que você entenda que aquilo é a realidade virtual você tá postando ali uma foto totalmente editada e que você não não é daquele jeito e nem precisa ficar e tá tudo bem vida que segue é tem mais uma aqui de uma pessoa que já te acompanha no Instagram Ela perguntou se ser um homem assumidamente gay na medicina já chegou a ser um problema já enfrentou preconceitos olha no começo era no começo da Medicina assim até porque o meu a minha orientação sexual eu fui desenvolver mais na medicina porque eu fui estudar e fui ver que eu era normal que eu eu tava estudando a fisiologia humana e vi que isso acontece então quando eu quando eu passei a minha entender aí pronto eu acho que quando você se resolve consigo mesmo ninguém me derruba bom então pensamento que que passa eu sou anormal isso fica por muito tempo é Sil Óbvio todo mundo fala que você não é normal você interna isso e interiorizem isso não isso aqui não é normal isso aqui é doente precisa de tratamento só que eu tenho que antigamente as pessoas eram colocadas em clínicas para tentar mudar o comportamento de banho gelado banho quente né é lá da Tortura né que eu tô usando então assim antigamente os homossexuais sofrerão muito a gente tem que eu graças a Deus hoje estou numa posição de poder levantar a bandeira e ficar confortável nessa situação mas eu sei que não é a realidade de muitas pessoas e Eu já estive nessa outra posição de não poder falar abertamente da minha orientação sexual nem para os meus familiares nem para mim as para os meus amigos ou numa rede social e não é um é fácil assim a se perseguir a se percorrer mas infelizmente a gente tem que percorrer esse caminho porque senão ou você faz isso você vive numa prisão eterna O que é muito triste você passa tá com 50 anos 70 anos aí você olha para trás Poxa minha vida todinha podia ter aproveitado Amado a pessoa que eu queria feito o que eu queria ir não fiz agora tô com 70 anos eu vou tchau então assim É eu sei que não é fácil não é uma coisa que você na corda se ai hoje eu vou contar para todo mundo não é uma é uma é uma sequência é um passo a passo você primeiro vai está aceitando eu eu lembro da por exemplo meu processo de aceitação eu acho que assumir é uma palavra muito forte que eu não cometi crime nenhum não matei ninguém eu não vou sertaneja verdade entendeu então eu acho que aceitar porque quando a gente fala de ar o mal não quer dizer que eu sou um extraterrestre pelo pela matemática e pelo português o que é a norma a norma é o que se repete então a maioria da população é heterossexual a norma heterossexual o que está em minoria o que não é tão comum é o anormal digamos assim mas não por ser alguma coisa anômala não frequência é só a variação é então no meu caso quando eu na medicina Eu por exemplo a minha primeira relação sexual foi com 21 anos foi depois de entrar na faculdade e os meus amigos todos já tinham tido com quatorze quinze dezesseis mas eu não me sentia seguro nem confortável e eu não me conhecia e eu não sabia o que é que eu queria Então eu esperei meu tempo falei quando eu aprendi que o aquele meu desejo aquela Minha vontade era fisiológica e natural Aí eu deixei ela Ah entendeu então veio a aceitação primeiro da minha parte depois que isso acontece aí você tá preparado para enfrentar o mundo pode vir qualquer pessoa querer dizer que você tá errado o que você tem lá é pecador ou não sei o que uma ET sei lá um bicho que você vai cagar para opinião dela porque você sabe que você não é e a sua opinião que importa e pronto mas isso acontece a pessoa falar isso na tua cara já acontece acontece o preconceito está aí bom é quando fala a pior das hipóteses é meter uma lâmpada na cabeça uma garrafa já eu já levei garrafada na cabeça tudo já tava andando com alguém no meu R1 de ginecologia quando as minhas primeiras férias é da residência Eu Voltei pro Criar o seu vou para o Piauí foi passar as férias lá meu último dia de férias eu reunir os meus amigos meus irmãos familiares numa casa lá um pão e para para eu fazer a despedida a gente já tem uma festinha um show de Forró uma coisa e eu e meu avô ia ser tipo três da manhã e a gente ia ficar contratar engano foi de madrugada aeroporto e voltar para São Paulo aí eu sei que houve um desentendimento de um dos meus amigos ele é gay tava um pouco já bêbado acho que encostou dançando tava dançando com outros amigos meus irmãos ali perto também ele encostou numa mulher hetero que ficou incomodada acho que por ver tantos gays não abalada heterossexual da capital ela Fica incomodada e foi tirar satisfação e eu vi que ele tava bêbado e não tinha feito nada errado fui tomar as dores que os essa pessoa que eu entro no meio da confusão Principalmente quando algum amigo eu vi eu vejo que tem alguma uma coisa errada ali e ela foi o que que foi minha filha que que tá acontecendo aí ela falou não ele encontrou o filho meu bem mas aqui é uma festa você não tá no camarote na hora que é uma pista de dança tudo você quer o que cada um então bota uma barreira aí minha filha não tem não existe eu sei que ela já veio Bom dia pegou a garrafa jogou na minha cabeça cortou sangrou a festa acabou acendeu a luz chegou a polícia a menina foi presa para eu perdi meu voo fui parar na central de flagrantes para fazer a você escuta o delegado do meu vi ainda não falou assim olha só foi por causa da treta não ela não falou mas ficou meio que a gente sente não precisa você falar a você é preto para pessoas que se sentir sentir o racismo é no olhar no jeito é no gesto sabe né você sente e eu senti que foi isso e os meus amigos todos sentiram a mesma coisa entendeu então ela é causou um corte na minha cabeça eu tive depois do do da perícia lá da central de flagrantes fui no IML fazer perícia depois fui ao hospital fazer. Era o último dia das minhas férias Tive que entrar de atestado mais uns 10 dias meus R mais caro só pode porque eu era o R1 e R1 não pode faltar o aluguel é o trabalhador braçal que vai fazer o trabalho Grosso mesmo e aí eu tive que dar mais atestado mas eu fui meu olho não tem como tá cicatrizando vai ter infecção tudo aí Enfim então assim bom é quando a pessoa fala na sua casa tem que não gosto de você porque você é gay um pouco que tem gente que tá com a garrafa que tá Cup a lâmpada que mete uma faca que mete um tiro a sociedade infelizmente ainda é desse jeito e tu disse que tu aceitou com 21 né tu eu tiver minha primeira relação com 21 anos eu preciso fingir que era eu perguntei muito sim a sociedade é de cobra isso Você tem 21 anos nunca teve uma namorada uma coisa então você meio que às vezes você quer dar uma satisfação é a minha vizinha que eu tô paquerando ou alguma coisa do tipo até o dia que você enche o saco aí tá é cadê as namoradas deles estão lá no Inferno da Pedra Preta e lá na [ __ ] que pariu a gente ficava com mulheres para manter o personagem cheguei a fica muito Amarelo ficava demais era porque era feio que Dirá se eu fosse bonito mas fazer sucesso Olha que tem que ela fera eu Quem era Quem é feio era mais bonito que eu é que eu vou eu tenho coragem de postar uma foto minha antiga não me acha assim povo posta tbt eu posso de verdade um tempo para cá porque eu vou te contar juro por e beijava ficava com menina e era menina mais velha e mais nova do que eu rapaz se fosse para ser ela ia prestar viu não tem que botar eu é desse jeito aí com o passar do tempo é que eu fui me entendendo e é como pessoa né como indivíduo na sociedade como e olha entendendo a minha orientação sexual e eu fui tentando depois do momento que eu não entendi eu fui passar isso para minha família de aos poucos né não é chegar e falar assim mesmo na lado não não fiz reunião outro copinho você sair um bingo primeiras é gay agora é feita hahaha não vai bem assim não devagarinho no começo são muitos traumas é choro para lá e para cá e briga e revolta aí você vou tirar da faculdade vou tirar carro já não sei o que a gente pode tirar não não pedi nada não ganhei nada tô aqui não fiz nada de errado não não estou me assumindo que eu não fiz um crime estou só comunicando não quiser aceitar bem se não quiser beijo tchau e até porque depois que você se aceita ninguém vai tirar sua autoestima só compensa a coisa Ah eu sou careca Eu sou nariguda eu não sei o que a partir do momento que você se entende se aceita daquele jeito ninguém consegue diminuir Isso é uma máxima para vida e para qualquer indivíduo você tem que se conhecer tem que se amar do jeito que for porque só assim para as pessoas se lhe respeitar em porque senão o povo passa por cima de você não tá nem aí quero saber não ninguém tá nem aí para nada não eu sei como é que é a família quanto tempo dura até até ficar tudo bem ou não fica como é que é é isso é muito individual e particular de cada família depende dos laços que cada indivíduo tem que os seus pais seus irmãos Depende do nível econômico cultural e social tem gente que não tem informação não dá para eu exigir que a pessoa que foi criada na década de 70 60 que era outra geração e não estudou saiba que isso e tal entendeu Eu posso até explicar e mostrando tudo mais às vezes é melhor deixar não ele não vai entender mesmo e paciência e você vai viver a sua vida feliz se o outro ficar infeliz por você sinto muito mas você vai cada um tem que ser feliz por si só entendeu a gente tem que buscar a nossa felicidade que senti foi tentar ficar triste para agradar todo mundo a gente vai morrer triste porque nunca os outros vão ficar feliz é desse jeito então é lá na minha família foi devagarinho na verdade não vou ouvir uma comunicar um comunicado a Eu sou gay não eu passei a viver a minha vida Antigamente eu tinha uma vida dupla tipo eu tinha os meus amigos gays e os meus amigos héteros então quando eu ia sair para um jantar uma festa eu encontrava os amigos héteros aí depois eu encontrar os amigos gays mas os dois grupos não podia se unir porque eles não podiam saber que eu era amigo daqueles aqueles entendeu E assim a loucura e do momento que eu passei a me aceitar aí meus amigos héteros falar vai vão para o restaurante se usa o seu grupo de amigos gays ela vai vamos sair eu vou estar nesse restaurante querem vir vamos juntar os grupo aí aí passaram a entender que aqueles meus amigos que eu andava Eu quero gay quero meus amigos também eu comecei a postar vaqueirinha tô ficando confuso não assim ficando mas eu postar muito foto não fiz essa pessoa como paquerinha e Depois mudava agora é só como mudei de paquera aquele outro é o povo entendendo a então é para a gente não precisa botar uma Outdoor ninguém eu não vi ninguém e assumindo que é hétero entendeu eu não tenho essa obrigação hetero nenhum vai ficar anunciando e eu nem quero saber cada um que cuide da sua vida o povo vem perguntar aí você acha que Fulano Egg você acha que Fulano eu sei lá eu posso falar mas é porque gay reconhece que eu falei se fosse verdade é hétero reconhecia a Edna se tu não sabe o que ele é que eu vou saber entendeu como é e quando quando o game tá na fase que Ele tem que esconder E aí ele quer conhecer outros gays e o outro veio também tá escondendo todo mundo como é que você se conhecem eu tive um suporte muito grande e que foi na medicina quando ela acadêmico de medicina tinha um grupo de Facebook que também tinha um grupo do WhatsApp que chamava medtopia que eram alunos de medicina e médico já formado que eram gays lésbicas bistr ans toda abandonar a sigla da Bandeira bom e isso me dá um suporte tão grande e não é não era grupo de paquera nada era grupo de amizade para você saber meu tem outro aluno gay na outra sala ou na outra faculdade ou na outra cidade no outro estado tem uma amiga é lésbica tem um médico trans que atende lá não sei aonde Porque para mim é aquela questão da representatividade eu tinha dúvida assim meu Deus será que se eu me formar e foi um dia assumir Será que eu não vou conseguir emprego em tem que pensar em tudo eu vou morrer de fome aí eu pensava Será que eu vou conseguir trabalhar Será que eu vou Será que as pessoas vão me respeitar será que um diretor do hospital vai deixar eu ficar para ver como é que a cabeça da pessoa por uma coisa que não tem nada a ver a gente se preocupa porque a sociedade cobra entendeu então eu pensava assim meu não sei como é que vai ser minha vida então quando eu vi a colegas médicos formados a nossa ele é o diretor do hospital Tyler borra meu Tu é [ __ ] cara tem que você tá abrindo portas para a gente fulano de tal é lésbica e tá sei lá saiu na matéria que eu não sei o que Bambam primo eu tiro o chapéu Bate a Palma era era assim a referência a gente precisa de pessoas assim como tudo na vida a gente precisa de cadeirante na novela de mulher preta é como protagonista como sei lá careca galã um obeso lançando uma uma uma roupa uma lingerie uma pessoa com vitiligo no Big Brother entender a gente precisa de representatividade isso isso é que movimenta que estimula que dá gás para as outras pessoas que estão nessa fase de aceitação que não podem falar para elas verem que tem alguém que chegou lá é um caminho da pelo caminho e também tentar descobrir outras pessoas ao seu redor a fazer e se relacionar para namorar então a partir desse grupo mede tupia a gente combinava encontros em restaurantes da cidade E conversava trocar a experiência trocava relato Nossa como é que foi com você como é que foi com sua família como sua família reagiu é eles foram recebidos Eles foram mais tranquilos e e cada um e a desenvolvendo a sua maturação maturação emocional entendeu Até o momento que você se sentia preparado ou para contar para sua família inclusive é ano passado eu fiz uma a minha faculdade me convidou para fazer uma palestra online para os alunos de medicina para falar sobre a diversidade na medicina eu achei assim Fantástico e meu eu cheguei naquele lugar que eu olhava e via as pessoas sabe E é difícil [Música] E aí a faculdade me chamou é para falar disso oi Ia ter uma semana em uma semana científica e eles me me chamaram para falar disso F1000 a virei referência Só um médico gay assumido e tem pessoas que estão assistindo e se espelhando sabe vendo com esperança né a tua história eu fiquei muito feliz muito e ao mesmo ponto na minha palestra na minha apresentação eu coloquei fotos do grupo medtopia que a gente a gente se encontrava E eu perguntei para cada um deles da foto falei fulana eu fui convidado para dar uma aula para falar disso eu posso colocar nossa foto você se sente confortável e a maioria disse assim mas alguns disseram que não eu fiquei triste por eles mas cada um Segue Seu Caminho né a gente vê como eu falei cada um buscar sua felicidade alguns vai encontrar lá na frente outros vão desde o começo Então é isso foi muito boa muito legal história parabéns para lá pela tua história toda é tem alguma pergunta sobre isso aí nesse finalzinho aí e o podemos fechar é não tem nada aí bom Já diz obrigado pela participação aqui o resto do [ __ ] Valeu muito obrigado obrigado eu pelo espaço um chorou no final quero deixar melhor divulgado as redes pra galera quero sim eu quero agradecer o espaço obrigado Sempre que precisar de bater tema de ginecologia Obstetrícia pode me convidar eu vou arrumar o prazer adoro como eu falei desde a minha graduação eu gosto de mexer com tudo eu vou atrás de tudo e assim hoje eu tô divulgando muito o laser íntimo que é uma coisa que eu acredito é uma coisa que eu vejo o resultado as eu vejo o resultado E principalmente as minhas pacientes enxergam o resultado elas voltam para mim assim com outra vida ela fala doutor você me deu a qualidade de vida que eu queria eu tô tendo relação sexual eu tenho depoimento no Instagram que eu vou postando no Stories é que fica lá no destaques pacientes com 70 anos fala assim Doutor é mas elas são Vou ter até porque eu me sinto agora eu tô mais lubrificada eu não tenho dor na relação eu voltei a ter mais libido tenho mais aquele apetite sexual paciente que se sentiram feias ou não se sentiam seguras é por conta da parte íntima ser um pouco avantajado não era do jeito que ela queria e eu fiz a cirurgia elas voltam felizes então assim para mim isso é mudar a vida de uma pessoa mudar da água para o vinho e é isso que eu quero então eu tô mudando a minha vida você falou dos meus trabalhos Hoje eu tô tentando focar mais no legender porque é uma coisa que eu eu sei que ainda não é acessível para todos é uma tecnologia cara porque o equipamento ficar não é porque a gente vai cobrar caro é um equipamento que é caro que a gente aluga por hora e tudo e tem que repassar todos esses cursos e o consumidor final é o paciente É ele que vai acabar pagando Esse preço é igual tudo combustível com aumento mas eu o estado do leis Então eu fico muito feliz com esse resultado então é por isso que eu tô divulgando tanto atualmente eu tô atendendo aqui em São Paulo atendo em Santos atendo no Rio de Janeiro tô atendendo onde mais Recife vou a gente vai começar em Salvador Balneário Camboriú vou levar para Teresina eu quero levar o laser para o Brasil inteiro porque uma coisa que eu acredito é uma coisa que as pessoas não têm informação sobre como ele funciona é aquele que a gente falou do papanicolaou de tudo as pessoas não souberem que existe o que o que é que faz tudo mas nunca vão procurar então é importância da gente ter espaço Como será o que a gente leva a informação para as pessoas é assim surreal a gente tem que disseminar a informação para levar os benefícios do laser então ao meu papel hoje eu entendo o que é levar qualidade de vida para essas mulheres pelo Brasil afora e eu não quero transar em São Paulo eu quero dominar todas as capitais levar ou senão eu e na parte médico os colegas para que eles vezes é curtem esse trabalho lá e leva essa tecnologia para as paciência de lá porque isso tem que dominar alguns a qualidade de vida então se você tem interesse ou se você tem curiosidade quiser saber também de outras áreas da ginecologia Obstetrícia da Medicina você quer estudante você quer formar quiser tirar dúvida ao meu Instagram Dr Jadson lê né Dr de Doutor Jadson com d mudo ler L N R Dr Jadson ainda tanto no Instagram como no Facebook Facebook eu nem usa mais é só só para recortar o do Instagram nem li as mensagens que chega lá eu nem consigo ver mas é isso obrigado gente espero que vocês tenham gostado É quem quiser mandar Pergunta lá pelo Instagram também eu vou faço lá e vou respondendo boa boa amanhã está de volta então Caio é isso estamos de volta com Pedro Pimenta Pedro mente Então tá valeu todo mundo pela audiência é um bom final de tarde aí e amanhã estamos de volta Dá um beijo na sua boca essa hahaha

Trivia

Curiosidades do episódio

O que o pessoal achou

Comentários


Compartilhe com seus amigos

À Deriva

Entrevista com um toque de humor, por Arthur Petry

Dr. Jadson Lener (Médico ginecologista)

Dr. Jadson Lener é médico ginecologista, especialista em estética íntima e professor.